quinta-feira, junho 29, 2006

OS NEGÓCIOS OFF-SHORE DA HABITAÇÃO SOCIAL NO SEIXAL



























As torres ocupadas no PREC, de Vale de Xixaros no Fogueteiro estão hoje em terreno hiper valorizado e cuja propriedade após várias vicissitudes é agora de uma empresa off-shore, havendo quem garanta ligações desta a uma força politica com grande expressão na região e grande influência na Câmara do Seixal.


As mais de 300 trezentas familias que viviam num bairro de barracas junto à praia, na Mata de Santo António (clique) estão todas realojadas na Quinta do Chegadinho - Feijó. O Bairro de Lata onde viveram durante anos, ocupava ilegalmente terreno do Direito Maritimo e de Mata.

Os realojamentos no Feijó, que mostram que há alojamento vazio disponivel em grande quantidade, são no entanto temporários, na medida em que neste caso se dá grande importância ao desenraizamento daquelas familias e por esse motivo, pretendem os responsáveis voltar a trazer aquelas familias para o local de direito publico ocupado ilegalmente durante dácadas, mas agora num alojamento "condigno" junto à praia.

Outro caso de ocupação ilegal com realojamento está em curso no Seixal, trata-se de retirar os ocupantes ilegais das torres de Vale de Chíxaros /Quinta da Mata no Fogueteiro, a Câmara do Seixal, apesar de prometer realojamentos PER para aquelas familias no local, isso parece não passar dos cartazes postos no local, pois a pretensão da Câmara do Seixal será realojar aquelas pessoas num Pinhal Protegido e fora da malha urbana, e longe da zona onde agora residem, na Flôr da Mata /Pinhal dos Frades.

Temos em duas autarquias CDU vizinhas , dois pesos e duas medidas, uma (Almada) dá ênfase ao lado do enraizamento social , outra (Seixal) insiste em modelos já testados, já postos em prática e que já não colhem adeptos ( a não ser na CDU e no Bloco de Esquerda, a crer nas declarações feitas na ultima Assembleia Municipal).

Deixamos uma sugestão, quando realojarem os cidadãos da Mata de Sto.António de novo naquele local junto à praia , aproveitem os trezentos fogos do Feijó para temporáriamente alojarem os ocupantes ilegais de Vale de Xixaros, enquanto implodem aquelas torres - onde actualmente estão implantados diversas actividades ilicitas- e depois no mesmo local , tal como vão fazer na Costa da Caparica , voltarem a construir habitação nova e condigna numa zona onde aquela população está enraizada....

Ou estamos perante dois pesos e duas medidas por as tais torres serem propriedade de uma empresa off-shore, a URBANGOL LIMITED que é necessário favorecer , tal como a empresa off-shore MEDANAN LIMITED que é dona do terreno da Flor da Mata ???


34 comentários:

maria disse...

Como estamos num país de brandos costumes, as negociatas nos bastidores não têm cor, beneficiando poucos em prejuízo da população.

Que Deus nos acuda

Manuel Reis Pires disse...

Que deus nos acuda e nos salve das mentiras da mariazinha e do ponto verde e nos dê lucidez para ver onde está a verdade!
Amen

Razão tem o Jorge Silva se a Flor da Mata fosse uma urbanização de luxo, ninguém reclamava...

maria disse...

Olha picaram-se... ahahahah, o Jorge Silva tem um espíto tão pobre que julga os outros por aquilo que ele pensa. Já no fascismo era assim, quem não é a meu favor é comunista.

Que Deus nos acuda de mais ditadores!

Anónimo disse...

Estão a ficar muito agitadas as ostes no Seixal, muito agitadas e nervosas mesmo...Já agora porque é que o senhor reis pires não revela o destacado militante proprietário de V.Chícharos?

Manuel Reis Pires disse...

O destacado militante comunista proprietário de Vale de Chicharos? O ponto verde tem afirmado aqui que Vale de Chixaros é propriedade do grupo A. Silva & Silva... Não me digam que os autores dos dois ultimos comentários querem afirmar que o ponto verde é mentiroso... O qu'isto chegou!

Anónimo disse...

O senhor Pires está desesperado para dar alguma credibilidade ao PC Seixal, pensa que somos anjinhos e que não sesabe dos interesses cruzados de quem manda no Seixal, O ASSilva e os mandaretes,Jorge Silva (qum realmente manda na Câmara) e a figura de fachada Alfredo Monteiro...

Manuel Reis Pires disse...

Mas afinal Vale de Xixaros é do A. Silva & Silva ou de um militante comunista? Como alguém dizia a mentira tem perna curta, e as mentiras que o ponto verde aqui escreve ainda têm perna mais curta, pelo que foi só esperar alguns posts para o ponto verde vir dizer o contrário do que tinha afirmado anteriormente. É o desespero a funcionar

nunocavaco disse...

