terça-feira, maio 23, 2006

PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO














Democracia é conceito vago no Seixal, as soluções urbanas são decididas à revelia da população , há uma "democracia musculada" que impede a participação civica dos cidadãos.

-Há uma lei da rolha que cala os orgãos de imprensa locais, dominados pelo sistema.

- Há meios descomunais de propaganda local pagos pelo contribuinte, sejam eles o Boletim Municipal, o Foguetório ou as sempre pouco claras participações na festa do Avante...ou nas festarolas que se sucedem de Janeiro a Dezembro...

- Findas as eleições passam meses até que os cartazes, e outra propaganda seja retirada, mas os cartazes acima, postos em defesa de uma floresta protegida pelo Plano Director Municipal, esses vão a correr retirá-los... logo que são postos!

O medo da verdade que contesta a sua "realidade" , o seu "paraíso" assusta-os e correm a apagar qualquer testemunho, igual ao que era feito no Fascismo e que ainda estará na memória de todos.


- Desprezivel, ridiculo mas sobretudo um exemplo de censura, de bloqueio à participação cívica, de boicote à consulta publica sobre o que está há muito armadilhado para aquele local.

O grau abaixo de zero da politica local!!! Ficam as imagens como testemunho.

17 comentários:

Anónimo disse...

O que não se vê , não existe. COVARDES!

Anónimo disse...

e a lista que perdeu as eleiçoes para a comissao de moradores na flor da mata e apareceu na assembleia municipal como representates dos moradores é essa a noção de democracia por aqui.

João Afonso disse...

Como é que o ponto verde tem lata para defender o pluralismo de opinião, se ele no seu próprio blog não pratica o pluralismo de opinião. Com efeito para lá do facto de apagar os comentários mais desfavoráveis às suas opiniões, ainda apelida de "voz do dono", "contra informação comunista" e outros epitetos quem aqui escreve opiniões diferentes das suas, para além de que todos os que as escrevem são logo chamados de estarem apenas a defender o "tacho".
Mas do ponto verde já se espera os maiores disparates!

sergio disse...

vale tudo!...
mas podemos fazer alguma coisa. está em consulta publica o PNPOT (plano nacional de planeamento e ordenamento do territorio).

Paulo Silva disse...

Este joão afonso é um tratado. A prática fascista ou a prática comunista têm em comum o lápis azul. Lembra-se da PIDE e do KGB? Infelizmente o concelho do Seixal passou da PIDE para o KGB. Os métodos são os mesmos. Não me espanta que andem a arrancar os cartazes que promovem o descontentamento do povo. É que assim a máscara cai...

..."Calai-vos que pode o povo querer um mundo novo a sério"

Lembram-se?

João Afonso disse...

Não há duvidas que a pratica do ponto verde está ao nivel dos ensinamentos da CIA, agora para descredibilizar utiliza nomes de pessoas que são conhecidas pela sua militância do PCP e que nunca fariam tais comentários. É o desespero a funcionar. O qu'isto chegou!

Maria C. Andrada disse...

Julgo poder pôr um comentário sem qu me chamem "ponto verde". Chamo-me Maria e não Paulo (Paulos há muitos e Silvas,oh,oh, ainda mais). Se o ponto verde apagasse os comentários mais desfavoráveis, comentários como de alguns "senhores" não deveriam andar por aqui e eles populam que se fartam, nomeadamente em grande parte dos "posts" aqui colocados. Julgo que há muita coisa que incomoda,lá isso deverá incomodar...mas a mim o que mais me aflige é saber que a opinião do cidadão comum enquanto simples contribuinte é ignorada, um grupo que se junte em torno de uma causa, simplesmente é posto em "cheque" porque a chamada "intervenção" cívica é "coisa" que por cá (Portugal) ainda se pratica muito pouco, ao contrário do que se tem assistido no resto da Europa que já faz parte do historial desses povos há longa data. Chamei "intervenção" e não participação porque participação é o que se diz que se faz por aqui (Seixal), participação essa que passa por toda a espécie de Associação e Colectividade que se vêem com plenos direitos de representar toda a população. Concerteza, representem quem por vós se quer ver representar mas deixem LIBERDADE também para quem não se vê representado nessas entidades, muitas delas em "comunhão" permanente com a Autarquia. Cidadão sem cadastro e que pague impostos tem tanto direito à indignação como qualquer outro. As Colectividades de Cultura e Recreio do Conselho do Seixal bem como as Associações, Comissões ou qualqur outra forma de associativismo, foram espaços importantes ao desenvolvimento dos conhecimentos dos seus associados e continuam a ter a importância que cada um lhes quizer dar mas que eu saiba a história revela-nos que toda a forma de associativismo foi justificada por movimentos que arrastaram grupos sociais para objectivos comums. Contudo, houve sempre homens(e mulheres), individualidades dedicadas ao todo social, por vezes adiantadas no tempo que forneceram e implantarm directrizes inovadoras. Acho importante que se essas opiniões existam, contem! Para bem de todos (mesmo dos mais ignorantes e que não sabem o que dizem nem o que fazem). Continua Ponto(s) Verde(s)!!! Acertas mais do que se calhar imaginas!!! Aqui na Flor da Mata e Pinhal de Frades só nos espanta o que é feito dos Senhores da Judiciária que por todo o lado aparecem mas desaparecem misteriosamente...gostariamos de lhes ver o rasto!

