domingo, dezembro 30, 2007

2007 EM BALANÇO AMBIENTAL (5) - OBRA DO ANO



Penso ser indiscutível que depois das construções na areia e nos milhões a reforçar com areia solta, o pontão da Praia de S.João para proteger um Parque de Campismo que não devia existir, a obra do ano será a inauguração do Metro Sul do Tejo.

Somos defensores como meio de transporte de um Metro Ligeiro de Superficie como é o MST.

Casos há de sucesso em toda a Europa, pela capacidade de transporte, não dependência do petróleo e zero emissões, pela retirada de inúmeros automóveis das estradas, por ser um transporte eficaz e seguro e junto dos locais onde as pessoas vivem.

Outro projecto executado em Portugal, o Metro do Porto é um caso exemplar , serve três cidades, Porto, Gaia e Matosinhos, estações terminais de caminhos de ferro, um aeroporto, zonas comerciais e residenciais.

O Metro Sul do Tejo é assim, potencialmente um meio de transporte de futuro e com futuro...

_____________________________________________

OBRA DO ANO PELA NEGATIVA - METRO SUL DO TEJO

Porquê esta original ambivalência ? Porquê o melhor e o pior do ano numa mesma obra?

Quem seguiu aqui a Novela (clique) sabe bem porquê , mas houve outras obras que se destacam pela negativa, o esgoto que continua a desaguar no Tejo pela lentidão das obras em ETAR's ...a via alternativa á EN 10 que parece nunca mais avançar , as novas vias CRIPS / IC 32 que a final vão ter portagens, as ciclovias prometidas em Almada e Seixal que não há maneira de aparecer...

Mas voltando ao MST, uma obra que no papel e em potencial seria perfeita revelou-se um buraco financeiro (mais 70 milhões de euros...para já!!!) , um insucesso junto da população (anda vazio) e básicamente mostra que "O futuro" como a propaganda lhe chama é uma grande e monumental "banhada".

Como atrás se referiu "Somos defensores como meio de transporte de um Metro Ligeiro de Superficie como é o MST" , mas não deste MST!!! ou seja , é tudo perfeito, as carruagens, a via , o ajardinamento relvado escolhido para alguns troços , simplesmente o percurso é um erro pegado.

Não é alternativa a nada nem serve ninguém e pode pôr em causa o projecto alargado que esse sim faz sentido servindo Moita, Barreiro, Seixal, Almada e as Praias da Costa de Caparica.


Tal como foi construído só serve para amostra, aliás deve ter sido só por isso que aquele percurso foi escolhido, parte dele até com a oposição da população , mas assim é mais visivel, pode andar vazio, mas mostra que Almada tem o tal "futuro".

Atrás disse que o Metro do Porto é um sucesso, passa pelas zonas mais densamente povoadas de Matosinhos, Porto e Gaia, assim como o Aeroporto Sá Carneiro, o Porto de Leixões, o Centro histórico do Porto... o MST não teve esta filosofia, foi afastado para as zonas menos povoadas ou mais despovoadas , por isso não é de estranhar andar vazio, por isso o Melhor e o Pior deste ano de 2007.

20 comentários:

Anónimo disse...

Praia da Saúde????? É melhor verificares a geografia primeiro....Na praia da saúde tb há parques de campismo, mas não é aqui que estão a alimentar a praia.
Fora de brincadeiras, julgava que o Ponto Verde pela consciência ambiental que demonstra conseguia fugir ao lugar comum de se dizer que o que se está a fazer na Costa é para salvar um parque de campismo. Não discuto se a colocação da areia está a ser bem ou mal feita, se é a melhor solução ou não, pois não tenho conhecimentos técnicos para tal, mas dizer-se que aquilo se está a fazer para salvar uns quantos campistas é ridículo. O que se está ali a fazer é a salvar a Costa. O parque de campismo pode sair dali que as marés continuarão a avançar, ou não swerá assim....
Nuno Ribeiro

Anónimo disse...

