sábado, julho 05, 2008

A BANHOS NA CAPARICA (2)



No início do Verão passado era notícia na televisão, uma engenheira da autarquia de Alm
ada acompanhada de uma equipa de limpeza a limparem as bermas das estradas na zona da Mata dos Medos.

Na altura achei incompreensível aquela notícia , achando que aquele devia ser um acto comum e repetível algumas vezes no ano , um dever da autarquia e não u
ma novidade mediática.

Este ano compreendi melhor, é que sem televisão não há limpeza e não havendo limpeza não faz sentido vir a televisão ... e NENHUMA manutenção foi feita junto às estradas até agora , tendo-se iniciado já o período crítico de fogos florestais e sendo a limpeza das bermas um factor preponderante das accções de precaução a serem tomadas.

E se não foram limpas as bermas da estrada alcatroada Amora -Belverde - Verdizela (da reponsabilidade da CM Seixal ) e depois Verdizela - Fonte da Telha - Costa de Caparica (responsabilidade CM Almada) , muito menos foram limpas ou sequer arranjado o piso das vias que conduzem ao cordão de praias Praia do Rei - Praia da Bela Vista ou os parques de estacionamento das referidas praias.

Como aqui foi referido ontem este é um problema grave que pode implicar uma situação de muito perigo em caso de incêndio , quer para o acesso e combate ao fogo, quer e sobretudo para a evacuação das centenas de milhares de pessoas e milhares de viaturas que a determinados dias ali estão, já sem falar nos milhares de crianças que com as escolas frequentam aquelas praias.

Ainda uma nota final sobre o post de ontem e sobre a frequência das praias por parte de milhares de crianças conduzidas pelas referidas escolas nesta época , como é que uma Câmara de orientação politica social como a de Almada, não liga absolutamente nada a este facto, não criando as condições minimas como duches ou sanitários... mesmo considerando que muitas destas crianças vêm de zonas desfavorecidas e que têm nestas deslocações escolares a única hipótese de fazer praia , uma actividade importante na sua fase de crescimento.

O que observamos é que , não fosse o Programa POLIS e este seria mais um Verão sem qualquer atenção para as suas Praias por parte da "Câmara do Lado Certo", é que fora da área do Polis, continua tudo ao abandono.

Como é que se gasta dinheiro em propaganda enganosa na televisão e jornais , como a CMA faz e depois nem sejam capazes de limpar as bermas das estradas ??? Já não há verba ?

Vá lá , Chamem a TV , mas limpem lá , pelo menos, as bermas das estradas !!!
______________________________________________

PCP E OS TERRORISTAS DAS FARC



Patética, hipócrita, imoral , desumana a posição do PCP sobre a libertação de Ingrid Bettancourt .

10 comentários:

ex-militante disse...

O objectivo da Câmara de Almada foi tornar um misto de suburbio e favela a Costa de Caparica.
Parabéns porque conseguiram.

Anónimo disse...

Vivo na Amora , cheguei agora da praia e testemho o que está aqui descrito , as bermas estão uma vergonha , há falta de civismo com lixo, mas as ervas e o mato não estão limpos.

Anónimo disse...

Bom, tenho que repetir aqui o que disse no post anterior relativamente ao social-democrata Filipe de Arede Nunes. Claro, para depois vir o mentiroso do Ponto Verde chamar-me ...mentiroso. E faço-o aqui por causa da passagem escrita a vermelho (deve estar a mandar-nos todos à m...) do Ponto Verde neste post.

Caro Filipe de Arede Nunes,

Por acaso sabe (sabe, claro, mas não quer assumir ...) de quem é a competência legal pela gestão de toda a orla marítima adjacente à arriba fóssil da Costa da Caparica?

Por acaso sabe quem é que não quis que o Polis da Costa da Caparica chegasse à Fonte da Telha? Sabe, claro que sabe, não quer é assumir!

Por acaso sabe (sabe, claro, não quer é assumir) que mais de 90% da área territorial de que falamos é da responsabildiade de diferentes ministérios do Governo Central, e a CM Almada não pode, sequer, ali intervir?

Por acaso sabe que a obra da chamada Alameda Atlântica, que há uns anos a CM Almada assumiu em substituição do Governo, resolvendo definitivamente um problema gravíssimo das populaões da Costa da Caparica e qualificando toda aquela área, e fê-lo porque o Governo se recusou a assumir as suas responsabildiades, chegou a ser embargada pelo Ministério de Ambiente porque a obra estava a ser realizada fora do âmbito da jurisdição da CM Almada?

