quarta-feira, novembro 08, 2006

PLANOS DIRECTORES MUNICIPAIS DE SEGUNDA BETONIZAÇÃO













PDM da Moita em revisão, renegar cultura e origem.

Estão em fase de revisão os Planos Directores Municipais chamados de primeira geração, aqueles, feitos com tanto rigor e perspectivas de sustentabilidade que previam qualquer coisa como habitação para entre 30 e 50 milhões de portugueses...

A segunda vaga, findo o seu "periodo útil de vida" aproxima-se, e as perspectivas são as mais negras, a ver pela autarquia que na região está na dianteira nesse processo, a autarquia da Moita, pode aqui ler uma noticia de "O RIO" (clique) sobre o tema onde se vê o quanto diametralmente opostas são as perspectivas da oposição e da maioria, sobretudo "os vereadores da oposição manifestaram as suas posições, argumentando contra o projecto de Revisão do PDM, particularmente, no que se refere à forma como foi realizado o Inquérito Público e às alterações introduzidas na área de Reserva Ecológica do Nacional (REN), no concelho."

Um caso sobejamente conhecido é o caso da luta da "Barra Cheia" e da "Várzea da Moita" cujas posições e luta pode aqui seguir (clique), ou aqui no Plano da Moita (clique) , também aqui no Brocas Vetus , continuam as criticas sobretudo à falta de democraticidade que tem envolvido todo o processo , bem como a forma de "desenvolvimento" encontrada e as linhas orientadores para os próximos anos, ao presidente João Lobo , parece interessar sobretudo "votei favoravelmente esta proposta porque considero que este Plano Director Municipal revisto contém uma estratégia e encerra em si um desenvolvimento para este município, estrutural, e que se coaduna com um desenvolvimento dum município da Área Metropolitana de Lisboa onde estamos inseridos”.

O desenvolvimento na cabecinha "saloia" destes autarcas da Margem Sul passa por esquecer as especificidades locais e querer decalcar para a Margem Sul os erros da margem Norte, com um arrazo sistemático da paisagem natural e dos valores culturais das povoações históricas Desta Banda criando uma amálgama de betão indistinta e arrazando tudo o que são raizes históricas e culturais de antes da industrialização, é a velha máxima de manter viva uma História que para eles só começou em Outubro de 1917, (como foi ridiculo e fora do contexto os almocinho a comemorar a data e presidido por Jerónimo de Sousa).

Tem havido por parte da população uma oposição a esta cedência ao betão e ao corte e custura no que se refere à REN e RAN e feito muito à medida , alegadamente de alguns interesses mais ou menos difusos. Por sua vez a blogosfera tem sido espaço de oposição ao processo e à proposta que podem ver para além dos já mencionados na referência que é o alhosvedrosaopoder .

Face ao proposto para a Moita e ao já anunciado no caso de Almada, "Cidade da Água", no Seixal com a Siderurgia e com o que mais se verá, não estamos perante Planos Directores Municipais de Segunda Geração, mas sim de Definitiva Betonização da Margem Sul, os responsáveis têm um nome e uma teia de interesses instalada , construida laboriosamente e aguerridamente defendida , há mais de trinta anos e são fáceis de identificar quer por estas, quer pelas futuras gerações que apelidarão estes tempos certamente como a Idade do Betão!!!

11 comentários:

Anónimo disse...

O Seixal é um concelho onde se pode contactar com a natureza, dá gosto viver no Seixal,em Almada ou na Moita o que não acontece com a Margem Norte e sim o PCP é incorruptivel, que eu saiba nem a Fátima Felgueiras, nem o Avelino nem outros quejandos são do PCP. Isto é um site de má lingua , é só dizer mal, mas que eu saiba não há autarcas do PCP a serem julgados ou acusados.

nuno cavaco disse...

