sábado, fevereiro 17, 2007

PIN...QUE PARIU!!!

































Portugal continua a ser um país com leis , muitas leis, com institutos, muitos institutos, comissões, muitas comissões, tutelas, muitas tutelas, e para quê? Para aplicar e fazer aplicar as tais "muitas leis" ? Não, parece que assim seja , olhando para o país que temos parece ser exactamente o inverso, parece ser mais para lançar a confusão e decidir depois ad-hoc , com a teia de influência e os lobies do costume.

A noticia da manhão da TSF era de que havia suspeitas de ulilização de informação priveligiada no caso da novela da OPA do BCP sobre o BPI... houve investidores que num dia ganharam UM MILHÃO de euros..."sem espinhas"... também o conhecido empresário testa de ferro para a ex-nova refinaria de Sines ou ex-futura Central Nuclear, parece, segundo a notícia, ter lucrado com o esquema... Parece que a nível financeiro a denúncia é célere e ecoa na justiça , (utilização de informação priveligiada) embora só um empresário tenha sido condenado nestes anos todos...

Mas a nível de quem decide os jackpots que constituem as alterações de uso do solo por esse país fora... já a coisa muda de figura, a teia estabelecida , mesmo que denunciada, mesmo que provada, mete os responsáveis de cabeça na areia , e depois, ninguém sabe, ninguém vê, ninguém ouviu...

Já havia em Portugal meios de contornar e de levar uns a lucrar dinheiro fácil, aquilo que noutros países é considerado crime ! Havia meios de contornar os Planos Directores Municipais, mesmo durante a sua vigência (P.e. Planos de pormenor...) já havia meios de aproveitar as suas revisões, de jogar a bel prazer com as REN e RAN, já havia a "Imprescindivel Utilidade Pública" ... já havia tudo isto para permitir que Portugal seja um país sério, mas agora inventou-se mais o PIN (Projecto de Interesse Nacional)...

...NACIONAL ??? O Expresso publica esta semana o trabalho acima, lá identificamos os velhos fantasmas do desenvolvimento - versus - ecologia/conservação ... porque continua o poder luso a considerar o Povo uma cambada de ignorantes??? Porque não sai Portugal da cauda da Europa ??? (Digitalização do Expresso via alhosvedros)

1 comentário:

ruca disse...

Sobre a destruição de tudo o que é "protegido", o que não deixa de ser um eufemismo, pois se o protegido é destruído, Portugal é afinal um país sem protecção, escreveu Ruca a propósito da expulsão das cegonhas do Seixal:

"A ave oficial do Seixal é o OFF-SHORE, uma espécie protegida pelos autarcas, com caracteristicas migratórias e de camuflagem impares.

Outra ave que tem protecção oficial em toda a margem sul onde se tem estabelecido com bastante sucesso , é o PATO-BRAVO.

O Seixal é um caso de sucesso na protecção a estas duas espécies de aves e conta-se já casos em que há acasalamento do OFF-SHORE com o PATO-BRAVO,do qual resultou um híbrido perfeitamente adaptado ao presente, com capacidades de clonagem e de dissimulação superiores aos seus progenitores.

O Sucesso tem sido tal que é vulgar avistar na Baía do Seixal, e na zona envolvente aos Paços do Concelho, bandos desta espécie que se tem revelado imune a caçadas e a armadilhas, no entanto o seu sucesso esse sucesso arrisca a espécie a entrar em autofagia.

Com efeito, a ocupação do território tem sido tal que começam a escassear novos locais de nidificação, esta ave escolhe sobretudo áreas protegidas, povoados de sobreiros e de pinhal, e tem voraz apetite também por zonas de REN e de RAN.

Os seus efeitos no território são visíveis e entendidos pelo Homem como "desenvolvimento" , havendo uma mancha de território artificialisado que nasce à sua passagem em substituição do arcaico terreno virgem existente há milhares de milhões de anos que só produz paisagem, aquíferos e oxigéneo, condições naturais que este hibrido dispensa.

7/08/2006 04:14:00 PM