segunda-feira, outubro 13, 2008

SEIXAL GRAFFITI - VANDALISMO INSTITUCIONAL


No orçamento para 2008 da Câmara do Seixal, ficámos a saber que estava alocado na rubrica Seixal Graffiti , um valor de 6 000 euros.

Este fim de semana teve então lugar essa iniciativa em que a autarquia resolve patrocinar com a quantia acima indicada ,resultante dos nossos impostos, umas dezenas de indivíduos, na sua esmagadora maioria do sexo masculino e com problemas de afirmação, de forma a exacerbarem perante a sociedade, o seu ego.

«
...O que queremos é ver o mais vezes possíveis o nosso nome escrito" , realça Ivo Santos , de tem 23 anos, de Odivelas, enquanto pinta com um amigo a assinatura dos dois em forma de fotografia ...» in JN (12/10/08) ... no comments...

A Câmara do Seixal avançou com esta iniciativa sem que alguma vez tivesse sido mandatada para tal, ou sem que a população do Seixal fosse referendada para saber do acolhimento de uma tal iniciativa de branqueamento de uma actividade que por todo o concelho traduz a violação da propriedade alheia, da propriedade publica e de outros equipamentos cuja função fica comprometida pelos seus actos, nomeadamente pelo danificar de sinais de trânsito.

Sem que a população fosse informada, sem que tivesse havido uma discussão pública, entenderam os pacóvios autarcas que seria moderno várias áreas pintadas a seu bel-prazer por estes agora promovidos artistas.
Não só disponibilizou os espaços de suporte cuja propriedade e impacto visual diz respeito a todos , como patrocinou os materiais, caros e pouco ecológicos, com a desculpa de que é...

«... uma forma de «incentivar os writers [designação atribuída a quem faz graffities]» a pintarem em «espaços organizados, que não incomodassem ninguém».

«Decidimos promover o Seixal Graffiti quando nos confrontámos, em vários espaços urbanos, com vários graffitis, alguns deles em habitações e outros em espaços públicos», explicou, acrescentando: «Nós não concordamos com actos de vandalismo e, por isso, considerámos que os jovens poderiam ser enquadrados de uma forma organizada».

Nada mais falso , para que tal fosse minimamente verdade , e que fosse respeitada a Constituição, a Câmara do Seixal teria de combater a proliferação de graffities fora das zonas onde "não incomodassem ninguém" , o que não acontece, e assumir (uma vez que patrocina e promove, uma tal actividade) os danos, repintando quer habitações quer edificios publicos ou outros locais vandalizados !

Esta é só mais uma forma de propaganda do concelho sempre em festa , uma forma errada de avaliar questões, que se têm revelado de gravidade crescente, e que têm no graffiti só a ponta do iceberg , resultando a sua tolerância , num desafio grave ás regras instituídas e à permissão de demarcação territorial num espaço publico que deve ser harmónico e de todos... quanto mais o incentivo !

98 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Se algum dia a fachada do edifico da CM Seixal aparecer grafitada eu quero ver como é que estes senhores reagem, alias se calhar é por causa de incentivos como este que as fachadas das sedes do PSD e do CDS Seixal já apareceram varias vezes grafitadas.

É uma vergonha.

ex-militante disse...

Dois amigos de Odivelas de 23 anos a pintarem a sua assinatura em forma de fotografia, isso no meu tempo era outra coisa, agora chamem-lhe arte, devem ser muito sensíveis esses "dois amigos" .

Anónimo disse...

Desde 2006, 12 pessoas foram apanhadas pela PSP a grafitar paredes na zona envolvente do Bairro Alto. Nenhuma foi detida. O crime depende de queixa e ninguém tomou essa iniciativa.

in :http://lisboasos.blogspot.com/

Anónimo disse...

Não encontro estética , ou harmonia, só imposição de uma vontade com a destruição de propriedade alheia, sinais de trânsito...

Repare-se nos muros no Garrafão/Portagens da Ponte 25 de Abril . Depois há aqueles sitios verdadeiramente criminosos como no Aqueducto das Aguas Livres ou noutro património, não tarda estão a pintar os jerónimos ou a Torre de Belém.

A técnica e a estética são discutiveis, mas as telas até são baratas para quem tem dinheiro para comprar aqueles sprays, pintem pois telas e quem quizer até pode comprar, impôr é que já é contra a minha sensibilidade e vandalizar isso é que não aceito.

Anónimo disse...

Olhem-se os comboios esborratados de grafitos. Completamente cheios de desenhos ou de pseudo desenhos, e não há ninguém que veja quem produz aquelas borradas. Aquilo é trabalho de horas. É vergonhoso que os zeladores destes bens públicos não zelem coisíssima nenhuma.

Anónimo disse...

puro tuga

AAG News disse...

A graffiti é uma Arte, é uma Arte de Rua, como o azulejo o foi e ainda é, a pixagem é vandalismo, quando bem elaborada pode ser muito boa, como todas as Artes pode ter bons e maus executantes, pelo exemplo que vi aqui neste post, estes são concerteza bons artistas, tais como amigos meus de Brasília que fazem desta Arte uma Arte Maior, não entendo, ou melhor entendo, mas acho ridículos os comentários e este post.

Grupo Histo é Arte, manifesto:

http://artedelei.blogspot.com/2008/06/guernica-inaugura-o-mar-museu-arte-rua.html

Alguns exemplo de graffiti em Brasília, homenagem a Picasso:
http://artedelei.blogspot.com/2008/06/histo-arte.html

Luís Cruz Guerreiro
Mestre de Azulejaria

brazuka disse...

Pra mim é falta do que fazer, quer pichar, abra o portão de casa, e pinte o seu muro não o dos outros

mario andrade disse...

O Mestre Luís Guerreiro certamente que não anda a pôr azulejos nos muros dos seus vizinhos sem a sua autorização, nem em cima dos sinais de trânsito...

erj disse...

Para quem não sabe o graffiti é uma forma de expressão, liguagem feita através de mensagens repletas de imagens ou palavras de ordem. A natureza do graffiti não permite impor aos graffiters a mensagem que queremos que passe (porque achamos que fica mais bonito). Se fizermos um esforço percebemos que cada imagem nos transmite mensagens politicas, vivencias, sentimentos entre outras questões com que nos deparamos no dia a dia. Acho que não deve ser despreciativo a dinamica e motivação que se instalou na nossa cidade por parte dos jovens. Parabéns a todos aqueles que participaram.

Anónimo disse...

A permeabilidade dos portugueses a determinadas modas lá de fora, traduz a sua falta de cultura e de horizontes.
Há quem queira passar a mensagem graffiti= modernidade , quem é contra o graffiti está fora de moda.
Na Austrália por exemplo vejam a legislação sobre o graffiti:

Review of all legislation to stop graffiti vandalism

The aim of the review is to determine:

* whether the policy objectives of the legislation to reduce graffiti remain valid
* whether the terms of the legislation remain appropriate for securing those objectives, and
* the costs and benefits of the legislation.

The review will assess and examine the operation, effectiveness and implications of the following legislation.

Crimes Act 1900

* Section 195 - Maliciously destroying or damaging property

Summary Offences Act 1988

* Section 7 - Damaging Fountains
* Section 8 - Damaging or desecrating protected places
* Section 9 (b) - Wilfully mark, by means of chalk, paint or other material, any premises within view from a public place, without the consent of the occupier or person in charge of the premises.
* Section 10A - Damaging and defacing property by means of spray paint.
* Section 10B - Possession of spray paint.
* Section 10C - Sale of spray paint cans to persons under 18
* Section 10D - Unsecured display by retailers of spray paint cans
* Section 30A - Compensation
* Section 33 - Payment towards cost of repairing damage

Local Government Act 1993

* Section 67A - Graffiti removal work by agreement with owner or occupier
* Section 67B - Graffiti removal work without agreement of owner or occupier
* Section 67C - Register of graffiti removal work
* Section 631 - Damaging, defacing or polluting public bathing place
* Section 667 - Wilful destruction of notices and signs

Rail Safety (General) Regulation 2003

* Section 36 - Graffiti and vandalism

Children (Community Service Orders) Act 1987

* Section 5 - Making of children’s community service orders
* Section 17 - Obligations of persons subject to children’s community service orders

Crimes (Administration of Sentences) Act 1999

* Section 112 - Performance of community service work

Crimes (Sentencing Procedure) Act 1999

* Section 91 - Removal of graffiti

The review will also assess and examine the feasibility, effectiveness and potential implications of a complete ban on the sale of aerosol paint in NSW, including its usage, points of purchase and any impacts on business and employment such as loss of sales, loss of jobs and costs to date.

A copy of these Acts and Regulation can be accessed at www.legislation.nsw.gov.au

The NSW Attorney General’s Department invites interested individuals and organisations to make written submissions to the review. Submissions should be sent to the Manager, Policy and Analysis, Crime Prevention Division, NSW Attorney General’s Department, GPO Box 6, Sydney NSW 2001 or emailed to: graffiti_submissions@agd.nsw.gov.au. The closing date for submissions is 30 November 2007.

manuel neto (dn) disse...

Uma coisa são graffiti - uma expressão artística, de indesmentível qualidade, que não tem lugar nas galerias de arte convencionais e que, assim, vive nas ruas - e outra são os tags, símbolos, códigos, borrões, rabiscadas e sujidades que se espalham um pouco por todo o lado, sem critério nem respeito, a conspurcar fachadas de prédios, muitas vezes acabados de pintar de fresco. É, no mínimo, uma atitude intolerável, demonstrativa do desleixo e do podre que vai na alma dos seus irresponsáveis autores, os quais nada têm a ver com os geniais writers, esses sim, agentes de surpreendentes graffiti.

Anónimo disse...

Philadelphia

In 1984, the Philadelphia Anti-Graffiti Network (PAGN) was created to combat the city's growing concerns about gang-related graffiti. PAGN led to the creation of the Mural Arts Program, which replaced often hit spots with elaborate, commissioned murals that were protected by a city ordinance, increasing fines and penalties for anyone caught defacing a mural.

Anónimo disse...

New York City

Advocates of the "broken window theory" believe that this sense of decay encourages further vandalism and promotes an environment leading to offenses that are more serious. Former New York City mayor Ed Koch's vigorous subscription to the broken window theory promoted an aggressive anti-graffiti campaign in New York in the early eighties, resulting in "the buff"; a chemical wash for trains that dissolved the paint off. New York City has adopted a strenuous zero tolerance policy ever since. However, throughout the world, authorities often, though not always, treat graffiti as a minor nuisance crime, though with widely varying penalties.

In 1995 Mayor Rudolph Giuliani of New York set up the Anti-Graffiti Task Force, a multi-agency initiative to combat the perceived problem of graffiti vandals in New York City. This began a crackdown on "quality of life crimes" throughout the city, and one of the largest anti-graffiti campaigns in U.S. history

Anónimo disse...

Chicago

Chicago's mayor, Richard M. Daley created the "Graffiti Blasters" to eliminate graffiti and gang-related vandalism. The bureau advertises free cleanup within 24 hours of a phone call. The bureau uses paints (common to the city's 'color scheme') and baking-soda based solvents to remove some varieties of graffiti.

