domingo, junho 08, 2008

A DITADURA DA MARGEM SUL (1)




Durante esta semana esteve na ordem do dia , na blogoesfera regional , a temática mais importante e quanto a mim prioritária da Margem Sul , ou seja o déficit democrático reinante.

O tema foi muito bem desenvolvido nos blogues Rumo a Bombordo , Revolta das Laranjas e Hekate, mas também no Brocas Vetus .

Considero este tema o mais importante pois que acarreta uma série de politicas e de opções, com consequências sociais e ambientais de monta , sobretudo agora que foi aprovado um pacote legislativo que responsabiliza e atribuí responsabilidades Municipais na Gestão da reserva Agrícola Nacional, e Reserva Ecológica Nacional , o que é preocupante se observarmos a forma como no Seixal está a ser gerido o Sítio Europeu Rede Natura 2000 de Fernão Ferro - Lagoa de Albufeira.

Espantamo-nos como uma coisa pode ter a ver com a outra , como a abstenção e a não participação cívica pode ser legitimadora da vontade de um grupo de gente que se considera por via de sufrágio , legitimado por uma minoria, detentora do bem público de Todos .

O sistema é perfeito dentro das suas imperfeições, ou imperfeito dentro da sua perfeição , dependendo da perspectiva . Mas a Democracia só é imperfeita de facto quando as suas regras são subvertidas, quando o Estado de Direito não funciona em tempo útil e quando se instala a mentira institucional e a impunidade geral.

A base do esquema montado pelo PCP na Margem Sul é até simples , tal como simples é o esquema de agitação constante montado pelo PCP a nível nacional , o que é desconcertante é porque parece não interessar, desmontar (nomeadamente pelos media) a profunda contradição entre a teoria argumentativa do PCP nacional e a prática do PCP local , de tal forma diametralmente oposta que diríamos estar perante a velha prática do PC. Chinês ... "Um país, dois sistemas..."

(continua)

8 comentários:

Anónimo disse...

Cada vez este blog tem mais porcaria, os textos são de uma comicidade incrível ahahah..
Parabéns pela imaginação :)
Blog humoristico de qualidade ahahah.

Anónimo disse...

O comentário que me antecede é ilucidativo do medo que há no Pântano reinante. Se repararem bem, hão-de ver que aparecem cada vez mais opiniões, segundo as quais quem não quer pronunciar-se, está no seu direito. Evidentemente que estamos perante a tentativa de desmobilização de todas as pessoas que não pensam como eles. Por isso, é cada vez mais urgente chamar a atenção para o dever cívico da participação de todos na vida pública. Parabens, por ter escolhido este tema. há que continuar!

Anónimo disse...

Este tema é da maior importância porque as ditaduras comunistas existem e são perniciosas para o desenvolvimento do pais e dos concelhos. Parabens pela escolha do tema é indispensável que este tema seja debatido para que alguns senhores que por ai andam disfarçados de defensores dos direitos dos trabalhadores sejam desmascarados. O PCP ao contrário do que tem feito passar na comunicação social não defende os interesses dos mais desfavorecidos e não pratica a democracia comporta-se à boa maneira sovietica e só não dá um tiro na nuca daqueles que não manifestam o seu sim a tudo do partido sem indecisão à boa maneira stalinista porque para bem de todos nós vivemos num estado de direito democratico. E ao contrario do que diz o anónimo do primeiro comentario não é para rir. Talvez ele ria muito mas os trabalhadors da camara do seixal que têm sido castigados sem processo disciplinar sem sequer saberem do que são acusados e nem terem o direito a ser ouvidos nem a defenderem-se decerteza não têm essa mesma vontade de rir, isto é a pratica do PCP/CDU na camara do seixal. Estes trabalhadores são geralmente trabalhadors competentes bons colegas e o que têm tido em comum é não serem muito afectos às regras do partido mesmo na maioria dos casos sendo militantes. A ditadura na camara do seixal tem sido um prejuizo para os trabalhadores para a população para o pais. A camara do seixal tem uma reserva de trabalhadores para se manifestarem contra o governo sempre que o partido quer. O secretismo que a CDU pratica muitas vezes impossibilita a população de participar de saber das coisas que lhe dizem respeito.

Anónimo disse...

Na camara do seixal pratica-se um regime ditatorial sem espaço para qualquer opinião divergente. A comissão sindical na camara é formada por elementos designsdos pelo PCP os quais depois vão a votos em lista unica. a comissão de higiene é escolhida da mesma forma. Os defuntos serviços sociais dos trabalhadores da camara tambem estão a ser geridos por escolha do pcp. O que é isto senão um regime de ditadura um regime antidemocratico? O ordenamento do territorio as negociatas pouco claras que entretento se vão fazendo não são comentadas pelos trabalhadores por medo. Mesmo os que não concordam com o que veem tem de se calar. O debate de ideias o dialogo não têm lugar na maioria CDU. Os delegados sindicais não defendem trabalhadores nenhum que tenham algum problema com a camara porque os delegados sindicais são os lacaios ao serviço da entidade patronal que é a camara. Lamentavelmente esta actuação estende-se aos centros de dia onde apenas os militantes têm todos os direitos a passeios jantares festas. Quando morre um idoso que frequente o centro de dia e não é do partido à ordem para ninguem ir ao funeral. Nas colectividades passa-se o mesmo.

hkt disse...

"Quem deve governar? Quem deve deter o poder?"
A estas questões foram formuladas por Platão a melhor resposta é: a Democracia compatível com a oposição política e com a liberdade de expressão.

Mas, não é este o entendimento dos que como Marx/Lenine acreditam que quem deve governar é a "maioria" e por conseguinte os "proletários", não os capitalistas.
Mas os proletários todos, as "massas"?
Não!
Apenas uma élite formada por aqueles que se auto-intitulam a "vanguarda da classe operária", por outras palavras O PARTIDO ... a partir daqui estão abertas as portas a todos os desmandos do socialismo real.

outsider disse...

O problema meus caros... é que para a maioria da população deste concelho, a única visibilidade da maioria CDU, são as festas na escola, o ajuntamento Avante e o boletim Municipal, onde se mostram as obras dos grandes camaradas. Como é que a grande maioria dos não votantes nas autárquicas tem a percepção do verdadeiro Matrix que foi montado nestes 33 anos do "concelho de Abril" ?.

Saudações democráticas...

Em relação às guerras palacinas dentro da CMS, não tenhamos ilusões, a maioria dos trabalhadores da mesma, foi lá colocada por ser do partido, ou por ter amigos dentro do partido (após o 25/04 até meados da década de 80). E esses, alguns deles preferindo a mudança, tem muito medo da mesma...

Anónimo disse...

Alguns podem ter medo da mudança mas há muitos que NÃO A QUEREM PORQUE ASSIM SOB A CAPA DE MILITANTES MUITO ZELOSOS vão afrontando os colegas que têm outra opinião e sabem que se houver alguma promoção para distribuir estão primeiro e têm sempre a possibilidade de ir ao partido reclamar e exigir. E se a camara mudasse de politica estes trabalhadores teriam de virar a casaca e isso dava um bocado de trabalho. Apesar dos trabalhadores comunistas que não tem escupulos também há na camara actualmente uma grande parte de trabalhadores que sofrem com o estado das coisas e deseja a mudança.

mariodasilva disse...

Por falar em proletários e capitalistas:

Vamos lá a lixar os ricos!, Selecção Nacional - Como se enganam os tansos e se obtém dados pessoais e Rock In Rio 2008. ASAE. Jornalismo de Propaganda.