segunda-feira, janeiro 07, 2008

QUE TURISMO PARA A MARGEM SUL ? (1) - A VIROSE




















Retrato de um vulgar membro da Sociedade Civil visto pela excelsa classe politica que temos o orgulho de admirar , depois de anunciado mais um Parque Temático para a Margem Sul!


Em trinta anos Portugal, apesar de Democrático e de desde meados dos anos oitenta ter aderido à União Europeia, não conseguiu evidenciar-se politica e economicamente de forma a que os Portugueses estivessem hoje em melhor posição nos rankings de desenvolvimento.

Foram-se ao longo das décadas, sistemáticamente apresentado paulat
inamente, soluções milagrosas , verdadeiros ovos de Colombo que de tão óbvios só não se percebia a razão porque outros antes de nós não as haviam tido antes.

Claro que projecto atrás de projecto, ideia atrás de ideia, o povo continua, relativamente à Europa... na cauda...com a agravante da Europa entretanto ter sido alargada e de alguns dos novos membros terem-nos entretanto ultrapassado.

Não interessa no entanto corrigir o tiro e aprender com os outros, com os que vão economica , social e ambientalmente à frente, interessa é ciclicamente ir agitando a cenoura, mesmo se esta é de plástico e comprada numa loja chinesa.

Tem sido assim em termos nacionais, tem-no sido também , ainda pior a nível local. Se a classe politica da primeira divisão tem a qualidade que tem, então os campeonatos regionais são uma lástima. Na Margem Sul a coisa tem outros contornos que se prendem com a reserva
supostamente marxista-Leninista que pretendem continuar a manter.

Por isso, tenho sobretudo respeito por todos aqueles que fazem diáriamente oposição nas autarquias a sul do Tejo, particularmente no Seixal. É obra ter que suportar, ano após ano ideias peregrinas de sumidades como as do Vereador Jorge Silva ou Corália Loureiro ou mesmo do bem timbrado Alfredo Monteiro.

Respeito, mas alerto para o perigo de contágio que a versão local das “soluções milagrosas” podem ter quando a oposição em vez de marcar a diferença, pretende alinhar pela mesma via , o perigo existe, os sintomas fácilmente identificáveis e o diagnóstico suportado numa história clinica fácilmente construída a partir de :

- Uma fixação desenfreada em criar rotundas.
- Um desejo incontido em construír Pavilhões Multiusos
- Uma vontade descontrolada em urbanizar tudo o que é espaço verde.
- A visão de que o futuro são marinas e campos de golfe.
- Uma bondade incontrolável de beneficiar alguns patos-bravos.
- Uma crença em multiplicar Parques Temáticos.
- A febre das superfícies comerciais...hiper...super...shopping...

Ressalvo o perigo de contágio, tão fácil como qualquer síndrome gripal , tão perigoso para a produtividade como este último e tão eficaz como uma qualquer aspirina, ou como se dizia, “ não fazem bem nem mal...como o Melhoral...”... mas fazem-nos a cada dia , se não mais pobres , pelo menos com pior ambiente e qualidade de vida.


Este é um alerta para a vacinação da oposição, pois que se padecem da mesma virose, e têm exactamente as mesmas propostas, para quê mudar?
Pelo menos estes sintomas que nos afligem já os conhecemos há trinta anos e até fomos desenvolvendo alguns anti-corpos !

___________________________________________________
Isla Magica Sevilla

Sobre o Parque Temático dos Descobrimentos proposto para o Seixal gostaria de saber:

- Localização (terreno municipal, custos de aquisição, enquadramento no PDM)
- Investimento (publico, privado, parceria, valor...retorno....)
- Impacto ambiental.
- Numero previsto de visitantes ( origem...)
- Ciclo de vida (Qual a duração do produto, concessão...etc...)
- Qual o valor acrescentado expectável para o Seixal em função do Investimento...
- O que diferenciaria esta aposta do Seixal de outras (Parque da Moita, Legoland, Tivoli, Eurodysney, Isla Magica...???).
- Que estruturas de apoio e acolhimento seriam construídas (Hoteis...)
- Que estruturas viárias seriam construídas.
- Que contrapartidas viriam para o Seixal?
- Qual o publico alvo (Qual o segmento de mercado e valor expectável deixado por cada visitante).
- Há perspectivas deste projecto ser PIN?

12 comentários:

residente disse...

Está nas mãos dos cidadãos a mudança que não é possivel fazer nesta democracia representativa que vamos tendo, onde os eleitores após o acto eleitoral são vistos como meros súbditos e os eleitos se consideram seres à parte e acima do povinho.
Portanto só a participação crítica e interventiva dos cidadãos poderá fazer com que os eleitos se sintam responsabilizados pelos seus actos e possam chegar a conclusão que devem respeitar quem os elegeu e que não são nenhuns seres superdotados.

Gramsci disse...

