segunda-feira, setembro 11, 2006

BICICLETA E MOBILIDADE












O Mapa representa o traçado do tal MST (Metro Sul do Tejo) que já deveria estar a funcionar hà cerca de um ano, mas que a teimosia e incompetência da Câmara de Almada não permitiu. Um verdadeiro crime, é a degradação dessas estruturas e a sua não utilização e desarticulação com o resto das vias.






Estação de comboios em Copenhaga...


É que se o Metro não sai da estação de recolha, a ciclovia que corre em parealelo com a linha poderia estar já a funcionar se articulados os troços entre si, e, com as zonas (pelo menos) mais densamente povoadas e as estações da Fertagus, terminais de ferry-boats, centros comerciais...) mas não, nada se faz!!! As estações de comboio não têm zonas para guardar bicicletas (compare com a imagem de Copenhaga) , nem os centros comerciais recentemente construídos!


Decretar fechar o centro do Seixal, de Almada ou de Palmela nos próximos fins de semana incluindo o que passou, parece-me mais uma palhaçada, palhaçada essa pensada por quem esgotou o ciclo das festas (Avante incluído- porque não aconteceu este evento no passado fim de semana? ) e quer ocupar os servos com mais "foguetório".Esta iniciativa de nada serve, com ela nada se ganha, porque não represente a realidade, não se cria nada de perene, é uma decisão tão caduca como as folhas de Outono que não tardam em caír. Um folclore de baixo custo e sem sentido.

Este folclore destina-se também a fazer noticia e publicar imagens, de suposta harmonia ambiental, no Boletim Municipal sem qualquer efeito prático, pois andar de bicicleta hoje na Margem Sul é algo de muito arriscado, quase suicidário.




Imagem centro de Bruxelas



Copiem o exemplo lusitano de Aveiro (clique), um municipio tão rico ou tão pobre como os da Margem Sul e terão o aplauso dos cidadãos. Este folclore "ambiental" no Seixal está para as bicicletas como os Toyota Prius comprados para os vereadores! Estamos fartos de faz de conta senhores autarcas!!!
_____________________________________________

Aqui (clique), reportagem da travessia da Ponte Vasco da Gama em bicicleta (4 MIL PESSOAS) e aqui mais uma movimentação "massa critica" (clique), a sociedade civil em movimento muito mais acelerado que a mentalidade dos nossos autarcas... já são muitos votos senhores presidentes de Câmara e DOR Setubal PCP...!!! E ciclovias? Para as próximas autárquicas?

5 comentários:

Salvador disse...

Como fazer que mentalidades complexadas do passado em que a bicicleta era simbolo de não poder ter automóvel, possam comptreender que aí está o futuro?

cidadao disse...

Não interessa a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, interessa sim que as pessoas andem revoltadas para serem pasto fácil de lutas politicas e partidáriads. Pinhal dos Frades é um bom exemplo , poderia ter uma melhor qualidade de vida, ciclovias, as pessoas poderiam vicer felizes, dispensar o automóvel, ter ar puro. Tal não interessa aos autarcas para quem esta imagem é burguesa e a destruir.

Ambientalistas da Amadora disse...

5 motivos para andar de bicicleta todos os dias
http://ambientalistasdaamadora.blogspot.com

Caparicano disse...

A questão das ciclovias é pertinente, mas que dizer dos passeios ? Se nem o espaço dos peões é respeitado...

Ponto Verde, a questão é muito mais de mentalidades. Há uma utilização excessiva do carro, incompreensível num país com um clima como o nosso, e assim as ciclovias nunca terão o sucesso do Norte da Europa por melhores que sejam as infra-estruturas.

É por isso que eu não me importo nada que o preço da gasolina suba ainda mais, embora se preveja o contrário este ano.

Paulo Sempre disse...

Pá....essas cenas das Câmaras e políticas....