segunda-feira, novembro 13, 2006

METRO SUL DO TEJO - O ESCÂNDALO DOS NÚMEROS E DO ATRAZO


Como é possível que um projecto cujos estudos tiveram início nos anos 80, já lá vai um quarto de século . Com anteprojecto apresentado em 1995 , há portanto, mais de 10 anos...com concurso lançado em 2002.

Com as composições sujeitas a concurso, escolhido o fabricante, construídss e entregues entre Maio e o final de 2005.

Com linha construída, (desarticuladamente) o metro "testado" para a propaganda eleitoral das últimas autárquicas (2005) .... só entrará em exploração comercial , e reduzida ... em finais de 2007.

Entretanto há a degradação natural dos veículos (há 24 comboios parados no local de recolha em Corroios) e das estruturas construídas, vandalização de linha, de paragens, de equipamentos de apoio, sem que um só metro circule, mas já com um orçamento suplementar para estas factores de atrazo já na calha.

Lembre-se que está em causa um investimento (inicial) do Estado, de 275 MILHÕES DE EUROS e por parte do consórcio vencedor, de 75 MILHÕES DE EUROS e fundos comunitários da ordem dos 74.8 MILHÕES DE EUROS .

Mas em Almada talvez tudo se explique nos próximos Furums de Discussão sobre o tema... e que já vão em 15...!!!

O filme mostra as volumosas obras feitas e os investimentos aplicados em viadutos, linha e seu suporte, passagens desniveladas, postes, cantenárias... para que tudo esteja parado e tenhamos que pagar por isso.

Não bastou os meses e meses de abre buraco, tapa buraco, pó e lama, de Corroios a Almada agora mais impostos por causa da maior das incompetências , isto contado ninguém acredita. Como lembrou aqui há dias um leitor, Genéve tem um metro em pleno funcionamento construído na mesma altura!!!

30 comentários:

Paulo Silva disse...

Este ponto escreve sobre o que não sabe e depois sai disparate... Então as ultimas autárquicas foram em 1995... E o Metro está previsto começar em 1997... O seu problema é que parou no tempo e está desactualizado 10 anos! Acorde! E deixe de escrever disparates

ex-militante disse...

Este senhor acima é que escusava de entrar só para dizer disparates, a mim bastava-me o video. Uma imagem vale mais que mil palavras.

O que vêmos nesse vídeo, obras e obras, investimento PARADO! pela incompetência... da CDU.

Paulo Silva disse...

Pela incompetência da CDU? Este Ponto Verde "travestido" não sabe mesmo o que diz! Foi a CDU quem lançou o concurso público do MST sem estar definido o trajecto do mesmo? Foi a CDU que apresentou posteriormente um trajecto em que na zona da Ramalha - Almada vários prédios ficavam encurralados, o que motivou veementes protestos das pessoas que habitavam nesses prédios? Foi a CDU que fez orelhas moucas a esses protestos da população? É evidente que não! Face a todos estes erros da responsabilidade da administração central, a Câmara de Almada teve de fazer a única pressão que estava ao seu alcance não disponibilizar os terrenos sua propriedade, enquanto o MST e o Governo não aceitassem outro traçado para a zona da Ramalha, de modo a que não ficassem prédios encurralados... Era bom que o Ponto Verde "travestido" fosse falar com as pessoas desses prédios, em vez de andar aqui a escrever disparates!
PS: Pelos vistos face ao meu primeiro comentário, o ponto verde abriu os olhos e emendou os erros... Quem diria, ele que tem a mania que nunca erra!

Ponto Verde disse...

A história do MST tem revelado uma incompetência gritante na gestão do seu território por parte da CM de Almada.

A Câmara de Almada reclama do Poder Central um projecto que acaba por ganhar, um projecto que ocupa espaço fisico! Espaço fisico esse que acaba por "não querer disponibilizar" como muito bem refere.

"Prédios encurralados na zona da Ramalha", mas senhor doutor aquela zona está encurralada...mesmo sem o Metro...Essa incompetência urbanistica é de quem?

A CMA é parte integrante do processo e é pouco honesto vir agora a terreiro armar-se em vítima do MST e do Poder Central.