Co-incineração, Convenção de Estocolmo, em que ficamos?

A co-incineração é um processo de valorização energética implementado nas cimenteiras que permite substituir o combustível que alimenta os fornos por resíduos. Não contempla as alternativas de Redução, Reutilização e Reciclagem dos resíduos, uma vez que os usa como combustível não respeitando assim os princípios aceites como base para uma correcta Política de Resíduos. Não se provou, a nível técnico, que os resíduos a utilizar na co-incineração não têm alternativas de uso, pelo que não está comprovada a necessidade desta. Por outro lado, a co-incineração não respeita o princípio entendido com válido, de que os resíduos devem ser tratados perto da sua origem. Para além disso, o governo aponta a Arrábida como um dos locais a fazer co-incineração, o que é um autêntico crime ambiental e sem sombra de dúvida um risco para as populações residentes nas áreas envolventes, incluindo a população do nosso Concelho da Moita. A sublinhar esta ideia estão umas declarações da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, que indicam que não se sabe na realidade, quais os riscos não controlados, e vários estudos feitos em outros países, como por exemplo, em Inglaterra, em que cientistas independentes, demonstraram que crianças que residem na proximidade de algumas dezenas de quilómetros das cimenteiras que praticam a co-incineração nos seus fornos, têm cerca de duas vezes mais problemas de tiróide e bronquites do que outras crianças que vivem em regiões sem co-incineração.
O clima de desconfiança e as incertezas apresentadas quanto ao processo de co-incineração de resíduos perigosos que o governo quer aplicar, ainda se acentuam mais quando se dá a conhecer uma posição de um antigo governo português. No ano de 2001, em 22 de Maio, o governo português na altura, composto na sua maioria por militantes do Partido Socialista e no qual José Sócrates detinha a pasta ministerial do Ambiente, assinou a Convenção de Estocolomo sobre Poluentes Orgânicos Persistentes. Nesta convenção, a co-incineração de resíduos perigosos em cimenteiras, está explicitamente referida como uma actividade a ser eliminada o mais rapidamente possível (no Anexo C, Parte II, alínea b da Convenção). Não se percebe esta tomada de posição de José Sócrates, assina um documento que indica que se deve abolir a co-incineração porque é nociva às populações e depois quer fazer o contrário do que assinou, não defendendo as populações que o elegeram. A alternativa a este lamentável processo passa por colocar em prática uma política de Redução, Reutilização e Reciclagem de Resíduos, poupando assim recursos naturais vitais para o desenvolvimento e não queimar o que pode ser aproveitado. O que nasce torto jamais se endireita, é o conselho que deixo a quem tem responsabilidade de decidir e que deve ter também a responsabilidade de assumir as consequências depois, consequências que conhecem bem, uma vez que assinaram um documento que determina que não se faça co-incineração, contrário ao que defendem agora para Portugal. Decidam-se pelo bom senso e honrem o que assinam.

Artigo publicado no jornal da moita.

jack disse...

Este Reis Pires é agora o pau mandado para lançar a confusão. Não argumenta, não é capaz de fundamentar as declarações que faz. Só sabe dizer é mentira, é mentira... 160 mil almas vivem no SEIXAL DO BETÃO, algo que é bem visível. A qualidade de vida e o desenvolvimento sustentado no concelho não lhes interessam discutir. Com estes políticos nas autarquias é impossível deixarmos a cauda da Europa.

Portugal de rastos

António Pereira disse...

E com estes jacks, devem também ser estripadores, também não saimos da cauda da europa... É que ste critica que o outro não fundamenta, mas este também faz uma afirmação "barata" e igualmente não fundamenta. Se o Jack não gosta de viver no Seixal, tem bom caminho agarre na trouxa e vá embora, eu por mim como entendo que o Seixal é o melhor concelho da Area Metropolitana de Lisboa e é um sitio onde vale a pena viver, continuo por cá.

jack disse...

Oh pereira, quem lhe disse que moro no Seixal? Deixe-me estar em Gaia, que estou aqui tão bem. Se precissar de mobílias baratas e boas diga. Vou frequentemente à margem sul e vejo que almada e seixal é só betão. O que os nossos olhos gravam, na passagem, é o melhor fundamento. Vê-se que o nosso amigo nunca deve ter saído daí da cepa trota, para dizer que vive bem. Nem casa à borla alguma vez ía praí. Betão dormitório é o que chamo à v/ qualidade de vida.

Portugal de rastos aí para a margem sul

António Pereira disse...

