sexta-feira, outubro 24, 2008

CRÓNICA DO BETÃO ANUNCIADO




No Seixal reina um frenesim de final de mandato, nunca houve tanto plano de pormenor em discussão, muito menos em discussão simultânea.

Nunca também as consequências desses planos de Pormenor que alteram substancialmente a Plano Director Municipal, tiveram tantas e tão gravosas consequências para o futuro deste concelho e de quem aqui habita.

Há um ponto prévio a assinalar, é que o Seixal, nos últimos trinta anos viu a sua população aumentar de 30 mil para 170 mil habitantes , com
a mesma rede viária, com os mesmos acessos a Lisboa !

Viu nascer como cogumelos novas e gigantescas áreas habitacionais , e não é só Santa Marta, Alto do Moinho , as margens da baía no Seixal, ou a Quinta da Trindade , é também o Casal do Marco que se estende quase até Paio Pires, Pinhal dos Frades e Quinta das Laranjeiras , ou a mega urbanização no Pinhal das Freiras - Verdizela .


Agora temos a cereja no topo do bolo com mais duas cidades , uma a nascer junto á Torre da Marinha naquele que deveria ser o corredor verde por excelência do concelho , e outra, essa gigantesca e com o aval do Estado , a Urbanização nos terrenos da Actual Siderurgia e ainda um Plano que prevê mais construção para a zona ribeirinha da Amora (outro Plano de Pormenor) .

Vale por isso a pena uma visita à FIL onde estes projectos estão expostos. Não se compreende porque dispondo da autarquia de tantos meios, que esses projectos não tenham sido divulgados em outdoors ou em Boletim Municipal, será isto má-fé da autarquia ?


Se não é má fé , há pelo menos uma dissimulação grave na forma como está apresentado o Plano de Pormenor da Torre da Marinha , com os novos edifícios a serem representados por elementos translúcidos , dissimulando o seu impacto sobretudo na nova alameda de edifícios entre o Continente e a Rotunda da Torre da Marinha ou as Torres do arquitecto Manuel Salgado.

Na imagem optámos por circundar a vermelho esses edificios, sendo de destacar a aberração das duas torres à entrada do Fogueteiro .

São prédios, prédios e mais prédios , quem tem habitação no Seixal vai ver a sua propriedade paga com tanto esforço, ainda mais desvalorizada pela oferta brutal de habitação nova, o Seixal vai-se tornar ainda mais inabitável, os engarrafamentos que hoje são uma constante vão piorar, e tudo isto vai ser construído onde hoje há espaços hoje verdes ou selvagens , vai-se impermeabilizar mais solo , vai-se betonizar a natureza que ainda resta, numa zona de paisagem tão sensível .

É ISTO QUE QUER PARA O SEIXAL ?

10 comentários:

ex-militante disse...

Betão, betão e mais betão, prédios, prédios e mais prédios, nada mal para quem há uma meia duzia de anos dizia que tinha que derrubar a floresta da Flor da Mata para construír um bairro porque não havia mais lugar nenhum no concelho.
Agora o que é isto? O milagre do betão ? Temos que mudar esta MERDA e JÁ

Davide Ferreira disse...

Sem dúvida que ninguem fez um estudo no impacto de mais 10, 20, 50 ou 100 mil pessoas na Margem Sul do Tejo.

Os bens públicos, entre os quais, Estradas, Escolas, Polícia, Centros de Saúde e Espaços Verdes não se vão multiplicar por obra e graça do Espírito Santo.

Para dar uma imagem simples, imaginem um bolo... um bolo que terão que dividir por todos... e quantos mais comerem do mesmo bolo, mais finas se tornam as fatias.

A vida de todos nós vai necessariamente piorar, e o que mais me chateia é que apenas quando estiver tudo construido e surgirem as consequencias de tanto betão é que as pessoas vão acordar para a realidade à sua volta.

Anónimo disse...

Os Seixalenses vão ter uma nova alcunha, os ACIMENTADOS :)))

Anónimo disse...

A Quinta da Trindade e a Urbanização dos Silvas junto à nova Câmara não se vendem, estão a ser um fiasco e agora querem fazer mais estas belas obras. Até foram buscar o Futre para promover a Trindade. Quem vai promover esta trampa ? O Rui Costa ?

Anónimo disse...

Muito , muito preocupante...

nightingale disse...

Jerónimo de Sousa falava ontem contra os off shores e grandes grupos económicos e bancos que nos arrastaram para esta crise do imobiliário, mas esqueceu de referir que o PCP tinha também culpas no cartório com os seus camaradas da margem sul de beijo na boca com o grande capital nacional e estrangeiro do betão. Isto que estão a fazer por toda a margem sul e o que o PS está a fazer no Montijo só tem uma palavra , CRIMINOSO.

Anónimo disse...

E o que ainda está por vir... é lamentável.. mas só assim a CMS consgue ter dinheiro nos seus cofres.. o que me intriga é com toda a construção que se verificou nos ultimos anos, a CMS continua a ser as das mais falidas do país! Para onde vai o dinheiro? Investimento público não é, pois ´são muito poucas ou nenhumas que se veêm... Agora até Setembro do próximo ano é vê-los a fazer o que deveriam ter feito há muito tempo. O português tem a memória curta, e é disso que eles se valem.. há que mostrar obra para as eleições.... enfim

lll disse...

atenção,no blog seixalsim,só valem comentários dos confrades,quem lá for contestar,não tem direito a nada.

Anónimo disse...

Parece que á pessoas aqui assiduas mas que neste tema não falam... há muitos rabos presos em diversos partidos politicos.

Anónimo disse...

Sou Comunista mas não compactuo com esta visão para a Siderurgia , para Paio Pires e para o Seixal.
Este projecto é do actual governo por parte de uma empresa pública e apadrinhado pela Câmara , esta Câmara está vendida ao grande capital e não é representativa nem do povo do Seixal nem do PCP.Há muita fome e muita gente carenciada em Paio pires para ír para uma feira capitalista vender betão e o Seixal a pataco. Camaradas temos que dar uma volta a isto. Vamos à luta.