quarta-feira, maio 14, 2008

O ICEBERG DO FOGUETEIRO (1)



As Torres de Vale de Chicharos junto à urbanização denominada Quinta da Mata (não confundir com Flôr da Mata) no Fogueteiro é, nas palavras da autarquia "uma chaga social" , nas palavras da polícia "um bairro problemático " e nas palavras da opinião pública, o "JAMAICA" !

Este bairro será tudo isto, mas não só , é também a ponta do iceberg de um mega negócio imobiliário.

Além disso é local de exploração de imigrantes ilegais e/ou de poucas p
osses ou recém chegados e em fase de instalação em Portugal, esta exploração é feita por outros imigrantes já instalados que transformaram um apartamento em vários cubiculos que sub-alugam .

É também local referenciado de refúgio de boa parte da criminalidade do concelho do Seixal , tráfico de droga, receptação de produtos roubados e como não podia deixar de ser ,
car-jacking .

Quanto à ponta do iceberg, a história já aqui foi contada , pode ver na íntegra aqui (clique) , aqui (clique) , também aqui (clique) , e aqui (clique) , numa definição dada pelo DN em artigo de Cristina Vargas, este é um...:


"Problema que remonta aos anos 70 - A Jam
aica, designação pela qual é conhecida a zona de Vale de Xixaros, situa-se a poucos metros da EN 10.Apenas uma fileira de edificios oculta este bairro degradado, onde não existem esgotos , a àgua e a luz eléctricas são «puxadas» ilegalmente da rede e os moradores são por vezes protagonistas de noticias relacionadas com detenções ou tráfico de droga. É a situação mais complicada do concelho do seixal, que remonta aos anos 70, deriva do embargo à construção, falência do promotor e luta complicada nos tribunais"

Nesse artigo, já com alguns anos, a Câmara do Seixal anunciava numa das suas caracteristicas encenações , que "Bairro Jamaica começa a ser demolido esta semana" ... pois terão demolido alguma coisa, mas não o Bairro que lá continua , apesar da situação legal e de propriedade ter evoluído desde então e em 2001 publicava o semanário Tal & Qual de 22/06/01 que a construção do PER da Flôr da Mata (zona protegida de floresta ) é :

«uma mega operação de realojamento e engenharia financeira" com vista a resolver "o problema conhecido como a Quinta do Mocho da Margem Sul"(...) no coração do Fogueteiro e recentemente vendida pela Caixa Geral de Depósitos aos construtores A.Silva & Silva e Teodoro Gomes Alho, segundo informação recolhida pelo T&Q junto de fonte autárquica»



Ora apesar da alegada propriedade do Grupo A.Silva & Silva , é a Urbangol (uma empresa off shore ) ; segundo o Boletim Municipal , "constituída por várias empresas do distrito de Setúbal" e Teodoro Gomes Alho que assinam com a Câmara um protocolo que básicamente permitia tirar dali os ocupantes ilegais, realojá-los , permitindo a contrução naquele local de uma urbanização de luxo , nas palavras do Boletim Municipal e seu promotor , através de :

" Plano de Pormenor, em apreciação na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo. Carlos Ramildes, da Urbangol, afirma que, se pudesse, as obras de construção de 170 fogos, mais de 300 locais de estacionamento e espaços verdes arrancariam já. «Vamos trocar uma zona que é uma chaga social por uma de excelência de habitação», referiu.

(Continua !)

_____________________________________________

PROMESSAS




- Antes das últimas eleições autárquicas anunciou-se mediáticamente a demolição de Vale de C

hícharos , as imagens acima mostram que não é assim.

- Antes das últimas eleições autárquicas prometia-se, naquele mesmo local, a construção de 87 fogos ao abrigo do PER (o cartaz ainda lá está) ...hoje...nem um...o que se continua a querer fazer, agora da forma mais encapotada e descaradamente mentirosa é deportar, favorecendo capitais especulativos off-shore , de forma a rentabilizar o espaço das torres ocupadas e as urbanizações à volta que não encontram comprador...

