sexta-feira, abril 04, 2008

REFLEXÃO ESTRATÉGICA


O a-sul pelos seus leitores:

¨-As marias da margem sul, há mais de trinta anos sufocadas com a monocultura dos cravos vermelhos, perante a indiferença e subserviência dos rosas e laranjas, e outros, pretendem suscitar a reflexão-dos cidadãos e munícipes sobre a realidade da ditadura a que estão sujeitos.

.Os munícipes deste concelho têm direito a ter voz, a serem informados e a terem condições de participarem na vida cívica, o que até agora devido ao controle comunista de todos as estruturas quer associativas, quer camarárias ou outras não foi possível.

.A apregoada “democracia participativa” dos comunistas é uma falácia , continua a ser “a ditadura das suas elites”, e querem continuar a iludirmos, de que bastou mudar um artigo dos estatutos daquele partido, para alterar o modo de proceder.

.Acresce o por seu lado, o PCP estar dominado pelo controlo económico exercido através da CDU, sendo evidente o bom relacionamento entre estes e o grande capital-COMUNISTAS DO SEIXAL ALIADOS AO GRANDE CAPITAL, e perfeitamente plausível poder afirmar-se, que os antes INIMIGOS DE CLASSE, são agora AMIGOS COM CLASSE .

.Perante este estado sitio é preciso começar a planear o futuro, seja com listas de cidadãos, seja com listas únicas apartidárias com participação aberta a todos os cidadãos partidários ou não, e esquecer por uns momentos o que nos divide e trabalharmos naquilo que nos une.

.É tempo de dizer aos partidos políticos democráticos, que na margem sul os cidadãos também têm direito à democracia expressa na constituição, e deixarem de estar sujeitos aos caciques da sovietização .

.Temos de procurar soluções para este desenraizamento, este urbanismo caótico ao serviço dos patos bravos que nasceram e continuam a proliferar sem qualquer suporte qualitativo, desde que sirvam os interesses da máquina partidária, geradores deste completo esvaziamento e castração dos cidadãos e dos direitos de cidadania.

-É tempo de mudar e encontrar/reencontrar valores que permitam libertar os cidadãos. (Antónimo)

2 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns! Belissimo trabalho.
Muito obrigado.

Manuela disse...

Reflexão é exactamente o que este concelho precisa que os seus cidadãos façam. Reflexão sobre os 30 anos de poder local . O poder local não pode ser uma arma de arremesso contra os cidadãos. O poder local não é conquista deste ou daquele, o poder local é uma consequencia da democracia, ninguém é dono do poder local assim como ninguém é dono da democracia. Para os autarcas CDU o poder local tem sido uma arma de arremesso que estes têm disparado em todos os sentidos que achem necessários para se perpetuarem no poder não para exercerem o poder em prol dos cidadãos mas para exercerem o poder no seu proprio interesse e das suas clientelas.A gestão comunista não tem nenhum tipo de preocupação com os seus municipes a não ser com os seus apoiantes e militantes. O dinheiro dos nossos impostos da agua do IRS da contribuição não deve servir apenas para subsidios a colectividades ou outras que estejam dominadas pela politica da maioria CDU. Todos os outros também são municipes. O poder local não dá aos politicos o direito de serem tiranos e de exercerem sobre os seus trabalhadores violência psicologica até os levar por vezes à morte. Outros até ficarem incapacitados. O poder local tem de ser de homens e mulheres livres e para homens e mulheres livres. Só assim a democracia vale a pena. Votar contra a CDU na camara do seixal é urgente.