segunda-feira, maio 19, 2008

O FIM DO PINHAL DAS FREIRAS... O NOME JÁ MUDARAM , OS PINHEIROS JÁ CORTARAM




O A-Sul pelos seus leitores:

"Escrevo para a vossa rubrica em nome de todos os moradores da Verdizela, concelho do Seixal, Setúbal.

A zona onde vivo encontra-se rodeada de herdades e redes naturais que supostamente estão protegidas de qualquer destruição.

Mas, desde cerca do mês de Abril que temos vindo a presenciar a destruição maciça de área florestal sem qualquer aviso prévio.

Após a indignação de muitos moradores conseguimos averiguar que está prevista a construção de uma nova urbanização denominada de Altos da Verdizela.

Acontece que, este corte de árvores tem acontecido em distintas zonas, uma delas a cerca de 3 metros do limite das propriedades dos moradores, com o intuito de ser construída ali uma estrada dentro de uma zona qualificada como espaço verde e fora da propriedade onde se vai edificar o novo empreendimento.


Esta estrada tem cerca de 14 metros de largo, mais separador central e 4 faixas de rodagem, e em alguns pontos acima da cota de soleira das mesmas, ou seja mais alta que o nível dos telhados. Acontece que este corte de árvores foi efectuado de forma ilegal pois, o terreno pertence á Rede Natura e como tal, a empresa ALVES RIBEIRO não possui qualquer poder sobre os terrenos.

Ainda a acrescentar que em reunião de Câmara (C.M.S.), efectuada a pedido dos moradores da Verdizela, o presidente afirmou desconhecer o traçado final desta estrada. Está também a ser alvo das nossas atenções o facto do Saneamento desta nova Urbanização não ter projecto da especialidade no que toca à ligação dos ramais colectores quer das águas pluviais quer dos Esgotos à rede Camarária.

Configurando-se deste modo um cenário catastrófico de inundação, principalmente para a zona mais baixa da Verdizela, que conflui com a zona de drenagem das águas pluviais da Verdizela Original com a nova urbanização.


Como isto representa um sério e grave problema quer ambiental quer económico, para toda a comunidade de habitantes da Verdizela e zonas circundantes, só com a voz de todos em uníssono é que poderemos alterar o curso dramático dos acontecimentos.
Outra questão que também nos preocupa bastante neste momento é a de este empreendimento significar a concretização de 7 FASES construtivas que prevê no total 30.000 FOGOS (entre apartamentos, moradias em banda, geminadas e isoladas).

Irá desde a Verdizela, passará a sul de Belverde, Foros da Amora e vai até Fernão Ferro.

Encostando no limite Sul com a Quinta da Apostiça e com o Concelho de Sesimbra.
Tudo isto em espaços Verdes do Plano Director Municipal.

Tudo isto será construído em terrenos privados que serão urbanizados e que ficará a CMSeixal com inúmeros metros quadrados de áreas de cedência. O que nos assusta não é a primeira fase, que nos asseguraram apenas ter 600 fogos... o que mais assusta são as restantes fases! Pois num concelho com 170.000 habitantes e atendendo a uma média de 3 a 4 moradores por fogo estamos a falar de uma nova cidade com 90.000 a 120.000 novos habitantes.

Com o índice de ocupação actual e com a taxa de natalidade a diminuir de onde surgiram estes novos Moradores?


Ao fim de praticamente um mês de derrubes conseguimos parar os cortes devido á presença de várias ilegalidades ... mas é bastante triste verificar esta situação e pensar que vivemos num País que se vende facilmente...
Como é possível que uma zona tão extensa de área florestal não seja protegida e seja assim vendida para dar lugar a um amontoado de cimento...

Será que queremos continuar a viver num País em que não se pensa num futuro, na natureza mas sim, apenas e só na lei do dinheiro?!!