Este JacK deve ser primo do Herman José, pela maneira como conta piadas, é que só mesmo um Bimbo é que pode comparar o Seixal com Gaia. São realidades que não tem comparação, pois Gaia não chega aos calcanhares do Seixal... Ao pé de Gaia o Seixal é um paraíso.
Agora isto só demonstra o desespero do ponto verde, já tem de ir a Gaia buscar reforços. O quísto chegou

jack disse...

Que grande cromo este pereira. Sem conhcer o concelho de Gaia manda com cada bitaite. Quando quero dormir aí no Seixal só me falam no Hotel Orion, que é uma amostra, comparado com a dúzia existente aqui no concelho de Gaia

Aconselho-o a visitar a zona marítima, ver a requalificação e os 15km de praias limpas, o centro de documentação ambiental, campos de golfe, os equipamentos, a preservação da riqueza natural, espaços para as crianças e adultos desfrutarem nos fins-de-semana, as ETARES a funcionar, ribeiras limpas, as caves do vinho do Porto, monumentos (capelas, mosteiros, solares...), os parques naturais, jardins, auditórios, salas de teatro, espaços desportivos...

Oh pereira dá um passeio pelo país para veres a miséria urbana do teu concelho.

E não me faças rir ao compares o Seixal com Gaia. Essas praias aí na baía, que vergonha... diz-me lá que turismo é que existe aí? Quantos hotéis? que espaços para passear? Quantos visitantes turisticos têm? Dá-me um folheto promocional do Seixal. Só se fôr do Seixal do Betão ou do Centro de Estágio dos lampiões... ahahahahah

AV disse...

Este Nuno Cavaco é um prato.
Agora faz franchising dos textos e espalha-os por caixas de comentários, por blogs, por jornais, tudo.
Mas ainda bem que lhe reviram os textos, porque dos áááá's

Anónimo disse...

Este senhor Reis Pires é um prato com a tal história da propriedade de Vale de Chícharos que até já foi propriedade da Caixa geral de Depósitos... o meu carro até já foi propriedade de outros dois donos (pelo menos) não venha aqui lançar areia para os olhos...

Diga lá quem está por detrás da URBANGOL diga... e diga também para onde vai parte do dizimo... e a história da Santíssima Trindade e das transacções no Paco e pró P....

António Dias disse...

Este Jack é uma verdade ira anedota, vem para aqui com bitaites encomendados estilo Seixal de Betão, e depois diz que em Gaia é que há progresso, pois tem uma dúzia de hoteis e um campo de golfe... Os hoteis em Gais devem ser feitos de árvores e o verde que ele defende é o dos campos de golf...´Este é o desenvolvimento à bimbo que o ponto verde, e os amiguinhos, quer para o concelho do Seixal, mas que os Seixalenses não aceitam, por isso quando vejo este modelo de desenvolvimento só posso dizer viva o PCP!

Anónimo disse...

Diga lá quem está por detrás da URBANGOL diga... e diga também para onde vai parte do dizimo... e a história da Santíssima... Trindade e das suas transacções no Paco e pró P.... e o $ que se operdeu pelo caminho...

jack disse...

Tá visto que para o PCP o desenvolvimento é sinónimo de betão. Coitados dos seixalenses que são obrigados a olhar em sua volta e ver betão, alcatrão e cheirar ozono.

Santa ignorância! Vale a pena dar uma escapadinha e conhecer o país, para chegarem à conclusão que miséria de concelho vivem.

Que pobreza de mentalidade. O mais grave é quando estes ditadores sairem das autarquias, estes concelhos levarão anos e anos para recuperarem. Coitados dos filhos dos seixalenses e dos almadenses

Portugal de rastos

alda disse...

No Seixal dá gosto viver, passear à beira do rio e ir à praia atravessando o rio até á Ponta dos Corvos, é um bom sitio de convivio o bar dos bombeiros do Seixal e aquela praia tem muito iodo e é muito agradável, é uma praia do povo e não um sitio como os doutores e engenheiros burgueses de Pinhal de Frades querem para si e para os seus filhos, tudo ordenadinho ,limpo e ajardinado e desinfectado como no estrangeiro onde são uns infelizes e não têm festejos como o S.Pedro do Seixal, podemos ser pobres, mas somos os mais felizes e vivemos no sitio mais maravilhoso da Europa, o Seixal, esta gente devia era emigrar que lá é que estavam bem.

dr. osvaldo disse...

Estes são os mesmos que defendiam a miséria, a fome, a poluição, a burocracia, a ditadura, na ex-URSS e nos países de leste. Olham para o umbigo e esquecem-se que o povo quer bem-estar e qualidade de vida.

