domingo, julho 16, 2006

EM DEFESA DE UMA ZONA PROTEGIDA - A OPOSIÇÃO VERSUS A COVARDIA E A MENTIRA DA CÂMARA DO SEIXAL ( Parte 2 - PSD )













A posição do PSD era em 2000 também contra esta alteração de uso do solo, contra este Bairro Social, Luis Rodrigues então vereador deu diversas entrevistas mostrando a sua oposição a este projecto e também se manifestou em diversas ocasiões nos forum's municipais próprios contra tal projecto.














A posição em 2006 é esta da imagem, "este bairro ASSIM NÃO", resta saber o que é o assim...

- Assim não...com tantas irregularidades?
- Assim não...sem contar com o IC 32?
- Assim não... numa zona protegida?
- Assim não... numa das ultimas zonas verdes do concelho?
- Assim não ...com off-shores por detrás?
- Assim não...para pôr aqui a população da "Jamaica" segregada de uma forma liminarmente racista?
- Assim não , com os esgotos a correr para o Rio Judeu a 20o metros deste cartaz (veja aqui o video - CLIQUE ) ?
- Assim não porque é uma zona arborizada e implica o abate de inumeros sobreiros e pinheiros?
- Assim não porque há cruzamento de interesses negociais ao permitir construção onde não é permitido, muito menos naquela volumetria, mas desocupa Vale de Chícharos "Jamaica" para outros negócios...?
- Assim Não... porque vai ali ser construído mais um GUETO?

- OU, ASSIM NÃO POR TUDO ISTO?
__________________________________________________


16 comentários:

Carmo Rodrigues disse...

Não sou do Seixal, vivo em Loutres e acho bem que lutem desta maneira, pois em breve, muito em breve se não lutarem ( e se não é já ) a Margem Sul estará igual à Margem Norte e por culpa dos mesmos.

Já tinha acompanhado este caso há uns anos atrás, parece que voltam a insistir. Lutem Resistam senão é a Corrupção a tomar conta do País. Obrigado pelo exemplo.

Anónimo disse...

Os racistas estão aflitos e com as calças na mão, já não tem quem aqui escreva a defender as suas indefensáveis posições, já tiveram que ir à Europa buscar reforços. Devem ser aqueles doutores que estão a ganhar milhares em Bruxelas. O Jorge Silva está a golear!

Paulo Silva disse...

Este anónimo parece que anda desesperado. Continuam a não argumentar com decência e fairplay o que se escreve.
Parece que o Jorge Silva anda a golear através de uns penaltis do tintol.
Santa paciência, para estes autarcas que metem as mãos pelos pés e vice-versa. Dizem uma coisa, fazem outra, prometem... não cumprem. Estratégias de quem anda atrapalhado no mundo das negociatas

Roberto Dias disse...

Devo informar o anónimo que é pena neste caso que as assinaturas do abaixo assinado não revelem as "etnias" que em Pinhal dos Frades existem e estão bem integradas na situação ideal de não estarem nem segregadas, nem concentradas e logo estigmatizadas.

O Abaixo assinado apresentado na Câmara contém assinaturas de residentes em Pinhal dos Frades e Flor da Mata cidadãos que são Ciganos, tal como há de pessoas de origem Africana, Cáucassianos /Ucranianos e inúmeros Brasileiros.

Os senhores da Câmara são analfabetos culturais, ambientais... só têm a instrução e a orientação que o partido lhes deu e é confrangedor o nível para onde pretendem arrastar a discussão, ao nível do folheto que ninguém da Câmara teve t_______ para assinar.

Racista é pretender construir um bairro, não para pessoas, mas para "várias etnias" como consta na documentação da Câmara.

Já agora gostava que a JSD nos explicasse como se fôssemos crianças o que pretende dizer com o "assim"?

Continuem com este site, estão a fazer verdadeiro serviço público.

Sobre o Jorge Silva, só se forem autogolos, tal é a vontade de até dentro do Partido o quererem fazer desaparecer.

joão poço disse...

- Em 2000 ao longo de algumas semanas foi recolhido um abaixo assinado entregue na Câmara contra este projecto, com 4000 assinaturas.
- Em 2006 em duas semanas do priodo em que decorreu a consulta publica foram reunidas e entregues sexta feira na autarquia 1500 assinaturas...
-Parece que quem anda às votas com o vestuário vive lá para as bandas do Fanqueiro e tem gabinete lá para os lados da Baía.

maria disse...

