segunda-feira, outubro 10, 2005

DAY AFTER















Cartoon Luis Afonso Publica 9/10/05

Será que estamos num país a sério?

- Num país a sério não teria visto o esbajamento de milhões de euros (mais de cem milhões de euros) que esta campanha eleitoral custou ao país, com funcionários municipais até ao ultimo minuto da véspera afogueados em obras eleitoralistas de verdadeira propaganda e pagas pelos contribuintes.

- Num país a sério, não teria visto no dia das eleições um ex. Presidente da Repubica e futuro , anunciado, candidato a apelar, no proprio dia, ao voto num candidato municipal, seu filho.

- Num país a sério não teria assistido a este nivel de abstenção, nem ao subir de uma força politica, de uma corrente completamente abandonada no resto do mundo civilizado, com provas dadas como suporte das maiores ditaduras do século passado, e dos maiores colapsos económicos e ambientais.

- Num país a sério, quatro perseguidos pela justiça, dos quais uma verdadeira fugitiva, não se teriam podido candidatar e ficado a rir de todos nós da forma como o fizeram e ainda mais gozando com o próprio sistema democrático, e, gozado de tempo de antena.

- Num país a sério como defensor do ambiente, deveria estar-me a regozijar, por uma coligação, em que um partido ambientalista, apresentado em paridade de forças com outro partido ter obtido quase o pleno na Margem Sul e como tal eleito um sem numero de autarcas com ideàrio ecologista e conservacionista, defendendo o desenvolvimento sustentável - mas isso não é a sério...

-Num país a sério não existiria uma fraude eleitoral chamada CDU - Coligação PCP partido "OS VERDES" , em que o PCP esquece completamente esse disfarce "ecologista" com o partido coligado assim que consumado o acto eleitoral, unica razão da sua existência. (Almada, candidatos Câmara 22, PCP 20, Verdes 1, Ind 1 - Ass.Munic 65, PCP 51, Verdes 3, Ind 11 ; Seixal candidatos Câmara 22, PCP 13, Verdes zero, Ind 9 - Ass.Munic 66 ; PCP 58, Verdes 1, Ind 6, Int Democratica 1 - Descobrir um "VERDE" em listas CDU é como descobrir onde está o Wally...)

- Num país a sério, se fosse uma coligação a sério, os dirigentes dessa coligação não ignorariam completamente o outro partido em data de eleições, é que a mentira e a disfarçatez são tais que na noite das eleições os "VERDES", foram completamente ostracisados pelos seus colegas de coligação...

- Num país a sério e com um terço dos autarcas - dos quais fazem parte alguns dos reeleitos na Margem Sul - sob investigação da Policia Judiciària, teriamos já tido uma "operação mãos limpas" à portuguesa e não o passeio alegre em relvadas inaugurações.

- Num país a sério estariamos muito preocupados pelo rumo que os politicos pouco sérios nos têm conduzido, questionariamos as opções, e pediriamos responsabilidades antes de irmos assistir ao fogo de artificio que lançam para nos distrairem .
















Cartoon Correio de Domingo (09/10/05)



- Num país a sério, democraticamente estaria a saudar os que venceram na Margem Sul, em mais umas eleições democraticas, só que no meu entender, venceu a força menos democrática do espectro politico português , essa força dissimulada, constitui mesmo um perigo para o sistema democrático.

Lamento mesmo que embora sem representatividade real, a permissividade incompreensivel das oposições e a maioria abstencionista, permitam que a CDU lidere os destinos da maioria das Câmaras da Margem Sul, é que a Margem Sul só perde mais uma vez com isso,.
Depois de uma ditadura fascista de 48 anos vai-se somar em alguns municipios mais 34 anos de clientelismo PCP-APU-CDU...e isso é uma perda para a região , para o país e para a democracia , mesmo que agora não o reconheçam!

- Ou pensam que é por mero acaso que não saímos da cauda da Europa?
____________________________________________________
NOTA.

A falta de democracia, as perseguições e ameaças sobre quem ousa criticar as autarquias CDU da Margem Sul, mais nuns concelhos que noutros,é verdade, são a razão do anonimato de muitos dos comentários criticos, as pessoas têm medo até que identifiquem os computadores de onde vêm os comentários...

