segunda-feira, abril 10, 2006

A DESTRUIÇÃO DE UMA REGIÃO PRIVILEGIADA












Um exemplo, a densificação urbana sobre a Baía do Seixal, o rio Tejo é o destino, sem tratamento dos esgotos da maioria dos 160000 habitantes deste concelho

Há trinta anos esta era uma verdadeira região de TURISMO, apesar da fama do eixo ESTORIL/CASCAIS era uma zona de eleição para conhecedores e de quem se aventurasse Além-Tejo.

Entretanto as autarquias CDU que dominam há trinta anos esta região (e que inclui uma gestão "VERDE"/PCP) optaram pela suburbanização e massificação urbana, optaram por despovoar Lisboa oferecendo construção nova e em massa concorrendo com a Brandoa, Cacém, Queluz, Amadora, Damaia ...

Entretanto o suburbio envelheceu e foi preciso criar um segundo, e já agora terceiro anel ou casco em volta do primeiro ,de inicio sobre àreas que eram primeiro históricas, depois sobre a periferia rural, e agora assentando esse terceiro anel de suburbanidade - onde estes autarcas de seu nome Alfredo Monteiro, Maria Emilia, João Lobo , Carlos Sousa e sucedâneos exploram a mesma receita dos seus antecessores como Eufrázio Filipe , autarca reciclado e actual Presidente da R.T. da Costa Azul - sob a mesma fórmula num espaço que agora inevitávelmente, já colide com zonas de REN e RAN, bem como de zonas Natura 2000 e inclusivé Parques Naturais.

Agora, só agora, depois de extintas as ostras do estuário do Tejo e os Golfinhos, só agora quando os roazes do Sado estão reduzidos à sua expressão mínima, só agora quando as leituras de ozono troposférico são alarmantes. Só agora! Vêm acenar com a bandeira ambiental de "desenvolvimento turistico sustentável".

Só agora! Depois de betonizarem Sesimbra até à praia da California e a Costa da Caparica tornada em suburbio de Brasileiro Emigrante, só agora depois de décadas de terceiro mundismo na Fonte da Telha , falam de investimento turistico sustentável e com chancela ambiental, ao mesmo tempo que falam com o presidente da CCDR, em contradição com este desejado designio turistico de qualidade, com um potencial de 180 mil camas para dois concelhos que não têm a coragem de dizer quais são...

Pretendem estar a dar garantias ambientais e de sustentabilidade, quando assinam de cruz projectos como os de Troia, de Costa Terra e Pinheirinhos, só agora prometem reflorestar mas construindo em contrapartida uma "ECO-CIDADE" na Mata de Sesimbra que me perdoe o WWF, mas para avançar com um projecto de reflorestação é necessária a contrapartrida de um projecto imobiliàrio? E porque é que o World Wildlife Found, "Fundo Mundial da Vida Selvagem" tem que se imiscuir em projectos imobiliàrios?

É que agora, já não acreditamos na bondade e na viabilidade ambiental de qualquer um desses projectos! Pelo menos na sua vertente Ambiental e de conservação da Natureza. Ah também há muito que não acreditamos nestes autarcas.

Trinta anos depois é tarde demais, é preciso outra gente! Estes e os seus projectos já mostraram que não nos servem!

9 comentários:

O EXECUTOR disse...

ponto verde,
andas a receber demasiada informação para assimilar de uma só vez, estás algo confuso/a e a pôr tudo no mesmo saco.
As assinaturas de cruz, se as houve, e o projecto de Troia não estão ligadas à C.M. de Grândola, gestão P.S., e ao governo de José Sócrates que, em pessoa, até fez implodir uma torre?
As ostras e os golfinhos desapareceram do estuário do Tejo porquê? Terá tido alguma coisa a ver com a forte poluição industrial (CUF e não só) até meados dos anos 70? E também com a descarga de águas residuais, em todo o estuário do Tejo, sem que os governos (PS-PSD/CDS),quem possui meios financeiros à altura, atendessem às sucessivas reinvindicações autárquicas da A.M.L. para a construção de ETAR's?
E (não terá a ver contigo mas com o post) a cimenteira na Arrábida, por acaso, é da responsabilidade da Câmara Municipal de Setúbal? E se fosse, não tinha esta até há 5 anos atrás, e durante muito tempo, sido dirigida por Mata Cáceres do P.S.?
Afinal onde estão os maus-da-fita e quem são eles?
Vá, ponto verde, dirige-te lá à federação distrital do partido(sócialista) ou à Eurídice Pereira, na Moita, para receberes conselhos e depois vem dizer-nos qualquer coisa. Mas nova e, de preferencia, com cabeça,tronco e membros.

Ponto Verde disse...

O cognome de o "Executor" deve ser inspirado nos carrascos da idade média que só serviam para cortar cabeças e não para pensar com as suas.

Aliàs nem precisavem de pensar, que é o que transparece da sua retórica, mas agora não impeça os outros de pensar e ter opinião, se bem que o que desejaria seria certamente a sua "execussão", talvez numa fogueira, em praça publica, talvez apegrejados, talvez mesmo decapitados, se é que tem cabeça para optar entre tantas hipóteses.

Covinha primeiro e antes do mais, aprender a ler!

o executor disse...

ponto verde,
o executor é apenas e só inspirado em quem deseja justiça democrática e não na imagem criada pela tua turtuosa e pobre massa cinzenta.
Teria sido interessante se aproveitasses as palavras, não para delirar mas para esclarecer.
As questões colocadas parecem-me contrariar o teu discurso de maldizer e continuam sem resposta.
Está bem, já percebi tudo, preferes os ataques pessoais e o destilar ódio a tudo aquilo em que não te revês.
Está certo.

martin salvador disse...

Estes gajos são demais, do mais elementar cacetismo trauliteiro , pensava que isto se tinha extinguido com o PREC.

Anónimo disse...

Democratas EXECUTORES ou cegos defensores do tacho, da vóz do dono e que ao mesmo tempo os alimenta?

cacav-AV1 disse...

"anónimos e salvadores". Humm, cheira-me ao estilo do defunto de Sta. Combadão ou discipúlos da ex.-tenebrosa casa da António Maria Cardoso.

alerta disse...

O ponto verde e quejandos como se movem unicamente por interesses torpes, julgam os outros por aquilo que são, e por isso quem não tem um discurso da mesma cartilha é logo acusado de "taxista" O executor mais não fez do que dizer umas verdades, como não tinham resposta, pois foram mais uma vez desmacarados na praça pública, o ponto verde e amigos vai de ataques pessoais e como não resultou, nada melhor do que fazer um post inóquo, para ver se o pessoal, ou melhor os mais de 500 ilustres que veem divertir-se a ler as patetices do ponto verde, não lêem os outros comentários. Não há duvida que este blog é uma verdadeira anedota.

AV disse...

Caro "Ponto verde", as visitas ao AVP deixam-te amigos, mas estes "executores" e "cacavs-av1" são daqueles que não gostam de anónimos, mas são anónimos e, quando se resume tudo, não passa de um ou dois intimidadores de 3ª categoria que andam a tentar traulitar em tudo o que lhes toque nos privilégios.
Já os aturo Há meses.
Com o tempo, basta coçar que se esquece o incómodo.

AV1

Anónimo disse...

Av1,
deixa-te ficar sossegadinho que a conversa não chegou ao esgoto.
Se te agitares muito corres o risco de ser detectado e em 2009 despejado na ETAR inter-municipal que entrará em funcionamento na tua terra, de toiros e toureiros, Moita.