quinta-feira, setembro 21, 2006

TRANSPORTES PÚBLICOS A SUL - A DESCONFIANÇA















Publicamos aqui uma excelente colaboração deixada ontem aqui como comentário pelo leitor António e que temos um grande prazer em transcrever e agradecer.


Continua a haver é uma enorme desconfiança sobre os transporte públicos...porque será?

Em alguns casos justifica-se mas noutros nunca entendi tanta resistência. Por ex. no caso do comboio, transporte que utilizo todos os dias e que considero de excelente qualidade, ao nível do que existe no resto da Europa, oiço frequentemente criticas que não presta, chega atrasado etc etc.. sendo essas criticas falsas e feitas por pessoas que não utilizam o comboio mas sim o carro. Preferem continuar a enganar-se a elas próprias a despender dinheiro e tempo em filas, enfim o mais puro comodismo!

Num estudo ontem publicado era revelado que a opinião mais desfavorável relativa aos transportes públicos não era das pessoas que o utilizam publico mas sim daqueles que nunca o utilizam! Conheço pessoas que recusavam-se a andar no comboio e teimavam por exemplo a vir de barco para Lisboa, após a primeira vez em que andaram de comboio nunca mais voltaram aos barcos.

Quase nunca andei de barco, mas também me parece um bom transporte e que funciona razoavelmente bem. O grande problema são mesmo os autocarros, mas esse problema talvez se resolvesse com a criação de mais corredores bus e melhores autocarros!!


Em relação ao Metros do Sul, palavras para quê!!! Os “autarcas” (Esquerda e Direita) não estão interessados na melhoria da qualidade de vida da população que supostamente deviam servir mas sim em garantir a perpetuação do poder. Todos sabemos que nas próximas eleições o metro vai estar a funcionar. A coisa foi também planeada que até assusta. Não se importaram que milhões de euros fossem desperdiçados, dinheiro esse, que por exemplo, podia ter servido para criar mais centros de saúde na margem sul. Nas últimas eleições fizeram uns supostos testes para mostrar obra, nas próximas a conclusão! Tudo fizeram para adiar e empatar as obras do MTS.

Talvez fosse uma boa ideia criar um movimento para reivindicar ciclo vias na margem sul e fazer algo parecido com o que aconteceu no fim-de-semana passada em Lisboa, em que as pessoas se juntaram para um passeio de bicicleta de modo a reivindicar uma ciclo via entre Belém e a Expo. Mas claro sem nenhuma conotação partidária, que dessa gente estamos(!?) todos fartos, só pensam no próprio tacho (excepto muito poucos, mas esses estão na prateleira!).


E claro a ciclo via junto da baía também vai ser concluída, mas só daqui a mais algum tempo... lá para as eleições! Enfim!

8 comentários:

Ambientalistas da Amadora disse...

Sugiro que criem uma Massa Crítica. É apenas um movimento livre e aberto de pessoas que geralmente se reunem mensalmente para andarem de bicicleta nas cidades e vilas, promovendo este transporte alternativo. Não é partidário. Supera isso. Para mais informações visitem

http://critical-mass.info/

http://www.massacriticapt.net/drupal/

bernardino guimarâes disse...

Estes sulistas estão sempre a queixar-se. Raios partam. Deixem de olhar tanto para o umbigo e pensem no direito à livre circulação que (só) o automóvel permite. Ecologistas da treta que falam de ciclovias mas deslocam-se em pópós bem confortáveis.
Irra!

António disse...

Pegando na dica do Ambientalistas da Amadora poderíamos começar a trocar ideias neste blog com vista à organização de algo parecido com o que se faz em Lisboa todas as últimas sextas-feiras de cada mês. O que acham? Como podem ver no site:
http://www.massacriticapt.net
não é necessária grande organização, basta aparecer, escolher um local de partida e levar um amigo para fazer número!

A nossa sociedade, que somos todos nós, tem de começar a ser mais activa e participativa, tem de mostrar aos nossos governantes que estamos vivos, que reflectimos e que reivindicamos pelos nossos direitos!

André Santos disse...

Sr. Bernardino Guimarães, os "sulistas" queixam-se do que quiserem, sabe porquê? Porque podem, da mesma forma que você pôde chegar aqui e escrever a 1ª baboseira de que se lembrou.

Exactamente da mesma forma.
Nem mais nem menos.

E sem "raios partam" nem "irras" digo-lhe que para ser a 1ª baboseira de que se lembrou, ainda assim, é muito fraquinha...

Compreenda primeiro o que se defende aqui, faça esse esforço, e escreva depois.
Vai ver que faz um favor a si e a todos.

seixaleiro disse...

Era de facto uma ideia óptima a existência de uma "Massa Critica" e de uma "Bicicletada" a Sul, só que aqui a Sul não vivemos numa Democracia na verdadeira acepção da palavra e logo se infiltrariam do Partido...e logo lá estariam, a tirar a fotografia aos envolvidos... e logo tomariam como seu, como reivindicação sua, um movimento que é de génese suprapartidário, um puro movimento civico. Veja-se como os pitt-bulls de serviço aqui entram a comentar para se ter uma ideia do que falo.

pjxie disse...

seixaleiro, confesso que tb me lembrei do que escreveu, mas temos que reagir e lutar, caso contrario nada vai mudar!

Sinceramente podem tirar-me as fotos que quiserem, se for preciso até lhes dou o meu nome e morada! Como não trabalho para a câmara não tenho nehum problema! (não estou a dizer que é o seu caso!)

Então como é, avançamos ou não?? Ponto Verde como é, interessado?

António

Anónimo disse...

diz o meu caro articulista
"E claro a ciclo via junto da baía também vai ser concluída, mas só daqui a mais algum tempo... lá para as eleições! Enfim!"
è tudo lindo, mas o problema não está aí!
Quem pagou os últimos metros construidos de marginal da Baía do Seixal? Não terá sido o E.Leclerc.
Foi de borla!!!!ou será mais uma negociata da CMS, em que vamos nós todos contribuintes pagar a peso de ouro...ou a multinacional amiga dos autarcas, oferece alguma coisa...
Pagamos as contribuições para termos os equipamentos, a CMS publicita os seus investimento(falsos), e faz com que 3ºs os paguem, ... e claro, que eles nos preços dos artigos que compramos vão incluir a despesas que tiveram, e tudo e mais alguma coisa.
Claro como àgua, que o resultado " na defesa do povo e dos seus direitos", os os edis fazem-nos pagar vezes e vezes sem conta o mesmo bem ou serviço!
Portanto , caro articulista, a termos prolongamento da marginal e completar a ciclovia...só quando houver novo negócio em que a nossa Câmara nos VENDA MAIS um bocadinho A QUALQUER MULTINACIONAL, PATO BRAVO, ou EMPRESÁRIO SELVAGEM

Ponto Verde disse...

O Ponto Verde sempre aqui divulgou iniciativas semelhantes em Todo o país, pelo que qualquer iniciativa na Margem Sul tem o nosso a poio e disponibilidade total na sua divulgação. FORÇA!!!!