terça-feira, janeiro 17, 2006

SEIXAL - PONTOS NEGROS 2














Não se pretende, nem nunca se pretendeu criar aqui o unanimismo ou o pensamento único, muito menos a bajulação ou o elogio, para isso há um sem número de meios de propaganda e supostos orgãos de comunicação, ao serviço, de diversas formas, das autarquias da Margem Sul. Reservamos porém o direito de dar opinião, e divulgar aquilo que acharmos por bem divulgar e que tenha a ver com a região.

O mapa aqui avançado ontem sobre os pontos negros do concelho do Seixal levou a que recebêssemos vários e-mails a sublinhar o exagero do trabalho e a maldicência que se pretendia criar sobre a Câmara do Seixal. A esses peço que friamente, visitem os locais assinalados e dêm depois a sua opinião. No nosso entender se pecámos por algo, não foi por excesso, mas sim por defeito. A prová-lo está a imagem que hoje publicamos com nova lista com outros tantos pontos que a seguir se identificam e convidam a uma visita. São eles:

A) O Parque industrial anárquico , sem infraestruturas nem controle que se ergue desde O Casal do Marco até ao suposto (esses sim) Parque Industrial, acompanhando a autoestrada.

B) Quinta do Àlamo, ao que parece ameaçada de ser cortada por uma estrada (avenida) criada com as nomas urbanizações do Centro de Estágios do Benfica e que servirá os milhares de habitantes que aquela zona trará.

C) Quinta da Princesa - em breve será fatiada por mais uma via de comunicação.

D) O abandono patrimonial a que está votada a verdadeira Quinta da Trindade, o edificio mostra evidentes traços de iminente ruína e abandono.

E) A betonização tipo Santo António dos Cavaleiros a que foi votada aquela zona de Santa Marta e que não mostra indícios de terminar.

F) Os terrenos ocupados pela antiga SPEL (explosivos) que traz riscos evidentes e concretos de infiltração nos aquíferos que abastecem as populações.

G) A betonização em altura de Pinhal os Frades, contrariando a letra do PDM para aquela UNOP, esta zona caracterizada pela baixa densidade e habitação unifamiliar, caminha a passos largos para a massificação em prédios que crescem como cogumelos.

H) O esgoto que corre para o leito do Rio Judeu , proveniente de Pinhal dos Frades (sem tratamento) e que é pela autarquia canalizado para esta linha de àgua juntando-se à àgua tratada proveniente da ETAR de Fernão Ferro a cerca de 500 metros dali. Se duvidam do que falo, não é preciso ir até junto das bombas da Flor da Mata (onde ainda corre àgua linpa) e irem até cerca de 200 metros a juzante onde é despejado o esgoto, é que basta ír junto ao MAX-MAT para ver do que falamos

4 comentários:

rui disse...

acho que todos os concelhos do país precisavam de um ( nalguns casos mais!) pontos verdes

Anónimo disse...

Como eu compreendo a revolta de alguns militantes/apoiantes/eleitores de alguns partidos quando são confrontados com estes casos aqui descritos...

Percebam duma vez por todas que, por via destes empreendimentos O GRANDE CAPITAL SE TORNOU O PRINCIPAL FINANCIADOR DAS AUTARQUIAS.

E, obviamente, também é ele o patrocinador de muitas carreiras políticas aparentemente insuspeitas.



Norman Derme De Vichy

Solariso disse...

Caro Ponto Verde,

Tens a força daqueles que nestes dois Posts "Pontos Negros", te deixam todo o apoio.

Apesar de saber como muitas vezes este Blog é atacado, de forma cega são cada vez mais aqueles que acordam para uma nova consciência. Com tempo, persistêcia e sempre convictos, vamos caminhando...

ALEGRE disse...

Excelente levantamento e roteiro para as gentes do Seixal verem o belo trabalho da CDU em trinta anos.