In 1992, an ordinance was passed in Chicago that bans the sale and possession of spray paint, and certain types of etching equipment and markers.[28] The law falls under Chapter 8-4: Public Peace & Welfare, Section 100: Vagrancy. The specific law (8-4-130) makes graffiti an offense that surpasses public drunkenness, peddling, or disruption of a religious service punitively with a fine of no less than $500 per incident-

Anónimo disse...

EUROPE

In Europe, community cleaning squads have responded to graffiti. For example, in the year 1992 in France, a local Scout group damaged two prehistoric paintings of Bisons in the Cave of Mayrière supérieure near the French village of Bruniquel in Tarn-et-Garonne, earning them the 1992 Ig Nobel Prize in archaeology.

In September 2006, the European Parliament issued the European Commission to create urban environment policies in order to prevent and eliminate dirt, litter, graffiti, animals' excrement and excessive noise from domestic and vehicular music systems in European cities, along with other concerns over urban life.

The Anti-Social Behaviour Act 2003 became Britain's latest anti-graffiti legislation. In August 2004, the Keep Britain Tidy campaign issued a press release calling for zero tolerance of graffiti and supporting proposals such as issuing "on the spot" fines to graffiti offenders and banning the sale of aerosol paint to teenagers.[36] The press release also condemned the use of graffiti images in advertising and in music videos, arguing that real-world experience of graffiti stood far removed from its often-portrayed 'cool' or 'edgy' image.

Velas do Tejo disse...

PORRA!

Aquilo não é arte coisa nenhuma!

Aquilo é difarçar com merda pintada a degradação dos muros que, custaram uma fortuna à coisa pública e que, décadas passadas, continuam sem ter destino.

Por entre um charro e algumas cervejas, jovens piolhosos - alguns deles com algum talento - são encaminhados para a individualização do espaço público sobre o pretexto da "Arte".

Cuspir para uma fotografia de um autarca que apoiou uma ideia destas também pode ser arte, mas não deixa de ser repugnante. Para mim, arte ou não, grafitti é uma actividade repugnante.

Definição de Arte in Wikipédia

Arte (Latim ARS, significando técnica e/ou habilidade) geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e idéias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores.

Anónimo disse...

Para os comunistas tudo é arte, desde que seja mal interpretado pela sociedade em geral, para eles são grandes causas de interesse social, mas arte mesmo arte que eu considero arte, é um vereador conseguir perder 6 milhões de euros, eu acho que é preciso ser um grande artista para conseguir tal feito.

Anónimo disse...

A CDU patrocina a arte de dois jovens de 23 anos cuja grande obra é reproduzir a sua assinatura.
O que dirão de Van Gogh e de Amadeu de Sousa Cardoso , um viveu 37 anos e o outro 31 e a assinatura que reproduziram resumiu-se ás obras primas que criaram, a diferença é notória, os artistas criaram obras monumentais por vezes em pequenas telas com assinaturas minusculas, outros pretendem pôr a sua assinatura garrafal em tudo quanto é sítio quer se goste quer não.
Portugal tem que começar a pensar numa lei como as que alguém atrás mencionou , até seguindo as directivas europeias . As autarquias devem-se deixar de aplicar de forma tão mal gasta o nosso dinheiro.

Anónimo disse...

Tanta ignorância junta provoca este tipo de mal entendidos.
Antes de mais gostaria de esclarecer ao sábio anónimo mandante deste espaço que "graffitie" está mal escrito, e aconselhá-lo a uma curta pesquisa antes de nos premiar a todos com a partilha do seu imenso ego de justiceiro suburbano frustrado.
Humildemente me apresento como mais um Writter "piolhoso". Dos que trabalham e pagam contas, dos crescidos com anos de tinta para atrás, mas em plena capacidade de cagar com gosto a casa de qualquer um de vós, excelentíssimos borregos fascistas de pseudo-intelecto.
Qualquer um de vós, seres deprimidos sem gosto ou imaginação, a viver uma revolta muda contra os que concretizam sonhos em betão armado, teria certamente preferido ver aplicada a alegada verba em outro mais digno evento. Infelizmente os jovens continuam a ter importância suficiente na sociedade, e são dignos de algum investimento e de iniciativas como a que decorreu no fim-de-semana transacto nas paredes do Seixal.
De fora fica a discussão acerca da viabilidade artística do trabalho realizado. Mas espero por lá encontrar-vos para o ano, novamente burros, a olharem para o nosso palácio construído na harmonia de um fim-de-semana bem aproveitado.




Atentamente!
Mais um Graffiteiro aplicado

Velas do Tejo disse...

Este último writter gastou tanto o nome por essas paredes a fora que nem teve a decência de o assinar no comentário que proferiu.

Nas páginas amarelas busca a secção Psiquiatras, toma uns quimicos e descobre a tua identidade. Não me enchas as paredes com o teu ego mal resolvido. O que tens é uma doença e pode ter cura. A culpa não é tua... eu sei... tiveste uma infância dificil!

Velas do Tejo disse...

A propósito... Graffiteiro Aplicado, prefiro que "cagues" em minha casa a que o faças nas minhas paredes.

Anónimo disse...

Hó velas!
Só tenho a dizer que és feio comó caralho man!!
E aqui para voces prefiro ser anónimo, pk nestes cantinhos fascistas e a julgar pla tua fotografia não é só a cara que se dá!!

Anónimo disse...

Oh velas há muitas casas de "meninas" em Almada descarrega lá a tua furia mano, andas com um semblante carregado depois da tua (feia) namorada te ter traido vê lá se tratas disso...

Anónimo disse...

Ai isto é tudo por politiquices?
Tambem queres um lugarzinho na camara é? já podias ter dito....
Vereador? Presidente??
Pro caralhu seus montes de merda por vossa causa e das vossas politicas é que somos a merda de país q se vê, querem todos andar encostados a um bom posto e a um rótulo de merda não é?
Mas nós não , nós vimos das ruas e vivemos para elas e se isso nos traz felicidade então podemos dizer que somos felizardos ao contrário de vocês cambada de yes man´s!

Anónimo disse...

Seriamente falando, voces metem-me nojo! Tanta ignorância junta não vos leva a lado nenhum, voces são a maioria de um povo português que só se interessa em futebol e novelas. Cambada de pacóvios que não sabe destinguir nada de nada. Enquanto se preocupam com arte urbana, existente no museu mundial da arte! Comparam grafiti a crime?!

A minha alma parece a vossa personalidade, com esta conversa fica parva.

Voces não têm voto neste tipo de matéria, tornam-se incultos. Vocês são aqueles tugas incultos que quando observam um writer a pintar agarram no primeiro telemóvel á frente para chamar a policia, mas no entanto, se alguém tiver a ser assaltado na rua, ou se virem algum carro a ser roubado, passa-vos ao lado. Estupidamente falando e sem querer descer á vossa estupidez, despeço-me e digo-vos que nunca conseguirão vencer quem faz isto com gosto, e muito gosto!

Nunca irão juntar tanta gente para ver as vossas novelas preferidas, como nós juntamos pintores em eventos como o do Seixal!

Abraço deste writer que anda por estas zonas desde 99 com latas na mão!

p.s.
Podem voltar para a tv que está a começar a novela da TVI!

Anónimo disse...

MONSTER tens tudo dito, caga pa esses otarios..


tmbm sou ''graffiteiro piolhoso''

=D

Anónimo disse...

Se é autorizado acho muito bem, realmente o trabalho até ficou bonito este ultimo organizado pela camara do seixal!!
acho que nao e caso para dramatizar assim tanto! vi a sua opinião em relação a isto, e acho que voce esta muito desligado das camadas jovens e o que se deve fazer para tornar tudo uma união nas camadas jovens e unir os jovens em trabalhos destes e outros mais, assim mesmo para que os jovens não entrem no crime e incentivar jovens a fazer graffitis legais e patrocinados! como outras actividades sociais para mesma integração dos mesmos! você mais pareçe um ignorante e um ser isolado nesse seu concelho do seixal!!!
a sua revolta será tanta, preocupe-se mais com o carjacking e o investimento da camara em meios de segurança e outros problemas que isso sim e bastante grave!!!!
abra os olhos, que o senhor parece ter eles bem fechados!

OEY*SIMIS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
OEY*SIMIS disse...

todos os dias bombardeados com anúncios, publicidade, como gastar dinheiro mal gasto, ilusão vendida a cada esquina...
200 mil pobres em portugal...
partidos políticos, estádios de futebol, há uns 3 em lisboa, não?
imobiliárias, tráfico de droga pelos ricos que a importam em grandes quantidades...
cidades desenhadas para carros e não para pessoas...
submarinos e forças armadas para nos defender de quem?
de nós proprios?
fogos florestais ha 30 anos...
a educação e a saude nas maos do psd tantos anos para nada!
diviões étnicas sem nexo...
tradição, já vimos ao tipo de vida que nos levou a portugalidade...
tanta coisa e as pessoas só se juntam para a bola...
ninguém vai para a frente da assembleia ou para a rua reclamar...
falam, reclamam acerca de falsos problemas e no local errado...
6 mil euros?!...mil e duzentos contos?...quanto custa apenas um carro novo?
tens carro?...contribuis para a miséria mundial...
tens telemóvel? de onde vem o minério para as baterias e quem ganha com isso?
ah touradas...
graffiti...e se for feito a pincel?
o que conta é a temática ou a mensagem ou a técnica?
o van gogh?...fui ao museu no outro dia, o gajo era um revolucionário não aceite no seu tempo, e mais só pintava maioritariamente retratos e naturezas mortas...dasse, se ainda pintasse girassóis!
vandalismo provém de vandalo não?
um povo bárbaro daqui do norte...
sim sim, podemos continuar a não desenvolver as diversas formas de expressão...mas do vestuário, alimentação e tudo o mais pode evoluir...
infelizmente as miºudas agora usam mini-saias...
umas burkas é que era...
a cãmara é comunista por aí?
mon dieu!

que as pessoas não gostem...ok ok, ninguém a isso é obrigado, mas tanto adjectivo negativo?
aposto que defende o ambiente mas não mora numa gruta ou no bosque né?
tadinho...
o ccb pintado é que era... com fucsia fluor assim todo e umas letras a dizer obrigado santana se não fosses tu onde é que o berardo punha a colecção dele...
no planetário uma constelação com os writers nacionais...
ups!...writers não, escritores...
e os egípcios esses vãndalos a pintar hieroglifos (é assim que se escreve!?) na parede..tss tss tss...
ego?...pensava que havia mais coisas por aí de alimentar o ego, tipo playstation último mdelo, tv hd não sei qu~e...
eu até gosto de pintar legalmente, mas também me reduzo a um índio numa reserva não, senhor cowboy, ou direi melhor em portugu~es, rapaz-vaca...hehehe!
e só uma ganza para pintar, oh my DOG!...eu costumo dar na CRF também que não gosto de cerveja, pois foi inventada no egipto...
eu não gosto muito do egipto, eles têm pirâmides, resultado de muita família destroçada, utilização de escravos para não falar do facto de praticarem sexo com animais...
na australia quase que exterminavam a população autóctone...e creio que o método encontardo foi a lei anti-graffiti...
em chicago é melhor nem falar o que se passou lá, quem trabalha sabe da história...
em philadelphia infectaram o tom hanks com HIV, por favor, ele até é boa pessoa, ajudou aquela sereia...
em nova iorque, o my god!...aí obrigaram o sinatra a cantar senão tiravam-lhe a placa de platina do nariz...
em paris a lady di só morreu porque não havia graffiti no túnel, pois se houvesse o motorista teria conduzido mais devagar...
foi em inglaterra que o maior jogador de futebol moçambicano, quiça de africa se revelou ao mundo...
creio que o melhor portugu~es era o torres, ou esse era angolano?
o sá carneiro continua vivo num graffiti na marinha grande!
tem uma pistola na mão e está ao balcão da CGD a dizer: "quieto isto é um empréstimo"...será que o dinheiro era para investir em:

a) graffiti
b) cocaína para os betos
c) submarinos
d) ir ao parque eduardo VII
e) pagar ao freitas do amaral

pois é, a resposta certa é:

f de fodasse!