Faltou dizer qq coisa sobre o MST. Concordo com o que diz. Realmente o traçado poderia e devia ser diferente.Não ter uma paragem no Hospital é inconcebível.....
Com a finalização da 1ª fase, até a Cacilhas e com o finalizar das obras (que infelizmente tem que ser feitas. Aconteceu o mesmo no Porto)penso que o Metro começara a servir para o movimento das pessoas. Tivesse vindo há 15 anos e eu utilizaria-o todos dias, livrando-me do calvário dos TST....
Bom ano
Nuno Ribeiro

Anónimo disse...

As incongruências e incoerências de um grupo de amigalhaços

Se tiver paciência, e tempo sobretudo, inicio aqui uma série de comentários sobre aquilo que de mais importante o "relevante" blog que dá pelo nome de a-sul nos vem dizendo.

Começo pela coerência, ou falta dela, e por muita, mas muita mesmo, incongruência.

O a-sul elegeu - já aqui disse, a exemplo da imprensa "cor-de-rosa" que pulula por aí - os prémios laranja e limão 2007 na área do ambiente.

Nesse esforço de auto-elogio, destacou como um dos melhores um outro blog (ou pseudo-blog) - o Emalmada.

Pois bem. Nada mais incoerente e incongruente, se acreditarmos - e eu tenho muitas dúvidas - na seriedade do que cada um destes autores escreve nos seus blogs.

Senão, vejamos. O Emalmada é contra o Metro no centro da cidade de Almada, porque ele coloca dificuldades de circulação aos automóveis (o Emalmada tem o cuidado do escrever "cidadãos" em vez de automóveis. Mas como é óbvio, ninguém de perfeito juízo acreditará que esse termo, na boca (ou nos dedos) do Emalmada, não passa de um eufemismo para automóveis). O a-sul, ao contrário, é a favor do Metro porque ... exactamente, retira automóveis do centro da cidade! No entanto, elogiam-se mutuamente; certo, embora pensando de forma diametralmente oposta, são ambos os melhores que por aqui andam. Edificante, para os prémios laranja, é claro.

Por outro lado, o a-sul consegue uma coisa notável. Chama-lhe ambivalência, eu chamo-lhe pura demagogia. Claro que ficava mal à "credibilidade" do a-sul (qual credebilidade? Conferida por quem? Por ele próprio? Pelo Emalmada? Por quem?), vir aqui falar mal do Metro. Ninguém compreenderia que este convicto ambientalista (???) pudesse ser contra um meio de transporte amigo do ambiente e das pessoas, como é o Metro. Claro que não; ele é contra é "este Metro"! Claro, este é que não serve!

E não serve porquê? Ora, claro que está bem de ver: o traçdo! Péssimo! Aliás, quem o estudou, quem o definiu, quem o aprovou, deviam ser todos expostos em praça pública como uns verdadeiros malandros, ignorantes e anti-sociais! Vá-se lá aceitar o despautério completo do traçado do Metro Sul do Tejo.

Só que ... o traçado é o quê? Mau? Não presta? Não serve ninguém? Porquê? Ah, isso o a-sul não diz. Limita-se a dizer "não presta"! Isto é, decreta que não presta, ponto final. Como diz um amigo meu, "falou e disse". E está tudo dito, como é muito credível, todos acreditam nele. Todos? Não, há muitos milhares que não acreditam nele. Felizmente!

Há evidentemente um argumento - frágil, muito frágil aliás - em que o a-sul sustenta a sua tese do mau traçado: a falta de uma estação no Hospital! Admiremo-nos todos por este verdadeiro atentado: falta uma estação no Hospital! Se calhar, o a-sul acha que devia era mesmo haver uma estação no Hospital, e não haver estação (melhor, interface) na Estação do Pragal. Claro, é isso mesmo. Estúpidos dos planeadores do Metro. Então não é que acertaram mesmo ao lado. Deviam ter pensado que o Hospital é que era. A estação do Pragal? Para quê? Articular com outros meios de transporte de forma directa e fácil? Não, isso não é necessário. No Hospital é que é!

Estas são algumas incoerências e incongruências deste "credível" a-sul. Aliás, estou a pensar lançar uma campanha juntos das autarquias e do governo para contratar o a-sul, seja ele quem for, como consultor em matéria de ambiente, circulação, ferrovia, autovia, plantação de árvores, arranjo de espaços verdes, passagens pedonais, traçados de Metro e outros transportes, arranjos exteriores, redução de circulação automóvel, planeamento de ciclovias, etc., etc., etc. Melhores, muito melhores políticas de gestão do território, poderiam então ser gizadas, planificadas e concretizadas.

ana lima disse...

