quarta-feira, setembro 30, 2009

INVENÇÕES CDU : AS CICLOVIAS "HÍBRIDAS"


É sabido que em tempo de campanha eleitoral vale tudo, mas cá pela Margem Sul abusa-se um bocado , senão vejamos :

-
Há quatro anos escrevíamos aqui no a-sul (link) que « ... numa volta até Almada e o mesmo cenário, não vejo, não encontro os duzentos e tal quilómetros de vias cicláveis prometidas por Maria Emilia, a presidente de Câmara antes das eleições, salva-se a ciclovia desgarrada que nunca mais tem lógica de rede ou de uso e que faz parte do nunca mais terminado Metro Sul do Tejo»...

Pois a prosa de há quatro anos está perfeitamente actual - tirando a inauguração do Metro - apesar de a Câmara garantir a pés juntos que há duzentos e tal quilómetros cicláveis, não vi nenhum centímetro de ciclovia ser construído pela autarquia nos últimos quatro anos , com a agravante que se refez completamente o principal eixo da cidade, que inclui uma "zona pedonal" sem que nesse eixo (refeito de raiz volto a afirmar) que vai de Cacilhas ao Centro Sul se tenha construído um centímetro de ciclovia !!!

Pelo que hoje , quando leio que «a Câmara de Almada vai inaugurar uma
ciclovia-hibrida » entre Belém e a Costa da Caparica ... depois de me refazer das gargalhadas provocadas por esta invenção única , a da Ciclovia Hibrida. vou investigar os fundamentos desta descoberta mundial ... e fico a saber que é «hibrida» , a original ciclovia, porque incluí...um trajecto de cacilheiro ...

- BRILHANTE ... DELIRANTE !!!

Mas não é tudo, falta referir que este "projecto" ganhou um prémio da Fundação Galp de 50 mil euros (resultado de votação pela internet ... ) , passo a citar a nota de imprensa que reafirma que ... um dos principais eixos da Rede Ciclável de Almada é a Travessia em Cacilheiro de Belém até à Trafaria ...e propaganda para divulgar este projecto !!!

É por isso que não encontramos, mais que procuremos, os tais duzentos e tal quilómetros de vias cisláveis propagandeados pela Dona Emília ...

Citando a nota de imprensa :

«
Este é um projecto que abarca duas grandes dimensões, que se constituem como um conjunto articulado entre um percurso ciclável “híbrido” (ciclovia + barco) e as acções para a sua promoção e divulgação.
O percurso ciclável “híbrido” integra o eixo ciclável que liga o Cais Fluvial da Trafaria às praias urbanas da Costa da Caparica, com uma extensão de 5 km, e a ligação fluvial a Belém através dos barcos da Transtejo, na qual é possível transportar gratuitamente a bicicleta. Esta solução híbrida permite assim unir as duas margens do Tejo, constituindo-se por essa razão um dos principais eixos da Rede Ciclável de Almada »

Nota : ( Foto- alguns dos primeiros utilizadores levaram a « ciclovia hibrida» a sério e dispensaram o cacilheiro , elogiaram também a qualidade do piso entre Belém e a Trafaria )

terça-feira, setembro 29, 2009

INVENÇÕES CDU : O FAROL VERMELHO DE CACILHAS













É conhecida a forma (criativa) como os regimes comunistas interpretam o passado e reescrevem a História , mas há situações perfeitamente caricatas.

Em Almada , a forma fanatico-clubistica como têm sido geridos os destinos da autarquia desembocaram este Verão num dos casos mais idiotas de que há memória.

Acontece que foi , e bem , recolocaado em Cacilhas, depois de um longo processo de recuperação feito em parceria com a Marinha portuguesa o Farol que durante décadas , gerações se habituaram a conhecer em Cacilhas orientando o tráfego maritimo.

A contece que o Farol foi reposto ... só que a côr mudou , na sua reinterpretação da história, o farol que sempre foi VERDE , passou a ostentar um camaleónico ... VERMELHO !

Assim se re-fez a História !

segunda-feira, setembro 28, 2009

INVENÇÕES CDU : O PARTIDO TRIUNFANTE


O Dia Depois às eleições que ontem decorreram obriga-nos , muito naturalmete a extrapolar para a campanha que já está no terreno para as eleições autárquicas de 11 de Outubro.

Para os concelhos da Margem Sul governados por maiorias Comunistas desde o 25 de Abril , obriga-nos a uma comparação com a representatividade real do Partido Comunista , cada vez mais relegado para zonas marginais do espectro politico, assumindo a posição de partido com a menor representatividade nacional em termos de Assembleia da República e um valor percentual , irrizório , de 7,9 % .

Esta representatividade real do Partido Comunistas em Portugal, 7,9% , por mais que se esconda atrás da coligação fraudulenta denominada CDU em que são simuladas outras duas forças politicas inexistentes - Os Verdes , ditos ecologistas , e a Intervenção Democrática - com as quais consegue ampliar um pouco mais a sua presença para além do valor real do seu diminuto valor dado pelo voto , terá que ter expressão no que é a governança a Sul do Tejo , onde chega de viver num arremedo de Democracia para finalmente - trinta e cinco anos depois do 25 de Abril e 20 depois da Queda do Muro de Berlim - sermos cidadãos de pleno direito de um país democrático.

Não é mais admissível que face a estes números, a Península de Setúbal continue a ser um território à Margem do Todo nacional onde reina o despotismo e o compadrio, onde uma minoria residual , totalitária , ignorante...governa a seu bel-prazer de forma completamente anacrónica e sem controlo , conduzindo à má gestão do território e do bem público com as consequências ambientais e sociais graves que são conhecidas de todos e se pretendem replicar e ampliar .

HÁ QUE MUDAR ! HÁ QUE CUMPRIR PORTUGAL !

domingo, setembro 27, 2009

... MAS VOTE !!!


Vote hoje livremente , lembrando-se que o 25 de Abril de 1974 foi há 35 anos , que foi essa a data em que um golpe liderado por jovens militares derrubou o regime fascista que durava há 48 anos .

Não esquecendo também que a 25 de Novembro de 1975, um contra-golpe também militar permitiu qque Portugal não tivesse mergulhado numa guerra Civil fomentada pelo desejo de implantar em Portugal , de forma pouco democrática , um regime Comunista apadrinhado pelo PCP e pela então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.


Recordando também que o Muro de Berlin, símbolo da opressão e isolacionismo totalitário, caíu há precisamante 20 anos e com ele todo o sistema corrupto e déspota que mantinha unida a URSS , nascendo daí novas nações soberanas e livres , algumas delaas que se tornaram membros da União Europeia como Democracias de pleno direito, onde só desde então , há escassos anos, há eleições democráticas e povos livres e autodeterminados , apesar do caos económico , da miséria e do passivo ambiental herdado do domínio Soviético do qual é símbolo máximo a mártir cidade ucraniana de Chernobyl.

sábado, setembro 26, 2009

ENERGIA POSITIVA



Um bom exemplo de ajuda internacional ,vinda de um dos países que nos últimos quatro anos mais evoluíu na exploração de Energias Renováveis, sendo hoje um dos líderes mundiais ... sim falo de ... Portugal , fonte EDP :


«O Grupo EDP, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados - UNHCR (ACNUR), anuncia o lançamento do projecto-piloto para o Campo de Refugiados de Kakuma, no Quénia, durante a 5ª conferência anual da Clinton Global Initiative, a decorrer de 22 a 25 de Setembro, em Nova Iorque.

Este projecto-piloto surge da adesão da EDP como membro fundador do HELPIN, uma Rede de Parceiros Portugueses de Ajuda Internacional aos Refugiados.