Por outro lado por parte de quem o faz a favor das Câmaras, muitos com cargos eleitos, o não assumir da identidade acontece por quererem fazer desacreditar o autor deste espaço, e manipular a opinião fazendo-se passar por parte isenta.


17 comentários:

Anónimo disse...

num país sério aceita-se a vontade popular democtrática e não temos um juízo de dirigismo social e politico fundado na superioridade da raça. ( na sua própria raça).

essa coisa de andar sempre a invocar a ética ( houve um período que até incidia mais sobre a ética republicana ) tem muito que se lhe diga .

quando o PS andou nessa onda da pureza caíu-lhe o Carmo e a Trindade com o caso casa Pia .

depois , os metafisicos que encontram a sua razão em parte incerta , vieram dizer que era a trindade do mal ( santana ,barroso e portas ) o que é certo é que o povo escollheu o socrates e afastou esse tipo de teorias para os esotéricos .

deixem-se de invenções. respeitemos o POVO.

Filipe de Arede Nunes disse...

Em primeiro lugar como é que é possivel que as pessoas que aqui comentem o façam como anonimas?? Tem medo de ficar presas ao que dizem? Ou será que apenas tem vergonha do que dizem?
Não concordo com tudo o que este bloger diz, mas assumo com frontalidade as minhas opiniões.
Em segundo lugar, também não compreendo os heteronimos, porque se é verdade que deputados da assembleia municipal usam deste espaço para comentar, deveriam pelo menos identificar-se, é que os blogs são escritos e nós não conseguimos identificar as vozes estridentes e manipulantes de alguns.
Em terceiro lugar, queria voltar a felicitar o PCP pela vitória no Seixal e em todas as suas freguesias, afinal o povo é suberano e ainda que discorde do resultado aceito-o como democrata.
Em último lugar, aproveitemos para fazer um jogo... vamos encontrar o militante do PEV nas listas da CDU neste concelho...
Parabéns pelo blog, mas atenção às criticas que se fazem, nem sempre precisamos de ser extremistas para que as pessoas compreendam a mensagem que pretendemos passar.

Anónimo disse...

É tempo de se agir, mais e melhor.Agora que a poeira já assentou, esteblog tem a responsabilidade de fazer emergir uma candidatura ganhadora para daqui a 4 anos!
Há que converter ao voto 50.000 eleitores!
Ao trabalho!
Quem concorda com o essencial da vossa mensagem ajudará!

Anónimo disse...

agamenon é uma identificaçao clarissima ... aliás uma identificaçao do caraças.

começo a pensar que é um problema congénito de ego de tal ordem que a perigosidade aumenta face á visão distrocida .

ja agora este sistema de inserçao de letras introduzido no blog a meio do seu percurssso d evida tem alguma coisa a ver com a identificaçao dos autores dos comentários.

já me tinham dito que no seixal há uma loja com remanescencias da pide , mas .... vamos devagarinho .

Ponto Verde disse...

Esclarecimento, o sistema de verificação das letras é unica e exclusivamente para conter o "span", publicidade não requerida enviada por computador e que desta forma é triada.

Não é um mecanismo de identificação ou perseguição seja do que for.

Filipe de Arede Nunes disse...

Bem... parece-me que o carissimo anonimo não entende muito de internet e da blogosfera. Pode consultar o meu perfil carregando no meu nome e ver ainda o meu blog.
Seja como for, para que se fique sabendo e não restem duvidas, chamo-me Filipe de Arede Nunes, sou morador neste conselho, na freguesia de Amora. Sou militante do PSD e dirigente da JSD e fui ainda autarca na assembleia de freguesia de amora no ultimo mandato. Sou licenciado em direito e tesoureiro da AAFDL até ao final do mandato. Se quiser, dignissimo anonimo, posso-lhe mandar o curriculo!
A sua segunda frase é de lapidar... desconfio que nem V. Exa. saberá o que queria dizer.

João Afonso disse...

