segunda-feira, outubro 17, 2005

CHAPARROS CONNECTION


Mais um capitulo da novela dos sobreiros da Quinta da Princesa.

Vamos ao "principio", o principio foi tornado publico em Fevereiro deste ano, quando o senhor presidente Alfredo Monteiro anunciava em timing oportuno, uma autêntica "revolução" para a melhoria das acessibilidades no Seixal, anunciando obra no valor de 12,5 milhões de euros, embora logo referindo que dos €12,5 M , só €2,5M seriam suportados pela autarquia, ficando o restante "à responsabilidade das grandes superficies instaladas ou a instalar no concelho".

Desse pacote de obras a pagar por uma grande superficie que se iria instalar no concelho, outra instalada e só em cerca de 20% pela autarquia, tinhamos a variante à EN10, viaduto sobre a Quinta do Rouxinol, tunel sobre a rotunda da Cruz de Pau, rotundo junto ao complexo Carla Sacramento, via de ligaçãoMuxito-Pertagus Foros de Amora, vis de acesso Pinhal Conde da Cunha, rotunda nas Paivas, duplicação de sentidos na rua Oliveira Martins e viaduto Fogueteiro , o autarca anunciava assim obra feita para antes das eleições!

A Grande superficie a instalar não sendo uma Grande Superficie virtual ocuparia espaço fisico, num concelho que tendo aumentado a sua população nos ultimos trinta anos de 30000 para 160000 começa a rebentar pelas costuras de construção e a escassear terreno para a implantação de tais projectos que não colidam com a qualidade de vida das populações, na prática cada vez mais comprometida.

O cidadão não teve muito que esperar até lhe ser revelado pela pior des circunstâncias a localização dessa nova Grande Superficie Comercial (Capitalista!!!) - e não era nos terrenos reconvertidos da Siderurgia, nem nos areeiros desativados a oeste da A2 - a 26 de Abril, curiosa a data, tomavam os cidadãos conhecimento do abate de mil sobreiros na Quinta da Princesa.

Contrariamente ao abate indiscriminado de floresta com sobreiros, ocorrido no mesmo periodo na Flor da Mata, ou aos abates posteriores na Quinta do Cabral-Torre da Marinha, este abate chamou a atenção dos media e o empenho do deputado Luis Rodrigues que pediu de imediato esclarecimentos junto da Assembleia da Republica. Também o PS local ao que apurámos conduziu esforços no sentido de uma clarificação e explicação para o sucedido.

Este fim de semana foi publicado na imprensa (Correio da Manhã e Publico) os ultimos desenvolvimentos do caso e que não parecem de todo estar a ser favoráveis à Câmara Municipal do Seixal, é que o Ministério da Agricultura alega a lei de protecção do montado de sobro que inviabiliza qualquer construção naquele espaço por um periodo de 25 anos, apesar da autarquia defender ser aquela uma "àrea de expansão urbana" , com a aparente pressa de mostrar obra, não foram cumpridos todos os requesitos legais para a construção de um Hipermercado e mais 400 fogos aprovados pela Câmara, mas condicionados a um parecer do Ministério do ambiente e DGRF.

Este debate legal e ambiental entre Luis Rodrigues e Alfredo Monteiro, exposto mediaticamante este fim de semana leva-nos, a um dos momentos de maior crispação entre autarquia e oposição dos ultimos anos, a que se somam as acusações de irregularidades ocorridas há uma semana durante o acto eleitoral.

A grande questão que se põe é que, se o Carrefour não pode construir (e não se percebe a insistência da autarquia em densificar grandes superficies indiscriminadamante pelo concelho - enquanto apela no Boletim Municipal a compras no comércio tradicional, assina a sua sentença de morte...) ," quem vai pagar as infraestruturas rodoviàrias em Corroios e na Cruz de Pau, que resultam da contrapartidas da grande superfície?" Questão posta na noticia do Publico.

Alfredo Monteiro acusa a oposição de "prejudicar" o concelho ao mesmo tempo que assume uma filosofia no minimo curiosa para um politico num Estado Democrático e de Direito, e , referida na imprensa sobre a sua posição sobre o caso "A minha, toda a gente conhece. Defendo que se devem punir os criminosos, mas que é fundamental que o investimento se realize..." Posted by Picasa

17 comentários:

Maria disse...

Sabiam que o Sr . Presidente Alfredo Monteiro, já há muito, foi oficializado desta situação e não informou ninguém? Escondeu o ofício...

Porque seria?

Que Deus nos acuda!

Anónimo disse...