Ponto Verde disse...

Este senhor João Afonso é de facto um tratado...de contra informação.

Quando compara um blogue de cidadãos que analiza FRIAMENTE o que se passa à sua volta com uma máquina mafioso-partidária e lhe dá o epíteto de falta de pluralismo tenho que no entanto dar-lhe razão, não no que os une, mas no que os separa.

Aqui dou voz a quem se preocupa pelo ambiente e não aqueles que o destróem.

Dou voz aos que se preocupam com o futuro do planeta e da região e não aqueles que se preocupam com o lucro imediato.

Dou voz aos que protegem o ambiente e não aqueles que o destroem.

Dou voz aos que cultivam, limpam pinhais e florestas, reflorestam e não aqueles que arrazam pinhais e lhes pegam fogo.

Dou voz aos que apreciam o canto de um pássaro, a brisa da manhã e a terra molhada depois de uma chuvada de Verão e não aos que vão tomar a bica ao fundo da rua no seu Mercedes comprado a crédito ou com o dinheiro da fuga aos impostos.

Dou voz aos que protestam, aos que intervêm nos seus destinos sem interesse e não aqueles enquadrados politicamente, que cultivam o seu tacho e a sua carreira...

E sabe porquê? Porque Caro João afonso, todos os outros têm voz e eco no Boletim Municipal e em toda a propaganda emanada da Câmara Municipal, todos os outros.

Mas eu no entanto dou a hipótese de contestarem e de aqui darem o seu comentário, coisa que nenhum dos vossos orgão de comunicação democráticos não sabe o que é.

João Afonso disse...

Viva o Ponto Verde o homem que dá voz ao povo!
Viva o Ponto Verde o homem que dá voz a todos os anticoumistas, mesmo que tenham de se tranvestir de ecologistas!
Viva o Ponto Verde o homem que dá voz a todos os que quiserem contestarem a Câmara Municipal do Seixal, bem como as Câmaras comunistas do Distrito de Setubal!
Viva o ponto verde, o homem que dá voz ao próprio ponto verde, nem que tenha de iventar nomes para fazer comentários elogiosos ao próprio!
Viva o Ponto verde, o homem frio que consegue encontrar defeitos em todos os que defendem os comunistas e virtudes em todos os que os atacam!
Tudo isto é triste tudo isto é fado
O QU'ISTO CHEGOU!

Maria C. Andrada disse...

Sr. João Afonso, embora não sinta qualquer interesse em conhecê-lo, se quizer, um destes dias, compareço nalgum local público onde o Senhor esteja presente acompanhada do meu BI, para se dar conta (o que julgo ser fácil pela minha aparência) da minha feminilidade e do meu nome defamília.
Lamento nem sempre ter muito tempo para andar na blogosfera como o tive esta tarde, nem sempre tenho um computador disponível para o efeito. O que aqui acabou de provar foi que pretende anular os comentários d'outros que não o ponto verde, incutindo-lhe a autoria de todos os comentários para que mais ninguém comente. Fique sabendo que a Maria sou eu própria e disponho-me a prová-lo num futuro próximo assim como a pessoalmente lhe indicar alguns nomes da ciência, do ambiente e da política meus conhecidos que me dizem conhecer e consultar este blogue,alguns conhecidos pelos Portugueses. O que me custa é que estas questões aqui tratadas pelo pontoverde caíam em saco rôto, não a sua contra-informação. Muito tenho questionado a esse respeito gente de direito. Aqui quem faz comentários absurdos e "cegos" é o senhor.Se é feliz assim, lamento, mas está no seu direito.
Quando tiver uma próxima oportunidade de aqui vir,não será certamente novidade para mim, que o senhor esteja sempre em cima a comentar, mais uns tantos "anónimos" com o mesmo discurso. Se o "Homem" só diz disparates, porque se incomodam tanto? Aqui quem é ridículo não é o ponto verde e espemos que no futuro a nossa mentalidade seja mais "ponto verde", a bem das futuras gerações. Quanto ao Senhor João Afonso, não vejo necessidade de voltar aqui a responder-lhe pelo que ficou dito atrás.
Para o Ponto Verde, quero repetir o que escrevi anteriormente e até uma próxima oportunidade. BomTrabalho!!! ..."houve sempre homens (e mulheres), ....por vezes adiantadas no tempo que forneceram e implantaram directrizes inovadoras!."

paulo silva disse...