O ponto verde apareceu. E como perdeu em toda a linha a culpa é do país e das pessoas. O ponto verde iniciou este blog com um propósito atacar as câmaras comunistas da peninsula de setubal que eram geridas pelo PC, acusando-as dos maiores horrores, tudo isto com o objectivo de influenciar as eleições autárquicas. Nos ultimos dias o ponto verde não resisitiu a elogiar as câmaras socialistas como bons exemplos de gestão.
Resultado o PCP ganhou as 5 Câmaras que tinha na Peninsula de Setubal, reforçando mesmo de forma significativa na Moita e em Palmela, e ainda foi ganhar três Câmaras ao PS, que eram tão bem geridas. É assim evidente a estrondosa derrota que as ideias do ponto verde tiveram nas eleições!
Assim se explica o presente post em que o ponto verde demonstra todo o seu anti-comunismo primário, facto que ele negou veementemente por diversas vezes.
São demonstrativas deste anti-comunismo as seguintes expressões da autoria do ponto verde: "uma força politica, de uma corrente completamente abandonada no resto do mundo civilizado", esquece-se que os comunistas fazem parte do governo na Noruega e tiveram uma votação expressiva na Alemanha...
Igualmente a expressão "venceu a força menos democrática do espectro politico português , essa força dissimulada, constitui mesmo um perigo para o sistema democrático.", expressão que eu pensava que tinha desaparecido e que era própria do pós 25 de Abril e do tempo em que se dizia que os comunistas comiam criancinhas ao pequeno almoço.
Ou "a CDU lidere os destinos da maioria das Câmaras da Margem Sul, é que a Margem Sul só perde mais uma vez com isso,.", o que demonstra que o ponto verde passe um atestado de insanidade mental aos eleitores da Peninsula de Setubal, que depois de nas ultimas eleições autárquicas terem dado a vitória ao PS em várias autarquias entenderam que afinal os eleitos comunistas são melhores que os socialistas, contrariando tudo o que o ponto verde escreveu...
E po ultimo a cereja em cima do bolo "A falta de democracia, as perseguições e ameaças sobre quem ousa criticar as autarquias CDU da Margem Sul", coitadinhos, quem critica as câmaras comunistas vai para a Ponta dos Corvos desterrado.

Anónimo disse...

O "ponto verde" apareceu? Mas o "ponto verde" esteve desaparecido? É que não demos beca por isso!!!

A vossa contabilidade é bué da gira!

Viva os cotas do Restelo.

LB disse...

Continuo a achar interessantissimo este constante ataque do sr. João Afonso ao Ponto Verde... é que o Ponto Verde incomoda mesmo! se calhar porque algumas coisas que aqui são ditas são verdadeiras...
Além disso, em nenhum momento me pareceu ou parece que a legitimidade do voto na CDU esteja posta em causa. quem votou decerto o fez em consciência e ainda que possamos discordar do voto não o podemos menosprezar.
O que convém relembrar, e o que se calhar mais justifica a existência deste blog de um cidadão preocupado e de alguns outros comentaristas aqui da casa é o total alheamento de largas camadas da população do concelho do Seixal destas e doutras eleições.
Ou seja, é constatarmos que poucas pessoas se preocupam com os seus próprios destinos e deixam nas mãos de alguns (poucos) a condução de assuntos que também lhes dizem respeito.

Por outro lado, se existem cidadão preocupados como o Ponto Verde e outros, e que por acaso não concordam nada com esta gestão autárquica porque não afirmá-lo, porque não fazer essa luta aqui, ou noutro sitio qualquer. A minha legitimidade de constestar a Câmara CDU é tão grande como a legitimidade de qualquer cidadão contestar as políticas do Governo.
A CDU nunca esteve no governo e nem por isso deixa de constestar as políticas dos sucessivos governos que por lá passaram.
Ou seja, ainda que em minoria, a CDU, as pessoas da CDU, os simpatizantes da CDU, qualquer cidadão, ainda é livre de constestar o que quiser, mesmo que essa contestação seja minoritária.
Ou será que no Seixal não podem existir minorias?
Sim! se calhar somos uma minoria, mas preocupamo-nos, ao contrário de uma larga minoria que nem sequer vota. E se o actual executivo foi eleito para trabalhar em prol da comunidade então decerto também "trabalhará" para mim. Logo, sinto que tenho todo o direito de constestar ou apoiar o que bem me aprouver e não é por terem ganho a câmara que vou deixar de contestar o que está mal!