Sabe bem passear à beira rio no Seixal, só que às vezes é um cheirete? Já era tempo de tratarem os esgotos oh Alda.

Oh Alda não me faças rir de ir à praia da velha ao Seixal. Aquilo parece mais uma pocilga. Olha o meu. Onde está a bandeira azul? eheheheheh

Anónimo disse...

Mas digam lá se atrás dos grandes negócios imobiliários no Seixal não está primeiro o Partido..depois o Jorge S. e só depois o Alfredo...coitado do Alfredo...

Digam lá quem está por detrás da URBANGOL diga... e diga também para onde vai parte do dizimo... e a história da Santíssima... Trindade e das suas transacções no Paco e pró P.... e o $ que se operdeu pelo caminho...

E contem lá como está a história dos sobreiros da Qta da Princesa...e doutras Quintas se quizerem...

Anónimo disse...

visitem o site
http://www.naoaonuclear.org/

Anónimo disse...

What´s the coulour of money???

Ponto Verde disse...

Bom esforço de uns em prole da propaganda, e de outros em busca de explicações.

Até quando vão os politicos, na era da informação, achar que não têm explicações a dar a ninguèm só pelo facto de terem sido "eleitos" , é o efeito Fátima Felgueiras decalcado.

No Seixal há 160000 habitantes e só 25000 votantes na CDU, pelo menos haverá 135000 pessoas que não votaram CDU e que porventura mereçam uma explicação às questões postas, os outros são "felizes" ... mas são uma minoria de felizes e satisfeitos e que nem questionam as irregularidades em que esta autarquia é useira...

João Afonso disse...

Parabéns, os raciocionios do ponto verde cada vez são mais hilariantes. 160.000 é o número total de habitantes do Seixal, inclui os menores e os estrangeiros sem direito a voto. Os menores de idade e os imigrantes não podem legalmente votar, mas apesar de estarem impedidos de votar, o ponto verde contabiliza-os como insatisfeitos com a gestão da CDU. Este raciocinio é do mais demagógico que já aqui vi escrito. Assim se demonstram as mentiras do ponto verde!

Anónimo disse...

Olha o joão afonso e as suas mentiras. Tem piada que aparecem por aqui uma datas de nomes e todos têm esta linguagem.

paulo silva disse...

Olha o joão afonso. Tem piada que utiliza a mesma linguagem do que os pcs q por aqui aparecem: as mentiras do ponto verde

Força Ponto Verde, ele só sabe dizer q é mentira, mas explicações népia

Ponto Verde disse...

Senhor Afonso é melhor aprender a ler antes de chamar mentiroso seja a quem fôr.

Volto a afirmar já que não compreendeu.

Seixal nº de HABITANTES 160.000
Seixal nº de votos CDU 25.000, os tais que não precisam explicação.

Os restantes , inclui os estrangeiros (a que Vªs Exªas chamam ETNIAS e para os quais constróem GUETOS), e claro que as crianças a quem a CDU está a hipotecar o futuro. Também são gente ou não?

Esses seres que NÃO VOTAM CDU são 135.000

Enverede por uma estratégia de explicação e não por esta via de fazer os outros parvos, que já deve ter percebido que não são.

João Afonso disse...

A estratégia do ponto verde é a seguinte as crianças tem de votar à força, se não votam isso não interessa, o que interessa é que são contabilizados como estando contra a CDU... As pessoas com incapacidades mentais estão impedidas de votar, isso não interessa, se não votam são contra a CDU... Daqui a pouco o ponto verde vai afirmar que as idiotices que aqui escreve tem o apoio dos 135.000 habitantes do Seixal que não votam!
Meu Deus perdoa-lhe que ele não sabe os disparates que escreve!

Luis Rodrigues disse...

Tenho uma tia que sofre de parquison e que por isso há cerca de 10 anos que não tem capacidades mentais e fisicas que lhe permitam deslocar a uma mesa de voto, descobri agora, em face da afirmação do ponto verde, que afinal ela não sofre de qualquer doença, o que ela está é contra a gestão da CDU no concelho do Seixal, e por isso não vai votar!

Anónimo disse...

A estratégia do ponto verde de afirmar que quem não vota está contra a CDU não é uma estratégia de parvo, mas sim uma estratégia de fazer dos outros parvos! O que ele também já devia de sabe que não são...

Anónimo disse...

NO SEIXAL ATÉ HÁ MORTOS A VOTAR CDU...

Anónimo disse...

Onde anda a Policia Judiciária?

Anónimo disse...

O PÊCÊ está envolvido nas grandes máfias do Betão da Margem Sul , exemplos ? Quinta da Trindade, Quinta da Fidalga, Flôr da Mata, Fábrica da Pólvora de Corroios.