sexta-feira, setembro 16, 2005

SOBREIROS FLORESTAS E TURISMO














A imagem foi publicada durante semanas em página inteira na imprensa nacional, pretende promover turisticamente uma região de Espanha altamente competitiva em relação a Portugal, a vizinha Andaluzia.

Curiosa a imagem utilizada para a promoção, um casal a passear num montado e a frase "Andaluzia gosta de ti", uma paisagem valorizada pelos espanhóis mas que os nossos autarcas simplesmente descuram e desprezam, uma frase que pode querer dizer que a Andaluzia gosta das suas paisagens, dos seus sobreiros e de quem partilhe dos mesmos interesses, obviamente gostará também daqueles que convida.

Em Portugal notoriamente na Margem Sul, os nossos autarcas habituaram-se tanto a co-habitar com os "chaparros" que acabaram por lhes não dar valor, e assim continua. Cortes abusivos de sobreiros têm-se somado nos ultimos tempos e oportunamentre aqui denunciados.

Os autarcas da Margem Sul parece que provincianamente e sem qualquer visão estratégica, quererem dar valor ao património Industrial e Pós Industrial, inclusivamente aquele referente à transformação da cortiça, descurando o Património Natural que lhe deu razão de existir e que continua vivo, a ser fonte de riqueza e alavanca para um turismo ambiental e qualidade de vida dos residentes.

Os nossos vizinhos Espanhóis já o compreenderam e mesmo, orientado para o País que é o maior produtor Mundial de cortiça não exita em utilizar como veículo de promoção turistica esta àrvore emblemática que poderia constituir âncora de um produto turistico baseado no que ainda resta do ambiente na Margem Sul e que urge preservar a todo o custo.

Que pensam disto os senhores candidatos?

8 comentários:

Anónimo disse...

Nao pensam nada;
- Agenda Local 21 diz-lhes alguma coisa?
-Desenvolvimento sustentado?
-Turismo ambiental?
- Protecçao das florestas?
- Niveis de ozono?
- Mobilidade?
-Energias alternativas?

Os amigos construtores nao dominam estes temas née?
Roberto Duval

Anónimo disse...

Parecer da Comissão Nacional de Eleições a obrigar a Câmara Municipal do Seixal a Retirar a Publicidade Autárquica



Aquando da apreciação do parecer mencionado tomou a CNE a seguinte deliberação:
«A Câmara Municipal (…) deve mandar remover a propaganda que tenha afixada, que contenha mensagens idênticas ou similares à propaganda eleitoral de qualquer dos partidos ou coligações concorrentes ao próximo acto eleitoral, bem como suspender a eventual publicidade comercial inserida em jornais, que tenha aquelas características».

Conclusão

Assim, atento o exposto, propõe-se ao plenário da Comissão Nacional de Eleições que seja deliberado no sentido de o Presidente da Câmara Municipal do Seixal ordenar a remoção dos outdoors e demais elementos de publicidade institucional da autoria da Câmara Municipal em que figure o slogan “MAIS E MELHOR”, slogan esse, também utilizado pela candidatura da CDU ou, em alternativa, que sejam utilizados outdoors dos quais não conste o slogan aqui em causa.

Gabinete Jurídico
Paulo Madeira

Parecer completo em: www.vivernoseixal.blogspot.com

Ambientalistas da Amadora disse...

Evento desportivo em Inglaterra que pretende juntar meio milhão de libras para comprar árvores que posteriormente serão plantadas em zonas urbanas desfavorecidas. Excelente ideia! Aquem interessado em fazer algo semelhante por aqui...

Mais informações em
http://www.tree-athlon.org/home.php

Ambientalistas da Amadora
http://ambientalistasdaamadora.blogspot.com/

Anónimo disse...

Boletim Municipal

Boletim Municipal
Apenas FactosO Boletim Municipal é uma publicação quinzenal, com a tiragem de 65 000 exemplares por número.A última publicação datada de 9 de Setembro de 2005 era composta de 32 páginas. Nessa mesma edição aparecia por 11 vezes a fotografia do actual presidente de Câmara e candidato autárquico pela CDU. A partir daqui, e para quem gostar de estatistica, é só fazer as contas. Como cada ano civil tem cerca de 52 semanas (por defeito) existem cerca de 26 publicações anuais. A uma média de 65 000 exemplares por publicação dá um resultado de 1 690 000 (um milhões seiscentos e noventa mil exemplares) durante um ano. Tendo em conta que cada exemplar tem uma média de 30 páginas, obtem-se o bonito número de 50 700 000 (cinquenta milhões e setecentas mil páginas impressas) pasme-se num ano. Tudo isto que eu referi são factos que podem ser facilmente comprovados recorrendo-se á última edição do Boletim Municipal. O que terá um Partido como o PEV a dizer sobre isto. Quanta tinta foi usada nesta impressão?? Quanto papel?? Quanto dinheiro dos contribuintes foi gasto?? É tudo tinta ecolágica!!!

Anónimo disse...

Nós é que somos espertos e ricos, os espanhóis não, até dão importância aos sobreiros...

Manuel disse...

Ernâni Lopes deu nos passados dias 9 e 10 duas conferências, no Algarve, sobre sustentabilidade e turismo.

Considerou este conhecido economista, que o Homem tem a capacidade de destruir o mundo, mas acima de tudo não tem esse direito, sendo por isso imprescindível proteger o ambiente.

Sobre a problemática Turismo/Ambiente considerou que ou trabalham em parceria ou ambos perdem. Defendeu a necessidade de se impedirem mais agressões ambientais. Disse que "o turismo enquanto protector e dinamizador da economia do ambiente, é um acto obrigatório de inteligência".

sue disse...

Não lhes diz rigorasamente nada... eles nem sabem o que é ambiente!
sosbixarada.blogs.sapo.pt
da-me-lume.blogspot.com

NP disse...

eh eh Bom post !

Os políticos e candidatos não têm nada a dizer, pois estes temas entram por um ouvido e saem or outro. Só se interessam se a próxima plateia também se interessar e puderem com isso ganhar mais meia dúzia de votos.

Há uns anos atrás o Prof.Cavaco Silva contratou milionariamente o Dr.Michael Porter para este concluir que Portugal deveria apostar no desenvolvimento de áreas tradicionais onde tem vantagens competitivas e onde as barreiras à entrada de novos concorrentes são mais elevadas, o que nos é favorável. Para além de muitas outras, uma das áreas referidas creio que era exactamente a floresta.

O que aconteceu dai para cá ? Nada ! Contrataram-se aviões de frotas privadas ! País burro e pobre com tiques de rico, é o que é !