ó ponto verde essa de este ser o maior momento de crispação nos últimos anos entre alfredo monteiro e a oposiçao tem muito que se lhe diga.


entao e a questao da Assimec nas oficinas quando o PS levantou publicamente a questão ?

e quando foi a aprovaçao do PDM que o PS saiu da sala?

e quando foi a questao da violaçao do PDM com os corpos balançados ?

e quando o ricardo ribeiro recebeu ameaças de morte porque disse na TV que num local que tinha ardido nao se iria construiir?


Ó ponto verde um dia tens que nos explicar qual o teu interesse e do que andas á procura.

mas tem de ser ás claras.


já agora para teu conhecimento o PS apresentou primeiro o requerimento sobre os sobreiros a nível local do que o Senhor Deputado Luis Rodrigues.

Olha e agora quando o PSD fizer a aliança com a CDU nas Freguesias de Fernão Ferro, Amora e Corroios , não te esqueças de fazer um Post sobre essa matéria e uma reflexão profundissima sobre a politica.

Em Lisboa essa aliança já está em curso .

NP disse...

Agora estou de facto curioso sobre o que vem a seguir, em especial se esta intencção da DGF for para a frente e não se puder construir naquele local.
O que acho é que na posição actual da autarquia o investimento tem de ser feito (como diz o nosso presidente de municipio)a todo o custo, pois as contrapartidas das "parcerias" estão a andar e por isso a CMS está entalada... não tem solução, ou devolve os €10M ou então tem de desenrrascar um local.... mais uma vez a parceria deixa a autarquia em posição pouco favorável.
Estou para ver para onde vão meter este Carrefour... no sapal ?

O último comentário levanta questões interessantes, nomeadamente as alianças CDU-PSD, quase únicas a nível nacional, que ao mesmo tempo que permitem a gestão das autarquias, permitem também que não se tome à letra aquilo que foi o desejo das populações através do voto, que foi não dar a maioria nessas freguesias... que diabo uma Junta de Freguesia dever-se-á poder gerir em minoria e levar as decisões à discussão.... ou será que as oposições só iriam bloquear tudo e mais alguma coisa? Não creio.
Que lata tem o PSD de criticar o trabalho da CDU e depois se coligar... é por essas e por outras que tiveram o resultado que tiveram nestas eleições.

Anónimo disse...

Preocupa-se agora um anónimo PS com o PontoVerde e com o Luis Rodrigues, não devia estar antes preocupado para além do protagonismo de quem fácilmente lhe pode passar o pé, objectivamente orientar-se na oposição à CDU?

Anónimo disse...

Alfredo Monteiro terá escondido o oficio e a oposiçao nada disse durante a campanha .

a questao foi levantada antes sequer da pré campanha .

andamos no mundo da fantasia .

Anónimo disse...

Sobre este assunto parece-me que não há grandes dúvidas. A Câmara Municipal do Seixal emitiu o licenciamento, condicionado a um parecer do Ministério do ambiente e DGRF. Previamente à emissão desse licenciamento a Câmara negociou com o Carrefour a execução de determinadas infra-estruturas.
Sem ter vindo o parecer, alguém procedeu ao abate dos sobreiros, o que vai impedir a construção no local por um período de 25 anos.
De tudo o que li, ninguém refere que teria sido a Câmara Municipal do Seixal a proceder ao abate dos Sobreiros. Assim sendo, os mesmos ou foram derrubados pelo titular do licenciamento, a Sociedade Agricola da Quinta da Princesa, ou pelo próprio Carrefour.
Se foi o Carrefour, ele terá que ser responsabilizados pelos seus actos e não pode exigir responsabilidades à CMS.
Se foi a Sociedade Agricola da Quinta da Princesa, esta sociedade tem de ser responsabilizada pelos danaos causados a terceiros, ou seja ao Carrefour e pagar as infra-estruturas que o Carrefour está a executar.
Em ambas as situações não existe qualquer responsabilidade da Câmara Municipal do Seixal.

Anónimo disse...

O ponto Verde ás vezes parece um autentico gestor . Gere o interesse da oposiçao mas com um objectivo definido.

Depois dos gestores de carreiras de futebolistas temos os gestores de carreiras politicas . isto ja nao era como dantes está tudo está profissionalizado.

por isso é que a populaçao acena com lenços brancos - uns do terceiro anel outros da bancada central e até no camarote - e fica em casa. acha isto tudo muito superficial.

ainda vamos ver o ponto verde a encabeçar uma lista independentes consitutida por dissidentes das forças politicas.

o seu mandatário será um tipo da quercus que também falou falou mas na questão dos sobreiros nao se conhece iniciativa .

mas ó ponto para se candidatar terá que dedicar muito do seu tempo e das suas empresas ( com sacrificio para as criancinhas do colégio ) a esta nobre causa da actividade politica , mesmo quando independente.

prepare-se que a coisa não é fácil .