Este joão afonso é mesmo o máximo. Agora não posso comentar, o seu olhar entre palas, que dá vontade de rir. Como sou directo nas práticas do seu partido, como acções fascizantes, apareço apelidado de agente da CIA. Onde já ouvimos este paleio. Só falta dizer que sou do MRPP.
João Afonso tire a máscara e apareça com o seu verdadeiro nome, ou pensa que não conheço o seu discurso e que não o conheço pessoalmente?
De ponto verde é que não sou nada, mas mais valor que você tem de certeza. De que maneira...

Anónimo disse...

Sem comentários:

"Os Verdes: Isabel de Castro sai após 22 anos de militância

A antiga deputada do Partido Ecologista Os Verdes, Isabel de Castro, desvinculou-se, na quarta-feira, do partido a que pertencia desde 1984.
A notícia surge na edição desta quinta-feira do jornal Público, que recorda declarações da ex-deputada, segundo as quais a sua decisão resulta do facto de se sentir «desencantada» com «o espaço partidário» existente em Portugal.

«Tive uma exposição bastante longa e não tenho interesse em participar, neste momento, no actual espaço partidário», afirmou Isabel Castro, que durante 13 anos foi deputada na Assembleia da República.

A ex-dirigente de Os Verdes suspendera o seu mandato como deputada no dia 7 de Maio de 2005, mas mantivera-se militante do partido, deixando, contudo, de ter uma participação activa.

Isabel Castro, 51 anos, adiantou que vai voltar à sua actividade profissional, ligada a projectos na área da energia e do ambiente, e que quer continuar a estar envolvida em causas cívicas.

25-05-2006 8:11:59 "

m.salvador disse...

Combater o racismo não é Pôr uma comunidade de origem Cigana, Africana ou de Leste num gueto no meio de um pinhal! Em prédios que nem vão estar ligados à rede de esgotos!!! E com o IC 32 vão estar é presos num nó de autoestrada, se há aqui racismo é da Câmara do Seixal que expande betão em todas as direcções sem salvaguardar alguma para os mais desfavorecidos.

Porque não estes desfavorecidos na Quinta do Outeiro, na Quinta da Trindade, na urbanização de prédios ao lado de Vale de Xixaros que não se vendem por causa dos prédios degradados ali junto, junto à estação do Fogueteiro nos prédios junto ao Continente ou junto à Estação da Cruz de Pau...isso é que era integração senhor suposto Manuel Pires

Ponto Verde disse...

A tentativa de sabotagem da credibilidade deste espaço é constante, agora a tática é de descredibilizar também o espaço dedicado aos comentários.

É a versão na blogosfera do que fizeram aos cartazes de protesto no Pinhal dos Frades.

É esta a Democracia na Margem Sul.

sabotador sob o nome manuel pires disse...

Confesso que não compreendo as criticas que são feitas à Câmara do Seixal em relação ao empreendimento da Flor da Mata. As pessoas de Vale de Xixaros tem de ser realojadas em algum lugar, e parece-me que na Flor da Mata elas ficam bem. O´que os habitantes da flor da mata não querem é ter uma comunidade negra à porta de casa, o que é demonstrativo de racismo. Tudo o resto que se fala tem por objectivo esconder o racismo das pessoas da Flor da Mata. A Câmara tem de combater o racismo e por isso tem de ir para a frente com o projecto.

sabotador sob o nome luis rodrigues disse...

Quer dizer que a população que vive na Flor da Mata vive num gueto? Se é assim temos de terminar com isso, no Seixal não queremos guetos, por isso urge construir junto à Flor da Mata para acabarmos com esse gueto.

5/25/2006 02:37:13 PM

sabotador sob o nome meneses rodrigues disse...

E importante acabarmos com os guetos na Margem Sul, por isso se na Flor da Mata a população vive num gueto é dever de todos acabar com o mesmo, e isso só se faz com nova construção que ligue a população da Flor da Mata ao Fogueteiro, por isso eu sou a favor da construção do PER da Flor da Mata.

5/25/2006 05:19:14 PM