tirando isto do graffiti, espero que faças um óptimo trabalho na proteção da natureza, de verdade!

com esperança que isso te passe, creio que comer fruta é o melhor, despeço-me com o desejo de que um dia o seixal tenha uma câmera que gaste 6 mil euros em bicletas e corte o trânsito automóvel em todo o concelho!

desculpa a pontuação e a sinalética, espero que não te incomode muito...

e espero que te informes seriamente acerca da história de esta cultura, mesmo que não aprecies, pelo menos deixas de ser ignorante nessa matéria...

espero também que não te masturbes com as fotos tiradas ao people aí!

e para o velas do tejo, já agora:

tu tens alguma coisa a ver com a escola (ou clube) de vela de lisboa?
ainda há lá festas de reggae e música africana?
obrigado

Anónimo disse...

jovens piolhosos?!...eu sou careca!
e tenho quase 40 anos.

dou aulas de desenho numa faculdade de arquitectura e trabalho também como voluntário num centro de apoio a crianças de um bairro carenciado.

continuo a viver com a minha mãe que é paraplégica, abdiquei de muita coisa por ela.

fui bombeiro voluntário durante 5 anos!

e todos os anos ajudo nas festas em honra de santa bárbara.

lamento muito que haja pessoas que generalizem e confundam coisas que não estão minimamente ligadas.

o sr. velas é assim que se desloca para o trabalho?
olhe que foi com velas que o comércio de escravos teve o seu apogeu.

Anónimo disse...

Gostos sao gostos mas cultura geral é como o proprio nome indica; e nesta discução toda não existe farinha para tanto pão!!!
É facil meter tudo no mesmo saco mas isso so demonstra ignorancia. O Graffiti abrange muitos pontos diferentes e considera-los a todos como um movimento artistico acho errado assim como o contrario! Se formos pela defeniçao da wikipedia então tudo o que o ser humano faça em prol da emoção é arte e ai ó Velas contradisseste-te todo; notou-se que não sabes minimamente o que é graffiti.
O que me mete nojo é que pessoas com essa opinião sao o retrato da sociedade portuguesa, que afirmam que arte so serve o entertenimento e não percebem que é atravez dela que os vossos pequenos cerebros são estimulados ao ponto, por exemplo, dessa ira toda! Enquanto continuar a existir essa resposta medíocre á versão marginal e destrutiva do graffiti o prazer e a necessidade por faze-lo nao acabara!

MOTS

Anónimo disse...

Vandalismo - ação motivada pela hostilidade contra a arte de uma cultura, ou destruição intencional de bens e propriedades alheios.)

Intitulão o graffiti de vandalismo;quando este pode ser tratado como tal quando é feito de forma ilegal e com um fim prejudicial - conceito atribuido ao Bombe(graffiti ilegal).
Visto o mural que está em causa ter sido sedido pela identidade que o governa de livre vontade; a anterior afirmação passa a ser completamente estupida e sem sentido.



mario andrade disse...
"O Mestre Luís Guerreiro certamente que não anda a pôr azulejos nos muros dos seus vizinhos sem a sua autorização, nem em cima dos sinais de trânsito..."

brazuka disse...
"Pra mim é falta do que fazer, quer pichar, abra o portão de casa, e pinte o seu muro não o dos outros"

Daniel Geraldes disse...
"Se algum dia a fachada do edifico da CM Seixal aparecer grafitada eu quero ver como é que estes senhores reagem, alias se calhar é por causa de incentivos como este que as fachadas das sedes do PSD e do CDS Seixal já apareceram varias vezes grafitadas.

É uma vergonha."

ex-militante disse...
"Dois amigos de Odivelas de 23 anos a pintarem a sua assinatura em forma de fotografia, isso no meu tempo era outra coisa, agora chamem-lhe arte, devem ser muito sensíveis esses "dois amigos" ."

Anónimo disse...
"Desde 2006, 12 pessoas foram apanhadas pela PSP a grafitar paredes na zona envolvente do Bairro Alto. Nenhuma foi detida. O crime depende de queixa e ninguém tomou essa iniciativa"

Anónimo disse...
"Não encontro estética , ou harmonia, só imposição de uma vontade com a destruição de propriedade alheia, sinais de trânsito..."

Anónimo disse...
"Olhem-se os comboios esborratados de grafitos. Completamente cheios de desenhos ou de pseudo desenhos, e não há ninguém que veja quem produz aquelas borradas. Aquilo é trabalho de horas. É vergonhoso que os zeladores destes bens públicos não zelem coisíssima nenhuma"



O que se passa neste blog, é que os intrevenientes não sabem do que tão a falar...mas incistem em falar de coisas das quais não têm o minimo de conhecimento, nem se dão ao trabalho de o procurar.
Assim facilmente são intitulados como ignorantes sem argumentos para defender uma ideia, ideia esta que seria plausivel se tivessemos a falart de grafiti ilegal.

Anónimo disse...

Com estes blogs só aumentão a confiação dos writter fazendo-os sentirem-se bem mais iteligentes que os ipocritas e burros que vêm pr aqui defender algo sem o minimo d sentido.

Ames disse...

Surpreendo me com tamanha ignorancia e revolta contra uma arte ou movimento tao inofensivo.
Inofensivo porque é nao violento, nos nao roubamos carros nao partimos casas nem destruimos nada. nos so estamos a PINTAR, pensem bem! é so pintar! Ha muita coisa que aceito que as pessoas nao gostem como os tags e coisas mais, ng é obrigado a gostar. mas ja ouviram falar de respeito? quando se trata de um evento destes, patrocinado ou nao é uma coisa bem feita e organizada, quem nao gosta nao come! Muitos artistas do passado eram renegados no seu tempo e morreram pobres sem venderem as suas ditas "obras de arte", na altura toda a gente achava tais "obras" uma "merda".No entanto com o passar do tempo ALGUMAS mentes foram evoluindo e passou se a considerar arte tais execuções por esses artistas.
O "caro" blogger tao preocupado com a autarquia do seixal patrocinar um evento destes...Se calhar era melhor deixar o muro cheio de musgo com aspecto ranhoso nao? Ficava igualmente feliz se a autarquia investisse os mesmos 6000euros em bicicletas e transportes alternativos como foi mencionado aqui antes. Coisas destas dao vida e dinamismo á cidade! Preocupe-se com coisas realmente reais como assaltos, traficos de droga e corrupção etc...
Muitos de nos trabalhamos e pagamos impostos, por isso quando voces dizem "pintar nas paredes pagas com os nossos impostos", por essa ordem elas também sao nossas pos está la o nosso dinheiro.

Ninguem vai pintar/graffitar a fachada da CM seixal, Torre de Belém, Jerónimos ou CCB. Já alguma vez ouvi falar de tal acontecimento? Não pois não? Porque há ética! Quem o fizer não tem nada a ver com graffiti.

O "senhor" que falou da politica da Austria de certeza que não sabe que nesse pais o graffiti se concentra todo nos tuneis do metropolitano pois foi o espaço cedido para writers/graffiteiros pintarem livremente e não nas ruas. Queriam limpar a cidade mais ao menos deram-lhes espaços para poderem pintar.

O blogger "velas do tejo" ja disse merda suficiente, a ti ninguem te obriga a gostar de graffiti mas ao menos procura informar-te antes de so mandares bacoradas, utilizo uma linguagem mais baixa contigo pq parece ser a do teu nivel de merda. Para mim repugnante é ver gajos como tu armados em pintarolas, hipocritaas, cinicos e falsos e no entanto o cargo que têm foi por uma ganda cunha,que nao têm valores morais e que possivelmente nem têm mulher que os apoie ou se a tiverem devem-lhe por os cornos dia sim dia não, depende se a secretaria ficar a "arrumar" papeis ou a prestar "serviços". Procura informar-te antes de te pores a falar e deixa de ser infantil com as bocas que mandas. a ti digo-te: Morre.

Graffiti nunca vai parar façam o que fizerem.

Nao tenho menor duvida que daqui a uns anos, quando vos estiveres a contribuir realmente para o ambiente ou seja; a fazer de adubo para plantas, que o graffiti seja visto como arte por muito mais gente.
Até la espero sermos considerados como artistas ou simplesmente writters.

Se os estupidos voassem nunca mais se via o sol

Comunistas ou nao acho que tiveram uma boa iniciativa.

[DES]Atentamente

Mais um Writter Piolhoso

tuga disse...

Oi!

Sou um "Tuga Tipico" que se está a levantar pra ír trabalhar e vai chegar a casa às 10 da noite.

Tb não gosto de ver os meus muros e paredes pintados, agradeço a v. atenção, mas gosto do branco, e vivi num país democrático que me devia permitir gostar.. do branco!

Coklu-o k os sprays tiram discernimento, e mta confusão, diz um "artista" «a sua revolta será tanta, preocupe-se mais com o carjacking e o investimento da camara em meios de segurança e outros problemas que isso sim e bastante grave!!!!»

Pois tb me preocupo com isso, mas a Câmara k vos patrocina , nem uma polícia municipal ker criar, porke perfere a propaganda , a qual vocês fazem parte.

Vocês, seres "livres" e kriativos, são mais uma peça na propaganda Fascizóide Comunista desta Câmara. UM JOGUETE INSTRUMEMTALIZADO !

Graffiti vive disse...

voces sao mesmo uma amostra de pessoas, pseudo intelectuais
eu queria era ver-te a ires para um bairro onde tráfico de droga é feito em plena luz do dia tirar fotos ai sim tinhas o meu respeito
quanto ao graffiti nem é preciso estar aqui com historias é somente o maior movimento artistico da humanidade e esta aqui para ficar.
eu compreendo que nao gostem de riscos mas o que se faz no seixal é arte informa-te e cultiva-te tu e todos os outros mesquinhos frustrados que vêm para aqui falar

Anónimo disse...

A Câmara do Seixal fazia uma boa acção se aplicasse os 6000 Euros dos grafitis na melhoria do equipamento social ou em cuidados de saúde a prestar à população e fizesse o que deve fazer para limpar paredes e muros nomeadamente evitar a sua degradação.

MAR disse...