As imagens não mentem. Há um valor enorme de investimento desaproveitado. A ser vandalizado. Os combpios degradam-se na estação de recolha há mais de um ano sem circular. As pessoas sofrem diáriamente dificuldades de mobilidade provocadas por uma expansão urbana completamente absurda na Margem Sul, caro senhor autarca com responsabilidades... e os senhores têm o desplante de querer fazer crer que não têm nada com isso?

Será por estar em contraciclo eleitoral? Será que estão à espera de tempo propagandistico mais favorável? Que é tudo uma grande vergonha isso é!

Agradeço ter-me corrigido acerca da data que como sabe foi uma gralha, agora a história do "travestido" se é algum "fetiche" seu , use e abuse do adjectivo!!!

Paulo Silva disse...

Senhor Ponto Verde a Câmara Municipal de Almada foi parte fundamental na apresentação da ideia e na reivindicação do MST. Como deve saber a Câmara de Almada, assim como as outras, nada tiveram a ver com o concurso público, nem com a definição da linha. E por isso aconteceram verdadeiras aberrações, como seja a do MST ficar a menos de um Km do maior aglomerado populacional do Seixal. Por acaso já pensou que seria importante a linha do Metro chegar à Cruz de Pau? Mas isso a si não lhe interessa, pois o que lhe interessa é "bater" na CDU...
Quanto à Ramalha informe-se do processo, aprenda e não diga disparates, como aqueles que escreve no Post e no Comentário... Os quais apenas demonstram a sua incapacidade para compreender o problema!
A Câmara Municipal de Almada, com a atitude tomada, limitou-se a defender a população da Ramalha, obrigando o MST a alterar o trajecto de modo a minimizar os impactos negativos do MST.

Ponto Verde disse...

Caro Paulo Silva não diga tanta asneira. No Seixal o que interessou foi servir futuramente a Quinta da Atalaia e trazer mais betão para construir ao longo da linha, por isso ela passa onde AGORA não tem construção... mas potencialmente virá a ter!!! A Cruz pa Pau foi por isso criminosamente secundarizada.

A Câmara de Almada por sua vez tem revelado uma incompetência extrema na gestão deste processo e uma insensibilidade para o investimento feito e para a necessidade que há naquele meio de transporte... se assim não fosse não tinham avançado com o projecto , não é?

Paulo Silva disse...

Ponto Verde, você teima em dizer disparates... Não apresentando qualquer ideia, limita-se a ser caceteiro em relação às autarquias CDU! Como não estou habituado a discutir com pessoas vazias de ideias, entendo não valer a pena responder... Limitando-me a aconselhar que estude minimamente os assuntos antes de falar!

JKK disse...

Não sou contra nem a favor de ninguém, agora que o metro foi prometido e circulou antes das eleições , circulou em Corroios que eu vi , muitas vezes. Que agora esteja tudo parado, não se compreende, muito menos que se esteja a indemnizar a empresa por não a deixarem trabalhar .E também sou contra o traçado para o Seixal.

Luis Eme disse...

Todos os almadenses sabem que os protestos dos moradores da Ramalha só foram atendidos pelo Município, quando se tornam fortes demais e feitos a muitas vozes. Para além de serem perfeitamente razoáveis.
O resto é palha e tentar defender o indefensável, não é senhor Paulo Silva?

Paulo Silva disse...

Caro Luis Milheiro se os protestos dos moradores da Ramalha não fossem razoáveis não teriam sido atendidos pela Câmara de Almada. Acresce que terá de concordar comigo que tais protestos só foram atendidos pelo MST em consequência da enérgica posição tomada pela Câmara de só dispensar os terrenos sua propriedade após a reformulação do traçado do MST. E foi essa interligação de posições entre a população e a Câmara de Almada que obrigou o MST a ceder.

xico da ramalha disse...

Este Sr. Silva está a ver o combóio parado de palas. Incrível como defende uma situação que é uma decisão vergonhosa da CDU Almada. Andam a protelar para que os combóios comecem a andar antes das próximas eleições autárquicas (é o que se comenta aqui pelas bandas almadenses). Na zona da Ramalha a população está contra a CDU, porque deixou que aquela zona chegasse onde chegou, quer que o metro passe por ali e que a Câmara resolva a situação, não que boicote.
Mas como para os comunistas quanto pior melhor... é de esperar tudo

André Santos disse...

Ò ponto verde, lá andas tu a dizer mal outra vez...assim não pode ser...

