terça-feira, setembro 29, 2009

INVENÇÕES CDU : O FAROL VERMELHO DE CACILHAS













É conhecida a forma (criativa) como os regimes comunistas interpretam o passado e reescrevem a História , mas há situações perfeitamente caricatas.

Em Almada , a forma fanatico-clubistica como têm sido geridos os destinos da autarquia desembocaram este Verão num dos casos mais idiotas de que há memória.

Acontece que foi , e bem , recolocaado em Cacilhas, depois de um longo processo de recuperação feito em parceria com a Marinha portuguesa o Farol que durante décadas , gerações se habituaram a conhecer em Cacilhas orientando o tráfego maritimo.

A contece que o Farol foi reposto ... só que a côr mudou , na sua reinterpretação da história, o farol que sempre foi VERDE , passou a ostentar um camaleónico ... VERMELHO !

Assim se re-fez a História !

25 comentários:

Anónimo disse...

Só falta a bandeira no cimo, á moda da Quinta da Atalaia...
Se isto pega, ainda teremos o novo edificio da câmara pintado de vermelho vivo.
E com os Buchas do burgo lá no alto a acenar...

Daniel Geraldes disse...

Excelente pormenor!

GMaciel disse...

A pequenez de espírito também se manifesta pela necessidade do embuste.

É o que temos. É o que queremos?

Dia 11 de Outubro não faltem, ou lá ficarão estes medíocres por mais quatro anos.

abraço e força nesses dedos

Anónimo disse...

Como já escrevi noutro blogue da má língua , para que seja devidamente esclarecido ( e para quem queira saber) farol foi restaurado pela Marinha portuguesa, nomeadamente pela Direcção Geral de Faróis. A Marinha ao restaurar o farol, pintou-o da sua cor original, o vermelho. Na inauguração do farol, este inclusivamente o Chefe de Maior da Armada, que afirmou, peremptoriamente que o farol era vermelho.
É, no mínimo, absurdo pensar-se que a influância dos autarcas de Almada chega ao ponto de "manipular" a Marinha portuguesa.
Terão de arranjar outro assunto para denegrir esta gestão autárquica, porque este, sabe quem escreve, está perdido à partida.

Anónimo disse...

A pintar o farol de vermelho a CMA ridiculariza a memória dos cacilhenses e mostra que a ditadura está viva.
Louvados os que se dizem descontentes com a Emilia mas aplaudem seus actos discricionários.

Anónimo disse...

Derrota de quem ? Do PS e PSD que nem um nem outro conseguiu a maioria absoluta que tanto queriam. Com a sua arrogância e autoritarismo deixaram fugir o eleitorado para os partidos mais pequenos.
A CDU aumentou 1 deputado, o qual foi eleito por Setubal. O Distrito de Setubal voltou a confiar em quem trabalha, na CDU!Parabéns ao Distrito de Setúbal que contribuiu para aumentar o número de deputados da CDU na Assembleia da Republica.

O PS e o PSD não tem motivos para cantar de galo, porque foram os grandes perdedores destas eleições.

Afinal o Povo não é parvo, como Vcs. pensam que é. Fizeram tantas que chegou a hora de pagar.
Abaixo o PS e o PSD.

Anónimo disse...

O novo edificio da Câmara é motivo de orgulho e a prova que a CDU se preocupa com a boa gestão e em servir bem os utentes.

É um edificio ambientalista, cuja poupança energética vai-se reflectir nos baixos custos da sua gestão.

É um edificio moderno que vai albergar cerca de 39 serviços da Câmara.

É um edificio que vai ter um balcão único de atendimento, poupando o municipe de andar de um lado para o outro para tratar das suas coisas.

É um edificio para serviços públicos único, dos mais eficientes que as Autarquias têm.

Viva a Câmara do Seixal sempre a trabalhar para a população. Viva os eleitos da CDU.

Daniel Geraldes disse...

O blogue "Por cá tudo na mesma", acabou?

Vamos mudar esta terra disse...

esta escola é uma vergonha.
http://mudarfernaoferro.blogspot.com/2009/09/vergonha.html

Anónimo disse...

