sábado, junho 17, 2006

DO LADO CERTO ? DE QUÊ?














Lado QuÊ???

A ultima acção de propaganda promovida pela Câmara de Almada e visivel na televisão é uma mentira monumental, se se tratasse de um produto amanhã teriamos a DECO a dizer que se tratava de publicidade enganosa.

Como se trata de uma autarquia, ninguém se importa se o que veícula é verdade ou mentira, ou que se faça propaganda em horário nobre com o dinheiro dos contribuintes. Parece que os nossos politicos entraram numa fase de não agressão, vai-se lá saber porquê , mas que parece que será por terem telhados de vidro...essa ideia não tiram ao Povo.

Mas voltando ao tal spot, quem o veja vai logo arrumar os trastes que juntou na Brandoa, meter-se no comboio da Fertagus de bicicleta e espera, ao sair da estação do Pragal , desembocar numa ciclovia ou então pôr a bicicleta no Metro e descansar mais um pouco... claro que nada disto é possivel, ao contrário do que a propaganda, escola Coreia do Norte, sugere, nada disso é verdade , tal como as mirabolantes preocupações ecológicas da D.Emilia...

Com Spots e bolos se enganam os tolos...

O lado certo, em Almada só pode ser o lado da MENTIRA !

1 comentário:

O.José disse...

A “publicidade” a que o ponto verde se refere entra na mesma “onda” da aquisição à Salvador Caetano de Toyota’s Prius, em 2005 (DN 30.3.2005). Aliás, o Vereador “José Gonçalves refere que a aquisição destes veículos “tem um forte simbolismo”” (Setúbal na Rede 29-03-2005). Eu teria a ousadia de acrescentar que tudo o que a CMA tem feito relativamente ao Ambiente é carregado de um forte simbolismo. Aliás, forte simbolismo simplesmente, e nada mais, acrescentaria ainda, pois são manobras francamente para encher chouriços, sem nenhuma aplicabilidade objectiva para além da prática do exercício da demagogia e da mais básica hipocrisia. Vamos cá a ver uma coisa, um carro destes custa entre 28 e 32 mil euros, dado que foi anunciada a compra de 5 (para “renovar a frota” – risos, perdão? A frota da CMA é de 5 unidades? Não? Ah, então não é para “renovar a frota”, pois não? É mais assim para, tipo, servir de viatura particular de brincar ao Vereador, que o tem a maior parte do tempo estacionado, e para servir de coqueluche demonstrativa das “avançadas políticas ambientais” da CMA, não é assim? Ou seja, para fazer figura, vulgo, dar espectáculo, mais vulgo ainda, se me permitem, pensar que somos parvos e atirar-nos areia para os olhos, não é? -); regressando às contas, 5 x 28 = 140 mil euros. Concordando que não daria para construir muitos quilómetros de ciclovia alcatroada, iluminada e com letras fluorescentes pintadas no asfalto de 50 em 50 metros a dar graças à Santa Maria Emília, daria no entanto e certamente, para mandar limpar as bermas da via rápida da Costa e fazer os arranjos suficientes para proporcionar uma via dedicada a ciclistas. Ou ainda, e para dar imediata resposta aos cépticos das finanças públicas municipais que me poderiam certamente contrariar este básico estudo orçamental enquanto o Diabo esfrega um olho, posso dizer então, e aí com toda a certeza, que esses 140 mil euros dariam mais que sobejamente para colocar em prática um outro projecto ainda mais arrojado: comprar o passe da Transportes Sul do Tejo a todo o executivo de topo Camarário, de forma a poderem deixar definitivamente de poluir bem como consumir combustíveis fósseis em transporte particular [Por ano a autarquia almadense “faz cerca de 13.500 Km por ano”, com este veículos “vai reduzir para 1,2 tonelada de CO2 por ano” (ainda in Setúbal na rede)], passando a fazer o mesmo que o primeiro-ministro Sueco, por exemplo, e dirigir-se ao emprego de autocarrozinho. Ou, melhor ainda, e porque não?: De comboio Fertagus e depois de bicicleta, como no “anúncio” da televisão...