Que o A-Sul ou o Em-Almada incomodam por não serem os yes-boys do poder instalado, ah,lá isso incomodam, basta ver o anterior comentário.
Isso foi permitido por esta plataforma blogosférica que a pouco e pouco toma um lugar importante como ponto de discussão e de certa forma de fazedor de opinião.
A incongruência é tal que o último parágrafo é pura e simplesmente fascizóide, por um lado acha que a Dona Emilia , o Alfredo Monteiro e o João Lobo tudo gente sem formação (e não só superior) pode ser presidente de câmara e alguém que, mesmo desconhecendo qualificações ou formação/informação, só por não lhes ser favorável não a pode dar.
Isto é fascismo puro e é o que o anterior comentário consubstancia.

Ana lima disse...

Não querendo protagonismo, só falta acrescentar que, se o traçado é tão bom e serve tanta gente porque razão anda vazio?
Imagine um avião como o novo Airbus a fazer voos unicamente Lisboa-Porto Santo.
Imagine um Navio ultra rápido e sofisticado a fazer ligações entre a Ponta dos Corvos e Valada do Ribatejo.
Imagine um TGV a fazer ligações entre Alpiarça e Almeirim.
Imagiem um autocarro superconfortável utilizando uma via rápidadedicada a fazer o percurso entre Alfarim e a Aldeia do Meco.
Um metro Sul do Tejo com o actual percurso é exectamente o mesmo, e por isso anda às moscas!!!

Anónimo disse...

A maior maioria em Almada é a abstenção.
As oposições têm mais votos do que a CDU.
Portanto é a 3ª. força que governa Almada com uma percentagem de eleitores que a suportam muito baixa. Por isso a apregoada legitimidade não é tão grande como todos e cada um possa pensar.Desçamos aos números e veremos que as distâncias para a CDU estão a um metro de serem ultrapassados e o futuro vem já aí. Se queremos mudança preparemo-la com mais aprofundamento e participações democráticas.

Anónimo disse...

para este ultimo comentador se a distancia fosse entre queijas e sintra ou oeiras ou cascais já estava tudo bem . para ele há pessoas de primeira de segunda e de terceira. e se o percuros fosse entre a cova da moura e amadora ? já o metro era uma treta.

esta geraçao rasca que deveria ser mais moderna que se arroga de moderna mas depois tem uma mentalidade mais tacanha que os próprios pais é que deveria estar inibida de ter lugares de eliçao ou assim pela sua mentalidade vivem na idade da pedra e são mesmo rascas .

Anónimo disse...

Ana Lima,

A-sul e Emalmada não incomodam rigorosamente nada! Eu é que parece que incomodo! Mas não sou capaz (erro meu!) de os deixar a falar sozinhos. Só isso!

Quanto ao essencial, a Ana Lima não diz nada. Claro, como é habitual. Mas adiante.

Fascismo? Fascismo porquê? Eu só disse que ia propor o a-sul para consultor, não para eleito. Porque quem estudou o Metro foram consultores. Ou julga que foram os eleitos?

Fascismo? Então substituir os consultores incompetentes que conceberam este Metro que não serve ninguém, é fascismo? Acho que anda um bocadinho baralhada, Ana Lima.

O Metro anda vazio? E você acha que anda vazio por causa do traçado? Então, preto no branco e não com evasivas, diga lá que traçado é que você acha que seria o ideal para não andar vazio. Sim, diga lá. Ou você é pura e simplesmente contra o Metro? Prefere o seu carro pessoal? Mas descanse, Ana Lima, há-de ver o Metro cheio! Cheiíssimo!

Relativamente ao anónimo das maiorias, só uma nota: gostava de ver PS, PSD, CDS-PP e BE + abstenção a governar, em conjunto, Almada! Olá se gostava. Era cá uma "santa aliança". Certíssimo. Só com uma dificuldade: os abstencionistas são todos "do contra"? Serão? Que sistema democrático poderá confirmar isso?