Peço atenciosamente que se puderem divulgar esta situação o façam com a maior brevidade e que comuniquem ao País o que se passa aqui. Nós continuaremos a nossa luta e esperamos conseguir alterar o rumo das coisas de modo a continuar a usufruir da qualidade de vida até aqui alcançada..."

Rita Algarvio

15 comentários:

Paulo Edson Cunha disse...

O PSD/Seixal tem estado, desde a primeira hora a acompanhar este assunto.
Acompanhará todas as reclamações legítimas da população e pugnará para que a Associação de Moradores tenha uma voz activa (e ouvida) nos órgão próprios.
Voltarei ao assunto mais tarde

Anónimo disse...

O amigo Paulo Edson da Cunha que se apresse!
No Pinhal de Frades os nossos amigos....fizeram cooptar cinco camaradas numa Comissão de moradores composta por nove elementos!!!!
Pretexto- alguns elementos não eram activos.
Eleições... isso é que não.
A minuta da acta da reunião, foi enviada pela Junta de Freguesia(antes de se ter realizado a reunião...), foi só assinar!!!
Não vá o diabo tecê-las ... tenhamos esperança que quando ouvir a voz da Comissão de Moradores não tenha por acaso que constatar que passou "...a responder á voz do DONO".

Anónimo disse...

é preciso de uma vez por todas mostrar a indignação pelo actual estado de coisas.

Já que estes senhores da CMS gostam tanto de organizar manifestações, porque não fazer-lhes a vontade e organizar uma marcha de descontentamento até aos paços do concelho, para os fazer ouvir que não somos todos parvos e que há quem pense de maneira diferente?

Ponto Verde disse...

Era uma boa ideia , uma manifestação pelo Verde no Seixal , contra a betonização!

Há razões de sobra para isso como analisaremos durante esta semana.

Aos residentes na Verdizela, e ainda sem saber os desenvolvimentos da reunião com um vereador, volto a repetir os aletras já deixados bo blogue Verdizela Viva :

As célebres reuniões de desgaste que não vão levar a nada...oxalá me engane!

Esses mesmos vereadores são aguardados há alguns anos na Flôr da Mata e Pinhal dos Frades para explicar uma quantas ilegalidades...e arborizarem fazendo cumprir a lei.

Tudo isto faz parte da hipocrisia da CDU!

AH! É verdade.

Vão infiltrar alguém no vosso grupo ou então pedir para que as vossas queixas passem a ser encaminhadas por uma qualquer associação que de alguma forma controlem...

Vão vos arrastar em reuniões infinitas e sem conclusões...

Vão enviar folhetos informativos à população desacreditando o vosso protesto e divulgando a sua verdade...

Depois vão identificar os líderes, e fazer algumas pressões...

(Bom , e isto é só o princípio)

ex-militante disse...

É isso mesmo, e também vão avisar para terem cuidado com as más companhias, e que certos blogues como o A-Sul , são de evitar.
Vão também orientar para que o assunto não estravaze para a opinião pública, para ficar dentro da comarca e não nas páginas dos jornais.

Anónimo disse...

Tomámos conhecimento através do recurso à nova lei dos partidos dos dados pessoais do ponto verde que passamos a divulgar: Filiação: Josefina Ecoponto e José Contentor; Naturalidade: Aterro Municipal do Seixal; BI: 0000069; Idade: com as plásticas e as reparações nas asas não se consegue saber; Estado Civil: Divorciado (desde que casou); Habilitações Literárias: 4ª classe incompleta; Profissão: copiador de texto e lambe botas do deputado; Filiação Partidária: Às segundas, quartas e sextas – PSD, às terças, quintas e sábado- PS, ao domingo anti-pcp e indeciso, tal como na sua sexualidade; género: Boi hermafrodita; Ficha clinica: Esquizofrénico e bailarino compulsivo.

É este o indivíduo que critica algumas pessoas pelas suas habilitações, que mente, que copia, que assassina a gramática portuguesa!

Anónimo disse...

Caro último anónimo, e que tal de vez em quando, debater os temas em vez de insultar???
Ganhávamos todos!