_________________________________________________

DESTAQUE



Participe no Forum de discussão para publicação no Jornal Comércio do Seixal , dê a sua opinião sobre a Destruição da Verdizela e das florestas no Seixal , em Revolta das Laranjas ou/e em Rumo a Bombordo.

10 comentários:

tv seixal disse...

Um cabo-verdiano foi detido pela PSP do Seixal após 4 meses de investigações. O indivíduo de 23 anos era o maior traficante de cocaína e heroína no Bairro do Jamaica, Fogueteiro, o bairro mais problemático da margem sul do Tejo.

A origem da investigação deveu-se a passos suspeitos do indivíduo, que era visto constantemente no Jamaica com o intuito de vender droga, o que originava a que vários toxicodependentes se deslocassem à zona por onde circulava.

Segundo a fonte policial do Correio da Manhã o traficante "Lidava só com heroína e cocaína" acrescentando que "Ao volante de um Honda Civic, o indivíduo entrava no bairro logo de manhã. Depois passava o dia a caminhar, com uma bolsa à cintura. Lá dentro trazia já a heroína e cocaína repartidas em pequenas doses."

Com um mandado judicial, a Esquadra de Investigação Criminal (EIC) da PSP do Seixal detém, na terça-feira de manhã, o suspeito, que continha 50 gramas de cocaína e heroína e algum dinheiro.

O indivíduo foi apresentado, ontem, ao Tribunal do Seixal, e vai aguardar em prisão preventiva pelo julgamento.

Vânia Correia

sos racismo disse...

Notícia do Correio da Manhã: Ao fim de quatro meses de investigações, a PSP do Seixal conseguiu deter um cabo-verdiano de 23 anos responsável por mais de 90% do tráfico de heroína e cocaína no Bairro do Jamaica, no Fogueteiro, considerado um dos bairros mais problemáticos da margem sul do Tejo.

cpm disse...

Quando é que certos partidos politicos vão deixar de ter discursos bacocos sobre a integração destes "coitadinhos" como eles lhes chamam, na nossa sociedade, ponham uma coisa na vossa cabeça meus Senhores esta gente não quer ser indegrada em nada, querem é destruir o que os outros têm e que lutam todos os dias com trabalho arduo para conseguirem. Por isso em vez de estarem nas televisões a defenderem esta escória, defendam sim quem trabalha honestamente todos os dias.

E as nossas forças policiais actuem com firmeza e com mão de ferro com esta gente, não utilizem a vossa força no cidadão comum como muitas vezes o fazem, utilizem a tolerancia zero nestas situações e não percam tempo a vigiar manifestações de meia duzia de gatos pingados ou a fazerem operações stop com centenas de efectivos, e armados muitas vezes de uma maneira completamente despropositada.

Façam operações sistemáticas e consistentes nos chamados bairros problematicos e livrem-nos de todos daqueles que são uma ameaça para a sociedade, e depois de presos não os deixem estar de papo para o ar, façam-nos trabalhar em prol da sociedade para pagarem a porcaria de fizerem, levem-nos a limpar matas, a limpar praias e a fazerem todo do tipo de trabalho que possam.

Se não tivermos mão nesta vergonha, se continuarmos a por paninhos de água quente nestas situações, se continuarmos a quer ser politicamente correctos e não chamarmos os bois pelos nomes, os nossos filhos vão sofrer, vão ter medo de ir á rua e de andarem livremente, e se era para continuarmos a ter medo não valia a pena terem feito o 25/04. Obrigada, mas o medo continua.

Anónimo disse...