Não sei qual a cor originária do farol. Acabei de ler um esclarecimento da entidade que restaurou o farol e que reconheceu que a cor original era o vermelho. Não pois motivos para duvidar do que foi dito. Conheço muitos faróis por essa Europa fora, nomeadamente em França, nas regiões da Bretanha e da Normandia e vi-os de variadíssimas cores, não me espanta nada que o de Cacilhas seja vermelho. Está lá, é o que interessa e convenhamos que em vermelho fica bem melhor.

Anónimo disse...

O expert do PCP ou da Câmara M. de Almada é medíocre naquilo que fala.
Não há nenhuma Direcção Geral de Faróis. Há Direcção de Faróis.

Só um pormenor : se o Farol era vermelho (mentira, porque era verde como nos lembramos) porque é que a Marinha quando o colocou nos Açores o pintou com cor branca?

Outra coisa, o farol já não é farol é monumento e a memória de todos os almadenses vivos sempre viu o dito vermelho. Porque razão o Chefe do Estado Maior o quis pintar de vermelho?

Não envolvam fardas com comunistas. com a Câmara de Almada, porque os militares ainda têm algum valor e valores do país a defender, embora os governantes os desprezem por inveja e por incompetência, porque os militares (instituições militares) defendem valores sociais,valores morais, têm regulamentos a que estão sujeitos e como no relacionamento com a dita sociedade civil, sendo eles a verdadeira sociedade militar, sabem comportar-se no respeito pelas instituições e na defesa dos interesses da nação, da pátria.
O que é pátria e nação para muitos oportunistas na política?

Meus senhores, não atirem para os militares, marinha, a responsabilidade da pintura vermelha do farol.
Até hoje não li e creio mesmo que não há qualquer despacho ou determinação da Marinha a dizer que o farol foi pintado de vermelho por determinação do Almirante Chefe do Estado Maior da Armada.

Os comunistas gostam muito de fazer colagens, perfilando-se vaidosamente quando estão ao lado das fardas para se transparecerem democratas, mas comunistas de democratas nada têm, nem nenhum militar integro e consciente de seus deveres alinhará como militar e sobretudo quando fardado, com qualquer força política.
São pequeninas coisas como esta que dignificam os militares, o ramo a que pertencem e honram o país.
Coisa que infelizmente muitos que estão na política mesmo autárquica não sabem fazer, por incapacidades e deformações inatas.
Não é de um dia para o outro que se faz democrata quem defende a ditadura do proletariado, pode dizê-lo mas não é.

Foi a ditadura do proletariado que está na CM de Almada que mandou pintar o farol de vermelho, quando soube que a primeira cor do farol no séc. XIX tinha sido vermelha.

Só gente que não respeita a memória dos almadenses e da população de cacilhas é capaz de um acto destes.
Que esperar de quem está ao serviço dp PC e não dos almadenses?

Anónimo disse...

O Novo Edifício tem tudo isso, só não é da autarquia... onde já se viu um partido comunista a pagar renda a um senhorio capitalista... não há mesmo memória... ainda por cima com o dinheiro de todos nós...

Anónimo disse...

Ao anónimo das 9:09 PM

Afinal fiquei sem perceber qual a cor originária do Farol. Se foi vermelho terá sido devolvida a sua cor durante a restauração. Se, pelo contrário o farol era verde, terá sido abusivo, do meu ponto de vista, pintá-lo de vermelho, se bem, que a cor característica da maioria dos que conheço, é o vermelho. Não percebo pois tanta polémica em torno da cor do farol.

Anónimo disse...

Para que conste: Por tradição a cor dos faróis é e sempre foi vermelha. Quem tem dúvidas?

Al-Ma'dan disse...

Meus senhores,
Isto parece discutir o sexo dos anjos.
O farol originalmente era vermelho, dessa época ninguém tem memória pois já estão todos mortos e na altura não havia fotografias a cores.
Posteriormente (não sei precisar o ano) o farol foi pintado de verde, cor pela qual a maioria dos almadenses o conheceu, eu incluído.
Agora pintaram-no de vermelho, pessoalmente até prefiro ao verde, mas a autarquia se fosse verdadeiramente democrática, que todos sabemos que não é, poderia ter feito uma consulta aos cidadãos a exemplo do que foi feito a propósito da cor dos comboios do metro.
Mas democracia, seja ela directa ou indirecta, provoca engulhos à CMAlmada e em particular à sua presidente.
Porém, verde ou vermelho, a mim afigura-se-me esta discussão completamente estéril.
Se queremos criticar a CMAlmada, e devemos, não faltam centenas de motivos para isso, pois a asneira assentou arraiais por aquelas bandas.
Quanto ao amigo da CDU, que comenta o deputado ganho pela CDU em Setúbal, tenho apenas a dizer que, se em plena crise económica, a CDU só conseguiu roubar um deputado ao PS, facto que por si só não seria suficiente para retirar a maioria absoluta ao partido do governo, essa é uma triste consolação, pois o CDS e o BE retiraram esses sim muitos mais e esses sim, tiraram a maioria absoluta. Tudo o resto são as vossas tretas do costume, conversa de e para atrasados mentais.

