quarta-feira, maio 24, 2006

ALMADA - A BRONCA A METRO

















Os senhores autarcas de Almada quando a obra foi lançada assumiam um "papel muito importante na obra", hoje dizem-se meros "espectadores", brincam com os cidadãos e com um projecto no valor de 265 068 235 €, com uma participação dos contribuintes europeus de 74 802 256€ !!! - Como informa o Placard (este ainda não foi retirado...)!
A caminho de Almada

O Metro Sul do Tejo (MST) continua a sua "caminhada" até Almada e vai alterar, de forma significativa, a vida da cidade e do concelho. Daqui a três anos será muito diferente a maneira como vamos viver a cidade, como nos vamos deslocar e vão ser muitas as melhorias que o MST vai trazer a todos: moradores e "visitantes".

Quando é que as obras vão chegar a Almada?
As obras de construção do MST iniciar-se-ão no concelho do Seixal já em 2003, sendo construídos em primeiro lugar os estaleiros. As obras do Metro deverão "entrar" em Almada no fim do ano, com o Laranjeiro a ser a primeira freguesia alvo de intervenção. Contudo, prevê-se que já no primeiro semestre do ano se inicie a construção quer do viaduto que passará por cima da Auto-estrada do Sul (junto ao novo Tribunal), quer o viaduto sobre o IC20 (perto do Centro-sul, numa zona que está já neste momento a ser alvo de uma profunda requalificação), (...).

Quem vai construir o Metro?
A construção e concessão do MST foram alvo de um concurso público internacional promovido pelo Governo. Às câmaras municipais de Almada e Seixal coube a responsabilidade de realizar o concurso para a elaboração dos projectos de espaços exteriores associados ao MST.
Do concurso público surtiu um vencedor: o consórcio Metro Transportes do Sul (MTS) que, depois do contrato de concessão assinado com o Ministério das Finanças e o Ministério das Obras Públicas, Transportes e Habitação, formalizou esta grande responsabilidade de construção do Metro."

Qual o papel da Câmara Municipal de Almada?

À Câmara Municipal de Almada cabe, neste processo, um papel muito importante, embora não seja a autarquia a "dona da obra".
A CMA faz-se representar com um técnico na Equipa de Missão do MST - entidade que tem a responsabilidade de acompanhar todo o processo.
Apesar de existir uma empresa a fiscalizar a totalidade da obra, a Câmara de Almada irá promover um concurso para, no concelho, haver outra entidade a realizar uma fiscalização específica e assim assegurar o máximo cumprimento da execução dos projectos e a salvaguarda do interesses das populações.
______________________________________________







Maio de 2006, Metro? Nem vê-lo!!!

O texto anterior poderá ser encontrado aqui (clique) , no site da CMA e data de 2003, já estamos em 2006 e o que aí circula são broncas atrás de broncas, atrasos atrás de atrasos, e indicios de corrupção...

-Reconhece-se para já o falhanço total da Câmara de Almada na "fiscalização especifica" e no "acompanhamento do processo" , e com esse falhanço o "cumprimento da execução dos projectos e a salvaguarda do interesse das populações".

Uma coisa ficamos também a saber,é que "À Câmara de Almada cabe, neste processo, um papel muito importante (...) !!!

Ou seja, não pode vir agora com as ultimas noticias surgidas na imprensa vir a autarquia sacudir as responsabilidades nos brutais atrazos, nos milionários custos de paragem de todo este processo, na degradação dos comboios que apodrecem no Seixal.
Entretanto e com a galopante urbanização de Almada e Seixal os problemas de circulação dentro destes concelhos agravam-se de dia para dia, levando até a queixa de deputados do PCP como aqui pode ler (clique).
Mas muita coisa se alterou ao longo destes anos, uma delas é que Metro nem vê-lo, outra é que de "papel muito importante" a Câmara de Almada diz se agora "espectadora" como é hoje publicado, depois da mais recente polémica pelo Setubal na Rede (clique).

"Miguel Relvas diz esperar apenas que a investigação “não seja arquivada e que chegue a uma conclusão”, remetendo “à justiça o que é da justiça”. Maria Emília de Sousa refere que a autarquia “é um mero espectador neste processo”, embora “desde o início tenha chamado a atenção para a insuficiência da fiscalização e segurança dos trabalhos”.

É pois curioso como os politicos mudam de opinião, de datas de conclusão das obras prometidas sem que assumam responsabilidades seja do que fôr, e muito menos peçam desculpa aos seus eleitores e concidadãos que enganaram, os prazos agora são : "O metro, que vai ligar Cacilhas, Corroios e a Universidade do Monte da Caparica, devia ter entrado em funcionamento em Dezembro de 2005, apontando-se agora para Dezembro de 2007. Actualmente a linha encontra-se concluída entre o Talaminho (Seixal) e o Laranjeiro (Almada) e entre o Pragal (Almada) e o Monte da Caparica (Almada), estando interrompido entre o Laranjeiro e o Pragal."

SURREAL? NÃO.......

4 comentários:

Robert disse...

Apesar de ler todos os dias o blog, e ser um grande admirador das opiniões aqui veiculadas, tenho que referir um facto. São inadmissíveis os erros ortográficos! Além de lhe tirarem credibilidade, dão um ar bastante amador e descuidado.

Não sabia que "execussão" ou "atrazo" se escrevem afinal "execução" e "atraso" ?

Não quero fazer de professor primário, mas não podia deixar passar em claro estas aberrações linguísticas.

farto_de_maria_emilia disse...

a camara de alamda tem medo que as pessoas tenham ma opiniao dela por isso nunca tem mao forte em nada.
primeiro defendeu o metro porque era algo que lhe poderia dar muitos votos nas eleições, depois começou a ver que a população estava realmente contra e começou a mudar de opiniao.a camara sempre soube que o numero de parques de estacionamento era reduzido e de certeza que teve conhecimento da alteração do trajecto junto à ramalha.quando a autarquia não cedeu os terrenos nao estava a defender os cidadaos mas sim os seus votos. obras no centro de almada na altura de eleições autarquicas podia ser o suficiente para a camara perder a maioria absoluta ou mesmo a camara. o que acho incrivel é que ainda haja pessoas que defendem a camara cdu a cima de tudo e nao conseguem ver os erros e a hiprocrisia dela.

Anónimo disse...

Palhaços de Almada , Seixal e arredores uni-vos que vos começa a faltar chão.

Anónimo disse...

palhaço és tu meu! lol