Eu sou o piolhoso writter ou o que as vossas mentes pequeninas queiram chamar, que organiza este evento á cerca de seis anos para cá e esta vossa propaganda mesquinha sem sentido que se baseia em ataques politicos em nome de valores mais altos como a vossa própria estupidez.
quando eu quero ou me pronucio sobre alguma matéria ou questão procuro estar informado,não por definições da wikipédia ou por juizos de valores que vem do tempo do fascismo.Este sr que anonimamente se deu ao trabalho de ir tirar fotografias e de um dia p o outro criar a publicidade enganadora sobre o evento(teve de ser no fim de semana porque durante a semana deve trabalhar p pagar todas as suas necessidades de consumo p a defesa do seu meio ambiente por exemplo máquinas fotograficas e binoculos p enfiar na pieda) deve focalizar toda essa ira p realizar trabalho em prol da comunidade e dar o seu contributo concreto com trabalho feito porque falar e opinar é mais fácil do que fazer. e quando quiser falar comigo p algum esclarecimento sobre esta forma de arte urbana estarei disponivel.
atentamente
MAR

ex-militante disse...

Ao MAR auto intitulado "piolhoso writer", aconcelha-se um curso de Português.
E já agora porque não informa os benficios que recebe como organizador do evento.
Já agora o Seixal dispensa o "trabalho civico" que quer impingir. Tudo isto é propaganda e você ou é um mero alienado instrumentalizado ou instrumentaliza o pessoar das minis e das latas.

André Cunha disse...

Portugal é um país de atrasados mentais.

E onde há espaço para artistas, tem de haver também para frustrados, incultos e burros - literalmente - que encontram num reles blog da internet o seu ponto de glória.

Caro "amigo", enquanto se espuma de raiva porque um muro de betão de um espaço abandonado tem agora vida e escreve aqui as suas frustrações pessoais, "pseudo-artistas" como os que descreve aqui estão a viajar Mundo fora com a sua arte. Estes "pseudo-artistas" entram em galerias de Londres e Nova Iorque e fazem mais dinheiro do que aquele que provavelmente o senhor gastará nos chats cibernéticos com meninas na webcam, por incrível que lhe pareça.

Como diria o Nuno Lopes..FAZ ALGO DE ÚTIL PARA A SOCIEDADE...VAI MASÉ TRABALHAR!

Anónimo disse...

O gajo k recebe da câmara latas de tinta, cada spray custa no minimo 5 euros, e que recebe para organizar esta tanga, 6 MIL EUROS vem gozar com quem trabalha «Este sr que anonimamente se deu ao trabalho de ir tirar fotografias e de um dia p o outro criar a publicidade enganadora sobre o evento(teve de ser no fim de semana porque durante a semana deve trabalhar p pagar todas as suas necessidades de consumo p a defesa do seu meio ambiente por exemplo máquinas fotograficas e binoculos p enfiar na pieda) deve focalizar toda essa ira p realizar trabalho em prol da comunidade e dar o seu contributo concreto com trabalho feito porque falar e opinar é mais fácil do que fazer.»
Há piolhosos com muita lata 6000:5= 1200 LATAS . Vai-te catar seu assalariado do poder

AAG News disse...

Ao senhor Velas do Tejo, vejo que também gosta de velejar, como eu, costumo-o fazer no Gaivina, canoa de Alhos Vedros, deve conhecer bem as pinturas que as embarcações típicas do Tejo ostentam. O que acha que são essas pinturas, serão Arte ou Vandalismo?
Recordo-lhe que as tintas utilizadas nessas pinturas são perigosas para o meio aquático e para o estuário, mas a beleza que transmitem supera para mim essa perigosidade e acho que terão de ser salvaguardadas e sempre o defenderei.
O sr. Velas do Tejo é crítico de Arte para puder afirmar que o Graffiti é uma "merda" ?
E qual graffiti ?
Algumas pinturas em certos barcos típicos são bastante "naifs", mas jamais utilizaria os termos pejurativos que o sr. usa em relação à Graffiti, para as designar.
A generalização ostensiva duma Arte, não pode esconder as diversidades dessa Arte, como pode generalizar que todos os graffitis são uma "merda", ou pior ainda todos os graffitadores, se não distingue entre pixação e assinaturas de gangs, que assim marcam um território e a Arte do graffiti.
O seu conceito estético é o seu, não o pode extrapolar para a sociedade em geral, se todos pensassem assim haveria uma arte de estado, com conceitos inerentes ao regime desse estado, como o foi o Salazarismo que proibiu a colocação de azulejos no exterior dos edifícios devido à concepção estética não se adequar ao Estado Novo, que era monumentalista e neo-clássico. Raul Lino que era um arquiteto do regime, tentou dar a volta a isso e nas suas casas, sempre utilizou o azulejo como parte fundamental da decoração, pena que os novos arquitetos não utilizem mais a azulejaria.
O graffiti tem neste momento em termos criativos e gráficos diversas expressões e decorativamente pode integrar perfeitamente edifícios público e privados, pode inclusive servir como uma renovação do conceito estético das fachadas exteriores, tendo até a azulejaria como suporte.

Saudações de Luís Cruz Guerreiro

seixalense disse...

Estes "pseudo-artistas" entram em galerias de Londres e Nova Iorque e fazem mais dinheiro do que aquele que provavelmente o senhor gastará nos chats cibernéticos com meninas na webcam, por incrível que lhe pareça.
Ó André, corte o muro aos bocadinhos e leve para as galerias de Londres e Nova yorque, o povo do Seixal dispensa tanta cóltura e tanta riqueza, a malta preferia que a câmara desse os 600o euros para pintar as suas casas.

Anónimo disse...

O senhor Guerreiro , a comparar o azulejo com o graffiti, está a comparar o olho do cú com a feira de Montemor. Ganda nóia meu.

writer tag pqp disse...

Malte writer bóra esta noite pintar a casa do nosso apioante Guerreiro como forma de agradecimento, bora também pintar a casa do Alfredo Monteiro para agradecer o muro e as tintas.

AAG News disse...

Maria Keil foi também uma lutadora contra a "estética" Salazarista que impedia a utilização do azulejo em edifícios públicos e a ela devemos a sobrevivência e renovação da nossa maior Arte em Portugal, a azulejaria artística, quando através de muita persistência conseguiu que as primeiras estações do Metro de Lisboa fossem decoradas com azulejos da sua autoria.(não figurativos, como o regime a obrigou)

Luís Cruz Guerreiro

Anónimo disse...

Se os graffities são tão preciosos, tão valiosos, tão artisticos, porque razão os senhores não respeitam o trabalho do ano anterior sacrilégiamente pintando em cima da OBRA do ARTISTA anterior. Como convivem com tamanho desrespeito ?
Grandes artistas, tão iluminados e não estão a ves que estão a ser utilizados.

Anónimo disse...

Ó Guerreiro, essa de quem não gosta dos grafitos é Fascista é um nadinha totalitária.

Velas do Tejo disse...

Poupem-me... já levo com o vosso "bom gosto" cada vez que olho para uma parede!

Há um par de meses estive a ver o retrato do renascimento no Prado. É indiscutível que tudo alí é arte. Só lá vou quando quero, porque quero e só me sento diante do que me apetece. Não sou obrigado a gostar de tudo o que vejo.Tal como em minha casa, nas minhas paredes, estão os quadros
que eu escolhi que lá estivessem. Não me foram impostos!

Os senhores escarram as vossas angústias nas paredes alheias, forçam-nos a consumir os vossos borrões e ainda têm o desplante de lhe chamar "Arte". O vosso comportamento é semelhante ao de um reles vendedor de banha da cobra que impõe o seu produto à vontade e necessidade dos outros.

A vossa "Arte" não se pode traduzir na liberdade de decorarem a vosso belo prazer aquilo que aos outros pertence. Isso não é liberdade é vandalismo!

Pintem o que quiserem, mas não me obriguem a consumir aquilo que fazem!

AAG News disse...

Eu não afirmei que todos teriam de gostar de graffitis, eu não gosto de todos, alguns detesto, cada um é livre de gostar ou desgostar de qualquer Arte ou Artista, acho é que um conceito estético não pode ter diretrizes comuns dadas por um estado ou autarquia, isso é que é totalitarismo, se a CMSeixal arranjou um espaço para os graffiteiros, graffitarem isso além de ser melhor do que graffitar em todo o lado, também pode elevar os conceitos estéticos do graffiti passando-o de meras letras estilizadas para uma figuração e quiça uma narrativa, como na BD...quem não gostar pode simplesmente não olhar.
Aqui na Moita um artista local, o Luís Morgado está pintando uns murais sobre o caís antigo e sobre a implantação da República, o conceito é o mesmo do graffiti, a estética e arte final é que são diferentes, depois enviarei as fotos para que possam confirmar a beleza clássica desses murais/graffiti, se a estética do graffiti atual tem derivações que o cidadão comum não entende também isso não pode ser impecilho para que os artistas evoluam de acordo com a utilização da sua estética como o entenderem, muita gente ainda não aceita o Picasso... e daí.

Apenas fiz uma distinção entre Graffiti como Arte e Pixação, que são aquelas assinaturas de Gangs e que delimitam territorialmente a influência dum gang, isso sim é vandalismo.

L+G

Velas do Tejo disse...

Na Moita tem um bom exemplo de um "Graffiti". A casa do sr. A.Dias em plena vila. Mas o Sr. Dias limita-se a pintar o que lhe pertence.

Comparar graffiti às pinturas dos barcos tradicionais é um golpe baixo. Sabe que os adoro! Mas não se esqueça, que cada barco era a marca do seu arrais, pintado a seu gosto. Ninguém anda a pintar o barco dos outros sem que estes queiram.

Têm de me perdoar a minha impaciência, mas já ofendem-me cada vez que pintam as paredes da minha casa.

Espero que estejamos esclarecidos relativamente à consporcação da propriedade privada.

Quanto ao espaço público... lamento, mas acho que merece outras "artes".

Mas há bons exemplos, veja-se o caso do Drive In Arte, também apoiado pela CMS, não vos parece uma boa maneira de se expressarem?!

Anónimo disse...

Sou homem de 24 anos, antes de ser um estudante de arquitectura sou tambem "writer" penso que a sua posição pode ser considerada por nós (WRITERS) como uma posiçao demasiado ditatorial para os dias que hoje correm. existe uma proliferação de arte na cidade como a humanidade nunca viu, como nao existe em registos historicos e que deve ser observada como uma nova concepção urbana, uma nova corrente artistica indissociavel da contemporaneidade. Tem que haver uma certa flexibilidade de quem nao gosta e nao compreende o que é o GRAFFITI. Nao vou entrar em explicações porque nao sou teorico um teorico, mas deixo vos um convite à investigação do que é este processo que "os putos" tanto gostam.

Acreditem meus senhores, o graffiti é muito mais do que o puto charrado que compra umas latas ali na loja da esquina e vai esborratar paredes da sua freguesia em busca do reconhecimento de outros putos.

E tambem é (infelizmente) muito menos que a expressao de cada um, escutada igualmente por todos, hoje em dia existe em portugal uma classe elitista do graffiti, com muito mais convençoes do que parece, saberão os senhores o que é pintar um comboio? uma parede num centro urbano? uma tela? um tapume?

É tudo muito mais complexo que o seu texto, e digo, a jeito de remate final, que tambem nao concordo que a camara municipal do seixal gaste os tais 6000 euros para o grupo do costume convidar os amigos do costume para se exibirem como de costume na parede do costume.


é a opiniao de um zé ninguem da complexa extrutura social que é o movimento "GARFFITI" em portugal.



www.fotolog.net/wwwriters

Anónimo disse...

bem comparar a feira de montemor com o olho do cu até é legitimo...a feira é uma grande merda!

