sexta-feira, outubro 03, 2008

SEMANA DA LÓGICA (5)

No Seixal , uma das meninas dos olhos do regime em termos patrimoniais , o moinho de Maré de Corroios foi encerrado há anos para obras . Recuperamos a noticia então publicada na nota de imprensa ... em 26/08/2002 :

¨...1,5 milhões de euros, comparticipados pelo III Quadro Comunitário de Apoio, é quanto vai custar a recuperação do centenário Moinho de Maré de Corroios. Os trabalhos de reabilitação já vão em dois anos e, segundo a autarquia, com esta última fase das obras, o edifício estará aberto ao público em meados de 2003


Sim viram bem , o fim das obras foi anunciado para... há mais de ... CINCO ANOS !!! ...
Ora o que acontece é que cinco anos após a prometida reabertura (
...meados de 2003... ) os portões de acesso ao espaço e o edifício matêm-se fechados!

Numa zona carente de espaços verdes , é um atentado que pelo menos o espaco exterior , ajardinado esteja também ele vedado ao público , apesar de requalificado à custa do III QCA ... apesar dos custos que exige e a sua rega e manutenção...sem que o povo possa usufruír!

É caso mais uma vez para perguntar:

QUAL É A LÓGICA ?

_____________________________________________



PETIÇÃO POR UMA POLICIA MUNICIPAL

Nesta Margem Sul cada vez mais insegura , decorre uma iniciativa de recolha de assinaturas (clique) para subscrever uma petição destinada a exigir à Câmara do Seixal a criação de uma Policia Municipal.

PARTICIPE !

7 comentários:

EMALMADA disse...

É o resultado do "trabalho, honestidade e competência dos eleitos CDU/PCP da margem sul.

Filipe de Arede Nunes disse...

O Moinho de Maré é a ilustração perfeita da triste realidade...

Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Anónimo disse...

Ca para mim, os comunas do Seixal são maçons e utilizam o moinho da mare para os seus rituais.

Anónimo disse...

A VERDADE A QUE TEMOS DIREITO:

FORAM À LÃ E SAÍRAM TOSQUIADOS

Na passada semana, realizou-se uma Assembleia Municipal Extraordinária convocada a solicitação do PS/PSD/BE para analisar a questão relativa a um atraso de 2 Minutos na apresentação de uma candidatura ao QREN.
A sessão prometia em virtude das entrevistas que o presidente do PSD Seixal – o qual demonstra ser o verdadeiro líder da oposição, remetendo o seu parceiro do PS para uma posição secundaria – deu a vários órgãos da comunicação social, e nas quais apelidou de desleixada e incompetente a maioria que governa a Câmara do Seixal, exigiu demissões e garantiu que o PCP tinha lesado o Seixal em 6 milhões de euros, tudo isto porque uma candidatura ao QREN havia sido recusada por um atraso de 2 minutos no envio da mesma …Mais anunciou o Dr. Paulo Cunha que ia propor uma Comissão de Inquérito!
Como "quem não deve não teme" a Assembleia Municipal requerida pela oposição foi convocada e na Assembleia Municipal – ou seja no lugar próprio para se requerer e prestar esclarecimentos – a maioria que governa a Câmara deu todos os esclarecimentos, dos quais se salienta:
A – O Município do Seixal foi o único Município da Área Metropolitana de Lisboa que concorreu aos 16 programas a que estavam abertas candidaturas, o que demonstra o excelente trabalho efectuado pelo PCP na autarquia.
B – Das 16 candidaturas apresentadas, 6 já foram aprovadas e 9 aguardam aprovação, o que também demonstra o bom trabalho realizado.
C – O Seixal é actualmente o 2.º concelho da Área Metropolitana de Lisboa com maior número de candidaturas aprovadas e de fundos comunitários obtidos, tendo até ao presente obtido mais verbas do QREN do que todos os municípios geridos pelo PSD na Área Metropolitana de Lisboa, o que igualmente demonstra o excelente trabalho realizado pelo PCP no Seixal.
D – Houve uma candidatura que foi recusada por ter havido um atraso de 2 minutas na apresentação da mesma.
E – E tal atraso deveu-se a situações completamente inesperadas, como foi o óbito ocorrido a 25 de Abril, com o funeral a 29 de Abril, de um elemento da equipa que estava a elaborar o projecto de candidatura, pelo que apenas a 30 de Abril a candidatura começou a ser carregada no sistema informático. Acontece que quando a mesma estava pronta para ser enviada houve uma avaria no servidor que obrigou à substituição de equipamentos e originou um atraso na apresentação da candidatura em 2 minutos … É caso para dizer que não acreditamos em bruxas, mas que as há, há …e nesta caso uma serie de situações completamente anómalas e inesperadas ocasionaram o atraso da candidatura.
F – Apesar desse atraso - que se lamenta, mas para o qual não se pode apresentar responsáveis, pois tudo resultou de imponderáveis que não podiam ser previstos – o concelho do Seixal em nada saiu prejudicado, pois o Regulamento do Concurso prevê a existência de mais duas fases, onde a candidatura poderá ser apresentada.
G – Mais foi esclarecido que o valor da comparticipação comunitária não eram 6 milhões de euros conforme propagandeado pela oposição, mas sim de 3 milhões, isto no caso de se obter a comparticipação máxima de 50% prevista no regulamento.
H – O Presidente das Câmara já tinha informado os Vereadores, incluindo os do PS e PSD, em Maio do corrente ano do problema existente com a candidatura, não tendo na altura merecido qualquer comentário dos mesmos;
I – A oposição só se preocupou com o QREN quando veio a notícia do atraso dos 2 minutos para os jornais, pois até aí nunca havia questionado a Câmara sobre as candidaturas ao QREN.
J – A oposição não conhecia como se processavam as candidaturas ao QREN, nomeadamente que havia 3 fases de concurso e que a comparticipação comunitária era no máximo de 50% do valor previsto, o que demonstra incompetência e desleixo da oposição!
Esta é pois a realidade indesmentível dos factos
Realidade que demonstra a falta de razão de tudo o afirmado pela oposição, a qual no final da Assembleia ficou calada por falta de argumentos, o que levou um camarada meu de bancada a afirmar que a “Oposição tinha ido à lã e saído tosquiada”
Face aos esclarecimentos prestados pelo Presidente da Câmara, pensei, no final da Assembleia, que tudo tinha ficado esclarecido, tanto mais que o líder da oposição – o Presidente do PSD Seixal – não tinha, ao contrário do que afirmara aos jornais, proposto qualquer comissão de inquérito, o que demonstrava que o mesmo tinha ficado esclarecido.
PURA ILUSÃO.
Há pessoas que por mais esclarecimentos que se dêem não compreendem ou não querem compreender... Tem como única preocupação o sensacionalismo, a capa de jornal, dizendo uma coisa para os jornais e fazendo outra na Assembleia.
Com pessoas destas não vale a pena dar explicações, pois não entendem ou não querem entender as explicações que são dadas, pois têm como único objectivo a politica barata, mesquinha, partidária... esquecendo o interesse do Seixal em prol desta mesquinhice...
Entendo que na política não “vale tudo”, e lamento que a oposição no Seixal tenha enveredado pela política barata, da mentira e da infâmia!
Tenho a certeza que a população deste concelho quando chegar a altura de escolher saberá destrinçar o “trigo do joio” e escolher quem trabalha em prol do desenvolvimento do concelho.

