segunda-feira, janeiro 09, 2006

PARIS BANLIEU ? NÂO, TRIBUNAL DO SEIXAL!

















Não é o resultado dos ultimos tumultos de Paris mas sim o parque do tribunal do Seixal.

Parece que o grupo parlamentar do PSD voltou a questionar o governo sobre esta situação, reforçando o pedido de explicações pedido em Novembro e que não obteve resposta. O Munícipio construiu já um parque destinado às viaturas apreendidas pela GNR,PSP e Tribunal, mas o seu funcionamento estará dependente de um protocolo para a sua gestão e vigilância, por seu lado as forças de segurança alegam não dispõr de meios para assegurar os custos inerentes.

Mas para o cidadão comum parece nem ser muito custoso nem de díficil execussão a criação mesmo naquele local de uma vedação que permita a salvaguarda daquelas propriedades à guarda do Tribunal.


2 comentários:

any disse...

Não há dinheiro? Não há verbas para acabar com o vergonhoso e desprestigiante ferro-velho à porta do Tribunal do Seixal? Mas o Sr. Governador do Banco de Portugal, o socialista (?) Vítor Constâncio, mandou comprar algumas viaturas, topo gama, no valor de um milhão e quinhentos mil euros para os altos funcionários daquele departamento estatal passearem-se.
Não há dinheiro? Quem disse? Há dinheiro, mas só para alguns e para o que querem…
No Seixal, se a coisa tocasse para qualquer iniciativa de raiz comuna, ou se na Quinta da Atalaia fosse necessária qualquer infra-estrutura, ou outro mimo qualquer, já a autarquia abria os cordões à bolsa e as facilidades eram totais.
Votem em mim, porque vos resolvo todos os problemas…

Ana Roberto

AV1 disse...

Isto na Margem Sul cada vez está mais parecido com o que de mau se fez pela Amadora, por Odivelas, por Mem Martins, etc, etc.
Por todo o lado, de Almada a Alcochete, sejam PC ou PS, o modelo de (sub)desenvolvimento é o mesmo.
E quando se aponta o dedo ao óbvio, há logo quem reaja levantando dúvidas sobre as motivações de quem legitimamente protesta contra esta betonização galopante.