quinta-feira, abril 19, 2007

ESTES AUTARCAS NÃO SÃO DIGNOS DESTE PAÍS






















Na imagem o traçado geral da primeira fase que devia estar a funcionar há dois anos e no rectângulo o percurso que irá ser inaugurado este mês.


As autarquias CDU, dizem-se as verdadeiras representantes do povo, da esquerda e dos ideais de Abril e...ecologistas (por estarem em coligação com "Os Verdes").

O Metro Sul do Tejo é uma estrutura que as autarquias CDU fizeram pressão para que fosse construída com a finalidade de servir a população e ser uma alternativa não poluente ao transporte de passageiros na Margem Sul. Essa estrutura pretende-se que chegue também ao Barreiro e à Moita formando uma rede integrada de transporte.

Com todas estas premissas as autarquias da Margem Sul tudo deveriam ter feito para terem sido respeitados prazos de construção , facilitando tudo o que respeitaria às obras deveriam também pugnar para que o material circulante fosse fabricado a tempo de , construídas as vias, iniciarem a sua circulação. Seria o esperado de autarquias de esquerda (logo com grande pensamento e responsabilidade social) e ecologistas (logo com grande sensibilidade ambiental) e logo , que na maior brevidade essa estrutura chegasse aos concelhos vizinhos.

Nada mais enganoso. As autarquias tudo têm feito para boicotar o avanço das obras, a de Almada foi o que foi, agora , não sendo possível convencer mais os cidadãos, o boicote parte agora da Câmara do Seixal, demonstrando que há uma concertação do PCP para protelar o funcionamento deste processo, vindo depois criar junto da população um golpe de teatro em que as autarquias se põem na posição de vitimas da situação que elas próprias criaram.

Relembre-se , projecto MST tem como objectivos as seguintes valências e o traçado acima na imagem:

Distancias
Linha 1 (vermelha) 7.017m 13 Parag- 19 min
Linha 2 (verde) 5.634m 9 Parag - 15 min
Linha 3 (azul) 6.534m 12 Parag- 19 min

Veículo do MST
Capacidade total de passageiros 225 (4 pessoas/m2); 299 (6 pessoas/m2)
Lugares sentados 74
Velocidade máxima 70 km/h

Depois de tudo isto estar atrazado mais de dois anos, sendo a Câmara de Almada considerada a responsável por este estado de coisas, o que vemos agora ? ..."O presidente da Câmara do Seixal, Alfredo Monteiro, apelou à mobilização da população para contestar as «anomalias» do Metro Sul do Tejo (MST) no próximo dia 30 de Abril, data em que elementos do Governo deverão marcar presença em Corroios para inaugurar o primeiro troço do equipamento, até à Cova da Piedade."


Mas será que estes autarcas não têm nenhum sentido das responsabilidades, não têm sentido nenhum da decência, não têm sequer noção do enorme investimento feito pela Comunidade Europeia (Impostos dos cidadãos europeus) ,pelo Estado (contribuintes portugueses) e até pelas autarquias (contribuintes portugueses mais uma vez) e também pelo consórcio que vai explorar a linha?

Os Números :
Lembre-se que está em causa um investimento (inicial) do Estado, de 275 MILHÕES DE EUROS e por parte do consórcio vencedor, de 75 MILHÕES DE EUROS e fundos comunitários da ordem dos 74.8 MILHÕES DE EUROS .

Só interessa agitação, politica do mais baixo nível , a manipulação da população e o uso dos cidadãos como arma de arremesso politico?

Isto é o nível mais baixo da politica, é a delapidação gratuita e CRIMINOSA dos recursos nacionais , é o estar-se completamente a borrifar para a qualidade de vida e para o ambiente das populações!

Agora são até razões de protesto, imagine-se ... "dos riscos de atravessamento e das paragens de autocarro junto à linha, do ruído que as composições fazem e da escassez de lugares de estacionamento" ... um marciano que aqui caia até pensa que estamos a falar da construção de um TGV, quando este tipo de composições é vulgar nas cidades europeias, e muito semelhante aos eléctricos mais recentes em circulação em Lisboa, tudo isto é uma mentira ardilosa para atrasar , ainda mais o projecto (de uma forma completamente CRIMINOSA e IRRESPONSÁVEL) e certamente já a pensar nas próximas eleições autárquicas.

Em Geneve, Um projecto do mesmo tipo, que arrancou na mesma altura já está em funcionamento pleno há dois anos! Mas o "Metro" de Geneve não teve certamente a boicotá-lo um Alfredo Monteiro ou uma Maria Emilia, ou toda a campanha de desinformação associada e casos como os da Ramalha ainda por cima têm agora a disfarçatez de atribuir os custos dos atrazos a terceiros - a obra vai custar mais 72 milhões de euros que o previsto !!!

__________________________________________________

O Outro cerne da questão, e talvez a verdadeira razão deste boicote, é a solução encontrada pelo autarca do Seixal "
Joaquim Santos, de que a melhor solução para o sucesso do MST teria sido a «constituição de uma empresa multimunicipal para estar à frente da obra»" ou seja, com uma empresa multimunicipal (CM Almada + CM Seixal +...) com tachos para distribuir (Como no Metro do Porto?) ... as coisas tinham andado de outra maneira... parece que esta frase diz afinal Tudo!