O projecto-piloto visa criar uma abordagem padrão de soluções de energia renovável que possa vir a ser replicada em outros campos de refugiados e ainda em comunidades remotas carenciadas. O desenvolvimento sustentável neste campo, com mais de 50 mil refugiados, será alcançado através da instalação de painéis solares fotovoltaicos, aerogeradores, lâmpadas eficientes, redimensionamento de geradores diesel, instalação de bombas de água, fornos solares e purificadores de água, criando-se melhores condições para o funcionamento de escolas, hospitais e outras instalações da Agência humanitária.

O projecto-piloto tem ainda a preocupação de fomentar o empreendedorismo social ligado à energia e ambiente, contribuindo para criar e desenvolver competências, aumentando a integração social dos refugiados e reduzindo a pobreza extrema. A manutenção de equipamentos, por exemplo, será feita pelos próprios beneficiários.

Nas iniciativas previstas, destaca-se ainda um projecto de reflorestação com espécies nativas e plantação de produtos hortícolas e frutícolas.

Após as fases de diagnóstico e concepção, já concluídas, segue-se a execução das soluções inerentes, bem como a capacitação local com recurso das Organizações Não Governamentais e outras instituições parceiras do UNHCR, em Kakuma. O projecto-piloto deverá ficar concluído até Outubro de 2010.

O êxito deste projecto-piloto contribuirá, entre outras coisas, para melhorar as condições de vida dos refugiados, em particular dos mais vulneráveis, como as mulheres e crianças, em termos de segurança, alimentação, educação e saúde.

Este projecto enquadra-se nos Objectivos do Milénio, definidos pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 2000. »

sexta-feira, setembro 25, 2009

A FRAUDE ESCREVE-SE COM TRÊS LETRAS


A imagem acima chega-nos da Moita pelo Blogue alhosvedrosaopoder , mas reproduzo-a (abusivamente) aqui , por representar TUDO aquilo em que a CDU transformou esta magnifica Margem Sul.

E esta Margem Sul foi transformada pela CDU no que a imagem tão bem documenta ; caos urbano, degradação ambiental e uma desarmonia paisagistica como só existe (ainda) no terceiro mundo.


Tudo sob uma capa de uma coligação fraudulenta com um dito inexistente partido ecologista que mais não é que a fórmula repetida de si próprio encontrada para camuflar o verdadeiro ADN de um partido passadista , totalitário para o qual Chernobyl nunca existiu e o aquecimento global é uma invenção do capitalismo.


A imagem documenta ainda a total falta de cultura ecológica por parte da CDU, neste caso na Moita onde o município local se prepara para atulhar zonas húmidas fundamentais para o ecossistema ribeirinho como são as zonas de sapal, as marinhas e salinas .


O mesmo cenário prepara-se para se repetir noutras zonas ribeirinhas onde a Câmara do Seixal, na Arrentela , se prepara para fazer o mesmo , a coberto de um Plano de Pormenor betonizador, na zona de sapal da foz do Rio Judeu transformando-a em pasto, mas para mais betão.


Chegou pois o momento para os politicos da oposição se unirem ao descontentamento popular para denunciarem, para se demarcarem desta politica desastrosa e apresentarem novas formas de viver nesta Margem sem se viver à margem do progresso, da modernidade ambientalmente sustentada e dos guetos que teimam em pretender construír.


Chegou o momento de pelo voto condenarmos estas politicas ambientalmente ruínosas da CDU!

quinta-feira, setembro 24, 2009

ALGO NOS ESCAPOU !!!


Há novos outdoors sobre o Hospital do Seixal , nos mesmos locais dos anteriores e pouco acrescentando, o que leva a questionar no desperdiçar assim , a favor de empresas de publicidade , o erário público !

Mas voltemos aos cartazes , na imagem, indicam, a 500 metros ... um hospital , para o qual será aberto concurso público durante o corrente ano e estará construído bem 2012!


Só que me escapa a sua localização, é que a 500 metros dos cartazes que enunciam o hospital a 5oo metros, só encontro zonas protegidas em sede de PDM ou de Rede Natura 2000, ou de Reserva Agrícola (RAN), ou de Reserva Ecológica Nacional (REN).

- Onde e quando foram anunciadas discussões e outras opções que concluiram naquela localização ?

- Que meios levaram à alteração de uso do solo , Plano de Pormenor e onde estão publicadas as desafectações ambientais ?

- Que contrapartidas dá a Câmara do Seixal à destruição de mais uma zona verde protegida?

- Face à União Europeia , Rede Natura 2000 que justificação dá a Câmara do Seixal para não ponderar outras localizações, nomeadamente as que resultam do Projecto Arco Ribeirinho Sul?


- O que nos andam a querer fazer escapar ?

- Já agora, quem paga e quanto custam aqueles cartazes ?

quarta-feira, setembro 23, 2009

VAMOS LIMPAR PORTUGAL


Tornámo-nos num país cada vez mais longe da natureza e dos seus ritmos, despeja-se não importa o quê , onde quer que calha , de preferênciaa num local onde ninguém veja , normalmente numa zona verde ..muitas vezes depois de se ter passado por vários contentores de recolha de lixo....

Surgiu há pouco em Portugal um movimento de cidadania que pretende alterar este estado de coisas. O movimento chama-se LIMPAR PORTUGAL ( www.limparportugal.ning.com ) .

EU ALINHO !


SEI QUE PODEMOS CONTAR COM VOCÊ DIA 20 DE MARÇO 2010 !

VAMOS LIMPAR PORTUGAL NUM SÓ DIA !

Nota: Ou dia a dia como por cá vamos tentando.

-------------------------------------------------------------------------

Entretanto na Margem Sul


Parece-me no entanto algo desonesto e abusivo, que aqueles que se queixam , não da vandalização de que têm sido alvo os outdoors de campanha (não CDU) vênham aludir que, dessa vandalização, há cartazes deste ou daquele partido (excepto da CDU) no chão a fazer lixo na via pública.

Para esses é preciso muita lata mesmo, tanta que se espera , adiram a esta campanha "Limpar Portugal".

terça-feira, setembro 22, 2009

ESTÓRIAS


Discretamente , sem promessas e em pouco tempo desde o nascimento da vontade, a Câmara de Cascais criou um Museu para Paula Rego , « A Casa das Histórias» num edifício genial de Souto Moura, ele próprio uma obra de arte que atrairá muitos visitantes.

Como isto contrasta com uma Margem Sul onde não há um único edifício de referência em termos de arquitectura contemporânea, apesar de ser o território em que no País mais se construíu nos últimos anos.


Como isto contrasta com o projecto re-re-re-reprometido de um Museu Cargaleiro by Siza Vieira para o Seixal , ainda por cima não implicando nem um "Plano de Pormenor" , com mais betão para o concretizar...

segunda-feira, setembro 21, 2009

JAMAICA...MAIS UMA !


Mais uma achega à Novela Jamaica desta feita publicada dia 18 no jornal online I MAIS (link) , cito :

Sexta, 09/18/2009

O presidente da Câmara Municipal do Seixal, Alfredo Monteiro, diz que está à espera de estabelecer um protocolo com o Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) para realojar cerca de 150 famílias de Vale de Chícharos. No entanto, fonte do IHRU garantiu ao iMais que «não deu entrada no instituto» nenhum pedido da autarquia relativamente a Vale de Chícharos.