Tive oportunidade de ver o vosso artigo sobre a "Quinta da Trindade"
Gostaria de saber, se e o quê, o que a Quercus fez sobre este atentado ambiental.
pois como é sabido a Quercus prometeu denunciar as ambiguas relações entres os autárcas e os construtores.
De facto o desastre já está feito.
Será que a Quercus actua só das Lezirias para cima?
estas coisa têm que chegar ao conhecimento dos munícipes, pois se a justiça não serve de nada que sejam os votantes a decidir que tipo de autárcas querem.

cidadao disse...

Assim não, não é essa a linha que tem a ver com turismo de qualidade com m ais valia para o ambiente e para os residentes. Se não acrescenter nada , mantendo o ambiente então é melhor não fazer.

Anónimo disse...

Quanto ao lugar onde poderia ser implementado, refiro apenas a título de exemplo, Fábrica de Lanifícios da Arrentela e antigas oficinas da Câmara Municipal, Parque Industrial do Seixal ou mesmo pode um Parque ser desenvolvido por pólos que se espalhariam por diversos pontos do concelho.
Um parque temático não tem que ser um projecto megalómano; tem, isso sim, de ser atractivo e bem desenhado em função do público-alvo que se quer atingir.
Não seria interessante o concelho do Seixal ser capaz de potenciar a visita de milhares de turistas que circulam por Lisboa e linha de Cascais, mas que nunca ouviram falar do Seixal?

no blogue Rumo a Bombordo o Ponto Verde tem algumas respostas

J.A. disse...

O Ponto verde zangou-se com os amiguinhos xuxas , isto é só para nos atirar areia para os olhos porque uns e outros são contra o hospital do Seixal iniciativa do PCP rejeitada pelo PS e pelo Ponto verde. Bem podes esperar sentado pelas respostas do Fonseca Gil mas o rapaz tem ideias. O PCP vai arrazar com a oposição , xuxas, laranjinhas e bloquistas nas proximas eleições. Assim se vê a força do nosso PCP.

Paulo Andrade disse...

J.A., o teu partido está moribundo! Até podes ganhar as próximas, mas logo que as percas não as voltarás a ganhar.

O comunismo morreu! Não leste as notícias?!

António disse...

A proposta do Parque Temático dos Descobrimentos proposto para o Seixal não me choca nada, pelo contrário. Vem trazer investimento criar empregos e fazer com que a margem sul não seja só a costa no verão. Mas (há sempre um mas) desde que não seja construído em áreas protegidas ou terrenos agrícolas ou numa zona onde exista floresta. De resto parece-me bem.

outro disse...

Sr Ponto Verde,

Tem que perceber que o PS não tem qualquer proposta para este parque temático... é só converseta... o Dr Fonseca Gil lembrou-se um dia e disse: Epááááá, e que tal um parque temático?!?!... Epáááá, bora dizer mal dos comunas pq os tipos não meteram o parque temático no PDM!!! (NEM EU SEI ONDE MAS O QUE É CERTO É QUE NAO METERAM, ACHO QUE DEVIAM TER DEIXADO ESPAÇO EM TODO O LADO DO CONCELHO PARA METERMOS O NOSSO PARQUE)

E assim nasceu esta proposta.

PÊ Yéssy olho bibo disse...

Agradecimento por mais este forum de discussão. Já percebi, caro António que o autor quer ir mais além na questão, penso que o que levanta é a velha questão, mas vale mesmo a pena fazer um Parque Temático? É rentável? É Sustentável? Cria mesmo emprego? É atractivo? Cria Riqueza? Dá cultura?

É pá então os outros municipios estão a dormir na forma?

O PS - SEIXAL descobriu a pólvora e o PS nacional? Se calar podiamos transformar Portugal num Parque Temático , o Parque Temático dos mais atrazados e pobres da Europa, assim os Europeus podiam cá vir ver como não devem fazer na Alemanha, na França na Irlanda, na Dinamarca...era muito educativo, era muita Descoberta! BOA PS! PS! PS!

www.jsdseixal.com disse...

JSD Responde ao PS Seixal sobre a proposta de Parque temático em:


http://juventudeseixal.blogspot.com/2008/01/carta-aberta-ao-exmo-sr-dr-fonseca-gil.html

www.jsdseixal.com/blog

Anónimo disse...

Nastas questões concretas os PS são muito parecidos com os PCÊS, metem a cabeça na areia e esperam que passe.

Anónimo disse...

A Procuradoria-Geral da República (PGR) vai investigar os protocolos estabelecidos entre a Câmara de Grândola e as empresas responsáveis pelo empreendimento turístico Costa Terra (Melides) e pelo projecto Herdade do Pinheirinho. Mas não só. Serão avaliados os projectos do Vale da Rosa, em Setúbal; Pesca Nova, em Mira e a zona sul da Mata de Sesimbra.
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?idCanal=0&id=272336