P.S.: Já que se pede tantas justificações de afirmações deste blog porque não, senhor João Afonso, criar o seu próprio blog e dizer-nos onde é para que também nós possamos ir lá postar umas perguntas que gostaríamos de ver respondidas por V.Exa...
Ex. é ou não verdade que existe um projecto de construção de uma estrada que atravessa a Quinta do Álamo no Seixal e que em consequência disso teremos mais um espaço verde que se perderá?

Solariso disse...

Caro Colega,

Permita-me criticar uma aspecto do que foi deixado escrito neste Post e refiro-me ao caso dos Verdes.

O primeiro ponto que queria deixar claro que não sou apoiante do PCP, e vejo que se a coligação PCP-PEV funciona da maneira como a descreve, o problema é do PEV que aceita as condições da coligação.

Segundo ponto é que tem de ser o PEV a definir a sua própria estratégia como Partido Politico. Obviamente tem uma má estratégia.

O problema parece estar em o PEV se sentir confortavel numa posição em que não existe muita gente a olhar para eles, mas vão conseguindo alguns tachos para umas ervas daninhas do movimento ecologista. A resposta à situação vivida pelos verdes na coligação com o PCP é que o PEV está satisfeito.

Essa é que é a verdadeira tristeza e muito me alegraria de ver os verdes, realmente no activo.
Repara que não ouço, nem vejo os verdes a criticar a inactividade do Ministério do Ambiente. Também pouco são conhecidas as ideias próprias dos Verdes.

Ainda sem que haja qualquer conotação politica, vejo o Bloco de Esquerda, muita das vezes, a assumir um discurso de esquerda para as questões ambientais, em muito idêntico a ideias do "Verdes Alemães". O Bloco defende mais, e salienta mais a questão ambiental do que os próprios verdes.
Todos sabemos que o Bloco é uma criança com vontade e força para crescer. Pelo contrário o PEV sempre me parece ter sido uma criança, satisfeita com o chupa-chupa que lhe deram.

Verdes em Portugal não existem. Poderão sim haver uns parasitas ecológicos, agarrados à máquina ferrugenta do PCP.

sue disse...

Os Verdes estão confortáveis... eles aceitam as coisas como estão. Nem lhes interessa muita notoriedade, desde que que a coisa der também para eles. No entanto concordo que tanto parasitismo e tão pouca transparência por parte do Governo, os gastos estpafúrdios do custo de uma campanha (falo com conhecimento de causa) com dinheiro dos contribuintes é uma afronta a qualquer cidadão, minimamente esclarecido de como uma democracia/sociedade deveria funcionar. Mas olha que a revolução não passará na televisão!

Anónimo disse...

Quais verdes? O que o PCP faz é defraudar o sistema. São os tais buracos que é necessário aproveitar como diz o outro.
Agora, caro Solariso, não me venhas falar de crianças com vontade de crescer e comparar essa extrema esquerda caviar com os Verdes alemães. O "bloco" salienta mais e defende mais tudo o que der televisão. De artistas de circo anda o Mundo saturado. -- JRF

salmonete disse...

Verdes? Quais Verdes? só existem para esconder a foice e o martelo atrás das "argolinhas"....dos "favinhos de mel"... e agora disfarçar com o girassol... não servem para mais nada!

O resultado das eleições a Sul reside na mobilização e discurso do J.Sousa contra o PS, não tem a ver com o que se pretende para a região, ou para cada uma das localidades.

Em Sezimbra foi entendido como um referendo contra o Plano de Ordenamento da Arrábida.

Deixem-nos ganhar, parabéns, vai ser mesmo o canto do cisne.

João Afonso disse...

Num país a sério quem difama seria condenado criminalmente! Ora o ponto verde, sem quaisquer provas, lança a suspeição sobre todos os autarcas da margem sul ao afirmar "um terço dos autarcas - dos quais fazem parte alguns dos reeleitos na Margem Sul - sob investigação da Policia Judiciària".
Isto é grave, qualquer autarca da margem sul - seja da Câmara, seja da Assembleia Municipal, seja da Assembleia de Freguesia -, sente-se difamado com esta afirmação. E eu pergunto, pois não li em nenhum jornal que algum autarca da margem estivesse a ser investigado pela PJ, se o ponto verde têm provas desta sua afirmação? Se as tem que o diga, e aponte nomes, não deixe a suspeição no ar, como está a fazer.
Eu sei que o ponto verde é perito em deixar suspeições no ar, com o propósito claro de ofender e difamar pessoas, e é isso que ele faz com a afirmação supra escrita.
Se o ponto verde não apresentar tais provas, mais uma vez terei de dizer que o mesmo é mentiroso!

