domingo, dezembro 16, 2007

CARRIS DERRAPANTES 2


A imagem é demonstrativa da forma como governo e autarquias tratam os residentes na margem-sul, parece que a coutada a sul vai continuar...entretanto no Seixal está em curso mais uma campanha de manipulação sobre o "Hospital"...



O a-sul pelos seus leitores, um esclarecimento revelador por
Residente - Triângulo da Ramalha:

1- o traçado inicial pelo centro de Almada foi imposto pela presidente da CMAlmada, para mostrar aos almdenses o seu (dela)comboio.

2- A autarquia de Almada é responsável pelos atrasos,leia-se a Deliberação da Assembleia Municipal de 10-03-04, em que a CMA/AM pedem ao governo a fixação do traçado do MST na Ramalha, devido aos protestos dos residentes,
depois de estudo de traçados alternativos.

3-A obra poderia e deveria ter-se iniciado logo após esta decisão.

4- Na Deliberação de 10MAR2004 a CMA diz que não disponibiliza terrenos enquanto o Governo não decidir sobre alguma matéria que lhe exigia.

Isto não nos diz quem provocou atrasos
?

O Governo, este Governo, em 22JULHO2005, fixou o traçado do MST no local, mas
a a Presidente da CMA, como não é democrata, não aceitou a decisão governamental que andava a exigir, e impôs um novo traçado que nem sequer foi apresentado naos moradores, mais caro (1.200.000€), de maior impacte ambiental para toda a área e mais prejudicial aos moradores e a todos aqueles que têm de se movimentar nesta zona incluindo carros de bombeiros ou ambulâncias para o Hospital Garcia de Orta.

A autarquia almadense anda a denegrir a imagem de Almada e dos almadenses, com a trapalhada deste seu MST que poderia ser útil à cidade, se tivesse ouvido e entendido a população.

O Presidente da Assembleia Municipal, da mesma cor da Presidente da CMA nem sequer fez a CMA cumprir a Deliberação da AM, conforme era sua obrigação, porque está escudado no seu voto de desempate caso a oposição vo
tasse tal exigência. O PCP tem 22 Deputados e a oposição igual número.


Com gente desta a democracia representativa é uma farsa, encenada por eleitos sedentos de exercício de um poder autoritário e ditatorial.
Naturalmente que nesta imposição da presidente da CMA este Governo, ou a Secretária de Estado têm a sua quota parte de responsabilidade por se terem ajoelhado aos pés da presidente da CMA.

A troco de quê, gostava o zé de saber.

Para começar a Concessionária já recebeu um prémio pelo atraso da obra e ainda não vimos o PCP ou a CMA que dizem defender o povo reclamarem desta derrapagem orçamental, como em outros casos temos visto.
Provavelmente porque são cúmplices da situação.

5 comentários:

Anónimo disse...

Porque é que não fundem o Triângulo da Ramalha (blog) com o a-sul (blog)? Era muito melhor. Não tinham que andar a copiar-se uns aos outros, nem tinham que publicar comentários de uns nos outros.

Mas quem se vai rir, e muito, no fim sou eu. Quando estes "triângulos" todos usarem e abusarem do Metro. Aí é que eu me vou fartar de rir.

sultão disse...

O Ponto Verde apresenta-se de perfil. Bela foto. Mete mais. És lindo.

Anónimo disse...

fundir é fixe. D Afonso Henriques era mais comer , dormir e fundar. mas se querem fundir também é fixe . em triangulo nao sei se irá dar certo mas como estamos deste lado tudo dá certo.

ex-militante disse...

Agora temos também os patos bravos nos comentários, pois não acredito que venham de comunistas, a menos que por 70 milhões tenham engolido mais um sapo grande ginástica, Sócrates e Lino...se o Soares levou tanto a engolir, imagino esta dupla.
Agora se os blogues mencionados são lidos só entre si, não se compreende porque há camaradas sempre em cima ;)

o josé disse...

O primeiro anónimo não percebeu é que toda esta crítica se deve, em primeiro lugar que tudo o resto, ao facto de o ponto verde, e o triangulo da ramalha, e ainda também muitos dos milhares de habitantes da margem sul, dos quais eu faço parte, QUEREREM de facto usar (não abusar - para isso têm cá estado os consórcios construtores e os politiqueiros de serviço às CMA+S) o dito Metro. E QUERÍAMOS ter podido todos usá-lo desde há 2 (DOIS) anos e 70 milhões de Euros atrás! ...Mas continuamos à espera! E a pagar pelo atraso!