terça-feira, setembro 15, 2009

"OS KAMUFLADOS"


Apesar de só existirem no mundo das fábulas , de onde de tempos a tempos saem - da invenção criada por Zita Seabra (link) e José de Magalhães num qualquer gabinete do PCP - mostram-se agora ao mundo em vésperas de eleições. Não para ír a votos, coisa que nunca fizeram como partido, mas para justificar a tal coligação que pelo facto de o ser, consegue de uma assentada, esconder a foice e o martelo (link) , conseguir mais tempo de antena e mais umas cadeiras ... secretárias e uns euritos do parlamento e do sistema .

Em termos práticos, apesar de não existirem (link) , conseguem inventar trabalho e aparecer para o retrato , desta vez num restaurante Moitense, segundo o seu candidato Afonso Luz « ilustrando o envolvimento de "Os Verdes" na vida do distrito e o empenhamento dos seus militantes na defesa dos principios ecologistas e do bem estar das populações ».

As diversas formas de intervenção do PEV (link) , segundo os próprios foram mencionados por essa referência ambientalista nacional que é Jorge Taylor - alguém conhece ? - A luta contra a co-incineração na Arrábida, a avaliação de I.Ambiental do novo aeroporto , a componente Ferroviária na terceira travessia, o Plano de Ordenamento da Arrábida , os projectos turisticos para o litoral alentejano, o empreendimento de Troia, o cordão dunar da Costa da Caparica, a consolidação das escarpas de Almada e Sesimbra entre «muitas outras coisas em que se envolveram»

Ài se não fossem "Os Verdes" ...como não seria esta margem ? ... Construção desregrada para as periferias verdes , desflorestação e ausência de valores de conservação natural , território desordenado , transportes não integrados , ausência de ciclovias, não fomento de hortas sociais , não investimento das autarquias em energias renováveis , esgotos ainda a correr para o Tejo, praias fluviais ao abandono, desertificação dos centros urbanos, Rede Natura 2000 a saque ...

- Ah! mas isto tudo continua a existir ? Bom, então ainda bem que coerentemente mantêm as aspas...


- Notícia de O Rio

15 comentários:

Velas do Tejo disse...

É o chamado partido da melância.... Verde por fora, porém vermelho por dentro

João Freire disse...

É ridículo. Se fosse aos militantes do PEV, creio que me assumiria duma vez por todas e filiava-me no PCP e acabava-se com essa fantochada ilusória de partido. Não tem nem nunca teve uma existência própria, nunca foi a eleições (como já se disse aqui e bem), não tem ideias para além daquelas que são ditadas pelo PCP. Depois, o facto de pactuarem com um partido que, nas autarquias por onde passa, é particularmente conhecido pelas atrocidades urbanísticas e ambientais que pratica, faz com que não tenham qualquer credibilidade como ecologistas, como políticos e como cidadãos. Falta de coragem, de horizontes, de sentido do ridículo e sobretudo de espinha dorsal dão nisto. Protestem, guinchem, mas sabem que isto é verdade.

Anónimo disse...

PORREIRO PAH !!!

Cinco estrelas.

JSD Seixal disse...

Para além de Camuflados são cínicos:

Vejam como não se respeita a democracia e como se faz política no concelho do seixal em:

www.juventudeseixal.blogspot.com

Jorge Pietta disse...

Eles comem tudo, ele comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada...

Komité Central disse...

Após quarenta anos de militância, Domingos Lopes decidiu abandonar o PCP. Na carta que enviou à direcção e que é hoje divulgada pelo jornal Público, Domingos Lopes afirma que este é o único partido no mundo que continua a apoiar a invasão da Checoslováquia por tropas da então União Soviética em 79.

Domingos Lopes critica também que o PCP ainda defenda que países como a Coreia do Norte ou a China se orientam para o socialismo.

A TSF conversou com Domingos Lopes que confessa estar triste por abandonar o partido comunista.

Há nove anos, Domingos Lopes já se tinha demitido do comité central do PCP, saiu após a suspensão de Carlos Brito e das expulsões de Edgar Correia e de Carlos Luís Figueira.

Domingos Lopes foi agora mais longe, entregou o cartão, pondo fim a quarenta anos de militância no PCP.

Anónimo disse...

De vez em quando há um que acorda da sonolência que lhes retira, intencionalmente, a noção do real. Este acordou... O que me espanta é o facto deste partido conseguir reter gente que é reconhecidamente culta, inteligente e actualizada. O que os fará ficar numa espécie de sonolência, como se estivessem dopados e impedidos de ver o tempo de hoje, a realidade do agora e a mediocridade de pensamento e discurso deste partido, cada vez mais distante e obsoleto.

Nuno Gonçalo Poças disse...

O PEV é o maior embuste da história da democracia portuguesa. Serve para que o PCP se apresente a eleições escondendo-se de si próprio e para ganhar, além dos tempos de antena, maior período de intervenção parlamentar. De resto, os Verdes - que de verdes têm muito pouco - são inexistentes. Aliás, se a CDU se tratasse mesmo de uma coligação os "militantes do PEV" deveriam concorrer aos órgãos municipais. Quem é o vereador do PEV na Câmara Municipal do Seixal?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ponto Verde disse...

O comentário acima (5.34 pm) que o autor considera em "posfácio" que:

«... resulta de uma montagem de caracteres difrerentes que entre outras estão publicadas legalmente na Internet por terceiros ou pelos visados. Não pretende o autor deste texto fazer qualquer tipo de representação da realidade, constituindo apenas uma sátira.»

Mas por ao contrário eu considerar revelar uma profunda patologia do foro psiquiátrico que recorre a termos e a códigos pouco correctoe e civilizados entrando com pressupostos difamatório para terceiros... foi retirado tal como outros recentes do mesmo autor.

J.S. Teixeira disse...

Aos que disseram que o PEV é um partido com acção fantasma relembro uma das notícias do dia.

É que, caso não saibam, foi o PEV que em 2003 apresentou uma proposta na Assembleia da República que visava a retirada total dos elementos de cobertura de amianto nas escolas nacionais.

Este projecto-lei, que determina a diminuição de risco de contaminação tóxica das escolas dos nossos filhos foi aprovado nesse mesmo ano e foi, posteriormente COMPLETAMENTE IGNORADA tanto pelo governo do PSD como do PS.

Ou seja, graças a estes dois partidos, as escolas do nosso país continuam a ter nas suas estruturas materiais tóxicos e altamente propícios ao desenvolvimento de patologias oncológicas a longo prazo.

Relembro também que desde o início do ano a associação de pais da escola vem a reivindicar perante a DREL que o Ministério da Educação (entidade responsável) tome uma atitude relativamente ao amianto que se encontrava depositado nos terrenos da escola.

Mas depois é o PEV que é um partido fantasma.

Assim se vê a preocupação do PS e do PSD com a saúde, não só, dos nossos filhos como das pessoas que são encarregadas pela sua educação/formação no espaço escolar.

Tenho dito.

Anónimo disse...

Pois! Assim, mais uma vez, se vê a preocupação do PS e PSD com as pessoas deste Concelho!

Anónimo disse...

O mais engraçado é que foi o Governo que aprovou a lei que proibe o amianto, mas nunca substituiu os telhados tipo lusalite com amianto das escolas e universidades. Que vergonha!!!

Anónimo disse...

Porque é que o Teixeira Flamingo põe um comentário assinado e depois um, dois, três anónimos tipo ecoooo ? Os Verdes são o que toda a gente sabe, uma fraude.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.