E este anónimo que é da oposição, que não se queixe muito. No futuro, por vontade da oposição que ele tanto admira, ainda vai ser pior. Porque PS e PSD preparam-se para impor o regime "democrático" a sério nas autarquias locais. Aí é que vai ser giro, ai vai, vai!

Anónimo disse...

Ah, esqueci-me de uma coisa para a Ana Lima. Olhos nos olhos pergunto-lhe: quem é que você se julga para escrever aqui que Alfredo Monteiro, João Lobo e Maria Emília de Sousa não têm formação? Porque o seu parêntesis é isso que quer dizer.

Quem é você para dizer uma coisa destas? Também quer que eu a insulte aqui, falando da sua "formação"?

ana lima disse...

Olhos nos olhos :

1)Estes blogues incomodam, e muito!

2) Alfredo Monteiro, Maria Emilia e João Lobo, são meros fantoches sem formação, aliás é isso que o PCP pretende.

3) Não tenho carro nem carta sequer, uso transportes publicos e por isso sinto a cidade da forma com que a descrevo.

4) Fascismo é reduzir tudo a um denominador comum acéfalo, pode-lhe chamar Comunismo, mas como o marxismo-leninismo ficou na gaveta, o que reina é o fascismo.

5 ) O que lhe interessa a minha formação, a minha entidade empregadore acha que tenho as qualificações para os cargos e tarefas que desempenho, não fui canditata ou eleita para ser julgada em escrutinio publico nem pelo publico que é o que os autarcas se sujeitam

6) Quanto a haver outros a governar os destinos da Margem Sul, algo que não concebe, isso chama-se democracia, chama-se alternância democrática, essa de depois de mim o CAOS, não pega e mais uma vez só existe em mentes tão atrofiadas como fascizóides.

Anónimo disse...

Hiiiiiiiii, picou-se, Ana Lima?

Eu vou pelo seu caminho.

Então é assim:

1) Estes blogs não incomodam. Nada! Absolutamente nada, porque não valem nada! Zero!

2) Insulto. Mero insulto que fica com quem o produz.

3) Se não tem carro (o que pouco me interessa), e usa os transportes públicos, então vai seguramente gostar de ter o MST!

4) Esta é confusa. De qualquer forma, radica num erro crasso da sua parte: o marxismo-leninismo não ficou nada na gaveta. Está vivo, activo e bem presente. O que lhe dói, pelos vistos.

5) "Formação", sim, entre aspas. A mim não me interessa nada a sua formação profissional ou académica. Mas a humana, essa interessa. E aí você é um zero absoluto (veja-se o que escreve em 3).

6) Alternância democrática? Você decreta? Ou o povo decide? Está enganada, concebo, sim senhor, outras soluções para o exercício do poder em qualquer parte, incluindo a margem sul. Você é que não aceita o veredicto popular e democrático. Porquê? Porque já passaram trinta anos! Portanto, para si, não é a vontade do povo que conta, mas o tempo que passou desde que o povo optou. Fascista? Fascista é mesmo você! Com todas as letras! Você é quem desrespeita a vontade maioritária expressa livremente pelos cidadãos. Porque já acontece assim há muito tempo ...

7) (esta é minha) Você é como aquela mãe olhando o filho recruta com o passo trocado: "olhem, olhem, que grande cambada de palermas. O meu filho é o único que vai com o passo certo".

ex-militante disse...

Upa upa, temos aqui uma verdadeira unidade de missão, defender o indefensável para eles o metro não anda vazio, anda potencialmente a abarrotar é preciso a policia da choque para tirar as pessoas lá de dentro eles entram e têm duvidas onde saír, tais as ofertas que têm no percurso recém inaugurado , este Natal revelou-se uma verdadeira alternativa à peregrinação natalicia ao Rio Sul e não se viram filas de automóveis como normalmente, o comércio tradicional agradeceu e os populares nem sabiam se optavam bela zona histórica do Seixal se pela de Almada, ou se saíam em Corroios ou Cruz de Pau tais as alternativas ao Rio Sul ou Almada Forum e o que o Metro agora permitia.
Foi também problemático conter a multidão que agradecia o Metro à Emilia, e os parques de estacionamento, muitos também foram rumo ao Seixal agradecer ao A.Monteiro o Hospital, e o Metro ter chegado ao centro de Estágios da Caixa, aquela do Vara...
Na Moita o Metro deve ser innaugurado com o Parque Temático lá para Abril.
Obrigado tantos e tão bons autarcas e o que conseguiram em sómente trinta anos, foi obra , o viaduto por acabar em Corroios é para verem como as coisas seriam se fossem incompetentes e !!!
No meu tempo, mesmo na clandestinidade não eramos malcriados para as senhoras, senhor unidade anónima de missão

