quinta-feira, dezembro 04, 2008

ALMADA , CAMPANHA "A UM METRO" DE SER RACISTA E ELITISTA ?

Almada é um concelho de gente de trabalho, multicultural e multi étnico , a imagem institucional que a autarquia passará (responsávelmente) para o exterior em campanhas institucionais, terá que ter sempre essas premissas em consideração.

Não esquecer que Almada muito deve aos emigrantes aqui radicados e que vieram ocupar um importante lugar em zonas de Almada que entretant
o se despovoaram, porque foi fomentado um crescimento urbano em mancha de óleo para fora da cidade. Têm também ocupados postos de trabalho (fundamentais) recusados por muitos naturais.



Até há zonas bem caracterizáveis . A Costa de Caparica tornou-se num ponto importante de acolhimento da comunidade brasileira por cá radicada , enquanto o Plano integrado de Almada acolheu uma ampla comunidade de origem Africana .


Quer se goste , quer não, Almada, é hoje o lugar de acolhimento de um conjunto de gentes de várias proveniências e origens . Há também um mix de várias classes sociais que sempre viveram e conviveram em comunhão até à moda (recente) dos novos ricos reinantes que se fecharam em guetos a que chamam pomposamente de Herdade... ou Condomínio fechado...

Face a estes pressupostos que todos conhecemos e sabemos verdadeiros, e a menos que se queira oficialmente considerar Almada, como sendo , uma Cidade Branca de segmento A , chega a ser de certa forma racista e elitista , a campanha , "a um metro " , que está a ser divulgada por todo o país pela televisão , e em todo o concelho de Almada em gigantescos
outdoors , a par da campanha falaciosa , "Centro Comercial no Centro de Almada" .









O que acontece é que essas campanhas retratam Almada como sendo povoada exclusivamento por modelos do Norte da Europa e os Almadenses como uns betos de olhos azuis e gostos ecleticos e caros... em comum parecem ter o Metro que todos utilizam ... e a dolce vita .











Quando estes Almadenses "trabalham" , ou para o emprego se deslocam , parece que estão produzidos para sair numa estação de Metro , mas para os lados de Wall-Street , de resto, tudo é lazer e boa vida para esta população caucasiana , jovem , bonita , saudável , bem vestida e bem na vida (contente com a CDU) , que passa o tempo nas compras (no centro) , em esplanadas e no lazer.


A mentira é muito feia senhores autarcas , o racismo também !


É isso que fazem quando mostram a todo o país , a imagem que não é nem a de Almada, nem a dos Almadenses , será que a autarquia Almadense tem vergonha dos seus reais municípes e da sua realidade ?

Será que Almada pretende esconder e ignorar os seus velhos e a complicação que é hoje deslocarem-se no centro desta Almada sem passadeiras nem semáforos que os protejam e orientem quando têm que atravessar uma via sem passeios mas com duas faixas para automóveis e duas linhas de combóio ?

Será que o Metro foi construído para uma elite bem vestida de fato e tailleur, e bem na vida ?

- Será também por isso que anda vazio ?

18 comentários:

EMALMADA disse...

É preciso dizer sem inibições que Almada entrou definitivamente em estado de desagregação.

Quanto à exclusão social,ela existe em Almada. Só não vê quem não quer ver, quem anda distraído ou só a olhar para o seu umbigo.
É preciso andar realmente muito distraído para não ver quanta demagogia e mentira há nas palavras da presidente da Cãmara e na propaganda em painéis,na televisão e no pasquim municipal.
A presidente da Câmara só se lembra dos mais carentes, das minorias étnicas, dos imigrantes, quando nisso tem interesse, para fazer baixa política e tirar dividendos eleitorais.

rosalinda disse...

Essa campanha não mstra o que é Almada nem os Almadenses, é uma campanha racista quanto a mim ,feita em laboratório e longe da realidade como o projecto do Metro, e também discriminatória . Uma vergonha.

Anónimo disse...