Anónimo disse...

feira de montemor-o-novo ou de montemor-o-velho?!

Anónimo disse...

se a CM do sixal aparecer pintada pelo menos que seja como deve ser, por favor, ok?

sara caldeira disse...

Antes de mais, bom dia alegria! E não, não tenho problema nenhum em assumir o meu nome!
Começando, digo desde já a uma certa pessoa que nos intitula de 'piolhosos', que não, eu não sou piolhosa, nem vândala! Sou uma pessoa comum como todas as outras, ou melhor, dou-me ao luxo de não ser mal educada, revoltada, ignorante (e quando não sei do que estou a falar calo-me e procuro informar-me primeiro) e tantas outras coisas que poderia passar horas a enumerar...
Ai que bom que sei escrever em português correcto! Vão dizer que não? Sim, é que pelos vistos como os argumentos são escassos, gostam de dizer que alguns dos writters que por aqui deixaram o seu comentário não sabem português! E o que é deveras engraçado é que tenho visto por aqui palavras como "cóltura", "graffities", "grafitos" entre tantas outras!!!
Em relação a toda esta ignorância só posso dizer que me faz soltar largas gargalhadas! É triste ainda existirem mentalidades como estas, que gostam de sobrecarregar pessoas que nada têm com os seus interesses políticos, que gostam de nos chamar nomes sem nos conhecerem de lado nenhum, e que ainda dizem que há ignorância e mau carácter da nossa parte...desde quando?
Generalizar é fácil...falar do que não se sabe ainda melhor...
Vergonha é não se preocuparem com os verdadeiros podres deste país! Vergonha é ver o esforço de 12h de trabalho por dia em casas que são dadas a troco de nada a pessoas que estão cheias de dinheiro! Vergonha é o estado dos empregos deste país! Vergonha é os chefes de família não terem como comprar comida aos filhos! Vergonha é ver pessoas a viver no meio da rua excluídas por tudo e por todos que todos os dias fazem questão de olhar para o lado quando os vêm! Vergonha é eu trabalhar e ser roubada no meio da rua ou mesmo em casa! Vergonha é dizerem que uns quantos writters (ou não) são apanhados no bairro alto e não são presos quando têm centenas e centenas de ladrões, traficantes, homicidas e pedófilos que entram e saem das prisões!! Isso sim é uma vergonha! E no entanto não vejo ninguém a manifestar o seu descontentamento em frente à assembleia!

Eu não gosto de muita coisa e não é por isso que digo barbaridades sobre isso. Portanto, quem não gosta não olha, porque nós vamos ficar, quer vejam ou não, porque o que importa somos nós próprios, não os outros!

E tenho a dizer que devem perder mais tempo com os vossos filhos do que com os dos outros! Porque sempre se ouviu dizer que quem muito fala é porque tem pior em casa!

Deixem-se de revoltas mal fundamentadas, cultivem-se!

Anónimo disse...

POR FAVOR!
Não percebo nada de graffitis, (que se lixe como é correcto escrever) mas não no elevem á categoria de arte.
Sou Contra- SOU CONTRA A DOMESTICAÇÃO do GRAFFITTI .
Deixem-no sim na sua essencência (ou talvez aquela que lhe atribuo), e a ser assim, não permitam que o sistema que o fez gerar, dele se aproprie.
Ele é a irracionalidade dos guettos para onde os donos das sociedades da ganância marginalizaram os desfavorecidos, é a explosão da expressão selvagem dos desprovidos, dos despojados, dos desintegrados, a expressão da revolta dos cada vez mais pobres ...perante os cada vez mais ricos.
NÃO O DEIXEM DOMESTICAR-SE!Nem pelos ricos elevando-o á classe de arte, nem pelos políticos submetendo-os ao sistema.
Nasceu da guetização da sociedade dita de bem.. de sucesso, trucidária de tudo e todos. .
Mas não lhes bastou e na sua insaciável voracidade, passou além dos desprotegidos, avançou para a classe média., e refugiam-se e escondem hoje a sua opulência nos CONDOMINIOS PRIVADOS.
Sejamos lúcidos! Não permitamos que se apropriem da revolta.
HÁ MUROS A GRAFFITAR..
....E POR TODOS NÓS que pagamos a crise( e impávidos assistimos à socialização dos prejuizos da crise ...e ao empochar dos lucros por quem nos roubou descaradamente).
E não nos detenhamos nos MUROS DOS CONDOMINIOS FECHADOS !

SETH ORIENTAL SIDE disse...

Épá falar sem conhecimento de causa é ridiculamente triste, a pessoa que publicou este artigo sobre o seixal graffiti tem tão vasto conhecimento que atribui propriedades artisticas ou nao a quem quer que seja?! caro amigo a indignação fica pra todos, voces por marrarem contra tudo o que vos parece anormal e difrente da vossa vida basica, nós ainda continuamos tristes porque o atrazo Português pode.vos agradecer em muito..saí da terra de onde nasceste e descobre que ha mais coisas no mundo para além de ti..o narcisismo é não te fica bem acredita..vamos aprender uns com os outros porque criticar sempre foi facil..

Antónimo disse...

Desculpem qualquer coisinha!

Mas...

Gasta os teus últimos tostões e...

GARFFITA O TEU LINDO PÓPÓ!

GRAFFITA O TEU LINDO MURO!

GRAFFITA AS TUAS LINDAS ROPINHAS!

Já somos todos iguais...
no despojamento...
na ralé que somos...
na marginalidade ...
ou será que tua linda casinha ainda é tua????
...que o teu lindo murinho ainda é teu???

Desculpa lá qualquer coisinha!
O

Anónimo disse...

Há muita gente que precisa do cérebro graffitado..
Pessoal com cérebros de autênticos velhos, mais velhos que os velhos mas mais novos em idade..
Precisam do 25 de Abril graffitado nessa mioleira..

Anónimo disse...

Lol

Vejo aqui muita ignorância disfarçada de contestação. Muitos dos que criticam nada sabem da vida e das dificuldades que os artistas têm para fazer seja em que área for em Portugal.

Entretanto a verdadeira poluição visual entra em acção. Eu n quero sair de casa e ver um poster gigante de um homem de roupa interior ( também n fui questionado sobre isto, nem ninguém me pediu autorização ) nem quero ver km´s de tapumes que cortam a minha visibilidade para o Tejo. Puro vandalismo.

Muitos dos que para aqui contestam n sabem a diferença de um vândalo para um artista, e acham que basta ter uma lata nas mãos para querer espalhar a destruição.

O Seixal graffiti é um marco na História da arte de rua em Portugal. Acho que deve prevalecer para quem sabe...novos talentos sejam criados e talvez mudar a ideia errada de pessoal menos parciais.

A TUA PRIMA disse...

"Se os graffities são tão preciosos, tão valiosos, tão artisticos, porque razão os senhores não respeitam o trabalho do ano anterior sacrilégiamente pintando em cima da OBRA do ARTISTA anterior. Como convivem com tamanho desrespeito ?"
nao sei quem es, nem quero saber, mas sera assim tao dificil de perceber a rasao? a camara autoriza que se pinte NESTA parede, entao pinta-se nesta parede.por cima do que tava antes, para dar uma nova vida, para fazer algo mais bonito. porque? porque se gosta. porque se gosta de pintar, e como tal pefere-se sacrificar uma obra sua (sim, porque no seixal os pintores costumam ter MUITA gente em comum de ano para ano). informem-se, pensem um pouco, façam o que quiserem, mas nao falem á toa.

A TUA PRIMA!! disse...

"GARFFITA O TEU LINDO PÓPÓ!"
entao mas o teu lindo popo apareceu graffitado? é que eu nunca vi nenhum grafitado, e olha que se ha alguem atento a essas coisas sou eu.

"GRAFFITA O TEU LINDO MURO!"
por acaso pintei a minha garagem toda, quer por dentro, quer por fora, e conheço mais uns quantos que o fizeram, por isso perdeste uma bela opiniao para estar calado

"GRAFFITA AS TUAS LINDAS ROPINHAS!"
este, sinceramente, tambem nao percebi. tambem te pintaram as roupas? deves ter um iman para grafitis, porque so a ti é que te acontece disto. mas mais uma vez mostras ignorancia, porque o que nao falta por ai é gente a costumizar a sua propria roupa.


estupidez mais uma vez.

Dheo disse...

Parece-me a mim que o senhor frustrado ganhou o dia...65 comentários num post é obra.

É obra também as barbaridades escritas pelos companheiros deste reles blogista, tão antiquados na escrita e na moral que me surpreende saberem clicar as vezes necessárias para aceder a um blog.
Viva a tecnologia!

Senhores estes que descem as escadinhas do prédio ou abrem o portão da sua vivenda e tem metros e metros de outdoors e posters publicitários com o que comem, o que vestem, o que sonham, o que desejam, o que aspiram a ser...

Os mesmos que na caixa de correio recebem dezenas de cartas de bancos, de operadoras, lojas e supermercados a apelar ao consumo...

Os mesmos que são chupados pelo governo e pelos poderes quando alimentam os seus mercedes e bmw's, por sua vez pagos a crédito em instituições que vos chulam mais ainda; os mesmos que no talho pagam a vossa carne e ao mesmo tempo mais umas notinhas no bolso do Estado; os mesmos que são obrigados a parar numa estação de serviço a meio duma viagem por não terem alternativa e pagam o triplo pelo que consomem...enfim, os que são inteiramente manipulados e controlados como marionetas.

Falam de graffiti enquanto INVASÃO DE PRIVACIDADE?

E se querem os supostos 6000€ que a Câmara gastou (e que são uma mentira tão redonda como a facilidade com que vocês acreditam só porque isso apareceu escrito num jornal) nas vossas próprias casas...meus amigos, trabalhem para isso.

Da mesma forma que trabalho eu para me sustentar com a Arte que tanto vos faz comichão.

A diferença talvez seja mesmo a felicidade de fazer aquilo que se gosta. Isso também faz com que este meu comentário seja escrito de uma forma tão tranquila como prazerosa.

E agora dei por mim a saber escrever...engraçado esta coisa de gentinha culta e educada também se aplicar naqueles que riscam paredes. Não fazia ideia.

Estes comentários raivosos também me fez lembrar de alguma coisa.

http://2.bp.blogspot.com/_B2DTvnlyVZc/SPNRHj-iBcI/AAAAAAAAAdE/iNKhxNJxX4Y/s1600-h/003.jpg]

E não é que é mesmo no Seixal...

Anónimo disse...

Se querem fazer arte comprem telas e não sujem a propriedade privada e a propriedade pública.

Nurea disse...

O que eu acho, é que estes senhores que escrevem tais opiniões fundamentadas na pura ignorância, não passam de meras pessoas fustradas, com necessidade de aprovação que vêm na internet uma forma de tentarem ser virtualmente o que não conseguem ser na vida real. Aqui tentam alcançar um poder pseudo-intelectual opondo-se ao alegado sistema, trocando mensagens com pessoas tão fustradas quanto eles, alcançando assim um poder ridiculo de achar que estão a fazer algo de importante pelo mundo.

Aposto que estas pessoas não falam do que de verdadeiramente importa falar no mundo, das desigualdades, das injustiças, das hipocrisias, porque isso dá muito trabalho e requer alguma investigação na qual eles não estão interessados em fazer.