E no meio disto tudo andam os autarcas da CDU a fazer a integração à 30 anos a gastar o nosso dinheiro em iniciativas de integração a querer dar uma casa a toda esta gente e ainda por cima em bloco em vez de encaminhar esta gente para que tenha uma ocupação decente e aos que não querem trabalhar não há que lhe dar prémios. Para a CDU a população que merece atenção e mordomias é a que chega ao nosso concelho ou faz uma barraca num sitio qualquer ou ocupa alguma coisa onde possa viver. Dá cabo do meio ambiente desfeia a paisagem cria ambiente propicio à marginalidade ao crime e depois a autarquia CDU juntamente com os seus parceiros construtores civis tratam do resto. É um bom negócio para os betonantes deste concelho em conluio com a camara. As assimecs fazem os prédios a camara compra e é um grande negócio não estando ainda apurado quanto é que cabe a cada um. Qualquer cidadão que viva neste concelho que necessite de casa trabalha e compra-a na maior parte das vezes com muito sacrificio. Mas se for um cidadão que se dedique a actividades menos licitas ou que tenha prevaricado, fazer barraca não é legitimo ocupar propriedade de outrem não é legitimo, a camara ou dá-lhe uma casa com renda simbolica ou dá-lhe 40% do valor dum andar à escolha. Estes são os autarcas que nos governam.

Anónimo disse...

O ar exterior desses prédios é miserável porque estão sem acabamentos, mas atenção que por dentro não é bem assim. O que não gastam em renda ou em electricidade e água vai para bens de consumo que a maioria dos portugueses não tem acesso.

vc disse...

O Bairro do Jamaica, no Fogueteiro, foi alvo de mais uma operação de combate ao tráfico de droga. Na passada terçafeira
a PSP do Seixal prenderam dois jovens de 19 anos que tinham em sua posse estupefacientes. Sete é o número
de traficantes daquele bairro que já foram presos, em apenas mês e meio, pelos investigadores da polícia.
Os intervenientes das detenções de terça-feira, a Esquadra de Investigação Criminal (EIC) do Seixal, afirmam que o facto
de os passadores detidos no Bairro do Jamaica terem idades cada vez mais reduzidas, representa "uma mudança na
estratégia dos grandes traficantes que introduzem no Jamaica".

Anónimo disse...

"...isto no concelho do país com mais fogos em comercialização, o concelho do Seixal."

Ponto Verde estamos à espera que nos digas onde foste buscar os dados?

Não podemos acreditar em gente que mente.

Responde se faz favor, se não corres o risco de mais ninguém acreditar em ti, ou seja, nem o teu círculo mais próximo.

ana disse...

Vai esperando que ele não te responde. É como os outros que o apoiam, acusam, acusam e não assumem.

a verdade disse...

O Ponto Verde é tão mentiroso como o Bob Geldof que aqui elogiou. Tomara todos os governos de África , senão do mundo serem amigo do seu povo como o de Angola.
Ponto Verde e Bob Geldof mentirosos , só sabem dizer mal e não sabem do que se trata.O Hugo Chavez é que tem razão e tem-os no sítio ao chamar nazi a toda esta gente da direita, a começar pela alemã , tu também Ponto Nazi Facho Mentiroso!

o josé disse...

Tenho de agradecer ao Ponto Verde uma pelo bónus, completamente extra, que surgiu desde há algum tempo, a par do excelente trabalho desenvolvido nos ultimos 4 anos em prol da informação ambiental da Margem Sul: Este extra a que me refiro é a criação de um fantástico espaço humorístico, muito parecido com as stand-up comedies, em que actores, ou palhaços se preferirmos, uns melhores, outros piorzinhos, dizem num palco umas tolices para fazer rir a audiência. E o facto é que todos os dias surgem respostas aos artigos do Ponto Verde, colocadas quase sempre pelos mesmos actores, que são verdadeiras pérolas de humor surrealista ou non-sense, que me fazem rir com bastante gosto, o que é sempre magnífico no final de um dia de trabalho a lidar com gente cinzentona e stressada. Um dos anteriores posts a homenagear o Hugo Chávez é, na minha humilde opinião, um dos melhores momentos de humor aqui vivido: Pelo menos, as gargalhadas que dei foram, sem dúvida, o melhor momento do meu dia de hoje.
Obrigado, Ponto Verde, pelo seu trabalho ah, e obrigado também aos palhacitos de serviço, por nos continuarem a fazer rir.