A CMA é contra uma raça chamada almadense não CDU,A sua suposta superioridade moral e inteligência , nunca tem dúvidas e raramente se engana por isso não ouvem ninguém nem querem saber de mais nada, se as coisas não resultam, como não estão a resultar vai propaganda para cima para a cosmética disfarçar um peeling mal sucedido. Senhora bancária demita-se tenha vergonha deste trabalho que está a amputar Almada.

Anónimo disse...

bancária não é o termo correcto, não merece essa designação, ofende os Bancários.
atendedora de balcão do banco/recebedora de cheques ao balcão, é o correcto.

africano disse...

Viram minorias étnicas no XVIII Congresso do PCP ? Não viram pois não?
Pretos e ciganos só em guetos e se possível vedados.

Anónimo disse...

Tenho de reconhecer que o PSD no Seixal é original e muito engraçado.

maria da fonte disse...

Na Margem Sul vão crescendo os guetos para ricos , o Seixal é o maior exemplo de disparo na construção de condominios fechados promovidos até por autarcas em feiras de imobiliário e se calhar o Metro é um brinquedo para ricos daí se compreende a manifestação no dia da inauguração da PCP Luísa Ramos.
Vão crescendo também os guetos para pobres, sobretudo em Almada, mas veja-se que o Metro fugiu da zona mais carenciada, o Pica Pau Amarelo, optando antes pela elitista Universidade.
Esta CDU e este Metro se não são elitistas e racistas , têm que explicar o porquê das suas opções, ainda pensei que fosse tudo um acaso, mas depois desta campanha e deste post fez-se-me luz que podem ter havido na escolha do traçado , premissas que se afiguram de cariz racista e de marginalização social .

Anónimo disse...

Se há um racismo de pele não sei, mas há um racismo cultural e politico (aos não PCP) e há um racismo a quem discorda da czarina.

faço minhas as palavras deixadas num comentário num outro blogue o EmAlmada:

- Que desolação vai na Alma dos almadenses diante da sua terra destruída pela mão estalinista da presidente!

Comboios vazios, ruas sem pessoas, dificuldade de circulação e estacionamento, congestionamentos constantes do Trânsito numa cidade abandonada pelos autarcas já são rotinas no dia a dia.

Uma requalificação urbana vergonhosa.
Mais ruído, mais poluição, mais agressão à saúde dos cidadãos com o barulho e vibrações associadas à circulação do MST ( pergunte-se aos moradores da 25 de Abril).Gasto supérfluo excessivo com obra polémica e inútil, para engordar os bolsos da MTS e associados mediante um pagamento diário pelo Estado Português de cerca 50.000€ a titulo compensatório pela falta de passageiros neste negócio ruinoso para os cofres das Finanças Públicas.
Um comércio arruinado por erros da CMA e pelo mutismo dos comerciantes diante da agressão da Câmara à actividade comercial.
Nem a música nas ruas, nem os vasos pirosos modelo único (estalinista) safarão os comerciantes neste Natal.
Depois do dia 10 de Janeiro Almada vai dar um grande trambolhão.
Mais comerciantes vão reconhecer o logro a que os conduziram.
Porque eles ou alguém por eles acreditou que o MST seria bom para Almada?

Não viram que estes autarcas são pedras duras e as pedras não ouvem?

Uma cidade constrói-se com a participação e união de esforços dos seus cidadãos.
Os estalinistas que nos governam desprezaaram e desprezam a participação e colaboração das pessoas.
São deuses de uma religião que destroi o que há de humano nas pessoas.Não lhes interessam os valores humanos e culturais que não se enquadram na sua religião anti dignidade humana. Aproveitam-se das pessoas para viveram capitalistamente à conta da exploração daqueles que dizem defender. Aliam-se na sombra ao grande capital numa aliança de proveitos mútuos para exporarem os trabalhadores menos evoluídos culturalmente que ainda acreditam que possa existir numa vanguarda elitista que os defendam. Estão embriegados por se dizerem do partido dos trabalhadores e que com esse palavreado podem cilindrar tudo e todos.