Eu entendo que o graffiti aborreça muito gente. Entendo-o porque também eu censuro certas formas de vandalismo. O que não entendo, é que pessoas tão aptas para fazerem juizos de valor em blogues sejam tão dogmáticas ao ponto de meterem o graffiti-arte, o graffiti-vandalismo e o street art, tudo no mesmo saco. Isto tem um nome: IGNORÂNCIA.

E, se são ignorantes nos dias de hoje é porque o querem. E se o querem ser não merecem qualquer tipo de atenção por parte de ninguém que sabe a verdade, ou procura saber, acerca do assunto aqui exposto.

Já agora, eu encaixo-me nesse grupo minoritário de gente piolhosa, sou feliz com a arte que faço e espero continuar a faze-la, e o mais engraçado é que até vou ganhando dinheiro com isso!

Gente como voçês, por mais pena que me meta, não merece mais nada senão desprezo...

Anónimo disse...

Não te desprezo, por mais que ganhes dinheiro com isso!

Fazes tudo bonitinho, agradas ao Sr.Prior, ao Sr. Presidente da Câmara, não ofendes os ricos nem muito menos os bons costumes- EXPRIMES SÓ AQUILO QUE TE PERMITEM DIZER!

Muito bem.

Para suporte da tua “ARTE” só os muros que o Sr.Presidente te permite,.
Sim senhor, linda menina!
Nada de ofender os muros dos CONDOMINIOS PRIVADOS propriedade dos antigos inimigos de classe do Sr. Presidente, que agora eles são AMIGUINHOS COM CLASSE.

Nem um risquinho nos novinhos pópós da frota hibrida e ecológica que os nossos edis a si próprios ofereceram- FOI PRESENTE DO POVO E O DINHEIRINHO DO SUOR DO POVO MERECE TODO O NOSSO RESPEITINHO!

Por mim, prostitui-te e abastarda-te à vontade... és livre!

OEY*SIMIS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
OEY*SIMIS disse...

http://www.flickr.com/photos/oeymonstro/2866535994/

O Vandalismo da Melissa...

Uma miúda do Bairro da Quinta do Cabrinha, antes morava no Casal Ventoso, mas devido à destruição deste, as familias que ali habitavam foram recolocadas em construcções de péssima qualidade ali para o Vale de Alcântara.
Até as mães colaboraram, e a festa continuou ao longo do mês de Setembro...
Pelo menos aqui são ricos em espírito!
Ninguém me pagou nada para ir, nem de dormir, nem de comer.
A minha amiga Teresa que ali trabalha e me convidou lá pôs dinheiro para metade das despesas da viagem do próprio bolso dela!
Fui porque quis com muito gosto participar...
Obrigado à Teresa e aos múdos todos do coração!
Isto é por AMOR, tentar construir e unir. Apoiar. Incentivar. Partilhar...

Hoje quando acordei e li o meu comentário ainda pensei que tivera a dar atenção a este senhor, mas isto são situações em que não podemos mesmo estar calados...

Puseram em causa o bom nome das pessoas ao difamá-las, coisa que até é um crime punível por lei, tal como o graffiti...

A propósito, eu lavo pratos, mas podia trabalhar como designer gráfico numa empresa de publicidade e ajudar à proliferação da verdadeira merda!

Aprende com os miúdos deste link!

Força MALTA!

Anónimo disse...

Parabens, Ponto Verde!
Tanata gente a comentar é porque o assunto tem interesse. Realmente tem. Para os grafiters uma sugestão: Vão, já agora sem prévia autorização dos próprios, pois assim é que é giro, decorar com a vossa arte, as casas dos que vos apoiam. Deixem os outros em paz!

Anónimo disse...

Volto para sugerir consulta ao site do público. Lisboa, no Bairro Alto, começa a tratar o assunto.

Cunha Vieira disse...

Não quero entrar nesta discussão nem tão pouco fazer qualquer apreciação sobre a qualidade artística do que foi feito, mas apenas convidá-los a passarem pela loja n.º 9 da Av. Albano Narciso Pereira para verem aquilo que lá está.
Apenas referir que as paredes tinham sido limpas pelo proprietário há cerca de 2 meses, aquando da inauguração da loja.
Hoje mesmo foi apresentada reclamação à CMS e espera-se que a Câmara mande limpar e repôr as paredes (privadas) tal como estavam.
Se o Ponto Verde puder fornecer um endereço de mail, enviar-lhe-hei
as fotos.

Cumprimentos,
CV

Anónimo disse...

Ainda bem! Ainda bem que existe gente com a opinião deste saguim dono do blog. É exactamente para pessoas como tu que eu pinto. Adoro ver a irritação na cara de alguém que não percebe minimamente a razão, que pergunta "mas pagam-vos?" e que de barriga cheia de coisa nenhuma dizem "deviam era andar atrás de gajas". É o retrato puro da cultura do moustache e da imperial na tasca da esquina que tão bem faz ao país.

Sérgio Costa disse...

É só verborreia por aqui.
Cromos. Pintaram e pagos pela CM Seixal? Tudo bem. No local que a CM Seixal disse? Tudo bem. Que a CMseixal devia gastar melhor o seu dinheiro? Também acho.

Agora quem tentar pinatr património dos outros comete crime e como tal são criminosos... e como criminosos não me merecem respeito.

Rogeriomad disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogeriomad disse...

De longe a longe venho cá, porque agrada-me o conteúdo deste blogue.
Não costumo participar com comentários, mas desta vez decidi fazê-lo!

Denoto, através da leitura do artigo, que o "Ponto Verde" (ainda pergunto "até que ponto será verde?"), está desgradado com a iniciativa do "Seixal Graffiti".
Desconhecia esta iniciativa, mas fico contente por ela acontecer!

Não é fácil mudar mentalidades pré-concebidas... ainda para mais a dos ambientalistas! (Não os apelido de radicais no mau sentido, como muitos, pois até me identifico com eles!)

Não me considero ambientalista (pois podia fazer sempre mais em prol da defesa do ambiente), mas conheço muitas pessoas que têm o título de "Ambientalista" cravado na testa e mal sabem fazer a separação de RSU. Mas enfim... continuando a falar sobre Graffiti...

"Resultante dos nossos impostos"

Quando diz NOSSOS IMPOSTOS. Espero que considere que o dinheiro resultante desses impostos também sejam dos Writers! Porque muitos deles trabalham e pagam impostos!
E se forem jovens estudantes, haverá um familiar que pagará impostos!
Por isso muito cuidado, quando usa o "NOSSO". Nosso como quem diz, de todos! Logo também é deles...

"na sua esmagadora maioria do sexo masculino e com problemas de afirmação, de forma a exacerbarem perante a sociedade, o seu ego."

Bem, muito cuidado com o que diz. Se não conhece a realidade deste meio, proponho que investigue! Que contacte as pessoas que trabalham neste meio. Ficará surpreendido(a)!
Não use casos particulares para descrever o geral.
Há muitos monitores, muitos deles autores de graffiti, a desenvolver um trabalho enorme em prol do Graffiti, transmitindo aos mais jovens valores cívicos de respeito pelas nossas cidades, de forma acabar com o vandalismo da propriedade privada. Etc...

A sua afirmação reflecte muito a nossa sociedade! "Com muitos valores morais", mas sem nenhuma educação!

Feitos estes comentários...

Queria fazer-lhe algumas perguntas, para os quais necessitava de uma resposta, pois desconheço a realidade da autarquia do Seixal e necessitava de um enquadramento:
- Sabe o que são 6 mil euros no orçamento da Câmara Municipal?
- Sabe quanto se gasta em Ambiente na CMSeixal?
- Sabe quanto se gasta a limpeza urbana (pintura de paredes, retirar cartazes mal colocados, etc)?
- Sabe quanto se gasta em Cultura (noutras formas de arte!)?

Terei outras questões a fazer sobre a CMSeixal, mas ficarão para uma próxima...


Já agora:
O que propõe para se resolver o "problema do vandalismo do Graffiti" e do respectivo atentado à propriedade privada?

Neste artigo vi muita indignação, mas não vi uma única proposta credível, séria, sustentável...

Estarei sempre disponível para discutirmos sobre assunto!

A minha opinião sobre o Graffiti é clara, podem vê-la aqui:
http://georden.blogspot.com/2007/03/vandalismo-artstico-ou-arte.html
Um artigo de Março de 2007.

E um pequeno filme, com poema, com música de vários estilos (para mostrar que o Graffiti não está apenas associado ao movimento Hip Hop), aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=cktxX2vjcBo

Sustentem o sustentável, da forma que podem...

Cumprimentos,

Rogério

Notas:
Não li as restantes opiniões/comentários.

ç disse...

pra ja é hilariante as vezes que se falaram de leis anti graffiti de cidades e paises centenas de vezes mais evoluidos que o nosso... com a merda que está portugal axo piada que tenham esperança que os politicos ainda se preocupem minimamente se as vossas casas estao riscadas ou nao

se algum dia a fachada da CM Seixal aparecer pintada pode ter sido qualquer outra pessoa até mesmo voces proprios num acto de raiva e com a ridicula esperança que isso trouxesse repercussoes a quem pinta

vergonha vergonha é quando é organizada uma iniciativa que pretende promover uma faceta que nada tem de errado e cujo resultado e um trabalho com qualidade e mesmo assim há pessoas que graças aos preconceitos nao conseguem fazer pleno uso do raciocinio para conseguir compreender o que se está ali a passar. continuem com essa opiniao programada, para quem pinta a diferença é nula e em breve voces descansarão em paz e nos por cá continuamos...

Anónimo disse...

k palhaços...n devem ter muito k faxer para se preocuparem com algo com vos ultrapassa, porque precebe-se bem que são ingnorantes...A inteligencia não pode tocar a todos, Todas as grandes cidades da Europa tem eventos destes e não e um por ano..paredes legais para se pintar sempre que se kizer...e nestas pequenas coisas que se ve que samos muito pequenos como pais...preocumpem-se com o preço do combustivel e a falta de segurança que se vive neste pais...E DEIXEM OS GRAFITEIROS PINTAR A VONTADE...
PEace...

nuno disse...

Caros revoltados da sociedade!!! Eu vejo a reclamar muito por causa de um evento organizado por writters em que nao se gastaram balurdios de dinheiro como se diz senao recebia um cache para ir pintar, nos colorimos a cidade sem vos cobrar um tostao!!!! e o agradecimento é este... o problema aqui é a educaçao de cada um eu ja pinto a 11 anos!!! e nunca tive um processo contra mim nem nunca pintei um muro de um privado, por isso meus caros revoltados o problema nao é o graffiti mas sim a educaçao que tds vos passam aos outros, talvez quando atirAM LIxo para o chao, quando conduzem os vossos carros em x de andarem de transportes publicos, quando nem sequer sao capazes de separar lixo, plantar uma arvore fazer algo para melhorar o nosso mundo nimguem mexe uma palha. Alias para irem ao mural de seixal riscar o que os outros estavam a colorir foram capazes, para comemter um acto vandalismo foram capazes.
Alias certamente que nenhum de voces foi a um bairro social e pintar um muro colorido num espaço totalmente degradado e esquecido pela sociedade que nos considera vandalos ou melhor parte da sociedade.
Ultimo ponto o melhor! A sedes do psd e cds foram varias vezes graffitadas! que pena que eu tenho, porque eu 2 em 2 anos levo com os actos de vandalismo dessas 2 instituiçoes e sao muitos desde folhetos no chao, a paines que insultam muitas vezes a nossa inteligencia e para nao falar nos restos desses material todos que ficam por ai ate se degradarem, e falam que nos poluimos se a pessoa que escreveu isto tivesse mais atençao via que a latas nao contem agentes poluentes ao nosso ambiente, caso que nao podemos falar das quantidades de plasticos e pins e ect, que os politicos distribuem pelo nosso portugalzinho...