Nada está a estragar-se! Aquelas imagens só podem ser manipuladas...Anda a dizer que não anda porquê?
Ele anda! Acredite, ele anda e bem. Então se for antes de eleições até bate a velocidade máxima...

Ponto Verde disse...

Boa André, é como a anedota do crocodilo "voa ...mas é baixinho"...


Quanto ao resto é a velha tática de descridibilizar a opinião que não é favorável e quem a tem.

Como se o probema do Metro fosse só a Ramalha, ele há agora a "Cidade da água" ele há a questão do terminal...e muitas outras, uma foi , e muito bem, levantada pelo próprio autarca Paulo Silva e tem a ver com a razão pela qual o Metro não serve as zonas mais densamente povoadas do concelho do Seixal...mas vai servir futuramente a Quinta da Atralaia.

Mas Ramalha á parte, porque não estão outros troços em funcionamento? A linha construída e as composições já permitiriam resolver muitos problemas de mobilidade...se houvesse vontade para isso, só que não é época de caça ao voto...

Uma forma de aproveitar , mesmo sem o Metro, o já construído seria também interligar os vários troços já construídos com ciclovias, não andávamos de Metro , mas pelo menos de bicicleta podiamos circular.

Os senhores autarcas têm estado atentos ao número crescente de utilizadores de bicicletas na Margem Sul? (Também são muitos votos!!!)

o josé disse...

A Transtejo efectua o transporte de uma média mensal de 2.419.000 (dois milhões, quatrocentos e dezanove mil) passageiros por mês. O número é para o total das ligações do operador, mas é muito natural atribuir pelo menos 60% desse número à ligação entre Cacilhas e Lisboa. A Fertagus anuncia o transporte diário de 80 mil passageiros por dia (vezes 31 dias dá mais ou menos o mesmo que a Transtejo) O que eu pergunto é: Porque é que até hoje ainda só foram iniciadas as obras na direcção da estação do Pragal? E uma vez que há tantos problemas com essa ligação, porque é que não se construiu a ligação entre o Laranjeiro e Cacilhas? As prioridades de escoamento de passageiros parecem-me muito semelhantes, logo não compreendo a insistência num sentido que não anda nem desanda, quando há outra direcção que poderia ter sido já concluída, havendo (finalmente) um trajecto com princípio, meio e fim, entre Cacilhas e Corroios. Não se percebe... é preciso fazer um desenho à "equipa de missão"? (estes nomes pomposos são mais um riso...)

Ponto Verde disse...

Parece que o senhor doutor autarca Paulo Silva perdeu argumentos ou estará na fase "travestida" e inibida pelo Pertido?

Paulo Silva disse...

Senhor Ponto Verde, ao contrário de alguns eu trabalho e por isso não tenho tempo para estar aqui no seu blog. Acresce que os comentários subsequentes ao meu também não trouxeram nada de novo, pois o trajecto e a construção do metro são da responsabilidade do MST e do Governo, não das autarquias envolvidas. Por isso se há incompetência a culpa não é das autarquias. Quanto à Cruz de Pau, devo informá-lo que o traçado não está definido, pelo que só por má fé, o que lhe é natural, pode o senhor meter a Quinta da Atalaia ao barulho... Por ultimo a referência ao "doutor" só posso entender como um "fetiche" seu...

Ponto Verde disse...

Caro doutor , sobre tudo o que disse, "olhe que não...olhe que não"

- Não as autarquias envolvidas não terem qualquer responsabilidade nem decisão.

- Não o meu caro leitor não ser Doutor.

- Não, trabalhar e por isso não ter tempo de vir ao blogue, parece que uma coisa não tem impedido a outra.

- Não o traçado ou algum traçado possível não servir a Quinta da Atalaia...

- E também não ao facto de os comentários "subsequentes não terem trazido nada de novo" olhe que foram bem construtivos.

A CDU tem que descer à Terra e explicar e bem o que se passa!

Paulo Silva disse...

Senhor Ponto Verde a CDU sempre esteve na Terra (devia saber que não somos muito de divindades), e periodicamente presta contas do seu trabalho à população deste concelho, que, concordando com o trabalho realizado e com a obra feita, há 30 anos sucessivamente vota na CDU para as autarquias, sendo caso, quase único no país, o facto da CDU sempre ter ganho, em todas as freguesias, todas as eleições autárquicas realizadas neste concelho. É obra!
Quanto ao senhor Ponto Verde quantas vezes ganhou umas elições neste concelho?...