Há vários anos que aquele bairro espera por uma reconversão urbanística, que será promovida pela imobiliária Urbangol (link 1) , mas a autarquia ainda não avançou com o processo de realojamento. No início da década, a Câmara do Seixal assinou um protocolo com a Urbangol (link 2) – grupo constituído por várias empresas do distrito de Setúbal - que previa a construção de 33 fogos de habitação social, por parte do promotor, e o co-financiamento do realojamento de cerca de 150 famílias ficando este processo a cargo da autarquia. Esta foi a solução acordada para que possam ser demolidos os prédios onde residem estas famílias e se avance com a reconversão urbanística do bairro. A Urbangol (link 3 ) , dona do terreno, quer construir cerca de 170 fogos e 300 lugares de estacionamento. «Vamos transformar um verdadeiro cancro numa zona de excelência», refere fonte ligada à Urbangol.

Uma das questões que atrasava o processo era a falta de um Plano de Pormenor para Vale de Chícharos, mas este já foi aprovado e publicado em Diário da República, em Abril. Falta agora uma solução de realojamento, mas o presidente da autarquia refere que dada a envergadura do investimento, pediu ajuda ao IHRU para que o realojamento se faça «num modelo semelhante ao PER». «O instituto disse-nos que há uma solução e aguardamos agora para estabelecer um protocolo», refere Alfredo Monteiro. (...)

O autarca refere ainda que o promotor – a Urbangol – também terá de ter uma participação no realojamento. Sobre esta questão, um representante da empresa disse ao iMais que «o principal interessado na reconversão daquela zona – a Câmara Municipal – não está a fazer tudo o que deveria ser feito». «A Câmara comprometeu-se a realojar as pessoas e a Urbangol já avançou com alguma verba, mas nada foi feito», disse a mesma fonte.

Por Vera Mariano

_______________________________________________

Um simples exercicio aritmético e lógico :

1 ) Há segundo dizem 150 familias a realojar ... mas a Urbangol compromete-se a construír 33 fogos sociais ... não é pouco ? É que 150 - 33 = 117 !!!

. Para onde vão essas restantes 117 familias ?

2) A Urbangol (uma das maiores devedoras ao fisco lideradas por um membro ex. Comité Central do PCP) afirma que
«Vamos transformar um verdadeiro cancro numa zona de excelência», então mas para onde vai a restante parte do « CANCRO » ?

. Um "Cancro" mudado de sítio não continua a ser um "Cancro" ?

3) Diz também o artigo que «
Uma das questões que atrasava o processo era a falta de um Plano de Pormenor para Vale de Chícharos, mas este já foi aprovado e publicado em Diário da República, em Abril. Falta agora uma solução de realojamento » ...

. Então, mas o Plano de Pormenor de Vale de Chícharos (Jamaica) não contempla o realojamento ?
. Então vão criar uma zona de excelência (à custa do erário publico - IHRU ) mas não para quem lá vive ?

. Criam zonas de excelência onde antes (agora) havia (há ) cancros , mas para novos e ricos residentes, não para os desfavorecidos que lá habitam e que EXPULSAM ? Mas estamos em Luanda, onde isso é prática corrente, ou no Seixal ?

- Esta história está muito , muito , muito mal contada , relembro que nas últimas autárquicas foram prometidos para aquele local 87 fogos sociais (cartaz da imagem) .

- Onde estão eles ?

domingo, setembro 20, 2009

SEIXAL HOJE - GUERRA DE GUETOS E GANGUES


Este é o Seixal de hoje depois de 35 anos de maiorias CDU , artigo Correio da Manhã de 18 de Setembro , cito :

«..."Quando eles entraram aqui já era para o matar. Levou dois tiros mas ainda saiu pelo próprio pé. Pior foi um cliente meu, que nada tinha a ver com a guerra [de gangs, entre os bairros do Jamaica e da Quinta da Princesa] e também levou um tiro na zona lombar." A descrição é de Gabriel da Luz, proprietário do restaurante Mariposa, na Amora, Seixal, que anteontem à noite viu o seu espaço, com 12 clientes aterrorizados, ser invadido por quatro homens com facas e duas pistolas.

Dois jovens foram ali baleados, sendo que um deles era um simples cliente que nada tem a ver com as rivalidades de gangs. A guerra está mais acesa do que nunca – e teve o último episódio pelas 22h40 de anteontem, quando C.V., de 23 anos, surdo-mudo oriundo da Quinta da Princesa, passeava sozinho junto ao largo das piscinas da Amora. Passou por ele um Ford Fiesta de cor escura, com quatro elementos de um gang do Bairro do Jamaica – e estacionaram logo o carro para o perseguirem a pé.

A abordagem foi feita em frente às piscinas, num banco de jardim. A vítima, um jovem já referenciado pelas autoridades policiais como desordeiro, entrou em discussão com os perseguidores – e, logo ali, levou um tiro de raspão no pescoço. Não lhe restou alternativa a não ser fugir para dentro do restaurante. O espaço, cheio de clientes, foi invadido pelos quatro homens, armados com duas pistolas e duas facas.

'O rapaz ainda tentou fechar a porta de vidro mas eles partiram--na logo com dois pontapés. Quando dei por mim tinha os clientes escondidos atrás do balcão, debaixo das mesas, na casa de banho. Foi o pânico geral', recorda ao CM o proprietário do espaço. Já lá dentro, foram disparados dois tiros.

Um atingiu outra vez C.V., desta vez nas costas – levou ainda uma facada na mão –; o outro atingiu a zona lombar de um cliente, V.R., de 24 anos. Este último encontra-se ainda hospitalizado em Almada, em estado considerado grave, enquanto C.V. já recebeu ontem alta.

DUAS ZONAS DE TRÁFICO DE DROGA E CRIME VIOLENTO

Apenas dois quilómetros separam os bairros do Jamaica e da Quinta da Princesa. A rivalidade existe desde que estas duas zonas problemáticas nasceram na Margem Sul do Tejo, em 1975, albergando, na sua maioria, pessoas oriundas das antigas colónias. O tráfico de droga e os roubos violentos sempre estiveram associados a estes dois bairros da zona do Seixal.

Os episódios de violência entre moradores, fruto desta rivalidade, são frequentes. Recentemente, um jovem foi esfaqueado nas costas por dois outros oriundos do bairro do Jamaica. Dias antes, a situação era contrária. Um jovem do Jamaica deslocou-se com uma rapariga ao bairro rival e foi baleado num pé.

É frequente a polícia fazer buscas e fiscalizações nos dois bairros, mas só o faz com grande número de efectivos e fortemente armados.

VÍTIMA ESTEVE NOS CONFRONTOS COM A POLÍCIA

No dia 24 de Julho, um dos jovens anteontem baleado foi um dos intervenientes nos desacatos que se registaram na Quinta da Princesa. C.V., surdo-mudo, foi um dos jovens que deu a cara perante a Comunicação Social. Amigos de C.V. relataram que o surdo-mudo tinha sido agredido de forma brutal por elementos da polícia, o que tinha revoltado a população do bairro.

No dia seguinte, jovens incendiaram dois carros de modo a atrair ao bairro a polícia. Uma patrulha foi recebida aos tiros e com cocktails molotov. O Corpo de Intervenção da PSP cercou o bairro. Um homem foi detido e doze identificados.

PORMENORES

AGRESSOR IDENTIFICADO

A PSP marcou presença em força no local, com seis carros--patrulha. De imediato foram feitas rondas ao local, de forma a detectar os agressores. Sem sucesso. No entanto, o autor dos disparos, do Bairro do Jamaica, segundo uma fonte da PSP já está identificado.