Por isso revoltados do sistema fica a palavra de um vandalo aos vossos olhos e artista aos olhos de muitos que vive do graffiti paga os impostos e é muito feliz... Graffiti four life

nelson eko_aler disse...

de facto neste blog, ha muita gente estupida, que comenta sem saber nada do assunto_em primeiro informam-se sbr o que é o graffiti i dps sim podem tirar uma conclusao critica postiva ou negativa x)

aqele sr velas ou o caralho q o foda, colocou ele proprio, a defniçao de arte do wikipedia, i ele prorpio esta-s a enterrar, pq a d definiçao diz: "técnica e/ou habilidade) geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e idéias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores" i é isso mesmo que estamos a fazer...

eu tenho 18 anos i pinto ha 3 anos seguidos, i se pudesse fazia disto uma vida_
mas pessoas que pensam que sabem, comentam sem entenderem, por amor de Deus

abraço a todos os que pintam por gosto i haja mais iniciativas destas

p.s.dizem q o graffiti é crime, iniciativas como esta, se houvessem sempre, n haveria vandalismo
p.s.2_sr daniel geraldes, graças a iniciativas como esta, n precisamos de pintar em sitios improrios, sbretudo no edificio da CM Seixal_

ex-militante disse...

"eu tenho 18 anos i pinto ha 3 anos seguidos, e se pudesse fazia disto uma vida "

Vai viver do rendimento minimo e dedica-te , tens futuro, e contigo o paìs , mais como tu, uns dez milhoes e eramos uma potencia!

CubeOne disse...

Todos nós vivemos em Prole de um objectivo, manter o graffiti nas ruas, porque o graffiti não é mais que uma cultura de rua .


Não são os tags que alguma vez produzimos, mas coisas como as que produzimos no Seixal, para o nosso povo, até deveria ser uma lisongea, pois são grandes obras d'arte .

Acho muito bem que a Nossa Câmara do Seixal, apoie os jovens nesta iniciativa, para que os jovens também se sintam bem no Concelho, e para que também tenham uma parede em que pintem as suas melhores coisas, e talvez vandalizem menos outros sitios .

Apoio 100% a Camâra do Seixal e o KING MAR, organizador deste Envento, que qualquer graffiti dele, até vos deixa com lombrigas, ele produz 100%, e é muito conceituado, e dá oportunidade ao pessoal daqui que tenha uma boa parade para produzir a sua arte .


Blogs como este, e aqueles papeis que tive oportunidade de ver colodas nas Paragens do Seixal, são mesmo uma IGNORÂNCIA EXTREMA e UMA FALTA DE BOM SENSO .

Agora, podem ter a certaza que o pessoal que está incluido nesta arte, está com uma raiva vossa que nem imaginem .

Mas isto nem vale apena mais Criticas, vocês merecem o desprezo mas DESPREZO EXTREMO *



Hasta []

Anónimo disse...

quem não gostas de graffiti que vá passear...que gosta que continue e foda as casas dos filhas da puta que dizem mal!!
ah e eu tambem sou dos "piolhosos que riscam paredes"

Anónimo disse...

fds vao mase po karalho mais a estes blogs gays fds graffiti e arte seus filhos da puta!!!i exes dois k tavam a pintar as suas fotografias sim exes sao gandas pintores!!!vao mase po caralho mais as criticas se a kamara axeitou pk e k voxes sao kontra !!!fuc you seus gays!!curemxe i vao po karalho n apoiam esta arte entao fodamse

Sou o teu Espelho disse...

Afinal do que se trata aqui?

Esta introdução vai deixar muito a desejar. Mas se tiverem a simpatia de ler até ao fim, agradeço.

Os indivíduos contra esta prática continuam a insistir na questão de fulanos a pintar clandestinamente em casas, propriedades privadas e "nas nossas paredes".

Pois Precisamente aqui (no caso exposto e o qual “devia” estar a ser julgado, em vez de outros), são tanto vossas como de quem as pintou e de quem as autorizou a ser pintadas e, uma vez que não invadiram a vossa propriedade, esta problemática deixa de ser para aqui chamada.

É verdade que a generalização concede uma percepção errada sobre os acontecimentos, e não se poderá dizer que todos os writters são fruto de vandalismo e de uma vontade indeterminada de destruir, como não se poderá afirmar que nenhum o é.

Mas não é disso que se trata aqui.

Quanto á falta de estética, ser ou não ser arte... a arte provém da interpretação e existe semelhança quantitativa de quem gosta e não gosta, por isso a censura que existe de ambos os lados nunca poderá triunfar uma sobre a outra, nem ceder: vivam com isto. E deixem de discutir coisas banais e insignificantes a nível palpável e lúcido: GOSTOS. Ninguém quer saber da vossa humilde apreciação e aprovação com sede de branquear mentes alheias. Ninguém vê o mundo pelos mesmos olhos.

Mas Também não é disso que se trata aqui...

Tudo no mundo são Provocações, é óbvio que existem provocações bem mais graves que manifestos de arte urbana, aos quais não prestam tanta atenção e para a qual deviam prestar a vossa inteligência, aplicar a vossa motivação e iniciativa.
Certo que isso não justificará as barbaridades exercidas neste meio que vós censureis, e neste texto não procuro pela vossa compreensão destas porque, não concordando com toda a prática que se faz de graffiti, não vou tomar uma posição totalitária nesta matéria, até porque estaria, como vós, a entrar por outros campos.

Não é disso que aqui se trata.

Acreditem, meus amigos, não é preciso muito para se saber que o estado pode cuspir 6.000 euros por dia para os seus próprios bolsos e os investimentos ficam aquém do necessário.
Mas nisto, tentem compreender, que uma vez que o graffiti é associado a vandalismo e daí a cedência de espaços e paredes próprias para este efeito (e sem pedir qualquer tipo de financiamento) lhes é negada, bons e maus artistas acabam por se desenvolver no seio das ruas, inspirados pela dinâmica e adrenalina que muitos não sentem por uma vida inteira, sem que os vossos olhos sujos de lixo cultural e pseudo-ética se permitam abrir para uma avaliação correcta das coisas. São precisas iniciativas ás mais variadas coisas.
É óbvio que há prioridades e, infelizmente, não as podemos determinar para cada um de nós, pois vivemos em sociedade e constante partilha de males e bens, sendo que deve prevalecer respeito e consideração pelos interesses, tanto nossos como de outrem.

Também não é disso que aqui se trata...

Mas acrescento um ponto que penso resumir muito do que quero vos fazer chegar, citando um excerto de um comentário de um dos opinantes neste assunto (Ames):

"Ninguem vai pintar/graffitar a fachada da CM seixal, Torre de Belém, Jerónimos ou CCB. Já alguma vez ouvi falar de tal acontecimento? Não pois não? Porque há ética! Quem o fizer não tem nada a ver com graffiti."

…E nisto, apelo ao vosso bom senso pela injustiça de culpabilizarem um EVENTO LEGAL (e apenas o digo LEGAL porque vocês associam esta característica a uma importância extrema), quando insistem em sublinhar que o graffiti é errado por ser uma prática ilegal - que foge ás regras e normas de conduta - aplicadas pelo MESMO SISTEMA que VOCÊS CRITICAM e do qual insinuam sermos instrumento de hipocrisia e esquemática publicitária, como bonecos de um teatro, no qual vocês participam por outras vias.
Se quiserem bater nesta tecla também poderemos discuti-la. Pois ao escutarem tudo aquilo que vos dizem e sabendo que vos dizem porque sabem que é o que vocês querem ouvir, ao caminharem no rebanho de ideias-pastores que vos comprimem a auto-subsistência e consciência activa, culpem-se a vocês mesmos.

Apelo ao vosso bom senso e vergonha por responsabilizarem sobretudo quem nele (O PECAMINOSO EVENTO LEGAL) participou por toda uma série de palhaçadas que nada tiveram lugar neste espaço de convívio e exposição.

Não deverão criar falsas polémicas sobre indivíduos sem que estes sejam os devidos responsáveis pelas aclamadas injustiças nomeadas por N pessoas até agora e apontadas aos próprios.
Afastam-se do objecto temático desta tornada "conversa", o que lhe retira toda a validade e proveito.

Vou tentar abster-me de vos dar muito mais da minha visão sobre o que vocês querem falar, que se distancia a milhas do que vocês DEVIAM falar, ainda que não possa dizer que mantenho uma postura neutra perante o que vocês apresentam, como quem tem necessidade de existir. Vocês não são o centro. E eu também não serei.

E a revolta dá o primeiro passo para a chamada revolução. Se querem revolucionar o fluir das ocasionalidades, os vossos manifestos devem ser devidamente fundamentados e assim não o sendo, a acção derivada destes acaba por ser nula.

Estes piolhosos, alguns deles, fazem o que vocês não fazem: Agem e Reagem. E também fazem o que vocês fazem.

Vocês precisam de sentir que existem, como todos nós precisamos de SENTIR… Existem diferentes métodos e expressões para isto.

Vocês estão a tomar partido de Alguma Coisa, a pertencerem, a reflectirem, a argumentarem, a tomar uma atitude, seja mental, verbal… estão a defender simbolicamente uma ideia, que pode ou não partir de vocês (isto já acartaria questões sociais, filosóficas e mesmo políticas) O facto é que Vocês precisam disso. Senão não teriam interesse em partilhar o vosso pensamento e tempo com Outros.
Não teriam interesse numa discussão que não vos estimulasse mentalmente.
Vocês precisam disso Tanto quanto alguns precisam de “vandalizar” e “marcar território” para sentir o seu espaço no mundo.

Neste campo, fujam o que quiserem, enganem-se e estrabuchem para aí o que quiserem, todos somos “Egos Frustrados” e doentios á procura de um remédio, de um equilíbrio. Porque é Humano. Porque é a natureza e o seu processo… :)

A Palavra prevalece na Acção. E vocês precisam de Moral para se afirmarem desta maneira sobre pessoas cuja integridade vos é desconhecida.

Não superam os seus "egos frustrados e mal-resolvidos" gerando conceitos e criando perfis, estereótipos. Mais macacos parasitas contribuintes para a tão actual e crescente divisão sociocultural.

A diferença começa em vós. A divisão começa em vós. O CRIME começa em vós. E em cada um de nós. Porque somos todos bonecos do Mesmo Teatro de Ilusões. Onde a soberania cega e se mascara das mais inocentes matérias. E a nossa magnificência ilusória é aplaudida por quem realmente nos move como marionetas, enquanto nos vangloriamos sem razão e rebaixamos os vizinhos, criando falhas insustentáveis no que devia ser uma Unidade.

E é disso que se trata aqui…

Por isso, meus caros bobos de corte, perdoem-me se me tornei repetitiva ou pouco explícita, se não vos é acessível a minha dialéctica ou forma de pensar.