Sabe (claro que sabe, não quer é assumir) que para além desse embargo, a CM Almada ainda foi multada pelo Governo por realizar aquela obra?

Sabe (claro que sabe, não quer é assumir) que o estado vendeu à CM Almada qualquer coisa como 70 m2 de terreno necessário ao remate da rotunda que dá acesso à Trafaria, a preços de mercado, quando a CM Almada cede à administração central milhares de m2 de terrenos a custo zero para equipamentos os mais variados da responsabilidade do Governo?

Sabe que foram os Governos do seu partido e do PS que deixaram a Costa da Caparica ao abandono durante décadas e décadas? Sabe, claro que sabe, não quer é assumir!

E por acaso também lhe digo: zonas não concessionadas? O que é isso de zonas não concessionadas? Então a responsabilidade institucional é uma nas zonas concessionadas e outra nas "não concessionadas"?

Meus amigos, não queiram tapar o sol com a peneira. Os responsáveis pela situação a que chegou a Costa da Caparica não são as autarquias locais e os autarcas. São os Governos, os sucessivos Governos, que tendo a responsabilidade legal e institucional de resolver os problemas, se estiveram absolutamente "nas tintas" durante décadas para as populações.

Já agora, sabe como é que o Polis da Costa da Caparica nasceu? Não, esta não sabe porque não lhe interessa saber. Prefere continuar a mentir ou a fazer-se de ignorante.

Sabe, caro Ponto Verde, é que eu tenho mesmo "muita lata". Só que falo a verdade, enquanto você mente com quantos dentes tem na boca. O que quer dizer que lata por lata ...

Ponto Verde disse...

O senhor não explica é porque o que não é responsabilidade da autarquia este ano o foi , com direito a resportagem de telejornal...o ano passado...

Na visão da CM Almada o Burro da imagem, não é um burro, é uma alforreca, basta que a senhora Emilia o diga, o partido o divulgue e o boletim o publique... embora todos nós continuemos a ver um jumento...

Anónimo disse...

Chamar o governo central a um caso de pôr chuveiros, limpar das praias e os acessos é de um ridiculo monumental. A questão é a mesma porque as praias fluviais de Almada e Seixal estão ao abandono e as da Moita, Alcochete , Motijo e Barreiro estão arranjadas. Tirando Montijo , todas as outras são CDU, portanto não é uma questão de politica, é uma questão de incompetência.
Os autarcas CDU de Almada e do Seixal são do mais incompetente que há no país e isso vê-se e sente-se no quotidiano de quem vive nestes concelhos.

Anónimo disse...

Tem a certeza do que diz? Se calhar era melhor ver de novo a reportagem desse telejornal, para avivar a memória.

Quanto ao burro, queira saber que é um animal inteligente e de muito, muito trabalho. Contrariamente à voz do povo, o burro não é ... tão burro assim. Mas você lá saberá onde quer chegar.

Só lamento que você, Ponto Verde, não comente nenhuma das "mentiras" que eu digo relativamente à intervenção do Filipe de Arede Nunes. Vá-se lá saber porquê ...

Ah, e por último, registo que pelo menos desta vez não me chama, do alto da sua soberba, mentiroso. Já é um passo ...

Quanto ao último anónimo, ridícula é a ignorância. E com o comentário que faz apenas demonstra a sua ignorância. Por isso ...

Anónimo disse...

Hoje de quando fazia a minha corrida pela marginal do Seixal deparei-me com mais duas arvores saudáveis e de grande porte que foram cortadas junto à Mundet. Não se compreende a poda feita em pleno Verão. Será que os pauzinhos das arvores cortadas vão aquecer os fornos do pão com chouriço na festa do avante? O pouco verde que resta neste concelho parece a floresta privada da CDU quando precisa de lenha corta-a.

Anónimo disse...

Essa limpeza e essa reportagem existiram e a Eng responsável Chama-se C.A. e é Eng do Ambiente da CM de Almada.

Anónimo disse...

Não nego que existiu limpeza e repotagem. O que digo é que é melhor rever a repo.rtagem emitida para avivar as memórias (que parecem muito toldadas) sobre o contexto e os objectivos daquela acção.

A tal Eng. do Ambiente chama-se C.A.? Que nome intressante tem a senhora, sim senhor ...

Anónimo disse...

Ora vamos lá...objectivo de uma reportages sobre a limpeza da berma de uma estrada num pinhal...bem, num país normas serviria para demonstrar que a autarquia se preocupava com a referida mancha florestal , captando através dos media uma simpatia de quem vê a reportagem.

Na prática, objectivo da acção, limpar as bermas.

Porque é que essa prática não é continuada é a questão!!!