Depois de uns dias de férias, parece-me que isto anda animado por aqui.
Por um lado os argumentos e a vontade de uma população em querer que a qualidade de vida não se deteriore no concelho do Seixal. Por outro lado os stalinistas, sem argumentação, vazios de projectos e de mente fechada, que querem arrastar esta discussão para níveis arruaceiros.

Que Deus nos acuda, contra os autarcas racistas

josé soeiro disse...

"a defesa do sobreiro é importante no combate à desertificação"
Deputado do PCP pelo círculo de Beja.

j.a.s. disse...

Aquele a que chama "doutores que estao a ganhar milhares em Bruxelas" desiluda-se se se refere a mim depois de ter aqui intervido, tenho um curso superior de traduçao e e nessa area que aqui trabalho, honestamente, e tenho a dizer que os tais "milhares" a que determinado interveniente se refere passam-me ao lado, pois basta ver o que ganha um tecnico em Bruxelas, e que nem todos sao comissarios Europeus.

Mesmo os Conselheiros do Comite Economico e Social onde presto serviço, nada recebem dos tais milhares com que o senhor se preocupa, para alem de uma compensaçao pela deslocaçao que pouco mais paga que o hotel e uma refeiçao decente embora desempenhando um papel muito importante no futuro da sociedade civil.

Preocupe-se mais o anonimo com os milhares que os autarcas ganham, nao declarados e por poderem dar discriminatoriamente determinadas autorizaçoes,como autorizaçoes de alteraçao de uso do solo, num notorio abuso de poder e trafico de influencias, quanto aos de Bruxelas que ganham "milhares", mesmo esses estao a ajudar a economia nacional, quanto a mim depois de um domingo a trabalhar desde as 9 da manha, devo dizer que cada euro e bem ganho, de forma honesta e devidamente declarada.

Mais uma pergunta, qual e o problema desse senho perante os "doutores" titulo inexistente na Europa, estao os autarcas portugueses contra a existencia de gente academica e tecnicamente qualificada ? Nao sao eles uma mais valia para o pais?
Parece que nao e talvez sera por isso que a paisagem e o ambiente se tem deteriorado da forma que vejo cada vez que ai vou. As pessoas so com escola da vida podem termuito boa vontade, mas nao chega.

Anónimo disse...

São mestres da culinária essa fina flor da mata.
Um abaixo assinado, só poesia e metafisicas ambientalistas.Se eu fosse Presidente da Câmara, também folgava as costas,deixá-los falar.
Uns dias antes do fim do prazo da contestação, entretem-te lá para te entreteres.E nem dão tempo para a gente se organizar, que se dane o fogo cruzado, o fogo interno arde por cima e por baixo.
E lá vai disto, um comunicado aos municipes, de validade zero, talvez acalme um pouco o fogo das próprias hostes,e vale tudo, até dar tiros nas próprias pernas.
Do resto da receita não se sabe, mas pelo que se antevê nestes mestres da culinária, em Pinhal de Frades preferem o lume brando.

Joao Soares disse...

Ponto Verde
Só para eleogiar o seu exemplar trabalho em defesa do Pinhal de Frades. Mentiras têm pernas curtas....sim, se os inocentes e os injustiçados não ficarem calados.
Um abraço
Bioterra

Alfredo Silva disse...

Centro de Estágios Caixa Geral de Depósitos ????

Muito bem..... podiam ter chamado Centro de Estágios Euroárea ou Centro de Estágios Alfredo Monteiro..... mas não... no Seixal anti-capitalista e populista eis que o nome do tão ansiado centro de estágios do SLB tem o nome de umBanco.... que grande galo !

Fonte: www.sportugal.pt


2006-07-17 | 00:07
Benfica

CGD patrocina
Centro de Estágio

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Benfica chegaram ontem a um acordo de patrocínio que prevê os naming rights do Centro de Estágio do Seixal e a emissão do cartão de crédito do Benfica, apurou o Sportugal junto de fonte bem colocada no processo.