Ponto Verde disse...

Dr.Paulo Silva, não sou politico para ganhar eleições e se o fosse não interpertaria isso como se de um campeonato de sueca se tratasse.

Todos sabemos o que está por detrás de tal sucesso CDU, um sucesso em que nada é deixado ao acaso e assente numa tremenda e dispendiosa máquina de propaganda e de abafamento de qualquer oposição.

Não se esqueça que no Seixal são eleitos por pouco mais de 25000 votos, num concelho de 160000 habitantes. Ah, e dêm graças à abstenção...

Por outro lado,como disse, não sou politico, nem metalurgico, mas gostava de saber o que resulta se pegarmos num serralheiro, tornado cooperante , por passos de mágica empresário e com uma mãozinha da autarquia... será que é um vereador de betão?

É a "magia da CDU" no seu melhor, não concorda? Mas o PCP vai nisso?

Paulo Silva disse...

Senhor Ponto Verde, o seu comentário demonstra o tipo de pessoa que o senhor é! Bem como o vazio de ideias e a sua falta de argumentos! Para si quem não é doutor não tem valor. O que vê numa pessoa limita-se a ter ou não canudo! Fique sabendo que meu camarada Jorge Silva tem uma cultura e uma sabedoria muito superiores à de muitos doutores!... Conheceu as dificuldades de vida do campesinato alentejano, veio para Lisboa e muito jovem teve de começar a trabalhar. A vida não lhe deu hipóteses de estudar. Mas na vida ele adquiriu conhecimentos, bem como uma consciência de classe e um manancial de conhecimentos práticos e teóricos que fazem inveja a muitos doutores! Senhor Ponto Verde fique sabendo que o meu camarada Jorge Silva é um homem com H GRANDE, e o senhor para lhe chegar aos calcanhares terá de calcorrear muito! Concordo consigo numa coisa, o meu camarada Jorge Silva é um homem de Betão no que concerne a firmeza ideológica, honestidade e carácter! Por isso pense antes de dizer asneiras, senhor Ponto Verde.

André Santos disse...

Bom, não vou tecer comentários acerca da personalidade de ninguém... penso não estar minimamente qualificado para tal.

Mas posso comentar que, se o trabalho que a CDU tem feito durante os ultimos 30 anos é o que se apresenta...falta-lhe qualquer coisa.

30 anos é muito tempo, mais do que o suficiente para resolver uma serie de problemas que não são de hoje.
Falando apenas do Urbanismo...toda a margem Sul é caotica. Parece ser fruto da febre dos anos 70, construção desenfreada, sem planos, etc...mas se preciso há zonas assim que nem meia duzia de anos têm.

Politicas assim "funcionavam" há 3 decadas atrás, de facto.
Agora já era de se exigir um pouco mais, começar a corrigir muitos destes problemas...mas lá está, as eleições existem para isso, e se a situação presiste por algo será.

Talvez seja crónico, talvez temporário, o futuro o dirá.

Cumprimentos

desiludido disse...

"homem de Betão no que concerne a firmeza ideológica, honestidade e carácter!"

Pois Dr. Paulo Silva, vivemos de resultados, não de opiniões. Não duvido das caracteristicas pessoais do Sr. Jorge Silva. Mas também tenho o direito de o considerar uma pessoa no contexto marxista-leninista-stalinista. E sabe os crimes horrendos praticados à luz dessa ideologia? Nunca ouvi o Sr. Jorge Silva, nem o Dr. reconhecer esse período trágico da história da humanidade.

Quem defende Hitler o Dr. chama como?

Paulo Silva disse...

Para o desiludido não sei de quê? Tanto eu como o meu camarada Jorge Silva somos Marxistas Leninistas com muita honra! Por isso os seus epitetos para nós são elogios! Quanto aos alegados crimes... É melhor não falar daquilo que não sabe!

Ponto Verde disse...

Senhor Dr. Paulo Silva, mas quem é que falou nesse senhor, como é ? Camarada
Jorge Silva? Mas eu não falei de Jorge Silva nenhum. Falei foi dos milagres CDU e se o PCP pactuava com eles...um outro milagre foi o Centro de Estágios da CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, bom mas neste o PCP...

Paulo Silva disse...

