sexta-feira, maio 04, 2007

O IMPASSE














Na imagem mais uma obra incompleta !!!

Uma das obras emblemáticas prometidas pelo PCP + VERDES nas últimas autárquicas era a construção de uma alternativa á EN 10, as nossas opiniões sobre tal obra foram de reserva perante o que poderia vir atrás de u
ma estrada, é que na margem sul, quase invariávelmente atrás do alcatrão (da via) vem o betão (da construção e do terreno entretanto mudado de agricola para industrial e/ou urbanizável).

Porém mal sabiamos nós, meros cidadãos, que aquela construção dependia no seu financiamento da instalação de mais uma grande superficie (Carrefour) que inferia numa ilegalidade que seria o inevitável corte de algumas dezenas de sobreiros para a sua implantação , o despudor foi tal que o corte se processou, tendo havido uma punição exemplar com o impedimento da construção.

Assim sendo, não houve Hipermercado, então não há dinheiro para acabar a estrada...embora nas tais promessas eleitoralistas não constasse que seria o Carrefour a pagar a alternativa à EN10 ou a rotunda desnivelada da Cruz de Pau, tal como não constou que o passeio ribeirinho na altura construído na Amora seria pago pela instalação do Hipermercado Leclerc, que os novos acessos do Fogueteiro, tivessem sido pagos com a construção do Shopping Rio Sul, ou que o passeio Ribeirinho do Seixal fosse pago pelo Grupo A.Silva & Silva ... Aos candidatos interessava era "brilhar"... só que o brilho e o tal "Investimento em acessibilidades" ... era feito afinal com dinheiro alheio...não havendo contrapartidas, não há obra... e a alternativa está sem alternativa há dois anos!!!








O cartaz da esquerda é o de uma promessa CDU, não cumprida, o da direita (JSD) exige que essa promessa se cumpra...logo , "democráticamente" retire-se tal exigência!!!


Uma força politica democrática, (PSD) tem alertado para o facto, o que parece ter últimamente incomodado os autarcas, não sendo mentira, nem sendo o cartaz que incomoda, mas o seu conteúdo a razão de tal incómodo, pergunto :


- Já chegámos ao que criticam na Madeira?

10 comentários:

Anónimo disse...

Existe oposição no Seixal.
Obrigado JSD

NP disse...

Apesar da boa fotografia e do bom conteúdo este post peca por defeito e por estar incompleto.

Impõe-se que o autor faça um novo artigo (Impasse II) em que aborde o seguinte:

- esta estrada vai ser construída, mais cedo ou mais tarde e irá atravessar o Talaminho, os arrabaldes da Quinta da Princesa e a Quinta da Atalaia, terminando na Medideira junto à rotunda Lidl (alguém há-de pagar-> quem ?)

- esta situação terá de levar (via PIN, PUK ou outro P** qualquer) à desafectação da Quinta da Atalaia da actual classificação no PDM

- isto fará valorizar a dita, o que a torna vendável, gerando receita ao proprietário partido e tornando possível mais construção "com vista para o rio"

- a dita estrada seguirá depois a rotunda do Lidl em direcção à zona ribeirinha, tendo para isso de ser desactivadas as bombas da Cipol e eliminado o campo pelado da Amora

- ao que se ouve o actual presidente do clube da Amora não é bem visto na autarquia e segundo se ouve para os lados do Seixal esta solução de negociar terrenos só avança nos terrenos do clube da Amora quando o presidente mudar, caso contrário será expropriado

- com a marca Cipol as coisas constam que já estão acertadas, havendo inclusivé uma localização alternativa para deslocar as bombas

Há ou não há algo a acrescentar a este seu artigo ?

Espero que faça a parte 2, de preferência com fotos aéreas para se perceber o percurso.
Há muito por onde escrever, mais eventuais negociatas preparadas e muito jogo político de bastidores, em especial a valorização que os terrenos da festa vão ter quando mudar o seu domínio e o tipo de intervenção que lá se possa fazer.

Ponto Verde disse...

Agradeço a sugestão de np e a sua participação ,não disponho porém dos elementos que permitam confirmar o que alega, apesar de saber que se escondem grandes negócios pata a valorização da Atalaia em termos urbanos, a passagem do Metro Sul do Tejo por lá em deterimento da Cruz de Pau e Paivas é escandalosa.

Não disponho de documentação que suportem a argumentação sobre a Cipol ou sobre o Campo do Amora, mesmo sendo óbvio que campos de futebol , a esta autarquia , só interessam os do Benfica...

Obrigado.

Mauro Santos disse...

Na última Assembleia Municipal ouvi o Presidente da Câmara, Alfredo Monteiro, em reacção a uma declaração de um eleito do PSD acerca da alternativa à EN10 em que disse por palavras semelhantes que por uns sobreiro"zitos" a alternativa está como está...se não foram estas as palavras certas, foi o que deu a entender e depois preocupam-se com os espaços verdes.

Impressionante...afinal eram só uns sobreiros, umas ilegalidadezitas em detrimento de uma alternativa à EN10.

Pires disse...

Espero que estes jovens da JSD sejam o futuro do PSD e o futuro do Seixal.
Parece que são os unicos para além do PCP preocupados em fazer politica no Seixal.

sousa disse...

Quando se interpõem interesses e contrapartidas, é tudo muito mais complicado.
Porque não a seriedade acima de tudo?
Partidarismo à parte.
É pedir muito? Não ganharíamos todos?

hkt disse...

Como é evidente lembrar as promessas por cumprir é sempre motivo de incómodo para o poder estabelecido.

A JSD queria incomodar a CMS/PCP? PARABÉNS, conseguiu!

Mas para além das promessas não cumpridas e do despotismo pacóvio da CMS/PCP, sobram ainda questões relativas às contrapartidas e à desorçamentação ... é que à mulher de César não lhe basta ser séria, é preciso parecê-lo.

Anónimo disse...

Que garantias tinha a CDU de que a obra poderia avançar? E de quem ?
Esse Carrefour é o que agora vai ser construído no Barreiro, em terrenos anexos aos da Ribeira das Naus, propriedade do mesmo empresário da Q. da Princesa?

Aquele disse...

Força JSD. É assim que se faz oposição.
Parabéns

Papoila disse...

As obras do seixal são patrocinadas por contrapartidas de privados porque a autarquia não tem dinheiro para fazer obras de iniciativa pública.