Anónimo disse...

Mas há duvidas??? Ainda não há muito tempo andava por um concelho conhecido do Sr. J.A. elementos da PJ a fazer perguntas, mas era só turismo.

NP disse...

Na minha opinião o day after mostra duas coisas que pode ser dificil de compreender, mas que deve ser encarado de frente.

1) a esmagadora maioria das pessoas não vota, não se sente motivada para tal e não foi devidamente "aliciada" por nenhum dos partidos.

2) de entre os que votaram, a maioria votou na CDU porque apreciou o trabalho feito. Votaram no que viram e sentiram, mesmo que em eleições nacionais não votem CDU.

Devo dizer que concordo com a esmagadora maioria dos pensamentos expressos pelo anónimo autor do blog, já o felicitei por e-mail várias vezes pela objectividade que coloca na maioria dos artigos e pela qualidade bibliográfica e documental dos mesmos, mas também tenho de dizer que os partidos da oposição do Seixal não encaram as eleições convenientemente.
Pensam, desde sempre, que podem de repente mudar o mundo e que todas as pessoas estão fartas da gestão CDU. Como todas as pessoas com quem se dão diariamente pensam assim começam a acreditar que "desta é que é".
Erro !
As estratégias de oposição devem partir do princípio que 50% dos que votam estão satisfeitos e que é necessário convencê-los que podem fazer diferente E melhor.
Enquanto assim não for, os resultados não deverão ser muito distintos dos actuais.

Quanto aos números da eleição, devo notar que de facto a CDU manteve os seus votos, o PS subiu 1000, o PSD desceu (e muito fez por isso, com uma campanha miserável, ausente e sem sentido), o BE subiu o que pode e vale e o CDS mostrou que não faz parte desta galáxia "margemsulense".

Já para a assembleia municipal é curioso notar que a CDU mantém a maioria apenas pelas inerências das presidências de juntas, ou seja, em termos de votos expressos perdeu pela 1ªvez a maioria, o que é de algum modo relevante.

Nas assembleias de freguesia, tudo na mesma, como era de esperar a CDU ganhou maioritariamente Arrentela, Seixal e P.Pires e tem liderança minoritária no resto. Curioso notar ainda assim a subida de votos em Amora, onde o PS perdeu 700 votos que devem ter ido direitinhos à subida do BE. Em Corroios também é curioso ver que o PS subiu simpaticamente, eventualmente balançados por um candidato conhecido na terra.
Veremos agora como faz a CDU, se se alia ao PSD ou se vai em frente sozinha, nestas freguesias. Sobre isto tenho para mim que algumas das pessoas que deixaram de votar no PSD o fizeram de forma a penalizar a aliança que o PSD fez com a CDu nas juntas de Amora e Corroios em 2001, mas isso é impossível saber.

Temos pois 4 anos à frente, um concelho onde gostamos (uns mais outros menos) de viver e que gostariamos de ver melhor, mais evoluido e com mais qualidade de vida, também com mais espaços verdes qualificados, pelo que espero que a CDU possa gerir estes destinos o melhor possível, que as oposições "casquem" o melhor possível nos actos de má gestão que vão existir e gostava muito que os cidadões pudessem ter uma participação cívica mais intensa, vivemos todos muito alheados do local onde vivemos e isso vê-se nos votantes efectivos neste tipo de eleições.

Anónimo disse...

Atenção ser arguido em processo crime não significa perseguido pela justiça! Tem-se de uma vez por todas retirar esse preconceito perante pessoas que podem ser inocentes. Basta existir uma acusação de alguém para se tornar em arguido! Tal como acontece com o candidato da CDU à freguesia de Fernão Ferro. Ele próprio é arguido em processo crime, e todos os dirigentes do PCP o sabem. No entanto ao contrário do que tão propalam nas televisões não lhe retiraram a confiança politica!!