Fonte Região de Setubal on line

13 comentários:

papoila de abril disse...

Como é isto possível? Até parece que somos um país rico para desperdiçar recursos tempo e dinheiro desta maneira

residente disse...

Estes autarcas não são nem de esquerda nem ambientalistas.
Talvez pretendam ser social-capitalistas mas muito maus.
Disfarçam-se de esquerda, mas o lado certo deles é o do capital, o do "vil metal".
Não têm vergonha.

Anónimo disse...

Este ponto verde deve estar a ser pago pela administração do MST. A cegueira é tanta que nem procura responsabilidades... A culpa é das Câmaras porque é e ponto final... São estes os ridiculos argumentos do ponto verde!

Anónimo disse...

Se calhar já não falta muito para se saber quem paga o quê e a quem.

João Afonso disse...

Em resposta a este post ridiculo do ponto verde, aconselha-se a ida a http://www.seixalsim.blogspot.com/.
Os tipos do Seixal sim vão dando "baile" ao ponto verde!

Anónimo disse...

o ponto verde é muito bom

eu gosto do ponto verde

viva o ponto verde

ponto final verde.

Ponto Verde disse...

Segui o concelho e fui ao tal blogue versão boletim municipal do Seixal e fiquei espantado, então não descobri que a obra requerida pelas autarquias da Margem Sul, que nos custou:

- um investimento (inicial) do Estado, de 275 MILHÕES DE EUROS e por parte do consórcio vencedor, de 75 MILHÕES DE EUROS e fundos comunitários da ordem dos 74.8 MILHÕES DE EUROS .

É afinal pouco para uma população tão exigente como a da margem sul, e realmente como é possivel que se espere que , "em particular a população de Corroios aceite qualquer porcaria que o governo lhes dê mesmo seja um Metro de superfície" , claro que as composições são de tecnologia Alemã e iguais a outras cidades Europeias e não têm a elevada qualidade Soviética, mas servem aos Alemães, aos suiços, aos italianos... e não servem à população do Seixal?

Para os autarcas e "população" da margem sul são afinal uma porcaria, uma "porcaria" novinha em folha e por isso protelam a sua entrada em funcionamento???

Para os autarcas as únicas ciclovias construídas com uma certa lógica de rede... são uma porcaria... as estações (entretanto degradadas por dois anos de vandalismo) serão agora, pudera, "uma porcaria".

Esta atitude de "cuspir no prato" dada pelos autarcas do Seixal é uma afronta para um país como Portugal e para o investimento feito pelos Portugueses, então o que dirão os cidadãos europeus que também contribuiram ?

Leva-nos a perguntar o seguinte e se o Governo constrói o Hospital do Seixal, o que é que vão encontrar para pôr defeito e fazer uma manifestação? A côr dos sanitários?

Realmente, como deixei em comentário no referido blogue, realmente a população do Seixal está habituada a tanta Qualidade nos serviços transportes e espaços públicos que só pode considerar o Metro "uma porcaria" !!!

ex-militante disse...

PERFEITO...PERFEITO ..." teria sido a «constituição de uma empresa multimunicipal para estar à frente da obra»"

E claro "eu", vereador da mobilidade Presidente

nunocavaco disse...

Isto é tão idiota.

Ponto Verde o que é uma empresa multi-municipal?

aldeia-pp disse...

A porcaria é fácil de perceber são 307 anomalias que põem em risco a segurança dos utilizadores e que não pensa nos utentes que o vão utilizar a falta de estacionamento é disso exemplo, a porcaria é ver empatados tantos milhões e ver que uma obra que é essencial estar neste estado, só o Chico esperto não percebeu que ninguém está contra o MST está é contra o má utilização de dinheiros públicos, segundo o Chico esperto de serviço como foram gastos muitos milhões agora só tem mais é que aceitar, isso era o que o inteligente queria para poder criticar depois.

Fiquei também bastante elucidado por saber que os munícipes do Seixal na sua opinião não têm direito a exigir qualidade.

Um MST sim, mas sem a porcaria das anomalias que podem por em causa um projecto que é muito importante para o desenvolvimento da região, no qual já foi gasto muito do nosso dinheiro e que se não satisfaz aqueles que são os seus potenciais utilizadores pode por em risco a sua viabilidade, mas é precisamente isso que o Chico esperto pretende, porque a população do concelho do Seixal para si não tem nível para ter projectos de qualidade.

aldeia-pp disse...

Pode ser que ajude:

SIMARSUL, empresa concessionária da gestão e exploração do Sistema Multimunicipal de Saneamento de Águas Residuais da Península de Setúbal, presidida por Miguel Amado(PSD).

Anónimo disse...

Mais uma vez o ponto verde cai no ridiculo, não há dúvida que a malta do seixal sim está a dar baile ao ponto verde!

ex-militante disse...

É triste, continuam a ver tudo como um campeonato de caricas, mesmo que esteja em causa o bem estar do povo. Interessa é as guerrinhas co o poder central e com quem ousa fazer-lhes frente.