FACA DEIXADA NO LOCAL

No meio da confusão, os agressores deixaram para trás uma faca, com cerca de dez centímetros de lâmina, a mesma que atingiu C.V. numa das mãos. A Judiciária esteve no local a recolher indícios. (João Tavares) »

sábado, setembro 19, 2009

ALMADA NA TV - NO DESERTO DE ALMADA


O Dr. Garcia Pereira , candidato pelo MRPP, reforçou anteontem em Almada que a critica e a avaliação negativa feita às opções da CDU para Almada abarcam todo o espectro politico nacional.

Trata-se de uma questão únicamente defendida pela CDU em que a sua teimosia e autismo deixam esta força politica cada vez mais isolada e distante da população, das forças vivas do concelho e de todos os outros partidos.

Os inúmeros protestos populares de que é corolário a manifestação de ontem frente à CMA (Ver aqui reportagem do blogue EmAlmada-link ) são reveladores de um descontentamento que se torna a cada dia que passa, mais avassalador e num movimento crescente pela « ruptura e mudança » .

Sublinhado também por este candidato de extrema-esquerda , as consequências que o fecho ao trânsito do principal eixo da cidade tiveram para os comerciantes, representantes da outrora
burguesia tão detestada pelo Partido Comunista, mas que hoje fazem parte , hipocritamente , das suas muito eleitoralmente estimadas pequenas-mini-micro-nano empresas ...

sexta-feira, setembro 18, 2009

ARRÁBIDA NA TV - CRIME DISSE ELE !



O video acima , que documenta o crime ambiental em pleno Parque Natural da Arrábida, é sem dúvida , e até agora, o momento e a iniciativa ambientalmente mais útil desta primeira semana de campanha eleitoral.

Numa semana de campanha escassa na abordagem de temas de ecologia , que é uma das questões centrais das sociedades desenvolvidas actuais, e de análise obrigatória pelos politicos , e pelos partidos - transversalmente - este pequeno apontamento traduz o que se entende como uma campanha útil e inteligente no início do século XXI!

Não se compreende que na época da TV em directo, dos canais de notícias 24h , do You Tube e do Twiter ... se opte pelos velhos métodos de propaganda , do cinzentismo de alguns cartazes às frases vazias de conteúdo ( a pior é aquela que «o candidato» às autárquicas subscreve a frase ... "Faro é Faro" ...) passando pelas peixeiras e tendeiros ou pelos almoços e jantares com discurso de sobremesa a fazer inveja à melhor baba de camelo .

Apesar do que considero ser o sectarismo com que o B.E. encara a questão ambiental ... avalio este como um bom apontamento digno deste destaque.
____________________________________________

Ontem também o candidato José Sócrates ao ser filmado num TGV entre Paris e Bruxelas documentou e desmistificou a demagogia em torno desse meio normal de transporte na Europa esclarecida e civilizada.

quinta-feira, setembro 17, 2009

A REVOLTA DE ALMADA !




Pode-se construír uma cidade contra os cidadãos ?


Pode-se impôr um metro à superfície para mera propaganda, quando este deveria passar em subterrâneo nas zonas mais sensíveis e habitadas ?

Pode um metro cortar o principal eixo de uma cidade actuando um semáforo a frequências inferiores a cinco minutos ?

Pode um metro, por mera teimosia quase que entrar dentro de alguns apartamentos, e tirar o descanso dos seus residentes depois de roubar os seus estacionamentos ?

Pode uma autarquia construír um shopping com estacionamento , grátis numa zona verde da cidade e depois tirar os estacionamentos do centro (obrigar a pagar os restantes) , arrastar obras para além do aceitável e perseguir os cidadãos ?

É suposto uma "zona pedonal" ser atravessada por duas vias férreas ?

Porque razão há transportes públicos de primeira (o metro) com estações confortáveis e espaços públicos tomados e os de segunda, os autocarros , expoliados até dos abrigos para os passageiros ?

É legítimo limitarem e perseguirem os utentes de uma escola existente há mais de meio século exactamente no centro da cidade ? ...

Imagina uma cidade que requalifica toda a sua principal via, via essa que liga a cidade ao seu parque verde onde há uma das únicas ciclovias dessa cidade e que não tem ciclovia a ligar o centro a esse parque ?

Pode uma cidade viver, escorraçando as suas forças vivas e o seu comércio depois de tornar inóspitas e inacessíveis as suas ruas ?

Pode ...pode... mas mais tarde ou mais cedo as pessoas revoltam-se !

quarta-feira, setembro 16, 2009

"OS KAMUFLADOS" - COMPROMISSOS NÃO CUMPRIDOS


No pequeno e ecológico folheto programático editado por "Os Verdes" em 2005 , para as últimas eleições autárquicas constavam 20 pontos.

A maioria tratava de generalidades do tipo "Concelho livre de armas nucleares" como aquele célebre cartaz que durante muitos anos marcava a entrada em Sesimbra , de forma que é a custo que encontramos meia dúzia de propostas ... "verdadeiramente ecologistas" , mas tão do senso comum, tão básicas e fáceis de concretizar...que tantos anos e maiorias depois continuamos a não compreender porque não foram afinal postas em prática.


Ou melhor, porque razão nos últimos quatro anos foram postas em prática pela CDU, politicas exactamente inversas à que constavam , não promessas eleitorais, mas « 20 Compromissos verdes para as Autarquias Locais » :

Vejamos uma meia dúzia desses 20 compromissos :

- Promover , apoiar e incentivar a produção local e familiar e a vertente biológica (...) . Disponibilizar à população áreas de terra com vista à prática agrícola e de jardinagem.

- Desenvolver politicas que: promovam um desenvolvimento local sustentável com implementação da Agenda 21 Local ; assegurem a gestão dos riscos ; defendam o património natural e paisagístico , nomeadamente os solos de aptidão agrícola e florestal, as zonas ribeirinhas , as florestas e as áreas protegidas.

- Fomentar a educação para o ambiente (...) com especial atenção para as escolas, apoiando nomeadamente a criação das hortas e quintas pedagógicas.

- Desenvolver Planos municipais de combate ao fenómeno das Alterações Climáticas (...) promovendo a eficiência energética dos edificios (...) apostando na diversificação das fontes de energia renováveis, com especial atenção para a solar e eólica ...

- Desenvolver e implementar planos de mobilidade que incluam o ordenamento da circulação automóvel e do estacionamento e generalizem a existência de circuitos municipais pedonais e/ou cicláveis com forte valorização dos espaços e corredores Verdes.

- Fomentar mudanças de atitudes e comportamento dos cidadãos (...) generalizando o uso do papel reciclado nos vários serviços autárquicos ; incentivando o uso da bicicleta.

Como vemos é abissal a diferença da realidade ... para a ficção dos compromissos assumidos pela CDU hà quatro anos !

É Urgente acabar com esta MENTIRA !

terça-feira, setembro 15, 2009

"OS KAMUFLADOS"


Apesar de só existirem no mundo das fábulas , de onde de tempos a tempos saem - da invenção criada por Zita Seabra (link) e José de Magalhães num qualquer gabinete do PCP - mostram-se agora ao mundo em vésperas de eleições. Não para ír a votos, coisa que nunca fizeram como partido, mas para justificar a tal coligação que pelo facto de o ser, consegue de uma assentada, esconder a foice e o martelo (link) , conseguir mais tempo de antena e mais umas cadeiras ... secretárias e uns euritos do parlamento e do sistema .

Em termos práticos, apesar de não existirem (link) , conseguem inventar trabalho e aparecer para o retrato , desta vez num restaurante Moitense, segundo o seu candidato Afonso Luz « ilustrando o envolvimento de "Os Verdes" na vida do distrito e o empenhamento dos seus militantes na defesa dos principios ecologistas e do bem estar das populações ».