Este senhor se soubesse o que era democracia não copiava os meus post´s e os colocava como comentários no seu blog, dando uma ideia descontextualizada daquilo que realmente quis afirmar. Mas como só vive para bater no p.c.p., tudo o que seja arma de arremesso contra o meu partido é democrático para ele.
Assim, senhor ponto verde leia a definição e tente perceber quem é que elege a CDU para governar as câmaras da margem sul, é que não é muito democrático questionar os resultados eleitorais e depois vir falar em democracia. Eu penso que o governo é mau mas as pessoas assim o quiseram. Isto não me tira o direito de questionar o governo mas tira-me o direito de questionar a intenção de voto. (Banheirense)

5:36 PM, Novembro 07, 2006

Ponto Verde disse...

Não sei se estas ultimas intervenções são um novo padrão definido pelas reuniões das altas esferas do colectivo reunido no Centro de Solidariedade Social de Pinhal dos Frades, ou se é mero desarranjo intelectual.

O que é facto é que há algo de ininteligível no senhor anterior cujos posts no seu blogue são em grande número a dizer mal, não do que defendo, mas da pessoa que exprime essas ideias,o que revela uma fixação , no minimo doentia pela minha pessoa.

Agora vem aqui acusar-me não percebo bem de quê??? De não Democrata, mas quem é esta personagem que parece desconsiderada e desautorizada pelo próprio PCP para tecer essas considerações ?

Realmente não o percebo, tal como não percebo a defesa que faz , contrariando até o seu próprio partido, de que não há alterações climáticas e aquecimento global, a sua grande "arma de arremesso", utilizando as suas palavras "descontextualizadas" contra o que tenho defendido.


Agora quanto ao resto da sua argumentação revela alguém bastante perturbado em termos de pensamento.

o josé disse...

Quem elege o PCP para governar as câmaras da margem sul é a ABSTENÇÃO... Infelizmente as pessoas convenceram-se que não há nada a fazer em relação ao estado das autarquias (e orgãos de soberania em geral), e assim preferem ir passear para os centros comerciais ou ir para a praia, e deixar as coisas como sempre foram, porque convenceram-se que a substância sob as moscas que vão mudando é sempre a mesma. Daí que que a hoste que consegue mobilizar mais "funcionários ideológicos", é aquela que, uma vez e outra, vai ganhando. Por isso é que espaços como este são importantes: Para que os cidadãos se convençam que é importante utilizar o seu direito à indignação e inconformismo; Porque a nomeação das irregularidades e daquilo que vêm estar mal tem o potencial de criar uma autoanálise crítica junto do poder instituído; E porque pode fazer com que, nas eleições futuras, as pessoas se convençam que votar é realmente mais importante que ir lamber montras para o centro comercial ou lamber gelados para a praia.
...E talvez seja pelas mesmíssimas razões que espaços como este são também tão incómodos para os poderes instituídos...

lb disse...

