quarta-feira, agosto 01, 2007

A COREIA DO NORTE NA MARGEM SUL


1974, antes dos partidos se apropriarem do saque da revolução, foi o Povo que esteve "ao lado do MFA" , se as coisas têm dado para o torto, os altos dirigentes partidários lá continuariam no exilio dourado de Paris ou sob a protecção de Moscovo, e nós por cá nos amanharíamos.

Agora o Povo só interessa para de quatro em quatro anos ír a urnas renovar o "contrato de trabalho" dos instalados no poder. E quem entretanto der a opinião...leva por tabela "tá claro"! E nisto de poder, quem o tem, segue a mesma cartilha autocrática, na República, na Margem Sul ou na Madeira...

Temos o que merecemos? Acho que não, merecemos bem melhor (ambientalmente, socialmente, sustentadamente...) como qualquer outro povo!


É esta postura e praxis que me levam a criticar, ontem e sempre, na margem sul, o PCP e a sua teia de interesses, mas também e sobretudo o País que permite estes formas de escamotear a democracia (como em Oeiras, Marco de Canavezes, Gondomar, Felgueiras...) e a participação civíca.

Critico da mesma forma uma "oposição" inoperante que parece ter escolhido - ao nível das cúpulas partidárias - para esta margem um sistema tipo Tratado de Tordesilhas da nossa democracia, ficando os cidadãos desta margem entregues à máquina pura e dura do PCP (o PCP gasta em eleições mais no Seixal do que em Lisboa, por exemplo...) e a figurantes politicos de segunda linha dos partidos da "oposição" que ou entretéem-se a ignorar o que se passa à sua volta (salvo honrosas excepções que as há!!!) ou a dar tiros nos próprios pés ... ficando os cidadãos entregues à sua sorte , risco e aos ataques partidários a quem assume o "risco cívico" como ontem transcrevemos ! Ou como antes já aconteceu com o Movimento de Cidadãos da For da Mata / Pinhal dos Frades.


4 comentários:

Anónimo disse...

Contem com a Juventude Social Democrata do Seixal para combater este PCP. Os dias de ouro do PCP no Seixal têm os dias contados!

(anotem isto muito bem para o futuro)

Anónimo disse...

Já estou mais descansado.
Ainda bem que temos a JSD e o PSD que tão bom trabalho têm feito em Portugal. Todos os problemas criados em Portugal foram criados pelos comunistas, isto até no tempo do Salazar de onde muito deputados do PSD aprenderam a fazer política.

Agora é que vai.

hkt disse...

Longe dos rótulos a que se quer colar o PCP da margem sul é um partido profundamente conservador. O populismo, o servilismo e o imobilismo são as suas imagens de marca e, se no Avante encontramos artigos em que os Sonae, BCP (entre outros) são encarnações do mais puro capitalismo, no Seixal vemos que é possível a 3ª via quando os interesses económicos do capitalismo se encontram com os interesses económico-eleitorais do PCP.
Quanto aos métodos... poderia recomendar a leitura de Kundera. A vontade do militante de pertencer a um grupo, a fidelidade canina... na hora da desilusão os laços (de toda a espécie)que se criaram e que se quebram porque se quebrou o círculo mágico da pertença... e para os de fora "inimigos de classe" (leiam o Avante ou o Militante e pasmem com a linguagem esclerosada que por lá campeia) capazes de questionar o sacro-santo CC, para esses só podem ser movidos por interesses ímpios, tais como protagonismo pessoal (inaceitável na lógica grupal) ou por interesses económicos (que não beneficiam o grupo/partido/nomenklatura). Como se vê ... a sul nada de novo.

Mário da Silva disse...

Voltei momentãneamente e apeteceu-me escrever qualquer coisinha sobre as questões algo laterais ao PDM e pronto... deu nisto e nisto.

Até serviu para "martelar" na cabeça da malta do Bloco de Esquerda, coitados, que nem tinham metido prego nem estopa no assunto.

Está visto que já não posso escrever nada. Então questionar as luminares criaturas cheias de sapiência, jamais, jamais!
Pecado de lesa-magestade (ou lesa-camarada ou lesa-mestre-muito-bom ou lesa-colectivo)!

Vou-me entreter nas leituras frescas e prontos!

Até mais.