quinta-feira, maio 03, 2007

SEIXAL ALERTAS PARA O AMBIENTE HUMANO E URBANO














Na imagem, Vale de Xixaros e um cartaz antes das ultimas autárquicas a prometer a construção naquele local urbano, de habitação social a substituir os edificios degradados pelos seus ocupantes ilegais. Mais uma promessa não cumprida pela Câmara do Seixal.


A violência urbana ocorrida ali, ontem à noite prova da irracionalidade de construir bairros de realojamento em massa como foi feito na Arrentela ( e se pretendia fazer na Flor da Mata , Pinhal dos Frades com aquela população) ou permitir ocupações ilegais como no caso de Vale de Xixaros.

Naquele local a dezenas de metros daqueles edificios degradados há inclusivamente vários edificios novos com apartamentos por vender há anos!!!


A noticia é do Correio da Manhã e é um retrato da violência urbana no concelho do Seixal que deixou ontem à noite, um rasto de destruição em estabelecimentos comerciais e equipamentos urbanos como sejam as paragens de autocarro, mais não digo, para evitar os habituais epitetos de "racismo" e "xenofobia" quando o que queremos sublinhar nestes caso são as politicas de urbanismo, de construção de bairros de realojamento e a cultura de laxismo e de sub-desenvolvimento numa autarquia que promove acções de degradação urbana geradora de um mau estar urbano como é o caso dos grafitti .

Passo a citar:
Os moradores da Av. 1.º de Maio, no Fogueteiro, Seixal, viveram ontem uma madrugada de sobressalto. Um grupo de cerca de trinta jovens, residentes na freguesia da Arrentela, destruiu à pedrada as montras de vários estabelecimentos comerciais daquela artéria, minutos depois de ter abandonado à pressa o bairro do Jamaica, situado nas imediações do local dos distúrbios.

Segundo a PSP, o gang ter-se-á mesmo envolvido em confrontos com um grupo rival do Jamaica, sem que, no entanto, tenha havido registo de feridos.
Ontem de manhã, vários moradores da Av. 1.º de Maio contaram ao CM a noite difícil que viveram, mas todos solicitaram o anonimato, alegando medo de represálias.
"Eram 03h30 quando vim à janela e reparei que dezenas de indivíduos estavam mesmo por baixo do meu prédio”, referiu um dos moradores. Os distúrbios não tardaram.

Pedras da calçada, garrafas e até barras de ferro. Segundo as testemunhas ouvidas, tudo terá servido de arma de arremesso. “Primeiro destruíram os vidros de duas montras de uma pastelaria, aproveitando para roubar várias garrafas de bebida”, adiantou uma comerciante.
A fúria do grupo virou-se depois para um clube de vídeo. “Partiram os vidros da porta”, referiu a proprietária do estabelecimento. Pelo meio, uma paragem de autocarros também foi alvo de violência. “Estilhaçaram-na à pedrada”, explicou outro popular.

Antes de abandonarem o local, os desordeiros tiveram ainda tempo para partir à pedrada a montra de uma dependência do Millennium.

Entretanto já a PSP havia sido alertada. “Fomos chamados inicialmente por causa de tiros ouvidos no bairro do Jamaica”, referiu fonte policial.

TORRES ALBERGAM 150 FAMÍLIAS

Os primeiros a chegar foram um grupo de são-tomenses. Em 1983 encontraram um local para morar, na Quinta dos Chicharros, Fogueteiro, no concelho do Seixal. Várias torres, todas com mais de cinco andares, foram deixadas a meio pelos construtores civis e estavam prontas a ser ocupadas, sem ser necessário pagar de renda. Havia só um problema: os prédios tinham apenas pilares e placa. Mas isso não afastou os novos moradores. Com o passar dos anos, amigos e compatriotas assentaram tijolos, levantaram paredes e foram criando um ambiente mais familiar para os filhos. (...)


FÁBRICA

Moradores queixaram-se ao ‘CM’ de que, na Av. 1.º de Maio, perto do local dos distúrbios, existem instalações de uma empresa abandonada, que servem de abrigo a toxicodependentes. “Quem passar por ali à noite é alvo de roubos consecutivos”, exemplificou uma moradora.

6 comentários:

Anónimo disse...

Mais cedo ou mais tarde vai acontecer o mesmo que em França. A margem sul é um barril de pólvora.

Anónimo disse...

Não deixem de ver o que é a nossa Camara:

www.juventudeseixal.blogspot.com

Mário da Silva disse...

A lêr:

Transparência vs. Desinformação

É emigrar, senhores, é emigrar…

Se não fossêmos governados por imbecis

O regabofe!

Novidades da acção popular!

Desenvolvimentos?

O interesse público, a Conservação da Natureza e o sistema PIN

Então e os outros?

Agradecidos.

Anónimo disse...

Realmente este blog é mesmo ambiental(ambiente contra a Câmara Municipal).
De qualquer forma faço umas perguntas, pois sou um pouco ignorante:
1-De quem é a responsabilidade da segurança dos cidadãos?
2-Quem tem poder de colocar meios fisicos e humanos no caso da Saúde?
3-Quem tem tido a responsabilidade de investir nas escolas para os nossos jovens?
Para já ficam estas duvidas e um pedido, sejam honestos e critiquem o que é justo criticarem, mas não "omitam" aos vossos leitores assiduos, a politica já é desonesta que chegue, não necessita de mais "mentirosos".
Chega os que estão em S.Bento!!!!

Ponto Verde disse...

Ao anterior comentador, a única coisa em que aqui é criticada a CMS é na politica de habitação social, da sua responsabilidade, pois é da sua responsabilidade a criação de mega aglomerados sociais.

Critica-se também as promessas não cumpridas. O cartaz da imagem foi lá posto pela CMS.

Se o leitor pensa que AMBIENTE são flores e passarinhos, está muito enganado...remeto-o para a lei de bases do ambiente e lembro-o que posso. num país livre falar do tema que me der na "real gana".

O resto não são mentiras o que o incomoda...

sousa disse...

E lá temos que continuar a viver um clima de insegurança e quase terror. sem que ninguém nos acuda...