infelizmente este blog via caixa de comentários vai de mal a pior tal é a destilação de ódios que por aqui vai... nem uma única ideia de jeito, proposta, contraproposta, discussão séria dos problemas... Uns são de tal modo anti-comunistas que visto de fora mais parece que existe uma grande conspiração vermelha na margem sul! Os outros, por outro lado, são de tal modo vermelhos que não vêm mais nada à frente... não vêm os 31 anos de governos das autarquias da margem sul por parte de uma única força partidária, não vêm a degradação dos níveis de vida que tem ocorrido nestas áreas, não vêm o brutal aumento populacional, não vêm a atroz betonização dos múnicipios, não vêm os graves problemas de transportes... enfim, discussões enviesadas tão somente por "clubites" - eu sou mais impoluto que tu, tu és mais corrupto que eu!
Ideias, debate, propostas, soluções, são cada vez mais raras por aqui...
É bem verdade que muitas vezes, por detrás do anonimato é possível dizer as maiores barbaridades sobre as pessoas, mas também não deixa de ser verdade que o surgimento dos blogs permite muitas vezes escrever-se aquilo que muitas vezes se sabe por portas e travessas e que algumas pessoas não gostavam que se soubesse!
Sim, é um escândalo o que se verifica com os terrenos da SN no Seixal! É um escândalo a revisão do PDM na Moita! É uma vergonha o que se passa com o metro da Margem Sul! É ultrajante a forma como quinzenalmente se editam folhetins propagandisticos quando todos os dias se sai de casa e se enfrenta o trânsito no nó do Fogueteiro, a sobrelotação dos comboios da 25 de Abril, a ausência de autocarros com horários decentes que realmente sirvam alguém! É a todos os títulos chamarem-me burro quando me dizem que vivo numa zona previligiada e no dia seguinte ao sair de casa descubro que licenciaram mais x construções numa zona que era RNA....
Querem regredir, querem repetir os erros que se cometeram noutras zonas? pois cometam-nos, mas não nos chamem estúpidos!
Infelizmente e porque o dinheiro não abunda, terei de por cá continuar durante mais uns anos, talvez para toda a vida, mas sinceramente perante o que se vê todos os dias, e aquilo que por aqui se vai lendo só apetece dizer:
Bardamerda para isto tudo, país de merda este onde vivemos, mansinhos, calminhos, à beira mar plantados, sempre à espera que uma qualquer entidade nos resolva os problemas e quando a pensamos ter encontrado, aqui del rey que ninguém pode dizer mal destas sumidades... se calhar é genético! gostamos muito de Salazares!

Ambientalistas da Amadora disse...

Perante a demora na conclusão do plano urbanístico do Moinho do Guizo, na freguesia de São Brás, os moradores desta urbanização puseram mãos à obra e, no passado fim-de-semana, organizaram-se e plantaram algumas árvores e flores nos espaços públicos da zona.

http://ambientalistasdaamadora.blogspot.com/

André Santos disse...

lb, nem mais.

antónimo disse...

Então IB
Começas por querer ideias e diálogos construtivos e edificantes,... discursas sobre realidades politicas, concluis que não há ideia nenhuma, nem politica alguma, e depois... desiste ... de ti próprio.
-Estás prontinho para ser saqueado até até á medula.
Inspira-te na coragem da JSD, que lá vai deitando umas unhitas para fora de vez em quando,e lá vai chapada, e nos comunistas que estão a ter a coragem de enfrentar a ferrea disciplina partidária, e não aceitam tolerar mais encobrir as máfias que os dominam.
Por mim, que já não tenho ideias, vou ausentar-me por algum tempo.

antónimo disse...

As m/desculpas ao PS,
Também são corajosos, sim senhor!, mas.... essa coisa de darem marteladas nos próprios dedos... baralha-me um pouco as ideias....

LB disse...

caro antónimo, das duas uma, ou de facto, eu escrevo muito mal e não consigo explanar o que queria dizer, ou então estarás tu apenas a desconversar???
É que, julgo eu, sem ser preciso dizê-lo, perspassa no que escrevi que não me pretendo resignar... não é essa a minha postura! Também não é minha postura envolver muito questões partidárias nas questões do planeamento urbano pela simples razão que qualquer que fosse o partido, os problemas seriam semelhantes!
Aquilo que afirmo, é que desde início o conceito é errado... nós! todos! estamos errados no modelo de desenvolvimento que está a ser implantado no país e a Margem Sul não foge à regra (aliás nesta altura tem algumas agravantes)!
Quanto à questão da filiação partidária, a insinuação da minha pertença a PS ou PSD ou qualquer outro não me afecta sobremaneira pelo simples facto de que, mesmo votando em partidos e pessoas em todas as eleições, continuo a gostar pensar que ainda sou livre de pensar pela minha cabeça e ter algumas ideias... pelo menos gosto de viver nessa ilusão! chamem-me naif se o quiserem, mas não me tomem por parvo!

Anónimo disse...

"Uns são de tal modo anti-comunistas que visto de fora mais parece que existe uma grande conspiração vermelha na margem sul!"

Em que mundo é que lb vive?