As diversas formas de intervenção do PEV (link) , segundo os próprios foram mencionados por essa referência ambientalista nacional que é Jorge Taylor - alguém conhece ? - A luta contra a co-incineração na Arrábida, a avaliação de I.Ambiental do novo aeroporto , a componente Ferroviária na terceira travessia, o Plano de Ordenamento da Arrábida , os projectos turisticos para o litoral alentejano, o empreendimento de Troia, o cordão dunar da Costa da Caparica, a consolidação das escarpas de Almada e Sesimbra entre «muitas outras coisas em que se envolveram»

Ài se não fossem "Os Verdes" ...como não seria esta margem ? ... Construção desregrada para as periferias verdes , desflorestação e ausência de valores de conservação natural , território desordenado , transportes não integrados , ausência de ciclovias, não fomento de hortas sociais , não investimento das autarquias em energias renováveis , esgotos ainda a correr para o Tejo, praias fluviais ao abandono, desertificação dos centros urbanos, Rede Natura 2000 a saque ...

- Ah! mas isto tudo continua a existir ? Bom, então ainda bem que coerentemente mantêm as aspas...


- Notícia de O Rio

segunda-feira, setembro 14, 2009

O CIRCO CHEGOU À CIDADE...DE FARO!


Jerónimo de Sousa , Secretário Geral do PCP, cabeça de Lista CDU , teve na passada sexta-feira em «pré campanha» o desplante de em Faro criticar o crescendo de Centros comerciais e do quanto tal afecta o comércio local ...

O que terá esse irresponsável politico - pois nunca teve responsabilidade politica alguma - a dizer do Almada Forum, do Rio Sul, do Forum Barreiro , do Forum Montijo, do Freeport, dos LIDL , IZZI, LECLERC, Continetes , Jumbos e afins ... que crescem como cogumelos , fomentados por Câmaras CDU as quais tiram contrapartidas eleitoralistas (e partidárias) dos mesmos ???


O que tem ele a dizer da asfixia , desertificação do Centro de Almada e do em breve anunciado abandono do casco antigo do Seixal, com a inauguração da «Grande Superfície» burocrático-governativa criada pela Câmara e um grande grupo económico e denominado , eufemisticamente claro , Paços do Concelho...

domingo, setembro 13, 2009

COMPLEXOS ABAFAM UMA BOA IDEIA


Já aqui assinalámos os complexos de classe, ou a vergonha das suas origens que leva a que orientações tão modernas e ecológicas como o uso da bicicleta e a prática do cultivo de hortas sejam , já não digo fomentadas, mas pelo menos divulgadas pelas autarquias da Margem Sul.

De Alcochete , pelo blogue Praia dos Moinhos vem-nos mais um exemplo, cito :


« A julgar pelas imagens com planos fechados disponíveis aqui, os residentes alhearam-se totalmente de uma inspiradora iniciativa francesa há dias terminada em Alcochete sem honra nem glória, embora merecedora de amplo destaque e de um envolvimento humano que visivelmente não teve.

Dispondo apenas de informação municipal frouxa e recheada, como habitualmente, de autopromoção ao sistema mas menosprezando o lado social das coisas (erro primário de comunicação), eu próprio não me apercebi a tempo das características da iniciativa e da sua importância como fonte inspiradora para a comunidade local.

Só agora tive oportunidade de investigar o assunto em pormenor e fiquei espantado como pudemos ignorar e alhear-nos de uma coisa destas.
Mais espantado fiquei porque a ideia me parece inspiradora para inúmeras iniciativas locais similares, bem como para divulgação internacional das nossas tradições, História e cultura, recolhendo-se, em contrapartida, ideias, símbolos, experiências e conhecimentos úteis ao enriquecimento da coesão social e do património alcochetanos.

Entre 25 e 27 de Agosto estiveram em Alcochete vários membros da associação francesa «Jardin Nomade», sediada em Brest, que durante dois meses viajaram por Espanha e Portugal com a deliberada intenção de promover algo praticamente desconhecido na Península Ibérica mas muito divulgado em certas regiões europeias e norte-americanas: jardins e hortas partilhados – as famosas hortas sociais do arq.º Gonçalo Ribeiro Telles, cujas ideias só serão reconhecidas quando desaparecer do nosso convívio. O habitual, de resto.

Sem prejuízo de uma leitura calma e ponderada deste documento-guia da iniciativa, bem como do blogue de «Jardin Nomade», adianto que, com o apoio da municipalidade de Brest, residentes nessa cidade (entre os quais há até alguns portugueses) criaram, na última década, 30 hortas e jardins partilhados.
Jardineiros, criadores inspirados, amantes do contacto com a Natureza, floricultores e simples curiosos juntam-se para alindar um espaço devoluto ou abandonado. Produzem e permutam produtos hortícolas, plantas ornamentais, árvores e flores.
O movimento começa a ser internacionalmente conhecido como «comunidades criativas» e aqui há mais exemplos inspiradores e interessantes.

Partindo do princípio que mais alguém se sentirá atraído por boas ideias, resta-me deixar alguns desafios:

1. Nos bairros deste concelho organizem-se grupos de criativos voluntários para alindar as abandonadas rotundas e outros inúmeros espaços mortos ou sem aproveitamento algum. Imponham aos autarcas a cedência de plantas e meios para a construção e manutenção desses espaços;

2. Dentro de um ano ou dois organize-se um grupo para ir a Brest retribuir a iniciativa pioneira de jardineiros-viajantes daquela cidade. Prepare-se um espaço nobre capaz de albergar as plantas recolhidas durante a viagem;

3. Exija-se aos envergonhados autarcas que, ao invés de ocultarem a horta nómada francesa no Sítio das Hortas, a mudem para qualquer local central numa das freguesias do concelho. Aquela horta é um acto cortês pioneiro e simbólico, tem poder evocativo e os símbolos não são para esconder;

4. Repare-se como é possível que localidades pequenas e mal conhecidas saltem para a comunicação social sem ser pelas piores razões. A inteligência distingue os seres humanos dos outros animais.»

sábado, setembro 12, 2009

DOS POBRES DE ESPIRITO ... É O ESTUÁRIO DO TEJO !


As zonas húmidas do estuário do Tejo estão há muito a saque. É doloroso comparar por exemplo a Margem Sul do Tejo com o que se tem feito em termos ambientais na Margem Sul do Douro , em Vila Nova de Gaia (link) ...

Enquanto a Norte - V.N. de Gaia - se criam parques ambientais , verdadeiros refúgios de aves e de todo o ecosistema inerente a esses verdadeiros santuários , a Sul, no Seixal, fazem-se pisciculturas em zona de nidificação de aves e reprodução de peixes e agora, como na Moita , entulham-se "Marinhas" , a Zona húmida entre a « Caldeira da Moita até à Praia do Rosário» ... citando o blogue Alhosvedrosaopoder « trata-se da destruição da fauna e flora estuarina onde nidificam os peixes , no berçário natural do estuário » .

É triste para nós (adultos por cá nascidos) que ainda gozámos o muito que de fantástico e único tinha esta Margem Sul , mas será decepcionante para as futuras gerações que saberão , já num ponto sem retorno o que esta geração de incultos (CDU) no poder destruíu !

O presente próximo (11 de Outubro) permite mais uma vez julgar este rumo e pôr um ponto final na destruição das ainda resistentes riquezas com que a natureza nos contemplou há 400 MIL MILHÕES de anos e que insistimos agora em destruír - em sobranceria perante o passado, mas sobretudo ignorando o futuro - nestes ultimos 3 ou 6 MIL ... DIAS !!!

sexta-feira, setembro 11, 2009

ORDENAMENTO FAZ DE CONTA


O ordenamento faz-de-conta que em Almada pretende ter retirado automóveis do centro de Almada , quando na prática só desviou tráfego para vias secundárias parece ter feito escola, agora chegam-nos notícias de protestos populares em Pinhal dos Frades no Seixal exactamente por uma questão semelhante.

