segunda-feira, julho 11, 2005

ALMADA, DA QUINTA DE ESPADEIROS AO ALMADA FÓRUM


Almada onde a betonização não tem fim. - (Almada, the huge Almada Forum shopping mall contrast's with an old farm from XVII century)

Quem olha para zona ocupada hoje pelo Almada Forum não pode deixar de sentir duas coisas, o contraste gritante com a quinta ali ao lado (à esquerda na imagem) e por outro a sensação de que o betão assentou arraiais no local e continua a crescer envolvendo aquela já de si, desproporcionada estrutura erguida onde antes havia floresta e campos agricolas.

A Quinta visivel da Autoestrada e do proprio Almada Forum é uma espécie de oàsis sublinhado pelo arvoredo que a envolve e pelos lagos que a espelham. Trata-se de uma quinta do século XXII , foi baptizada de Quinta dos Espadeiros , mas mais conhecida por Quinta do Dr.Elvas.

O Ilustre Dr.Elvas foi proprietário de toda a àrea onde hoje existe o Parque da Paz, o cemitério do Feijó e o Almada Forum, também de toda a àrea rasgada pela Auto-estrada, tudo isto até há cerca de três décadas era formado por floresta e campos agricolas, só resta intacta a própria Quinta, que ao contrário da maioria das quintas de Almada e Seixal, se mantém ainda na posse da familia original (um outro caso é a Quinta da Princesa no Seixal) agora na pessoa de um neto de António Elvas.

A Quinta de Espadeiros é um conjunto arquitectónico composto por um corpo principal, com habitação e capela, ao qual está acoplado outro que forma com o anterior uma estrutura em L e que termina com uma curiosa edificação circular, o antigo pombal, todo este conjunto está rodeado de arvoredo que limita a propriedade, onde foram construidos vários tanques e lagos onde são criados peixes ornamentais, actividade que ocupa a familia Elvas no presente.

A História da Familia Elvas como outras proprietárias de terras da região tem sido vitima do desenvolvimento tomado desde então( contráriamente ao enriquecimento que seria de esperar, face à pressão e especulação urbanas) pois que quem lucrou foram os especuladores e os construtores civis , no topo da lista na Margem Sul está António Xavier de Lima.

Aos proprietários rurais, também chamados feudais pelos novos poderes autárquicos, coube as "migalhas", as expropriações (foram alvo preferencial) e as ocupações do PREC , sobre isso José Elvas refere em declarações á jornalista Cristiana Vargas em 2002, « A primeira invasão veio nos anos 60, com a auto-estrada (a propriedade ficou cortada a meio), depois o cemitério e o Parque da Paz (tudo resultado de expropriações)» , a machadada final no "feudalismo" deu-se com o Almada Forum (a catedral do terciàrio) - o capitulo seguinte neste processo habitual na Margem Sul ,vem com a aquisição pelas autarquias destas propriedades entretanto desvalorizadas pelo que à volta foi betonizado.

O proprietário encarou bem a mudança e adaptou-se aos novos tempos, embora confessasse na altura da construção , "nunca pensei que o centro comercial fosse tão grande" , e ainda não sabia que o betão estava longe de se ficar por aquela mole de betão e vidro, e que iria continuar erguer-se aumentando o contraste entre um passado sustentável e o presente.



Posted by Picasa

3 comentários:

flamingo disse...

É preciso relembrar a história de vez em quando! Obrigado

Anónimo disse...

Ao ir buscar o artigo do Luis Pereira de 2001 no Expresso, o autor do Blog demonstra os claros objectivos que o norteiam, e que não são ambientais. Em 2001 o PS e o PSD tentaram derrubar a CDU da Câmara do Seixal, utilizando a táctica ambiental em artigos do Luis Pereira no Expresso e no Público, com os necessários comentários. A estratégia não pegou, pois a CDU ganhou com maioria absoluta. Durante 4 anos hibernaram, esquecendo que houvesse problemas ambientais no Seixal, ou melhor não se preocupando com os mesmos, pois eles existem, como é o caso dos solos da ex SN ou da ex Fábrica da Polvora, ou as lagoas de hidrocarbonetos de Vale Milhaços, ou os problemas dos aterro sanitário da Amarsul. Curiosamente problemas que nunca foram tratados neste blog, pois como não são responsabilidade da CMS não interessam, só interessa ao autor do blog, aquilo que ele sabe ser falso mas que serve de arma de arremesso contra a CDU!
Como as elições autárquicas estão anunciadas para 9 de Outubro, pelos vistos a 10 de Outubro este blog acaba, a CDU voltará a ganhar a CMS e o autor regressará em 2009 cheio de preocupações "ecológicas"...

Sofia Silva Rodrigues disse...

O meu pai cresceu na Quinta dos Espadeiros. Os meus avós viveram toda a vida nesta quinta e eu conheco-a bem :o)

Obrigada pelo texto.