Anónimo disse...

Estes gajos do Ps pqrecem agora mais preocupados na hipotética emergência de um movimento civico para daqui a 4 anos do que nas eleições que acabaram de perder.

Estão mais preocupados com um blogue e com a opinião de alguém conhecedor dos problemas dos concelho e da Margem Sul do que como a CDU tem conduzido os destinos da Margem Sul tendo mesmo conquistado três Autarquias PS.

Estão mais preocupados com o não se elogiar os vereadores do PS, como se chamam mesmo agora? e com a visibilidade do deputado Luis Rodrigues, do que em combater e denunciar as irregularidades da CDU.

Mais patético só a Manhatan de Cacilhas.

Maria Madalena

Anónimo disse...

É obvio que alguém muito incompetente derrubou os sobreiros... pois isso só acarretaria, como espero que acarrete prejuizos para a grande superficie. Foi incompetencia ou então de tal modo se podem fazer sa coisas por aqui que pensaram escapar da mesma impunes. Se forem ver para trás há coisasa incriveis nesta câmara... desde inclusive a obra da ponte da fraternidade até à arrentela... essa mesmo que está a pensar!!

Anónimo disse...

A obra da Ponte da Fraternidade foi há 30 anos... Se é assim, ainda mais grave foi a construção da Igreja de Arrentela em que derrubaram 3 sobreiros e 2 chaparros!

Anónimo disse...

olhe que da manhatan de almada ao heliporto na ponta dos corvos no seixal ... olhe é tudo uma questão de mobilidade. uns querem torres e aquela maxima de "quanto mais alto maior a queda " aplica-se ; outros vão ( mais tarde ou mais cedo ) pelos ares .

hkt disse...

O que interessa nesta notícia não é a o protagonismo de quem revela a situação. Trata-se de uma discussão fútil. Parece que o PS ficou preocupado e desatou a disparar em todas as direcções.
O que verdadeiramente preocupa são as contrapartidas ... e a desresponsabilização da CMS que certamente irá encontrar forma de "sacudir a água do capote", tal como a intervenção de um ilustre anónimo já pressagia.

Anónimo disse...

quer dizer o município é que criou expectativas a um particular em troca de contrapartidas em época d eleiçoes e agora o dono do terreno é que indemniza a carrefour .

já agora a questão da legitimidade do requerente não foi desde logo acautelada??!!!

daqui a pouco estão a dizer que a responsabilidade é em razão da localização do terreno e que , por isso , a responsabilidade é do POLO Comunitário da Quinta da Princesa.

e o projecto continha , desde logo, o estudo para que o ministério do ambiente fixasse eventualmente o interesse público relevante e assim se permitisse o abate?

quem é o requerente?

o que é a "sociedade agricola da quinta" ? uma SA , uma sociedade por quotas , uma empresa pública , uma unipessoal , e de quem??

qual a viabilidade concedida e sob que forma?


a CCDR sabia que haviam ali sobreiros ?

ou, porque eram milhares ainda "pequeninos" nada constava nos mapas?

entretenham-se ...

já agora sabem qual é a parte de trás de um chaparro ?

Anónimo disse...

eina bem meu esta aqui a dizer que o BE desistiu de pedir ao tribunal que os votos fossem outra vez contados . depois daquele estrilho todo bem dizia o outro que isto andam em bandos . o BE deu de frosques e agora quem se vai rir é os gajos que deram a conferencia de imprensa .

isto de ser BEBE nestas andanças é o que dá.

nao sejas BE vota na tété . nao sigas o louçã segura o teu amanhã .
não andes aos pares vota soares

eina meu bem tou cá um poeta , ainda me candidato á presidencia da república

Anónimo disse...

mas o que é que a CDU tem a ver com essa cena dos votos e das eleiçoes mal feitas??

quem é que disse que foi a CDU que cometeu as eventuais ilegalidades!!!!!!!!!!!!!

mania da perseguição ou entao uma precipitação INEXPLICAVEL.

A CDU como os outros partidos e candidaturas tem é que ficar á espera e até defender que os votos se contem um a um .

Qual é a crise ?

Anónimo disse...

Vejam as datas dos concursos e da efectivação da Obra do arranjo da marginal da ponte da fraternidade até à ponta da Arrentela!! Já que sabe tudo qt á construção da ponte da fraternidade tb deve saber que o túnel da cruz de pau esteve fechado logo aquando das primeiras chuvas. Passar bem

Anónimo disse...

tá bonito, tá...... que embrulhada o Professor Alfredo nos meteu. Como é que alguém faz um PDM com area de expansão urbana para uma área que têm sobreiros que não podem ir abaixo ??

http://www.regiaodesetubalonline.pt/noticia.php?codigo=4355164789CE7