De pacato lugarejo de moradias unifamiliares , Pinhal dos Frades passou nos últimos anos a ser caracterizado por urbanizações de prédios de três e quatro andares , o que aconteceu também em povoações vizinhas como a Quinta das Laranjeiras ou Redondos que utilizam as mesmas vias de acesso a Lisboa ou ao Seixal ou à EN 10 e que por via da carga urbana decidida pela autarquia, aumentaram significativamente o tráfego nas mesmas, anteriormente pacatas, ruas.

A autarquia do Seixal não tem sabido dar resposta a esta realidade por si criada.

Mas quem não está de novo pelos ajustes é a população conhecida pela aguerrida defesa ambiental que faz do Pinhal e que reuniu há alguns anos um abaixo assinado com quatro mil assinaturas contra a criação de mais um Bairro Social em zona protegida no Plano Director Municipal.


Desta feita, decorre novo abaixo assinado contra as inúmeras experiências tentadas de há dois anos a esta parte nas vias de Pinhal dos Frades , algumas completamete irracionais, outras incompreensíveis, a maioria delas contestadas por uma grande maioria de residentes.

Ao mesmo tempo que se transformam ruas secundárias em vias pricipais, se cortam os poucos pinheiros resistentes , não há propósito de criar ciclovias na povoação , o que facilmente poderia ser feito em vias largas e de sentido único existentes e que iria ao encontro dos desejos da população, sobretudo dos mais de dois mil jovens que frequentam a escola EB 2+3 e que assim se poderiam deslocar em mais segurança.


Mas nada disso parece comover a maioria CDU no poder há 35 anos no Seixal .

quinta-feira, setembro 10, 2009

BONS "BISCATES" ...NO SEIXAL (2)



A notícia de ontem do DN revela-nos a necessidade de uma auditoria independente de alto a baixo à Câmara do Seixal.

Trinta e tal anos de poder discricionário levam-nos a crer, face a várias evidências, dessa real necessidade, bem como de uma urgente alternância democrática no poder.
Mas não foram só os casos aqui reportados ontem a constar no relatorio da IGF. Outras conclusões foram-no, segundo o D.N. (cito) :


- « A Câmara Municipal do Seixal pagou 6,6 MILHÕES de euros pela realização de 801 621 horas de trabalho extraordinário entre 2004 e 2006, havendo casos de funcionários que fizeram mais de 1000 horas anuais . - Deficiências no controlo das ajudas de custo, subsídio de transporte, telemóveis (onde a ultrapassagem dos limites fixados não implicou reposição das verbas).

- Transferência de 1,3 MILHÕES de euros para os Serviços Sociais com "uma parcela elevada" a servir para "pagar despesas com a saúde dos associados".

- Controlo insuficiente das despesas apresentadas mensalmente pelos serviços da ADSE »


- Ficam-nos é claro outras dúvidas , quem são os trabalhadores contemplados com tal maná de horas extraordinárias, se os msis competentes, se indiscriminadamente, se os do partido... se foram os do partido...reverteu uma parte do valor dessas horas ...para o PCP ?

- Se alguma dessas horas foi executada, por exemplo... ao serviço da Festa do Avante ou do PCP , se foram cumpridas por má gestão, por fins eleitorais , por actividade não directamente relacionadas com o normal funcionamento da autarquia ?

- Fica-nos sobretudo a necessidade de explicar (justificando aos contribuintes ) que trabalho desenvolveu a Dra. Paula Pinho e sua importância, nos (alegados ) inúmeros fins de semana, feriados e férias em que foi principescamente paga (ao que alegadamente parece, irregularmente) pela CMS ... segundo o DN , 150 268 euros.


Isto quando , relembro que a Dra. Paula Pinho esteve na defesa do Municipio do Seixal no caso da criança afogada no esgoto (link) , recorrendo esta da sentença do Tribunal do Seixal, de a CMS pagar à familia enlutada, uma indemnização de 250 000 euros ...

É no minimo repugnante , do ponto de vista politico e "social" , a orientação de uma entidade , neste caso uma autarquia , que tão fácil e compreensívelmente paga mais de 400 MIL euros de honorários a dois advogados, mas se recusa a assumir - com recurso ao desempenho de um desses mesmos advogados - a indemnização de 250 mil euros pela perda de uma vida humana decretada pelo Tribunal ... ainda mais dizendo-se Comunista.
___________________________________________

- Actualização, Noticia JN de hoje (link)

...e também aqui no Correio da manhã (link) sobre os pagamentos a Cândido Mota e Modesto Navarro

quarta-feira, setembro 09, 2009

BONS "BISCATES" ...NO SEIXAL

Segundo o Diário de Noticias de hoje, cito :

« Uma auditoria da Inspecção-Geral de Finanças à Câmara do Seixal identificou "eventuais infracções financeiras" cometidas pelo presidente, Alfredo José Monteiro da Costa (PCP), por autorizar o pagamento de despesas sem os respectivos suportes legais durante vários anos. O relatório dos inspectores já foi enviado pelo Tribunal de Contas para o Ministério Público.

O presidente da Câmara do Seixal, Alfredo José Monteiro da Costa (PCP), terá de devolver 412 573 euros ao Estado se se confirmarem as "eventuais infracções financeiras" detectadas pela Inspecção- -Geral de Finanças (IGF) em 2008.

De acordo com o relatório, a que o DN teve agora acesso, o autarca - candidato da CDU à Câmara do Seixal nas próximas autárquicas e que aufere cerca de 4000 euros - autorizou o pagamento de despesas sem a devida cobertura legal a dois "prestadores de serviços" que, no conjunto, totalizam o montante de 412 573 euros.

Depois de ouvido o contraditório de Alfredo Monteiro da Costa, a IGF entendeu que "a relevância das situações evidenciadas" justificava o envio do relatório (que abrangeu o período de Janeiro de 2004 a Julho de 2007) para o Tribunal de Contas - que o remeteu para o Ministério Público em Fevereiro deste ano.

Os prestadores de serviços em causa são Ana Paula Pinho da Silva e Filipe Manuel Andrade Baltazar, advogados que não podem ser ao mesmo tempo funcionários públicos (segundo a Ordem dos Advogados). Contudo, a IGF registou diferenças entre os dois casos nos "factos susceptíveis de integrar infracções financeiras".

Em relação a Ana Pinho da Silva, esteve em causa o "pagamentos [150 268 euros] no âmbito da realização de trabalho em dias de descanso semanal, de descanso complementar e feriados" entre Janeiro de 2003 e Julho de 2007 - "abrangendo praticamente todos os sábados, domingos e feriados desses anos", constatou a IGF.

O problema é que a CMS pagou à advogada como se fosse funcionária da autarquia, o que não era o caso à luz do contrato de prestação de serviços celebrado em 1981. Para a IGF, "a responsabilidade pela prática de tais irregularidades deverá ser imputada ao presidente" da Câmara, "tendo em conta que foi este eleito local que assumiu as despesas em causa".

Alfredo Monteiro da Costa teve uma posição diferente. Em resposta à IGF, o autarca explicou que aquele pagamento do serviço aos sábados, domingos e feriados "integra-se no pagamento de trabalho efectivamente prestado ao abrigo da relação contratual existente e não do estatuto de funcionário público".

No caso de Filipe Baltazar, foram pagos pagos 262 305 euros a alguém "cuja contratação foi efectuada com inobservância dos normativos legais em matéria de contratação pública", sustentou a IGF.

