sexta-feira, setembro 01, 2006

ARRÁBIDA - O NATURAL CONDOMÍNIO














Há alguns meses atrás, denunciámos aqui (clique) uma situação aparentemente anómala, no Parque Natural da Arrábida, a construção simultânea de várias moradias em plenos Casais da Serra.

O mais estranho é que nem havia ruínas a reconstruir que justificassem a construção de cerca de uma dezena de habitações nem se tratava de construção clandestina, pois todas as construções eram justificadas pelo respectivo Alvará lavrado pela Câmara Municipal de Setubal. O Alvará identificava os requerentes da autorização de construção em pleno Parque Natural, como membros de uma mesma e influente família da região.

Vim posteriormente a saber que o Deputado pelo Distrito de Setúbal Luis Carloto Marques havia já apresentado uma exposição na Assembleia da República sobre tal procedimento administrativo que autorizava as referidas construções.
















Se é verdade que entretanto caíu o Presidente da Câmara que permitiu construír em plena zona virgem da Serra da Arrábida
, desconheço os desenvolvimentos de tais diligências parlamentares .

Tendo passado há dias pelo local constato da evolução nas construções que se encontram práticamente concluídas, à excepção de duas que parece estarem paradas desde então. O cenário é o que as imagens documentam.



















Quem o permitiu?
_____________________________________________

Aqui (clique) um interessante artigo sobre a Câmara de Setúbal.

3 comentários:

Anónimo disse...

Não haverá maneira de pôr termo a toda esta ganância, esperteza e desrespeito? Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

AV disse...

Eua cho que anada aranha por esta teia...

Joana Lima disse...

Uma verdadeira cascata de interesses e chico espertismo que deixa dúvidas sobre a família beneficiada e sobre quem na Câmara decidiu. Por alguma razão caíu o Presidente da Câmara e o vereador do urbanismo.
Seria por esta ou por outras.