Senhor Ponto Verde não se faça de ingénuo, à falta de argumentos, o senhor passou a desconversar... Os milagres da CDU demonstram-se pela transformação do Seixal num dos concelhos mais atrasados do Pais, num dos concelhos com melhor indice de qualidade de vida do País,como o demonstram os indices estatisticos da responsabilidade de entidades governamentais.

Paulo Silva Magister disse...

"Este ponto escreve sobre o que não sabe e depois sai disparate..."

" Este Ponto Verde "travestido" não sabe mesmo o que diz!"

" pois o que lhe interessa é "bater" na CDU..."

"Ponto Verde, você teima em dizer disparates... Não apresentando qualquer ideia, limita-se a ser caceteiro em relação às autarquias CDU! Como não estou habituado a discutir com pessoas vazias de ideias, entendo não valer a pena responder..."

"Quanto ao senhor Ponto Verde quantas vezes ganhou umas elições neste concelho?..."

"Senhor Ponto Verde, o seu comentário demonstra o tipo de pessoa que o senhor é! Bem como o vazio de ideias e a sua falta de argumentos! Para si quem não é doutor não tem valor."

" Senhor Ponto Verde não se faça de ingénuo, à falta de argumentos, o senhor passou a desconversar..."

sandra cachapinha disse...

O que vejo é um Metro parado.
O que vejo é que sofri mais de dois anos com obras.
O que vejo é que está tudo a degradar-se e cheio de grafiters e lixo sem passar um elétrico.
O que vejo é os politicos a encherem-se à tripa forra e a passear em carros novos pelo concelho.
O que vejo é cada vez mais fente e mais construção
O que vejo é que não fazem nem um míser jardinzinho.
O que vejo é muito descontentamento com a CDU, CDU NUNCA MAIS.

André Santos disse...

Os monopolios acabam sempre, um dia...

Anónimo disse...

A Câmara Municipal de Almada tem dito que não disponibilizava os terrenos para proseguimento das obras do MST porque a Voncessionária não entregava as plantas parcelares dos terrenos referentes ao espaço canal e espaços exteriores e, perante essa recusa da concessionária não poderia permitir o prosseguimento da obra.
Ora aqui colocam-se estas questões :
1-porque se recusava a Concessionária a entregar as plantas, se é que se recusava?
2-se a obra foi feita (e permitida pela CMA) de Corroios à Cova da Piedade é porque a Concessionária entregou as plantas, na lógica da CMA evidentemente. Se o fez até aí porque se recusou depois a fazer a entrega.
3- Se a Concessionária nunca fez a entrega de plantas parcelares, por que razão a CMA permitiu que as obras avançassem até à Cova da Piedade?
4- Se o permitiu sem as plantas, então a CMA colaborou numa ilegalidade ! Não será assim?
Parece-nos portanto que as obras estiveram paradas por conveniência da dita CMA, que se arvorou em defensora da população quando na realidade está a defender unicamente os seus interesses de grupo dominador de Almada:
-não lhe interessava obras no eixo central de Almada durante as autárquicas !
- entrou numa de esgrima para conseguir gerir a situação de que lhe paguem os parques de estacionamento a serem construídos!
- porque a CMA nunca defendeu os moradores de Almada relativamente ao MST. Quando estes defendiam os seus interesses nos foruns eram agredidos verbalmente pelos companheiros da D. Emília dispersos na assistência, perante a aquiescência da senhora e de seus companheiros de "route".
Esta Câmara tem vindo a brincar com os almadenses e com os partidos da oposição nesta matéria de MST!

Anónimo disse...

A Câmara de Almada nunca defendeu os moradores da Ramalha no assunto MST. Se o tivesse feito alguma vez, nunca teria aprovado um projecto que não só encurralava os moradores, como lhes roubava qualidade de vida.Foi dito que o traçado na Ramalha foi alterado pelo Governo mas a Câmara nunca deu a conhecer aos almadenses essa alteração, muito embora tivesse publicado no "Almada-boletim municipal" que só o governo poderia alterar o traçado e quando o Governo o fez "fechou-se em copas".
Até rejeitou -Câmara/PCP/CDU- em Assembleia Municipal uma moção de congratulação pelo facto de o governo ter decidido resolver o problema da Ramalha, que a Câmara dizia estar interessada em ver resolvido, mas que uma vez resolvido já não lhe interessava. O interesse da Câmara neste caso, era so "para inglês ver"
Onde está a democracia destes "democratas municipais" ?