Em causa esteve a admissão do advogado por ajuste directo, através de uma empresa que alegadamente propôs diferentes candidatos à autarquia. Para a IGF, neste caso "não foi observado o princípio da legalidade" e também "não foi observado o princípio da transparência e da concorrência".

Alfredo Monteiro da Costa sustentou que a autarquia "pretendia avençar um advogado com experiência e conhecimentos comprovados, tendo optado por confiar numa empresa especializada a identificação do jurista a contratar, não recorrendo a uma escolha subjectiva". O autarca sustentou ainda que a escolha foi "precedida de um processo de escolha de vários candidatos".

Mas, segundo o relatório, "a edilidade não disponibilizou à IGF o processo administrativo que culminou com a contratação" de Filipe Baltazar - porque o processo elaborado pela empresa, argumentou a CMS, foi classificado como "'confidencial' por existirem referências curriculares e a identificação dos candidatos preteridos".

A auditoria de rotina da IGF à CMS visou "verificar a regularidade das remunerações e outros abonos dos membros dos órgãos autárquicos e respectivas contribuições, verificar a legalidade da atribuição e pagamento dos abonos variáveis ou eventuais, verificar a regularidade da aquisição de serviços a pessoas singulares (incluindo tarefas e avenças)" e, ainda, "controlar o limite" imposto pela Lei do orçamento de Estado de 2006 "às despesas com pessoal das autarquias locais".»

terça-feira, setembro 08, 2009

AVANTE 24 HORAS DEPOIS


Ontem ao final do dia , passava das 18h (imagem 1) , vários funcionários da limpeza da CMS não tinham mãos a medir para continuar a remover o lixo ainda acumulado um pouco por todo o lado.

Observando o muito lixo ainda existente junto à baía entre a Atalaia e os estaleiros da Medideira (imagem 2) , ou sobretudo a ver o que tinha sido o acampamento junto ao LIDL da Amora (imagem 3), muitas horas de trabalho e muitas viaturas serão necessárias para repôr a normalidade.

Já percebi porque tudo o que aqui escrevo tendo como tónica um melhor ambiente, com melhor qualidade de vida , melhores espaços e conservação da natureza é tão atacado pelas forças CDU no poder .


É que falamos de referenciais civilizacionais completamente diferentes...


Ao observar o lixo deixado por todo o lado, ao ver a lixeira onde centenas de pessoas acamparam durante o último fim de semana , o lixo deixado nos acampamentos selvagens junto à Baía, percebe-se que não compreendam uma palavra dos posts que aqui venho colocando.


As imagens mostram (um pouco) o resto. Só mais duas ou três coisas que não compreendo . Como é que num partido tão "solidário" e "tão defensor dos mais explorados" :

- Porque têm de ser funcionários camarários a limpar a Merda que deixam e não quem a produz ?


- Quanto paga o PCP aos Seixalenses pela ocupação de espaços envolventes da Atalaia ?

- Quanto paga o PCP à Câmara do Seixal pelas TONELADAS de resíduos extra produzidos e removidos nesta ocasião (é o pricipio correctamente defendido pelos Verdes de poluidor pagador...) ?

- Porquê tanto activismo e participação a montar... mas ninguém para limpar ?

E já agora um conselho construtivo para próximas Festas, na Atalaia ou ao que parece , noutro qualquer lugar , os Camaradas "Verdes" poderiam elaborar uma brochura de bom comportamento ambiental e civismo , pontos que que têm escasseado nas últimas edições.

segunda-feira, setembro 07, 2009

COMPARAÇÃO AMBIENTAL - AVANTE VS ROCK IN RIO



Abordámos ontem a temática do impacto local da Festa do Avante , sei que há residentes no local que não suportam o campismo selvagem, o lixo, o ruído , o estacionamento abusivo ... tudo isto incompreensívelmente tolerado como se o concelho do Seixal fosse a Atalaia e a Atalaia o concelho do Seixal ..., por isso vão compulsivamente de férias para outro lado nesta altura.

E o que ganha o Seixal com isto ? O que fica como contrapartida , para o Seixal ?

- ZERO !
... Para além do que vai para o cofre da "previdência" do PCP!


Compare-se esta atitude predatória do PCP com os propósitos ambientalmente correctos do Rock in Rio Lisboa... e dizem eles que "OS VERDES" fazem parte da"Festa":


« Para as suas próximas duas edições, o Rock in Rio elegeu as alterações climáticas como tema central do seu projecto social «Por Um Mundo Melhor». Com base no programa Carbono Zero, o evento será desenvolvido com o objectivo não só de reduzir e compensar as emissões de carbono do evento, mas também de «chamar a atenção de empresas, organizações e do cidadão comum para a necessidade de mudar de atitude perante o tema das alterações climáticas».

A primeira medida do plano de redução de emissões Rock in Rio 2008 - que se realizará 30 e 31 de Maio, 6, 7 e 8 de Junho de 2008, em Lisboa, e 27 e 28 de Junho, 4, 5 e 6 de Julho, em Madrid - já está definida: a fonte de energia para a montagem do Palco Mundo será solar.

Para montar e desmontar esta estrutura são necessários meses de trabalho e a utilização de equipamentos que consomem muita energia: máquinas de corte e soldadura, motores elevatórios, equipamento electrónico, de iluminação e de climatização.

Em 2008, todos estes equipamentos utilizarão energia renovável. Duzentos e quarenta painéis fotovoltaicos – 120 em Lisboa e 120 em Madrid – utilizarão a energia do sol para produzir, ao longo de 80 dias de trabalho, um total de 19 mil kWh de electricidade, o equivalente ao consumo diário de uma cidade com 2500 habitantes.

Com esta medida, o Rock in Rio evitará a emissão para a atmosfera de cerca de nove toneladas de CO2. Após o evento, os painéis solares serão oferecidos para que permaneçam instalados no Parque da Bela Vista (Lisboa) e em Arganda del Rey (Madrid), continuando a produzir cerca de 60 mil kWh de electricidade por ano, evitando, no mesmo período, a emissão de 30 toneladas de CO2.

O primeiro passo da organização no sentido de combater as alterações climáticas foi dado em 2006, durante a segunda edição do Rock in Rio-Lisboa. Numa acção pioneira, pela sua dimensão ao nível mundial, o evento assumiu o compromisso de contabilizar e compensar as emissões de gases com efeito de estufa associados à montagem do evento, deslocação de bandas e de público, transporte de carga, consumo de energia e eliminação de resíduos. Para compensar as emissões, cerca de 19 mil árvores foram plantadas em Lisboa.

A instalação dos painéis de energia solar em Portugal e Espanha, nas duas edições de 2008, fazem parte de um plano integrado de redução de emissões de CO2. Também estão previstas medidas como a utilização de biocombustível em parte dos geradores eléctricos e a utilização de sistemas de iluminação de baixo consumo em zonas mistas das Cidades do Rock de Lisboa e Madrid. A ideia é que esse planeamento incida sobre os principais elementos que contribuem para o total de emissões do evento: energia, mobilidade e resíduos.»


domingo, setembro 06, 2009

AVANTE , O IMPACTO AMBIENTAL


Qual será a pegada ecológica da Festa do Avante ?

Qual o contributo do PCP para compensar o CO2 emitido ?

Vêmos pela notícia do Correio da Manhã, acima reproduzida , qual o impacto na autarquia... somos nós contribuíntes , que inadmissivelmente pagamos uma festa partidária .

