quarta-feira, julho 27, 2005

MOVIMENTO DE CIDADANIA NASCE EM SETÚBAL


Em Setubal um grupo de cem cidadãos formou o movimento cívico Plataforma Setúbal 21, movimento de reflexão e activismo cívico , económico , social e ambiental. (foto SECIL e Parque Natural da Arrábida)

No anterior post analizou-se o embargo sistemático que os politicos profissionais e instalados impõem à criação e actuação dos movimentos civicos na Margem Sul e Peninsula de Setúbal... A Europa há muito que está desperta para esta nova forma de estar e decidir a vida da comunidade.

Dentro deste propósito, nasceu em Setubal , de um grupo de perto de cem pessoas que durante dois dias reflectiram sobre a região e o seu futuro um novo movimento cívico com quem, ao que tudo aponta , se terá que contar num futuro próximo.

No Instituto politécnico de Setubal foi assinado a 9 de Julho um documento que sintetizou essas reflexões nascidas do que foi baptizado como Plataforma Setúbal 21, dentro de trinta dias espera-se que seja apresentado aos participantes deste movimento de cidadãos o Compromisso Setúbal 21, a ser posteriormente enviado às entidades institucionais de região.

O turismo foi um dos temas mais discutidos, e considerado o motor de desenvolvimento da região. Outras questões abordadas foi a eleboração de uma Carta de Risco Social e Ambiental e um plano de desenvolvimento de energias renováveis

Este movimento assume uma não conotação politica, tendo como verdadeiro objectivo o "recolocar o distrito em lugar de destaque em termos nacionais", razão pela qual as iniciativas a que este grupo se propõe só acontecerão depois das proximas eleições autárquicas.

Estão já na calha ideias como criar um forum de discussão na Internet e a criação de um grupo de empresários estabelecidos e de sucesso que apadrinhgem o nascimento de novas empresas e negócios.

Posted by Picasa

5 comentários:

Anónimo disse...

Ambientalistas vocês? Não gozem com o pessoal. Ainda se se assumissem como anti-comunistas, aí já ninguém duvidava.

Afonso Costa

Anónimo disse...

A maioria das autarquias da Margem Sul é de Maioria Comunista, não têm tido em trinta anos uma politica de ambiente e ordenamento do território viradas para o cidadão pelo que é legitima a indignação e a criação de movimentos civicos e todas as formas de combater este estado de coisas, o comentador anterior fica-se pelo anticomunismo... então ser do contra é ser anti? É melhor que ser do poder que tão mau, aqui a Sul o é! Manuel Tiago

Joao Soares disse...

Parabens pela iniciativa.
Se pretenderem algum apoio técnico sobre a Agenda 21, é só enviarem-me um mail.
Um abraço
http://bioterra.blogspot.com

Carlos (Brocas) disse...

Parabens pelo Blog.
Relativamente ao "Afonso Costa" já é costume os comentários que faz serem do genero:
Não gozem, são isto ? não acredito etc etc terminando no anti-comunismo.
Resumindo é um problema de falta de visão ( há quem chame palas nos olhos).
Há que denunciar o que está mal e pela amostra do que vi vocês estão a faze-lo bem.
Parabens.
Eu sou um pouco mais Abrutalhado nas minhas criticas contudo caso queiram visitar-me estou em http://blogdobrocas.blogspot.com

Tiiu disse...

-:)