Tornem-se presenças acesas e compreendam-se, unam-se. Existam mais para Todos e menos para o próprio Umbigo.

Anónimo disse...

Sim, senhora da cóltura ! Amem .

Rogeriomad disse...

Sobre o comentário da "Sou o teu espelho":

Finalmente, alguém com disponibilidade para dialogar e expressar a sua opinião de uma forma ordeira e coerente!
Passou algum tempo a escrevê-lo e vale a pena lê-lo!

E...
Acho o artigo muito mal fundamentado (desconhece a realidade) e daí fiz uma série de perguntas, para enquadramento, que ainda não vi respondidas:

"- Sabe o que são 6 mil euros no orçamento da Câmara Municipal?
- Sabe quanto se gasta em Ambiente na CMSeixal?
- Sabe quanto se gasta a limpeza urbana (pintura de paredes, retirar cartazes mal colocados, etc)?
- Sabe quanto se gasta em Cultura (noutras formas de arte!)?
- O que propõe para se resolver o "problema do vandalismo do Graffiti" e do respectivo atentado à propriedade privada?

Sergio disse...

Acho que para fazer este tipo de avaliação deves ser um perito em graffiti. Porque é bem verdade que ha coisas que certas pessoas do graffiti nao deviam de fazer, mas não é por causa disso que se deve de meter tudo no mesmo saco. Alias, este tipo de ideia que expões só comprava mais uma vez o atraso de Portugal em relação aos restantes paises da Europa. É por causa desse tipo de mentalidade que nao avançamos. Noutros paises writers sao considerados verdadeiros artistas e expoem nas galerias de arte mais conceituadas, cá nao, porque as pessoas continuam com a mesma mentalidade fechada. Felizmente começa a haver pessoas e instituições que percebem isso. E o que eu estou a dizer tanto serve para o graffiti como para outras áreas.

http://www.youtube.com/watch?v=__C-MjmVUrU&feature=related

http://www.vimeo.com/993998

entristece-me este tipo de mentalidade

Vivica Code Myers disse...

Antes de começar a comentar quero deixar bem claro que não sou writter, não sou graffiter, não sou graffiteira piolhosa e nem tenho nada a ver com o movimento artístico em si nem com movimentos políticos de esquerda ( uma vez que já se mistura politica com arte ).
Tenho 22 anos e sou designer gráfica com formação em humanidades, isto só para fazer uma pequena menção à minha relação com o mundo artístico.

Em primeiro, e após ter lido na vertical os 89 comentários que aqui estão um chamou-me especialmente à atenção e passo a citar:

"PORRA!

Aquilo não é arte coisa nenhuma!

Aquilo é difarçar com merda pintada a degradação dos muros que, custaram uma fortuna à coisa pública e que, décadas passadas, continuam sem ter destino.

Por entre um charro e algumas cervejas, jovens piolhosos - alguns deles com algum talento - são encaminhados para a individualização do espaço público sobre o pretexto da "Arte".

Cuspir para uma fotografia de um autarca que apoiou uma ideia destas também pode ser arte, mas não deixa de ser repugnante. Para mim, arte ou não, grafitti é uma actividade repugnante.

Definição de Arte in Wikipédia

Arte (Latim ARS, significando técnica e/ou habilidade) geralmente é entendida como a atividade humana ligada a manifestações de ordem estética, feita por artistas a partir de percepção, emoções e idéias, com o objetivo de estimular essas instâncias de consciência em um ou mais espectadores."


Ora então vejamos, o que será mais agradável à vista? Muros degradados e isolados ou muros com cor, talento e vida?
Sim, porque quer se queira quer não aqueles muros pintados sempre trouxeram vida ao local, trouxeram movimento.

'Por entre um charro e algumas cervejas', 'jovens piolhosos' obviamente que a menção a estupefacientes e bebidas alcoólicas teria que estar presente para demonstrar os vândalos que pintam paredes reforçada pela a ideia de serem 'jovens piolhosos'. Já vi muitos meninos lavadinhos a fumar charros e a beber não apenas cerveja fazerem coisas bem piores do que pintar paredes.

'Individualização do espaço público', na minha opinião como artista não é uma questão de individualização mas sim de divulgação num espaço que também lhes pertence. Como artistas ( sim, são ) têm essa necessidade.
Quem não pertence a este mundo nunca conseguirá compreender a satisfação que é ser-se reconhecido por algo que fizemos com as nossas próprias mãos. Algo que fizemos com alma, com amor. Algo que é parte de nós e que ficará para sempre imortalizado, quer para o bem, quer para o mal. Isto é ser artista.


'Cuspir para uma fotografia de um autarca que apoiou uma ideia destas' não é arte. É pura estupidez e comentário de quem não tem mais ideias válidas ou argumentos para continuar a apontar.

Como artista compreendo o movimento e aceito. Obviamente que o apoio apenas quando é feito 'em espaços que não incomodem ninguém', porque se não incomoda porque não aproveitar? Porque não usar uma parede velha como tela e mostrar a todos que por lá passem que se é artista, que não são apenas os 'Girassóis' de Van Gogh que são arte( que não tinham valor e eram também considerados repugnantes na altura ).

Para finalizar queria apenas deixar o meu comentário à definição de arte com que o nosso amigo aqui nos presenteou.

'Kant realiza de modo radical a ruptura com a estética clássica. Para ele, beleza é de uma ordem diferente da perfeição, tal como os Gregos a entendiam.
A vocação da arte não é representar segundo cânones objectivos uma forma, mas criar inconscientemente uma obra inédita, susceptível de ser apreciada universalmente.
Kant parte não do objecto, mas da representação do sujeito, do modo como ele qualifica, no juízo de gosto, a maneira que tem de ser afectado.
O juízo de gosto não tem, portanto, nada a ver com uma operação intelectual em que apreenderíamos a essência do Belo.
O artista de génio não podia seguir regras, visto que detém o poder de as inventar.'

in A Arte, France Farage, Porto Editora

Para mim muitos destes jovens piolhosos são artistas de génio.

Outro disse...

"piolhosos que riscam paredes"...
heheheheh o spray mata o pilho =)


PS:esse comentário "Sou o teu espelho"
fdx isso tá potente...
quem sabe, sabe***

Anónimo disse...

Vivica Code Myers o teu comment baseia-se numa farsa, a de que aquele era um muro abandonado e sem côr, estás equivocada, aquele muro foi usado para o Seixal Graffiti 2007, Seixal Graffitti 2006... bom , já percebeste a ideia.
Antes do Seixal Graffiti 2008 foi pintado de branco por funcionários da Câmara que ganham o salário minimo ou perto disso para os artistas levarem os autarcas ao orgasmo colectivo.
Pensa nisto chavalla.

Anónimo disse...

O graffiti é, assim como muitas formas de expressão, impactante a princípio. Como foi Picasso com suas pinturas diferentes, é agora com os graffitis que não são entendidos. Hipócrita é aquele que fala de desrespeito a propiedade, pois a propiedade já é o próprio desrespeito ao meio.
Engana-se quem pensa que políticas duras e agressão moral, impedem seu crescimento e desenvolvimento...
Num mundo cada vez mais egoista,cada vez mais pessoas vão querer "afirmar seu ego"
Fernanda (brasil)

Anónimo disse...

filhos de uma ganda puta tenho quase 30 anos faço graffiti ha 11 adoro faze lo como revolta contra esta vossa sociedade de merda...otarios como voces so dao força pa CONTINUAR A FODER ESTA MERDA TODA...dos comboios as vossas casas ...nao falem de graffiti sem saberem no minimo o q e...voces dao tanta pena a falar de graffiti q ate mete do...incultos de merda...manifestaçoes anti graffiti...nao keiraM PARAR O Q NAO PODE SER PARADO...montes de merda ...da minha parte se terao mais destruiçao...e blogs e comentarios como este dao me mais força...mais nao digo q voces nao merecem....ahhhh e quando nos virem venham dar pa espertos...pq sao todos muita justiceiros e mauzoes....e dp vao pa casa com 1 cara nova otarios........x36 hfcrew

Anónimo disse...

voces.. kom essas mentes retardadas sao uns otarios de 1ª categoria igual a socrates i kompanhia...preferem auto promover eventos sem graça..como bailaricos estupidos...fexam eskolas...fexam hopitais, centros de saude,urgencias.. mas kompram submarinos i tankes de guerra.. dao dinheiro a angola..timor i mais uns kantos..enkanto k investir no nosso pais ta kieto..keixam se da autarkia do seixal promover eventos para jovens marginais pintarem paredes de betao? NÓS.. poix é eu tb pinto na rua..em casa.. no papel.. em telas..pinto onde for preciso i onde kiser... mas vcs! SIM VCS OH.TARIOS preokupam se mais se um individuo ta a pintar uma parede do k outro k rouba carros..lojas etc..atiram nos pedras enkanto k nos n pratikamos nenhum crime...enkanto k certos individuos saem impunes.. tenham dó i metam a mao na konsciencia... vejam a autarkia d olhao i calem se ..la u graffiti e uma forma d expressao em k as pessoas gxtam i kerem k nos pintemos nas paredes..trazemos cor i inovaçao a cidade.. CAMBADA DE ESTUPIDOS IGNORANTES..VCS SAO OH.TARIOS

Anónimo disse...

Há que distinguir entre graffities " de graffities ": Existem autênticas obras de arte que são formas de afirmação que embelezam alguns espaços vazios e monótonos, como muros, tapumes, e até, por vezes, o chão de algumas ruas pedonais; dos autênticos "abortos", apenas fruto de mentes psico-atormentadas que conspurcam paredes monumentos, fachadas de habitações e tudo quanto é espaço plano (ou não) onde consigam colocar o "sinal", como qualquer animal a demarcar o seu território (cão, gato ou outro bicho). Seria melhor que não gastassem tempo e dinheiro a sujar aquilo que nem sequer foram capazes de ajudar a fazer... Deus lhes perdoe a estupidez!
A nossa sociedade de extremos, quando estiver saturada destes últimos, incapaz de fazer a distinção entre uns e outros, deverá punir todos eles por igual forma, pelo menos é assim que se costuma fazer, infelizmente.

Zé da Burra o Alentejano

Anónimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Sir Reskcado disse...

Bom dia,

Você é um homem de negócios ou a mulher? Você está em qualquer estresse financeiro ou você
fundos necessários para iniciar seu próprio negócio? Você tem uma baixa pontuação de crédito
e você está encontrando dificuldades para obter um empréstimo de bancos locais e outras
instituições financeiras?

a) empréstimo pessoal, a expansão do negócio.
b) Business Start-up e da Educação.
c) consolidação da dívida.
d) empréstimos duros do dinheiro.

Reskcado, nosso método dá a você a chance de mostrar o montante do empréstimo
necessário e também a duração pode dar ao luxo de terminar o reembolso do empréstimo
com uma taxa de juro de 3%. Isso lhe dá uma chance real para obter fundos
você precisa. Os candidatos interessados devem preencher os dados abaixo:

PEDIDO

Nome completo:
Montante necessário:
Duração do empréstimo:
Profissão:
Renda Mensal:
Endereço / País:
Telefone de contato:
Idade:
Sexo:
entre em contato conosco via e-mail (sir.reskcadoloanword@hotmail.com) Aguardando