E qual a autoridade destes "funcionários" em "regular o trânsito" ? Isto só me faz lembrar as brigadas que no Verão de 1975 se instalavam nas estradas, de caçadeira em punho para vasculhar nos nossos carros e a seu belprazer decidir se eramos por eles ou contra eles.

É preciso pôr um fim a este mando , quero e posso !

sábado, setembro 05, 2009

GASTAR, GASTAR PARA ESTUPIDIFICAR !


Os partidos politicos vão gastar nas "presentes" campanhas eleitorais, 91 milhões de euros.

A Propaganda das autárquicas vai custar seis vezes mais que as legislativas e onze vezes mais do que as autárquicas 1997.


A "corrente" campanha para as autárquicas será a mais cara de sempre!

Quem fizer o percurso de meia dúzia de municípios verá já a profusão de outdoors e o vazio de ideias que albergam.

Uma cara, uma frase ou uma palavra , um slogan ...que na maioria dos casos poderia ser o mote aqui ou na Conchichina.


É inadmissivel que se gastem assim recursos financeiros e meios , nomeadamente quando se trata de campanhas e propostas locais, pelo que faz todo o sentido uma recente proposta do CDS no sentido de proíbir este oneroso e visualmente poluente recurso de campanha...

É que das várias dezenas de
outdoors observados nos últimos dias em vários concelhos e freguesias, só UM me merece referência pela positiva em termos de função e conteúdo , o outdoor do PSD Seixal existente na rotunda da Ponte da Fraternidade , tudo o resto ( para já e em termos de outdoors ) é de uma estupidificação e fuga á realidade total !

sexta-feira, setembro 04, 2009

HOSPITAL DO SEIXAL - INCOERÊNCIA

O que sentiriam os lisboetas e o país, se a Câmara de Lisboa resolvesse urbanizar Monsanto ?

Se lá resolvesse fazer um Hospital...golfe...urbanizações ?


Imaginam o que diria o Dr.Ruben de Carvalho , o destacado porta estandarte de "Os Verdes" em Lisboa , cabeça de lista CDU , destacado vereador e organizador da Festa do Avante ?

Mas no Seixal, a 15 Km de Lisboa... urbanizar um Sítio Europeu Rede Natura 2000 , betonizar o que ainda resta a Oeste da A2, mas deixando na mesma os terrenos lunares e marcianos (assim deixados pelos eco-areeiros) junto ao pinhal do Conde da Cunha ... já não é tema de discussão ...

Vamos gastar dinheiro público a recuperar terrenos como os da Siderurgia para neles construir equipamentos de saúde e educação, mas vamos põr um Hospital numa zona protegida... PORQUÊ ?

Será que os fins justificam os meios ?

Ou que a mão que controla o betão ... controla afinal a nossa "Democracia" ?

quinta-feira, setembro 03, 2009

HOSPITAL DO SEIXAL - GESTÃO DANOSA


Sim , gestão danosa das finanças publicas , do território e do ambiente, para além de ausência de discussão pública e ponderação de outras localizações, é o que a maioria CDU da Câmara do Seixal e todos os outros que assinam por baixo, serão acusados no futuro ao plantar o Hospital do Seixal , onde pretedem, num Sítio Europeu Rede Natura 2000.

É bom que da parte da oposição se clarifiquem e apresentem as propostas, e se são ou não coniventes com este ultimatum da CDU.


Há melhores terrenos mais perto de zona urbana como é o caso das antigas oficinas do Fogueteiro, ou terrenos melhor localizados em termos de "Arco Ribeirinho" (e utilidade para a maior freguesia de Sesimbra - Quinta do Conde e complementariedade com o Hospital do Barreiro ) como serão os terrenos resultantes da reconverção dos terrenos da Siderurgia , ou os terrenos por exemplo "na" Cruz de Pau (junto à Estação Foros de Amora) ... e outros tantas alternativas como por exemplo (e porque não ?) a Quinta da Atalaia...

Mas não! Aquele Sítio Rede Natura 2000 é que sim...Porquê ?

Bom, mas há duvidas ? Para acabar com o pouco que ainda resta de verde e pinhais do Seixal ...


O senhor professor de trabalhos manuais até teve o desplante de pedir à senhora pediatra para estender o Metro...até ao novo hospital !!!

Deve querer também mais um desnecessário viaduto sobre a A2, para mostrar a quem passa, que o Seixal copia Almada... um viaduto com Metro e um Hospital do lado esquerdo de quem vai para a capital ... isto nem na pior das Repúblidas das bananas, mas dos mais BANANAS mesmo !!!


O PS e o PSD são cúmplices deste DISPARATE ?

- CRISE ? QUAL CRISE ?

quarta-feira, setembro 02, 2009

HOSPITAL DO SEIXAL - A CAÇA!


Abriu a caça ao voto , e vale tudo para os que lá estão há 35 anos ... lá continuarem, como se a governança fosse isso , um eterno buffet de poder, despudor, compadrio, tráfico de influências ...

Bom mas em democracia é assim, há os que a vivem e praticam, e há depois os outros que vivem aproveitando-se dela, escondendo-se atrás de coligações fantoches e farsantes para ver se conseguem mamar mais que os demais... é a velha norma de que somos todos iguais...mas que há uns mais iguais que outros.

A última farsa é ESTE , sim ESTE que parecendo igual a todos os outros espalhados pelo Seixal, é diferente, porque além da "conquista" (ainda estou para aprender como é que se conquista algo que não existe...) ESTE indica que a tal conquista é a 500 metros.

Ora, a 500 metros daquele cartaz o que conheço é um Sítio Europeu, Rede Natura 2000 (clique) !

Pergunto se alguém deu por haver uma discussão pública sobre essa questão.... se foram estudados outras localizações, por exemplo os terrenos das antigas oficinas do Fogueteiro propriedade da Câmara e entretanto demolidas, ou a àrea de reconversão da Siderurgia (o tão propalado "para estruturas de saúde e educação" ... "Arco Ribeirinho Sul" ) ...

É que se houve ... eu pelo menos não dei por nada!

terça-feira, setembro 01, 2009

PONTA DOS CORVOS 2009 (2)


...mas - continuação do post de ontem - apesar das alterações positivas ainda falta muito para oferecer o básico aos munícipes, sobretudo face à procura .

Não sei sequer se há noção por parte dos responsáveis politicos locais , da dimensão brutal dos milhares (sem exagero) de pessoas que procuram aquele espaço, face ausência de fugas num concelho que cr
esceu demasiado em habitantes e decresceu na mesma proporção em espaços verdes e naturais.
No entanto muito continua na mesma, como o "Bar" ali instalado em condições demasiado precárias, para além de um posto de assistência dos bombeiros , desocupado, para além de uns sanitários que não merecem essa designação , e para além das condições de higienee já aqui denunciadas o ano passado.


Não se compreende porque a ASAE não actua naquele local , ou mesmo a diligente brigada municipal que tão lesta foi a autuar uma banca de escuteiros numa recente festa no centro do Seixal.


Sei que a frequência daquela Praia não é aquela que os nossos autarcas costumam frequentar, mas façam um esforço , vão in-loco a
valiar as condições , ainda de higiene duvidosa apesar da autarquia ter aumentado o número de contentores do lixo em toda a península da Ponta dos Corvos, a questão é que tudo continua a funcionar a um nível algo terceiro mundista...
_________________________________________________


Para terminar uma palavra de apreço ao bombeiro (Seixal) agredido no passado domingo ao acorrer a uma chamada àquele local o que me leva a alertar para a necessidade de presença policial (Policia Maritima, PSP, GNR ? ) num sítio tão frequentado como aquele e onde o ambiente parece poder "aquecer" bem rápidamente... antes que algum drama aconteça...