Só quem esteja a viver à conta deste regime estalinista municipal pode dizer que se sente bem actualmente em Almada.
Os que aqui nasceram e os que aqui vivem por opção e sem interesses pessoais ou partidários na gestão autarquica, conhecedores das realidades que vêem e sentem no atraso e subdesenvolvimento de Almada relativamente a outras localidades com piores condições naturais, sentem uma profunda tristeza pelo definhamento sócio economico de Almada e do concelho.

Boa dia

ex-frequentador e cliente do Centro de Almada

maria marcelina disse...

Sou almadense de nascimento e residência frequento a Universidade Sénior do Seixal , de onde tento os primeiros comentários nesta internet.

Quero dizer-lhe que não me sinto retratada na campanha da Câmara e acho que é uma grande mentira porque todo o comércio morreu e foi transformado em lojas chinesas.

Aproveito para perguntar se sempre é verdade se já morreu uma idosa como eu, atropelada por um autocarro quando se desviava do metro que quase a colhia ?

Se não é verdade , é muito possível que aconteça dia menos dia, infelizmente. Aquilo está muito perigoso.

Obrigado por permitir o meu desabafo.

Anónimo disse...

Esta é uma campanha racista e xanófoba que devia envergonhar Almada e quem a pagou.

Anónimo disse...

Beka fatéis eses cotas das fotos, kremos fotos bué malukas dos nossos tags e da nossa arte. Câmara tem que fazer posters com traços modermos e não com cenas maradas tipo gajas nas compras. Consumismo é capitalismo F.

Anónimo disse...

Este artigo é pura demagogia!!!

Então para fazer o cartaz como seria? colocar x% da população branca, Y% de origem africana, Z% de origem cigana etc etc.

Fazer opisição é apresentar ideias e soluções e não é com demagogia q se vai tirar a CDU do poder.

Em relação ao Metro, n entendo pq tau polémica. Vai favorecer os milhares de pessoas que vão para cacilhas, assim como os estudantes. Em relação ao facto de a opção ser o metro subterraneo gostaria de dizer q essa solução só é viavel para um fluxo superior a 50mil (!?) pessoas por dia na mesma linha.

Outra questão que parece ser aproveitada para a demagogia é que o metro é responsável pelo fecho das lojas... ridiculo. Muito antes do metro já estavam em decadência, ora por culpa das grandes superficies ora por culpa dos donos das lojas que nunca souberam evoluir.... continuam como se ainda vivessemos nos anos 80....pensavam q a galinha dos ovos de ouro durava para sempre

Jorge Gomes disse...

ALGO QUE SÓ MERECE UM VOTO NULO! SIGA METRO PARA O SEIXAL, UMA CONSTRUÇÃO QUE TENHA OLHOS E CABEÇA!
Jorge Gomes
Leitor Assíduo do A-SUL

Anónimo disse...

o das &:09 PM anda a dormir na formatura municiapl.
Não sabe que o MST foi construido para levar nesta primeira fase 85.000 Pax/dia.

Acorde não durma como a MES.

Anónimo disse...

Demagogia é desbaratar 700 mil euros do erário publico em propaganda barata e racistapara tapar a M____ que fizeram e que está à vista de todos.

Anónimo disse...

" o das &:09 PM anda a dormir na formatura municiapl.
Não sabe que o MST foi construido para levar nesta primeira fase 85.000 Pax/dia.

Acorde não durma como a MES."

85000Pax/dia no metro todo e não apenas na linha em questão.

em relação ao "Acorde não durma como a MES" aprenda a respeitar a opinião dos outros. Sempre votei à direita por isso não estou aqui a defender a CDU. O que me irrita neste país é a demagogia reinante quando se discute politica... para todos os quadrantes politicos qq coisa, por mais ridicula q seja, serve como arma de arremeço, como se os portugueses não soubessem ou não percebessem que estão a dizer baboseiras...

Anónimo disse...

O fachista, perdão comuna, das 08:09 anda a ver se ganha um lugarzito numa câmara CDU antes das autárquicas, ou quê?

Anónimo disse...

para o 1:44 PM:
Se é verdade o que diz, os extremos tocam-se e dão-se bem.
Quantos aos números o melhor é não fazer mais contas porque falhou nas aritméticas básicas e na argumentação.