jota zacarias disse...

o terceiro anónimo é simplesmente um filosofo ridículo.
A Maria Emília é um fruto da demagogia intimidatória, reinante á moda da estratégia do PCP para colocar os seus quadros,enquanto se insinua partido democrata próximo dois mais excluídos e mais frágeis economicamente. Assim uns quantos se governam passando por democraticas personagens.Fazem bluff e jogo sujo.
Quanto vale a Maria Emília aurarca para a margem sul: ZERO.
Só os quadros e militantes do PC e os fracos políticos de outros partidos a apreciam.
É vendedora do vazio.

vitima do irs disse...

Para eles que ainda estão na época do check-point Charlie , a blogosfera, a sociedade de informação e o MUNDO EM REDE e o que lá se escreve e comunica é só "As incongruências e incoerências de um grupo de amigalhaços" , sim senhor!!!
Já agora, são capazes de jurar que a taxa de ocupação do MST aumentou em cerca de 100% com a nova linha, ou seja , passou de dois ocupantes por carruagem para quatro!
BRUTALLLLLL!!!

EMALMADA disse...

Agradecemos a a-sul a escolha do emalmada como blog do ano.
Continuaremos em 2008 a pugnar por Almada e por um concelho onde a democracia seja sentida pelos habitantes na sua vivência quotidiana sem medos de desagradar ao stattus politico controlador.
Que os munícipes comecem a participar activamente na vida do concelho fora do controle da Câmara de Almada e da actual presidência.
Que surja em Almada um partido (dos existentes)opositor libertador.
Será possível?

Anónimo disse...

Ena, ena, tanta gente preocupada com o que eu digo. Por que será? Ex-militante (militante, já disse anteriormente, sei do quê: da hipocrisia e da demagogia. Ex acabo de perceber: é um apêndice retórico para enganar o parceiro), Jota Zacarias, Ana Lima, tantos, caramba!

Mas o que me importa, agora, é o último comentário do Emalmada. Desespero? Não!!!!!

Um partido (dos existentes, atenção!) opositor libertador procura-se! Dá-se recompensa? Quanto?

Emalmada, como sempre, fútil. Como vê, Ana Lima, não incomodam nada! Apenas me divertem. E de que maneira!

Anónimo disse...

olha o cadilhe quer ser presidente do BCP e apresentou uma lista alternativa ao fereira. vamos a ver se não aparece por aí uma FUNDAÇAO até ao dia das eleiçoes e lá se vai lista do PS por água a baixo. espero que a ligaçao que a cgd tem com o futebol nao venha estragar o seu bom nome , ou mehor NAMING , porque a água já está paga e o centro de estágios construido , quer dizer, penso eu de que ...

Anónimo disse...

anónimo do pc e da milinha o emalmada está certo. É preciso libertar Almada para os municipes.
Deixe-se de conversas fiadas só para entreter.Já o topamos.
Vocês cada vez contam menos.Já estáo no canto do cisne.

marcelino disse...

Os gajos,os pcs da margem sul, já abanam que nem varas verdes com receio que os tachos estoirem e a galinha de ovos de ouro do imobiliário se acabe ou os grandes projectos acabem em nada.

hkt disse...

Os blogs incomodam.
O livre pensamento incomoda.
Quando digo que os blogs incomodam reconheço que esse "incómodo" tem limites mas não deve ser substimado. Além do mais a exist~encia de blogs regionais como este favorecem o exercício da cidadania e, criam uma imagem dissonante do esteriotipo que laboriosamente "a máquina" foi construindo.