quarta-feira, abril 02, 2008

PENSAR O FUTURO




















Gostaria de dar destaque a duas opiniões aqui deixadas, no feminino, sobre o futuro.

A-Sul pelas suas leitoras :

¨Parece ser um ponto assente que a descredibilização dos partidos é total, ´penso que o exemplo disso é o resultado da abstenção, não acredito que só pelo simples facto de termos planeado uma série de novas infrastuturas para a margem sul venha trazer uma alteração de resultados, há que e porque o tempo já começar a ser pouco de começarmos a pensar em alternativas, pois caso contrário iremos ter mais do mesmo.


É preciso começar a planear o futuro, seja com listas de cidadãos, seja com listas únicas apartidárias com participação aberta a todos os cidadãos partidários ou não. Os partidos da oposição deveriam fazer como tem sido feito em muitos lugares deste mundo esquecer por uns momentos o que os dividem e trabalharem no que naquilo que os unem.


Para um primeiro passo sou da opinião que se deveriam juntar em reflexão pessoas das várias sensibilidades e procederem a um "brainstorming" de ideias.


Estou de acordo quanto ao desenraizamento, ele é a consequência das urbanizações caóticas que foram nascendo sem qualquer suporte qualitativo, a única razão que levaram as pessoas a virem para esta banda foi o preço das habitações e mais nada, pois verdade seja dita havia muito pouco para oferecer para além disso.


Gostaria como munícipe do Seixal de saber o que está efectivamente a acontecer nos Bombeiros Voluntários do Seixal, mas é mais fácil de saber o que se passa num munícipio que governado pelo PS ou pelo PSD do que um da CDU (PCP), pois o PCP sempre se encarrega de efectuar a devida denúncia (que eu acho muito bem), só é pena que os outros partidos não façam o mesmo em relação aos da CDU (PCP), e a CDU (PCP) não se regule pelo mesmo procedimento, por onde andam os valores éticos do PCP, só se aplicam quando são do seu próprio interesse?


Partidos da oposição, cidadãos do Seixal é tempo de mudar, mas de mudar para melhor, pois como canta o Sérgio Godinho " Para melhor está bem, está bem para pior já basta assim" (Ana)¨

_______________________________________________________________
¨Os municipes deste concelho têm direito a ter voz a serem informados e a terem condições de participarem na vida cívica do concelho do Seixal, o que até agora devido ao controle comunista de todos as estruturas quer associativas, quer camararias ou outras não foi possível.

É tempo de mudança, mudança para melhor até porque para pior só ficando mais quatro anos com a CDU.

A nova geração da politica PS e PSD têm aqui um papel muito importante unindo-se numa só luta a de libertar o municipio da politica desastrosa do PCP. Sobre a lista de cidadãos independentes não tenho opinião formada sobre se ajuda ou não à derrota da CDU.

No entanto, toda a participação civica é importante e com brainstorming, ou estados gerais municipais seja o que for o que é importante é que as pessoas pensen, encontrem-se e discutam os problemas do concelho.¨ (Irene)

7 comentários:

Anónimo disse...

MULLHERES AO PODER NA MARGEM SUL JÁ!

flôr da mata disse...

Excelentes e lucidas reflexões , como faziam falta os blogues no mundo dos boletins municipais e da imprensa local refém dos municípios e dos partidos.
Só não estou de acordo que o tempo seja pouco, vejam a candidatura de Helena Roseta e até as dificuldades criadas! E a Arquitecto foi eleita!

Anónimo disse...

As mulherse são as unicas que "endireitam isto"

ex-militante disse...

O silêncio dos comentadores mostra que é credível e temível a candidatura de uma mulher com ideais ecologistas , com exigências de ordenamento e apoiada num amplo movimento cívico. Quais as outras alternativas?
a) pela CDU o novo delfim,
b)pelo PS e PSD figuras sem dimensão sequer local.

Era CANJA! VAMOS EM FRENTE SEIXAL!

antonimo disse...

Opss...
Mulherio não falta...
Flor da Mata existe...e esta até é exclamativa!!!
Endireitar é preciso...
O tempo não é pouco....
Um ponto verde ao centro de um pano branco...
para quando levantar as velas!!!!

ana lima disse...

É tempo dos partidos terem outra praxis, ou então são dispensáveis. Este é um excelente ponto de reflexão.

Velas do Tejo disse...

As velas mantêm-se "rizadas" durante a tempestade... a valentia de um marinheiro em se fazer ao mar, está na certeza de que tem um porto de abrigo onde chegar.

É tudo uma questão de um bom timoneiro e tático para podermos subir pano, colocar o mar na alheta e correr com o tempo para bom porto.

Não temos falta de vento, precisamos é de alguém que se faça ao leme!