domingo, outubro 12, 2008

CRISE QUAL CRISE ? (2)


A forma insustentável como esta margem tem sido projectada e gerida tem sido o crime do século em Portugal .
A forma discricionária como se tem usado a bel-prazer de alguns politicas de ordenamento e alterações de uso do solo, roça a corrupção .

Casos há, em que escandalosamente, por exemplo se impede um agricultor de aumentar um celeiro e depois , na propriedade ao lado se autoriza um condominio em solo agricola.


Na margem Sul basta olhar em volta ao fazer o "arco ribeirinho" entre as duas pontes, da Vasco da Gama à 25 de Abril para ver do que falo ...a multiplicação infinita de prédios e mais prédios, rotundas e mais rotundas...


Mesmo até há poucos dias pensavam (clique) que este esquema se ía perpetuar , mesmo se prédios novos inteiros estão por vender, mesmo se se vendem apartamentos ao desbarato em leilões (ao que chegámos) mesmo se os apartamentos mais antigos, simplesmente... não se vendem , mesmo se diáriamente aumenta o número de incumprimentos para com os bancos.


Mas ainda não reconheceram ... é a teoria do oásis visto da Rive Gauche , devem estar a pensar que a malta que anda por essa Europa e arredores com a corda ao pescoço vem agora comprar um condomínio na Quinta da Trindade , na Cidade da Água, na reconvertida Siderurgia com vista para a Quimiparque ou na Quimiparque com vista para a Siderurgia!!!

Não o reconheceram porque construíndo sem nexo, sem olhar à procura, à qualidade do urbanismo, da arquitectura ou do ambiente... criaram um monstro que para além de ter destruído o ambiente e a paisagem desta Peninsula de Setubal , está em vias de se autodestruír.

A construção foi tão avassaladora que está em vias de se desvalorizar arrastando todos por igual , aqueles que com muito sacrificio vão pagando todos os meses o seu empréstimo à medida, ou os que vivem , acima das possibilidades .

Uma coisa é certa, quando isto ruír, vamos todos atrás !

Agradeçamos então ao nacional betonismo e ao pato-bravismo municipal!
_____________________________________________

INCOMPETÊNCIA











É sempre assim, aumentou a população em Sesimbra, aumentou a população em torno da Estrada 378 Seixal»Sesimbra , permitiu-se que a estrada se transformasse num stand de automóveis a céu aberto, casas de móveis, de piscinas, de jardins , de prostituição...

Uma coisa se mantém inalterável apesar dos "pontos negros" , a má qualidade da via, sinalização , ordenamento , e DRENAGEM, mal chove é SEMPRE ISTO (ver imagem) !!!

Turismo não é ?

5 comentários:

Velas do Tejo disse...

é que, para além do mais, nem conseguem fazer nada de geito com o betão. Tudo é feio, encaixotado e ainda... têm a lata de usar cores fortes para que estes atentados visuais não passem despercebidos.

Santa Marta de Corroios, tal como tudo o resto à volta, é um aborto de betão!

Anónimo disse...

Santa Marta é das maiores aberrações feitas nos últimos anos em Portugal. A manutenção dentro de vinte anos daquelas torres será um ónus pesado para as futuras gerações.

Anónimo disse...

Santa Marta do Pinhal é um crime ambiental sem dúvida da responsabilidade do poder autarquico comunista. É o Presidente da Câmara e os Vereadores que têm toda a responsabilidade quer pela aprovação do loteamento quer por terem deixado construir o dobro do que estava aprovado no alvará. Mas também seria interessante perceber quem foi o autor do projecto de loteamento e quem foi o autor dos processos de construção, não quem os assinou, mas quem os fez e recebeu por eles. Dava para perceber o que vai na Câmara do Seixal. Neste momento só há um caminho é que cada eleitor seja mais exigente na hora de votar e não fique em casa para a CDU deixar de ter a maioria com 20% dos eleitores. A população merece ser respeitada e esta gestão da Câmara já deu provas de não respeitar ninguém.

Anónimo disse...

Apesar dos maus lençóis em que todos estaremos com a crise, apetece-me dizer abençoada crise se ela vier por termo a construção desenfreado em tudo o que é solo nosso. E com esta crise será que a Câmara do Seixal pode continuar a contar com os bancos para lhe adiantarem o dinheiro das dívidas e a continuarem a fazer emprèstimos. Já é tempo de obrigar as autarquias a poupar o dinheiro dos impostos de gente pobre e remediada que sente todas as crises, vive mal mas paga os impostos para depois a Câmara do Seixal num total desrespeito pelos cidadãos consumir o dinheiro em boletins municipais com a fotografia de alfredo monteiro e outros faz grafittis dá subsídios a quem não os merece nem se justificam compra carros topo de gama para presidente e vereadores metem gasolina para passear à conta do orçamento da Câmara enquanto que os múnicipes que ganham o ordenado mínimo têm de a pagar do seu bolso, a existencia de assessores a viverem à grande e à francesa num concelho de gente pobre. Não queremos a crise mas já que a temos que ao menos sirva para disciplinar pelo menos o poder local no Seixal que viveu 30 anos de regabofe total.

Sérgio C. disse...

Ora bem, estive a dar uma vista ao blogue e ele está-se basicamente a borrifar para o ambientalismo. 99% dos posts são a atacar o PCP, ou CDU, como quiserem.

Não que tenha alguma coisa contra esse direito. Mas blogue ambientalista? Fica-vos mal rapazes...