sexta-feira, dezembro 12, 2008

QUANTO NOS CUSTA A PROPAGANDA ?

O Boletim Municipal do Seixal é o Pasquim ao serviço do sistema de poder, melhor , é uma das ferramentas fundamentais desse sistema pois serve para quinzenalmente branquear a incompetência , a prepotência e a inercia e ao mesmo tempo promover quem bem precisa de promoção, tal a distância do cargo que os separa daquele em que um dia atingiram o Princípio de Peter.

O Boletim Municipal podia ser uma excelente forma de comunicação de distribuição gratuíta, mesmo que integrasse alguma publicidade desde que mantivesse a sua independência, não roubasse esses mesmos meios de subsistência à imprensa local (coisa complicada, reconheço) e sobretudo se fosse um verdadeiro meio de comunicação.

No Boletim Ideal, os custos seriam minimos , a informação isenta e maximizada , devendo constar impreterivelmente de forma gráfica , não as dezenas de fotografias mensais do Presidente Monteiro e seus incompetente
s acólitos mas imagens detalhadas dos projectos em curso , infografias aprofundadas dos mesmos onde fossem visíveis os seus impactos.

Deveria da mesma forma, atempada e detalhadamente , informar sobre Planos de Pormenor e outros projectos ou decisões , sujeitas ou não a discussão pública, podendo ser a sua extenção online uma forma privilegiada de comunicação aberta com os eleitores. Não o é em nenhum destes prismas .


É um puro meio de auto-promoção , uma feira contínua onde desfilam ao estilo de tanta imprensa côr-de-rosa gente iletrada mas com responsabilidade decisória que ultrapassa a sua iliteracia , gente que não sabe orientar a sua casa mas que gere orçamentos bilionários , gente que nada percebe de horta armados em decisores ambientais ... e claro , para mostrar em inúmeras e profusas imagens a côr , o nosso querido e abençoado Presidente de Câmara.


Mas é isso ao menos gratuíto ? Pago pelo Partido que directa ou indirectamente promove ? Bom a resposta é não .
O Boletim tem custos, pesadissimos custos , a fazer fé num post do Vereador Samuel Cruz no seu blogue Rumo a Bombordo eles são os seguintes :

«Reportando-me exclusivamente ao BM, pretendo aqui referir alguns dados que o comum cidadão não saberá. Por exemplo que, só nas Grandes Opções do Plano de 2009 - GOP's - estão previstos gastos de 487.103,00€ (quatrocentos e oitenta e sete mil, cento e três euros) - só para impressão e distribuição - do BM.

Isto sem contarmos com os valores destinados aos Recursos Humanos e/ou à aquisição de equipamentos que, só para 2009, estão previstos - para aquisição de equipamento fotográfico digital - uma verba de 13.000 euros...


Outro ponto curioso, será saber-se que trabalham 13 pessoas, ao todo, no BM, sendo que seis são responsáveis pela redacção, mais um administrativo para cuidar da agenda, cinco na parte fotográfica, e um na distribuição.

Como vêem, este BM pode não trazer a informação toda, mas leva muito dinheiro a conceber.»


Coisa cara, muito cara mesmo ... sobre o equipamento digital e para que tenha uma ideia , devem ter comprado algum Rolls Royce dos equipamentos fotográficos e mesmo assim banhado a ouro ...

7 comentários:

ex-militante disse...

É escandaloso mas é verdade , mas o PCP depende deste tipo de engenharias, não só para se manter no poder por via da propaganda mas também financeiramente... e mais não digo...
Há muito dinheiro mal gasto por estas autarquias , e a elite do partido tem sempre um tacho este boletim é um deles.
Pouca vergonha sob a forma de jornal!

Anónimo disse...

O PCP é o culpado! Se o PCP não tivesse estado no governo do país durante 30 anos, Portugal era o Luxemburgo da margem atlântica :)

Anónimo disse...

Não esteve no governo do país mas esteve no governo da margem sul. Para mim é o mesmo.

Anónimo disse...

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Policia/Interior.aspx?content_id=1058063

Daniel Geraldes disse...

Só por curiosidade, não existira nenhum militante do PCP que venda boas maquinas fotograficas??? Fica a questão, é que se houver eu quero comprar uma para o Natal.

Anónimo disse...

De acordo como o comment. 10.09 o PCP nada tem a ver com a gestão autárquica na Margem Sul , devemos estar há trinta anos a ser governados por extraterrestres , uma vez que os Comunistas são inimputáveis.Há para aí um bando de homenzinhos verdes com disfarce de Alfredo Monteiro, Emilia Sousa , João Lobo, Carlos Sousa, Maria Meira...
Realmente já tinhamos dado que alguns autarcas CDU eram verdadeiros ET's , agora confirma-se.

Emanuel Oliveira Santos disse...

O grande problema, a que este Post do A-sul, se refere é o desperdício de dinheiros públicos, de dinheiros do contribuinte, de dinheiros que são dos munícipes. Não é o apenas desperdiçar de dinheiros públicos para publicações em 2006 ou 2007 ou 2008. É o que já vem de muitos anos atrás. Um problema para o qual o PSD já em 1996, vai para 12 anos, chamou a atenção, colando outdoors contra este tipo de desperdicio de dinheiros públicos, que já nessa altura tomava proporções que roçavam o escandâlo. Desde então para cá, parece que os munícipes deste concelho pouco ou nada se importaram com a gestão do seu dinheiro, a favor de tal tese vide o aumento da abstenção nas eleições autárquicas e tal política camarária manteve-se inalterável.
No entanto, é sempre bom denunciar e não calar.