domingo, julho 08, 2007

SARAMAGO ATENTO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS


O Nobel da Literatura José Saramago criou uma fundação com o seu nome que irá preservar e estudar a sua obra literária e espólio e ainda tomar partido "por grandes e pequenas causas".

No documento publicado pelo "JL", o autor determina que a fundação deve assumir nas suas actividades, como norma de conduta, "tanto na letra como no espírito", a Declaração Universal dos Direitos Humanos (assinada em Nova Iorque em 1948) e que mereçam particular atenção os problemas do meio ambiente e do aquecimento global do planeta, "os quais atingiram níveis de tal gravidade que já ameaçam escapar às intervenções correctivas que começam a esboçar-se no mundo".

"Bem sei que, por si só, a Fundação José Saramago não poderá resolver nenhum destes problemas, mas deverá trabalhar como se para isso tivesse nascido. Como se vê, não peço muito, peço-vos tudo", apela o Nobel português. Sede em Lisboa e Lanzarote Ainda de acordo com o JL, a sede da Fundação José Saramago será partilhada por Lisboa e Lanzarote, onde o escritor vive, terá uma delegação na Azinhaga do Ribatejo, aldeia natal do autor, e uma outra delegação em Castril (Granada).

Em declarações ao JL, Pilar del Rio declarou que a entidade não será neutra, e tomará partido "por grandes e pequenas causas" porque "somos humanos e tudo o que é humano nos interessa, pelo que não haverá assuntos políticos, económicos, sociais, culturais e do ambiente que nos sejam estranhos". _________________________________________________________

Um comunista octógenário`... com o espirito mais aberto e informado do que os delfins (licenciadose mestres) do PCP da margem sul.

No Seixal a geração que se perfila para a sucessão acha que "a ecologia é uma treta" e na Moita "há um núcleo duro de negação do aquecimento global e das alterações climáticas"...

Saramago é de outra estirpe que não a destes negacionistas e meros oportunistas... há uns anos, quando de cueiros devem ter negado a queda do muro de Berlim...

___________________________________________________

Ontem foi também o dia da inenarrável eleição das "Novas Sete Maravilhas", no que toca a Portugal fez-se mais uma vez a promoção da mentira, de um país que respeita, protege e promove o seu património, a suas arquitectura e o seu ambiente (o que está na antitese do que acontece ). Um espéctáculo que faria inveja a António Ferro que não teve lata para tanto!

4 comentários:

EMALMADA disse...

Concordo. Bom término.

ex-militante disse...

Esses que refere não são comunistas, isso garanto eu, são inscritos no PCP à procura de uma via para trepar no poder e garantirem o tacho que já têm , esperando uma oportunidade para lhes ser oferecido um ainda melhor. Ó Ponto Verde soube que andaram á minha procura graças á foto que publicaste do Pinhal e sabe que mais, andam para aí a arranjar quem cale o a-sul.

antónimo disse...

Eu sei que eles sabem que eu sei

Anónimo disse...

Este "Eu sei q eles sabem que eu se" não se cala

ja todos percebemos quem és

és demasiado obvio e previsível

vai-te tratar rapaz