Anónimo disse...

Haja alguém com bom senso a escrever neste blogue, como o comentador das 10:51. Resta somente a questão da cor farol para criticar a gestão camarária? Se é apenas isto bem podem estar caladinhos que assim não vão longe como oposição. Pessoalmente, acho que a cor que pertence ao farol, se quisermos ser rigorosos, é a cor vermelha. Agora vão arranjar outros argumentos para cascar na CDU, certamente não será muito difícil!

Velas do Tejo disse...

Julgo que o exemplo que o Ponto Verde nos trouxe é apenas mais um de muitos existenes um pouco por toda Seixal, Almada, Barreiro e Moita.

Julgo que devemos assumir este conteúdo como um alerta para os perigos das mensagens e dos simbolos que os políticos vão deixando pelas cidades que gerem. Tal como o Ponto Verde também eu acredito que estas opções estéticas não são inocentes.

Evidentemente, que não é preciso estes exemplos para expor as miseráveis decisões destes executivos, no entanto, é importante regista-los para que seja monitorizado o cumprimento da democracia.

Confesso que temo pela falta de liberdade de expressão de muitos funcionários destes municípios. Isso preocupa-me muito!

Anónimo disse...

É o grande e timoneiro , o falo vermelho que fecunda a República Comunista a Sul do Tejo.

M. disse...

Fica a questão: deveria devolver-se a cor original ao farol ou a cor com que todos os que passavam por Cacilhas das ultimas gerações o recordavam?
Lembro-me de vir nos cacilheiros (os charutos) e ver o farol verde. Do vermelho não há memória... talvez apagado por outras senhoras...

Forum disse...

Os vermelhos que são se dizem autarcas na CM de Almada são desonestos e repugnantes.
Estou em sintonia com o comentário aviso aqui deixado pelo Velas do Tejo.

Anónimo disse...

Anónimo das 7.40 pm.
Olhe que não,olhe que não,como explica o facto do pcp ter menos 1008 votes que em 2005 no distrito de Setubal.O que lhes valeu foi o método utilizado para a eleição dos deputados. Se houve algém que não contribuiu para a eleição de mais um deputado, foi o próprio pcp/cdu.

Anónimo disse...

o Distrito de Setubal a CDU ganhou mais 1 deputado, o PS perdeu 1 deputado e o BE, PSD e CDS ficaram na mesma.

Esta é que é a verdade!

Anónimo disse...

O PS e o PSD na falta de propostas para continuar o progresso do Concelho falam de faroís!!
AH! AH! AH!
Esta é mesmo demais! Vale tudo para irem para o poleiro!!!!

Pedro Costa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Costa disse...

Só para terminar com certos vómitos que alguns comentaristas aqui colocaram: Os faróis, quando dentro de estuários de rios não são pintados na cor que apetece às autarquias (excepto neste caso), a regra manda que os faróis que estejam na margem esquerda dos rios sejam de cor verde (a cor do estibordo, lado direito dos navios) e na margem direita sejam vermelhos (a cor do bombordo, lado esquerdo dos navios), isto serve para identificar o canal navegável de entrada dos rios, o mesmo acontece com as bóias que marcam os respectivos canais. Um navio que suba ou entre no rio deve dar o seu estibordo (verde) às marcações da mesma cor e o seu bombordo (vermelho), navegando entre ambos, a sair ou a descer o rio acontece o contrário. Portanto as marcações nos faróis são de utilidade e obedecem a regras estabelecidas, se repararem na cor dos faróis na Marginal são de cor vermelha, já a torre do Bugio é verde...agora a CMA inventou uma regra nova, o Estibordo em Almada é vermelho...