Anónimo disse...

Sr. Anónimo das 6.11 e se fosse tocar tambores na sua rua. Olhe ninguem aqui no blog está interessado em saber quem é o ponto verde a não ser o senhor como tal não está a prestar nenhum serviço a ninguem. O ponto verde preocupa-se com o meio ambiente com a liberdade com o bem estar dos outros. Não se precisa de saber mais. O seu trabalho revela que é merecedor de todo o nosso respeito e agradecimento. De si senhor anónimo ninguem sabe quem é nem queremos saber mas já sabemos alguma coisa é que é um lacaio do patrão CDU.

Anónimo disse...

Excelente ideia a da marcha até aos paços do concelho. Marcada com a antecedencia suficiente para ter divulgação nos jornais locais. Força Verdizela.

Anónimo disse...

Actualmente não resido no concelho do Seixal, mas no de Almada, mas a CDU é a mesma em todo o lado. E para entenderem bem o que estes senhores(as) querem para a nossa terra (Seixal e Almada, são na prática uma e só terra) tomem atenção a algo que ouvi da boca da senhora Maria Emília de Sousa numa entrevista a um órgão de comunicação social há alguns anos: uma das suas grandes ambições era a de que o concelho de Almada viesse a ter 400.000 habitantes (leram bem 400.000). Se tivermos em atenção que na altura Almada teria cerca de 150.000 habitantes, estamos a falar de um auemnto de mais de 167%. É obra! Faltava saber onde iria ela buscar esses novos habitantes.
Embora esta jóia já tenha sido proferida há alguns anos, lembro-me dela como se fosse hoje.
Penso que esta e outras boutades demonstram bem o universo mental destes indivíduos.

Anónimo disse...

Lamentavelmente são estes individuos que nos governam. Cabe-nos a nós população em geral acabar-lhes com a festa nas próximas eleições.

Ponto Verde disse...

Estou incrédulo, ou então compreendi mal, depois da reunião com o Sr.Vereador Silva (suponho) a questão é afinal os acessos à urbanização e não aquela aberração que pretendem construír esmagando todo o equilibrio urbano, para nem falar na questão ambiental.

Parabéns ao Vereador Silva, afinal é mais inteligente do que eu supunha!

Então agora já não estão preocupados com o que contestavam , e bem, antes da reunião ?

Relembro:

"No entanto o que nos assusta é as restantes fases! Pois num concelho com 170.000 habitantes e atendendo a uma média de 3 a 4 moradores por fogo estamos a falar de uma nova cidade com aproximadamente 10.000 novos Fogos. Com o indíce de ocupação actual e com a taxa de natalidade a diminuir de onde surgiram estes novos Moradores? NÃO QUEREMOS UMA CIDADE FANTASMA AQUI À PORTA! "

Agora é tudo uma questão de acessos de canalizações e de alguns "pinheiros não protegidos" fácilmente substituíveis com o já demonstrado empenho da autarquia? Estou curioso para conhecer o teor da acta "devidamente corrigida" como é apanágio destas "Actas" ...

Anónimo disse...

A urbanização está aprovada superiormente, com estudo de impacte ambiental, e contra isso nada podemos fazer. O que podemos é tentar que o impacte na região seja o mínimo possível.


Blogger Ponto Verde disse...

Conhecendo estes meandros e acreditando em algumas teorias da conspiração e sobretudo em alguns personagens presentes, sou obrigado a desconfiar que tudo isto não passou de um golpe de teatro, ou então foi demasiado naive e implodido pelos suspeitos do costume.

Agora lamento é que tenham, em troca de pequenas promessas e legítimas vantagens pessoais, prestado um mau serviço à protecção ambiental de todo este concelho.

24 de Maio de 2008 10:28

Anónimo disse...

Vamos lá a organizar uma manif, vá! Este país está a precisar de uma revolução! Ou pelo menos de algum barulho...

Anónimo disse...

que gente mais atrasada esta que nos governa.