terça-feira, janeiro 31, 2006

OTA...RIOS



















Publicidade à abertura do novo aeroporto de Madrid, 5 de Fevereiro


Acalmou o assunto OTA, por enquanto, entretanto o aeroporto de Madrid foi ampliado, colossalmente ampliado, diga-se de passagem, e fica perto do centro de Madrid, sim , são meia dúzia de estações de Metro até ao Centro, sim, o aeroporto de Madrid é servido por Metro, tal como a maioria dos aeroportos da Europa.

Bom , mas vamos ao que interessa, o Aeroporto de Madrid (Barajas) foi ampliado, e essa ampliação será inaugurada a 5 de Fevereiro, dentro de uma semana portanto, e o que oferece Madrid?

"Em 5 de Fevereiro estreamos a ampliação do aeroporto de Madrid-Barajas. A maior obra civil aeroportuária da Europa, que transforma o nosso aeroporto no segundo do continente em termos de capacidade e na grande porta da Europa para a América Latina. Esta ampliação traz bebefícios para todos, incrementa a capacidade com o inicio do funcionamento de duas novas pistas que permitam alcançar os 70 milhões de passageiros/ano, aumenta o numero de aterragens e descolagens/hora, proporciona uma maior rapidez e comodidade nos embarques e multiplica por 4 a superfície de terminais"

Se tiver duvidas do que escrevo visite www.aena.es

Quanto à OTA... ah!... a OTA...pois...

Ah a OTA, aquele sítio para onde querem enviar o aeroporto da Portela por causa da construção que entretanto cresceu e não permite a sua ampliação como foi feito em Madrid, a Portela...que fica ao lado do empreendimento Alta de Lisboa do amigo de Macau... Stanley Ho! Ho! Ho! Todos a Barajas el 5 Febrero?

4 comentários:

rui disse...

bom, mas a construção cresceu à volta da Portela muito antes do actual governo.
A questão que se coloca é esta: ou o estado enquadra o natural crescimento urbanistico, planeando-o criando regras claras e aceites por toda a gente e depois avança-se sem delongas e eternização de processos com este e aquele a criticarem, bloquearem, atrasarem etc, ou então acontece isto: ausência de planificação, e impotência perante a ilegalidade total, e é tudo ao molho e fé em deus, quando o pessoal acorda já se fez a porcaria que havia a fazer.
Para agravar a situação, escasseiam em Portugal ( pais de um extremismo democrático parente do ultra-liberalismo que até dá dó)a legitimidade primeiro e os tomates depois para arrasar sem delongas as ilegalidades. Não, ficam ali a vegetar, muitas vezes só uma carcaça, dez, vinte, os anos que sejam necessários, mas a coisa acabará por se "desbloquear".

rui disse...

Quanto à OTA, e a outros projectos, como auto-estradas, TGV, etc., o pessoal pode achar que estes gajos cá são uns otários, e até pode ser verdade, mas há que meditar também nisto: Os espanhóis definem o que querem, quando querem, e FAZEM as merdas. Se Madrid e Barajas estivessem sob a alçada da administração publica portuguesa, ainda estaria tudo a discutir sse o aeroporto iria para Barajas, para o Vale dos caídos, ou se seria um gravissimo atentado ambiental a sua ampliação, podes crer que a OTA mal ou bem ainda avançaria antes de Barajas: Que digo eu, a Ota, a Portela, Alverca, tudo à uma. Assim...

Salvando O Planeta disse...

É impressionante que em Portugal o povo nao tenha uma voz activa, simplesmente nao é respeitado pelos hierarquias e simplesmente nao faz nada. Quando os portugueses protestam, sao severamente reprimidos sem se darem conta que estao na europa e ai as coisas sao diferents, quando alguem lhes diz que as coisas sao diferentes, passam á defensiva e dizem que sao os melhores do mundo. Enfim.

Uma migalha pobre como Portugal organizou um europeu de futebol=10 estadios desnecesarios, coisa que nem paises ricos como a holanda se deram ao luxo.

Portugal deixa escapar os seus quadros e operarios competentes!

Quem tenta fazer algo de justo ou produtivo é subitamente confrontado com uma realidade de: nao faço nem deixo fazer.

Quem tenta fazer as coisas por bem depara-se com camaradas que têm sempre uma idea melhor e que nao obstante as suas boas intençoes caem no marasmo...

em Portugal vive-se na saudade (de nao se sabe bem o quê) e espera-se pelo d.sebastiao que já nao vem.

Portugal tem um povo genial e iventivo, tem um problema, o povo é tao passivo que permite que umas centenas de infelizes os controlem sem sequer tirarem o devido proveito disso.

A unica maneira de parar o aeroporto, seria uma acçao publica de grande envergadura. Nao existem duvidas sobre a absurdidade do projecto e interesses que estao por traz mas, enquanto os proverbios populares forem o ha-se ser e o tem de ser, vamos estar sempre na retranca da europa...

Para a SOP, nada é impossivel e o que tem de ser é a morte!

Viemos para lutar por um pais melhor , um que pode ser o 1º do mundo em termos de Desenvolvimento Sustentavel.

Ponto Verde disse...

Caro Rui, os OTÁRIOS são os que vão atás na conversa de que a OTA será...daqui a doze anos... uma alternativa ao que Barajas é HOJE... só que daqui a cinco dias há já uma alternativa ao que Barajas é hoje , é no mesmo sítio, mas é um Aeroporto completamente diferente ...GIGANTESCO!!! e não há OTA que lhe faça frente, o resto é demagogia!

HUB Hibérico é já Madrid e o resto é conversa para entreter tolos ou dar trabalho à construção cívil.