Excelente artigo de opinião do Paulo Silva, que repõe a verdade dos factos e demonstra as mentiras que se escrevem no A-Sul e noutros blogs mentirosos

Anónimo disse...

Os fogos que deflagraram ao final da noite de ontem em Fernão Ferro, no Seixal, e em Venda Nova do Bolho, em Cantanhede (Coimbra), foram circunscritos durante a madrugada desta sexta-feira.




Segundo a Autoridade Nacional de Protecção Civil, o incêndio em mato que deflagrou ontem, às 23h21, em Fernão Ferro, foi circunscrito durante a madrugada, tendo estado no combate às chamas 56 bombeiros, apoiados por 17 viaturas, da corporação do Seixal.
As chamas em Venda Nova do Bolho eclodiram às 00h29 desta sexta-feira, tendo sido dadas como circunscritas cerca de uma hora depois. No local estiveram 32 bombeiros e 10 viaturas.

Anónimo disse...

A VERDADE COM QUE CONTAS PARA IMPÕR A TUA DITADURA
''Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e
sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos
de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de
dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de
sacudir as moscas...''



Guerra Junqueiro, escrito em 1886

o josé disse...

Não tenho dúvidas nenhumas que o maior incómodo causado ao poder instituído pelo Ponto Verde é a permanente recapitualação das promessas vazias. Um dos grandes, senão o maior mal da política Nacional tem a ver com a incrível inexistência de memória por parte do eleitorado. Esquecem-se as promessas com que os candidatos angariam votos, esquece-se a sua falta de cumprimento, esquece-se os pecadilhos e os grandes pecados, esquece-se tudo, como se os candidatos fossem sempre novos, a cada quatro anos. Incólumes e impolutos novos agentes, surgidos de um fundo em permanente renovação de abenegados servidores da Nação. Esquece-se o eleitor que são sempre os mesmos. Por isso é que o Ponto Verde é uma espinha, os factos que relata e recorda, não deixando cair no esquecimento, são sempre incómodos, e ao serem recordados permanecem reais, continuam a estar lá, a existirem, quando, muito mais convenientemente, deveriam ter caído no esquecimento.
Obrigado Ponto Verde pelo serviço à memória cívica.