A partir de hoje o novo Centro de Estágio do clube da Luz tem como nome provisório Caixa Geral de Depósitos. O nome definitivo será determinado ao longo desta semana.

Ainda ontem estavam em cima da mesa mais três propostas, duas de entidades bancárias e uma outra de uma empresa de grande consumo. Porém, foi a CGD a chegar a um entendimento com o Benfica, diferente dos moldes anunciados aquando do anúncio da concessão do naming rights do Centro de Estágio.

Ou seja, na altura falou-se de um contrato com a duração de dez anos e um montante global de 15 milhões de euros – 1,5 milhões/ano. No acordo firmado pela CGD e pelo Benfica ficou estabelecido que a entidade bancária vai emitir o cartão de crédito do clube da Luz e financiar parte do Centro de Estágio. Logo, os proveitos financeiros que o Benfica vai lucrar com esta operação ainda não podem ser quantificados.

Durante o dia de hoje, segunda-feira, apurou o Sportugal, Luís Filipe Vieira vai fazer uma declaração a confirmar o acordo com a CGD. À tarde, o Centro de Estágio Caixa Geral de Depósitos vai, finalmente, abrir – tal não era possível enquanto não houvesse patrocinador.

Redacção Sportugal

Anónimo disse...

Recomeçou a censura no ponto verde comentários favoráveis às posições camarárias estão a ser "apagados", mas o ponto verde é tão estuído que deixa as respostas... Assim se vê a democracia destes senhores!... Imaginem o que seria o Seixal se eles alguma vez ganhassem a câmara.
Que Deus nos proteja do ponto verde e amigos!

césar lopes disse...

só porque devo informar-SURPRESA_:
1-Termina hoje o prazo de discussão pública do PP-Flor da Mata.
2-Em consulta efectuada hoje17.07.2006-último dia, foram detectados documentos acrescidos ao proc., que antes não constavam.
3-São documentos não numerados,não integrados no processo em conformidade com as normas, colocados entre as fls.48 e 49 do dossier a saber:
a)documento de 22.03.2005 c/registo de entrada CMS 3/180.
b)Documento datado de 17.03.2005 registo Urb nº306/22.03.2005
d)Documento (de terceiros-empresa) datado de 16.03.2005 sem registos de entrada pela CMS, com as refªs 0462/EP/VR/afs/2005
Foram solicitadas fotocópias desses documentos.

HTK disse...

Racismo!???Não existe isso no Seixal como fica atestado pelas palavras de um eleito da CDU (Acta 11, Assembleia Freguesia de Amora,de 02/06/2004)que a propósito de Vale de Chícharos afirmou que se trata de uma realidade desconhecida "e até dos próprios técnicos que têm a responsabilidade de tratar, de gerir e de tentar minimizar as questões destas manchas marginais da sociedade." Afirmou ainda que os emigrantes (oriundos dos PALOP, e de outras partes de África como o Magrebe onde "a cultura é tribal existe e é totalmente diferente daquela existente na sociedade europeia, pelo que estes cidadãos têm uma maneira de estar na sociedade que, por vezes, não se conseguem enquadrar na nossa sociedade". Afirmou ainda este eleito da CDU que retirava de tudo o que dissera "qualquer intenção xenófoba ou racista". Assim sendo ficam as consciências mais tranquilas...

Alfredo Silva disse...

Flor da Mata Constesta:

http://www.regiaodesetubalonline.pt/noticia.php?codigo=44BB9F421D53F

Anónimo disse...

A JSD Seixal, através da sua Comissão Política, vem, por este meio,protestar contra a actual situação do novo bairro da Flor Da Mata composto por moradores do antigo bairro de Vale de Chícharos. Por se tratar de um complexo habitacional que não privilegia a integração, por estar completamente isolado geograficamente do resto do concelho e da sua rede de transportes, escolas, comércio entre outras; por se tratar de uma construção mais do que desajustada ao espaço da sua localização, a JSD Seixal não pode deixar em claro uma situação que, infelizmente, começa a ser uma prática reiterada no nosso País, em geral. Faz-se, assim, um apelo a quem de direito para que a conjuntura se veja alterada, a bem de todos os munícipes seixalenses.

O Presidente da Comissão Políticca da JSD Seixal
Miguel Pina Martins