quinta-feira, outubro 30, 2008

O DESCALABRO 1 - PAIO PIRES




























Nos últimos dias temos dado conta dos grandes projectos imobiliários para a Mar
gem Sul , sobretudo aqueles apresentados por grandes investidores e promotores imobiliários , alguns estrangeiros e que nos países de origem é sabido estarem a atravessar inclusivamente processos financeiramente complicados.

Manifestámos a preocupação face à conjuntura actual e à situação que provocou esta crise global nomeadamente à construção excessiva e muito para além da procura , as dificuldades de acesso ao crédito, ao crédito mal-parado e ao megalomanismo subjacente a estes projectos.

Mas o mais preocupante é que estes projectos, são uma gota no oceano, pois que a construção nos últimos anos tem sido avassaladora em todas as frentes , nos próximos dias vamos analisar algumas.



Na imagem temos a já aqui divulgada imagem do eufemisticamente chamado Plano de Reconversão da Siderurgia Nacional , que mais não é do que um Plano de Urbanização em massa, mas vejamos nas imagens acima, parte do que foi recentemente construído ou está em construção na Freguesia da Aldeia de Paio Pires , sem mais comentários.

O resultado é um amontoado desconexo de urbanizações, de volumetrias e cores variadas , algumas no meio do nada, ou onde outrora foram quintas agricolas, uma absurda rede de vias incompletas, sem saída, prédios inteiros à venda sem comprador à vista e uma grande Avenida de seu nome Avenida Aldeia de Paio Pires... um dormitório onde não há absolutamente nada que garante uma vida plena em qualidade urbana ... surreal!

HOSPITAL DO SEIXAL EM PAIO PIRES !

Face à localização e ao crescimento desta freguesia , face à proximidade da freguesia mais populosa do concelho de Sesimbra, na nova ponte para o Barreiro e consequentemente da nova Ponte Barreiro-Lisboa, face á nova cidade em que querem transformar Paio Pires , não se compreende que este não seja o local equacionado para a construção do Hospital do Seixal .

Nota - Nem uma habitação com fins sociais ou a custos controlados, ali não se querem pobres nem jovens famílias.

10 comentários:

Anónimo disse...

Pois é, com o plano da Siderurgia e recuperação pelo Governo do passivo ambiental , Paio Pires era o local ideal para o Hospital do Seixal. Vamos apoiar esta ideia.

J.Mil-Homens disse...

A gente de Paio Pires tem sido sempre a perder, emprego com o encerramento da Siderurgia e agora perder o valor das nossas casas porque há demasiada construção onde havia quintas e lindos campos. O Hospital seria uma coisa boa para a freguesia temos que nos mexer nesse sentido.

Anónimo disse...

Estas novas urbanizações em PP não têm o minimo de qualidade urbana, da Siderurgia ao Casal do Marco é só mais do mesmo, betão e mais betão. Tudo isto para apagar as memórias da Quinta Grande, da Quinta da Palmeira e de outras que querem irradiar da história de todos nós.

mariodasilva disse...

Eles são todos a mesma merda.

Exemplo #1
Exemplo #2

Anónimo disse...

Já a minha avó dizia que em cada velho existe uma biblioteca... não levoa as coisa paar questões de idade, até porquê nesses termos teriamos de culpar uma nova geração de empresários pela crise económica... uma geração muito nova que colocou o fito do lucro rápido acima de todas coisas... isso colocado em termso de idade deixa-me um pouco de pé atrás... vide o exemplodo Sócrates ou do Armando Vara?? Pois ....

Anónimo disse...

A propósito onde está o complexo de piscinas da freguesia de Paio Pires??

C.Calado disse...

HOSPITAL PARA PAIO PIRES JÁ!

Nem pode ser de outra maneira, Alfredo Monteiro disse:

«Estamos perante uma área de excelência e de oportunidade e uma nova centralidade na região.»


Se é uma zona de excelência e vai ser a nova centralidade , porquê pensar noutro local, sobretudo no Sítio Rede Natura onde andam a fazer publicidade?

Anónimo disse...

Há grandes interesses em pôr o Hospital no Pinhal das Freiras.

Anónimo disse...

Eu apoio o Hospital do Seixal em Paio Pires.

Jorge Gomes disse...

Eu apoio o Hospital do Seixal em Paio Pires. Apesar de tantos anos para ser construido a 3º prioridade do MS e nada ainda feito eu continuo a apoiar porque um concelho com mais de 200 mil habitantes e com lotação esgotada em Almada é preciso. Eu que moro em Paio Pires desde que nasci concordo com o propósito de betão. Quando se acordava o cheiro era de tal forma agradavel que não se pedia mais... Agora só cheira a fumo e já é raro ouvir os passaros a cantar...BETÃO E MAIS BETÃO...a única coisa boa...foi mesmo o Centro Comercial e a estação Fertagus...o restante...é BETÃO que nunca mais acaba...
Cumprimentos
Utilizador assíduo do A-SUL