sexta-feira, maio 23, 2008

FOTOGRAFE . PARA MAIS TARDE RECORDAR




A fotografia , o registo com luz da realidade , foi primeiro uma magia , depois com o senhor Eastman (Kodak) generalizou-se e hoje em dia com o digital, massificou-se e vulgarizou-se nas mais diversas formas e objectos.

Quem me lê é possível que tenha aí à mão uma dessas máquinas fantásticas cheias de megapixeis , mesmo dissimulada no telemóvel , por isso e se residir no Seixal , aceite um conselho , nos próximos tempos (meses) registe o mundo à sua volta, sobretudo o mundo não construído, sim essa terra natural desde a criação da Terra e que deveríamos pensar bem antes de "humanizar".

Porquê? Bom é que todo e qualquer pedaço desse mundo natural que nos rodeia , fundamental para a sustentabilidade futura, e que recebemos em herança dos nossos antepassados está em vias de desaparecer , aquilo que o mundo agricola conservou, que o mundo da industrialização nos passou ainda em testemunho , está em vias de desaparecer pelo mundo da betonização , a nova indústria , o novo Deus do Dinheiro ao qual os nossos autarcas (ditos Comunistas) se converteram .

Saia pois para a rua, fotografe, registe , se quer mostrar aos seus filhos , aos seus netos, como era no início do sec. XXI , o património natural desta zona ímpar, mas que a cobiça e a falta de escrúpulos arrazaram , mostre o que a sua geração ainda teve a sorte de viver, de respirar, de gozar , mas que esta geração de politicos instituídos de um absolutista poder local negou aos vindouros.

Fotografe , o Sapal, o Talaminho , Flôr da Mata, o Rego Travesso, o Pinhal das Freiras , a Quinta da Trindade antes dos mamarrachos , a Baía antes de ter betão por todo o horizonte , A Torre da Marinha quando tinha hortas populares e não arranha-céus , a Siderurgia quando era só utopia do aço que conquistou território à agricultura e antes de chegar o betão ... fotografe até essa nesga entre dois prédios e onde lhe prometeram há 20 anos um jardim...

Fotografe e guarde , porque a imagem do que ainda é habitável depois de 30 anos de destruição , está mesmo em extinção.

Veja porque escrevo isto, aqui no Revolta das Laranjas e aqui no Rumo a Bombordo , ou então no jornal Comércio do Seixal .

Guarde também as fotografias dos responsáveis, não , não é preciso armar-se em papparazzi, basta guardar para a posteridade um Boletim Municipal actual , é que no futuro , estes "politicos" serão tão odiados como hoje são quem cometeu crimes contra a humanidade , mesmo hoje há já quem os veja assim...
___________________________________________________

EXTREMO OPOSTO - UMA POLÍTICA AMBIENTAL É POSSÍVEL

Contráriamente ao que se faz na Margem Sul, enquanto o Seixal recusou há tempos numa consulta pública , e proposta de criação de um Parque Biológico na Flôr da Mata, apadrinhada por personalidades como o Prof. Carlos Ribeiro , eis que de Vinhais nos vem a notícia da criação do seu Parque Biológico.

11 comentários:

ex-militante disse...

Não é legalmente possível avançar com um processo de perda de mandato por delapidação do bem público ? É que parece que é o que está a acontecer no Seixal.

Anónimo disse...

PONTO VERDE ATÉ CRITICA CÂMARA POR MANDAR PINTAR PRÉDIOS:

Mas afinal o que é que de substancial "tantas" vozes têm para criticar nesta iniciativa da CM Almada? De concreto, o que é que criticam?

Vejamos as questões que se colocam:

1. Conservar os edifícios é, ou não é, uma questão ambiental importante?

2. Conservar os edifícios é, ou não é, uma responsabilidade dos proprietários?

3. Ser proprietário é, ou não é, uma responsabilidade (também) social?

O que me espanta é que personagens como o Ponto Verde, que é "dono" de um blog aqui ao lado que dá pelo título de a-sul, sempre muito "preocupado" (entre aspas, porque a minha opinião - aliás já deixada expressa mais do que uma vez no tal blog aqui ao lado - é a de que o Ponto Verde não tem a mínima preocupação séria com o ambiente, usa apenas esta capa como arma de arremesso principalmente contra a CM Seixal), mas dizia sempre preocupado com as questões do ambiente, vem aqui e escreve que esta iniciativa da CM Almada é caricata. Pelos vistos, um dos maiores paladinos universais da defesa do ambiente responde não às três perguntas que eu faço!

Depois, ainda o Ponto Verde, fala como se fossem centenas, não milhares, as situações em que não proprietários possam ter recebido a tal carta da CM Almada. Nada mais falso, mas a demagogia é assim mesmo! Admitindo que tal possa ter eventualmente aconteceido, serão raríssimos, mais que raríssimos, esses casos. Mas para o Ponto Verde, um só chega para atacar a CM Almada. Compreendo, está a fazer o papel (triste) que sempre fez.

Mas vai mais longe: fala em ilegalidade! Mas que falta de senso! Ilegalidade? Qual é a ilegalidade? Quanto muito os poucos que receberam a carta e não são proprietários, ou não fazem nada ou, se quiserem ter uma atitude cívica, dirigem a carta aos legítimos proprietários. Ou não será? Não, tudo serve para denegrir, tudo serve para dizer mal! Assim é (sempre foi) o Ponto Verde, por isso não espanta.

A seguir vem um anónimo e acrescenta que a situação é "ainda mais ridícula" (palavras desse anónimo) porque se estão a mandar cartas a proprietários de casas com menos de dois anos! Imagine-se só o ridículo! Proprietários de casas com menos de dois anos ... não são proprietários! Oh anónimo, desculpe lá mas ridículo é você, e muito. Informe-se primeiro, conheça primeiro o que está em causa, e depois fale. É que as obras de conservação não têm que ser feitas apenas quando os imóveis têm 8 anos. Não! Esse é o prazo máximo que a lei estabelece. As obras de conservação têm que ser feitas quando forem necessárias, ou isto é muito difícil de perceber? O que a lei estabelece é penalizações para quem, no praxo MÁXIMO de oito anos, as não fizer! Ridículo? Quem é que é ridículo, afinal?

Compreende-se assim melhor, por esta reacção do Em Almada, primeiro, do Ponto Verde a secundar e dos outros anónimos, quais são os verdadeiros objectivos deste blogs que passam a vida a reivindicar-se de ambientalistas e preocupados com os cidadãos, mas apenas pretendem ... bom, já todos percebemos o que pretendem!

Ponto Verde disse...

Agradeço a quem colocou o comentário acima , resposta a um comentário do a-sul, deixado no blogue EM ALMADA :

http://emalmada.blogspot.com/2008/05/degradao-do-patrimnio-urbano.html

O Comentário que deixei à campanha para pintar prédios em Almada que incluíu o envio de cartas intimidatórias a inquilinos, muitos deles tendo como senhorio o Estado.

Tenho pois a responder o seguinte:

"O que me espanta é que personagens como o Ponto Verde, que é "dono" de um blog aqui ao lado que dá pelo título de a-sul, sempre muito "preocupado" (entre aspas, porque a minha opinião - aliás já deixada expressa mais do que uma vez no tal blog aqui ao lado - é a de que o Ponto Verde não tem a mínima preocupação séria com o ambiente, usa apenas esta capa como arma de arremesso principalmente contra a CM Seixal), mas dizia sempre preocupado com as questões do ambiente, vem aqui e escreve que esta iniciativa da CM Almada é caricata. Pelos vistos, um dos maiores paladinos universais da defesa do ambiente responde não às três perguntas que eu faço!"

Bom sobre mim , Vªa Exª Já disse tudo...Sobre as suas questões, da responsabilidade social, componente ambiental...na conservação de património remeta às restantes autarquias da Margem Sul, e eu assino por baixo.

Sobre a função social dos proprietários, vejamos que rendas de miséria ... já serão elas uma componente social...exigir dentro desse quadro beneficiações "tout court" por parte dos proprietários será em certos casos demais ...(note-se que eu não sou proprietário de nenhum imóvel ).

Quanto ao resto o senhor (a) só escamoteia a verdade que denuncio e que é de que a CMA enviou indiscriminadamemete cartas INTIMIDATÓRIAS para inquilinos sem critério, alguns de Bairros pertencentes ao Senhorio ESTADO!

Como saberá, mas queirá escamotear, fazer obras sem o consentimento e iniciativa do SENHORIO ESTADO é segundo o contrato de arrendamento ,Ilegal !
Logo a D. Emilia está a convidar a uma ilegalidade e a esperar que os cidadãos se substituam ao Estado!

Já agora envie estas suas ideias para a autarquia do Seixal para ver se travam a degradação de edificios propriedade da autarquia como é o caso da Quinta da Trindade.

Anónimo disse...

O comentário do ex-militante é muito importante e tocou num ponto muito sério. O que é ue é possivel fazer para perda de mandato uma vez que a legislação preve entre outras causas a violação do PDM coisa que na camara do seixal já aconteceu várias vezes outra é o uso do dinheiro da camara para fins pessoais que tembem acontece atraves dos cartoes visa entre outras ilegalidades. Aguarda-se a perda de mandato dos eleitos CDU com urgência.

Samuel Cruz disse...

Seixal: Vereador do PS pede inquérito sobre morte de homem edifício abandonado da autarquia, veja em:

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/9a5b5b806c39f6139e4d39.html

Luis Eme disse...

tudo isto é verdade...

não sei o que vai acontecer, mas vai ser tudo diferente...

não há é assim tanta gente endinheirada, para todos estes projectos megalomanos que se anunciam nestes "desertos do sul"...

e nós, seremos encostados em guethos, por trás da cidade da água e afins?

Anónimo disse...

Obrigado ao autor do blog. Obrigado ao Vereador Samuel pela denuncia de um caso que nos indigna e que poderia ser evitado, a morte de um homem, e pelo pedido de jsutiça. Obrigado a ambos.

Anónimo disse...

Quando estes senhores conseguem "justificar" a recusa de ajuda humanitária na Birmânia/Myanmar, com o medo de uma invasão imperialista e capitalista das potências ocidentais, especialmente os EUA, não é de estranhar que o registo mental dos mesmos para o que sucedeu nas oficinas abandonadas, não seja o mesmo do comum dos mortais.

Ver artigo de opinião surreal aqui http://www.avante.pt/noticia.asp?id=24708&area=24

Anónimo disse...

O que vai acontecer é que as pessoas que moram no concelho do seixal com melhores condições economicas mudam-se para estes sitios construidos de novo com a promesa de serem paraisos e as casas onde agora moram vão ficando vazias. Os actuais aglomerados vão ficando desertificados sem condições de qualidade de vida como agora já acontece, começam essas casas que estão em desvalorização a ser ocupadas por outra gente de gosto muito menos exigente, nestes lugares já não vale a pena investir ninguem investe em restauração ou outra coisa qualquer com alguma qualidade o pouco que há vai fechando ou estás às moscas. E os que ficam ou porque economicamente não podem mudar ou porque gostam da terra que é a sua ou porque não fazia parte do seu projecto de vida andar com a casa às costas dum lado para o outro como o caracol sentem-se a viver no meio muitas vezes de marginalidade rodeados de gente pouco escrupulosa. Mas não se pense que nestes prédios novos não se vai sentir os efeitos do que a camara do seixal de maioria CDU está a deixar fazer a este concelho.

Anónimo disse...

Hipocrisia:como votou o PS a moção do PSD na Aswsembleia Municipal?
Isso é que o vereador samuel cruz deve responder

Samuel Cruz disse...

Esclareço que questionei o executivo comunista sobre esta matéria na reunião de Câmara de dia 13 de Fevereiro, como pode ser verificado pela consulta da acta n.º 3 de 2008, disponível no meu blog.
Quanto ao sentido de voto do PS na Assembleia Municipal tal deve ser questionado aos membros da Assembleia Municipal não a mim, sendo certo que os Vereadores eleitos pelo PSD não se pronunciaram sobre esta matéria na Câmara Municipal.