sexta-feira, julho 06, 2007

MOITA - A REVOLTA POPULAR CONTRA O NOVO PDM 2



O Movimento Civico Várzea da Moita que editou uma iniciativa inédita ao promover a primeira Conferência Nacional Sobre Mais Valias Imobiliárias, lançou ontem mais um conjunto de iniciativas e debates pretendendo assim reabrir a proposta dos diligentes autarcas , os tais do trabalho, honestidade, competência a quem os cidadão respondem com o manifesto que passo a transcrever depois de alertar que mudaram os tempos senhores autarcas :


______________________________________________________________

Este Projecto de novo PDM da Moita não passará!

Se tal Projecto viesse a ser aprovado em última instância,
a Moita ganharia o vergonhoso estatuto de laboratório clandestino
dos mais desprezíveis cozinhados fora-da-lei, próprios de um novo País,
sem rei nem roque e abandonado na mão de poderes obscuros

Projecto de novo PDM é um monstro:
O Projecto de novo PDM para a Moita, em preparação desde Julho de 1996 e sem fim previsível à vista, da autoria da direcção política da Câmara Municipal da Moita, presidida por João Manuel de Jesus Lobo, é
  • um monstro de ilegalidades,
  • de escuridão
  • e de mau governo
  • e pior planeamento local.

O Projecto de novo PDM para a Moita tem traços distintivos maiores:

  • tripudia sobre a Lei e contra a Lei e os Cidadãos,
  • escarnece na cara dos altos funcionários do aparelho de estado e dos representantes dos órgãos de coordenação e de governo regional e central,
  • ofende os interesses legítimos e as justas preocupações de quase todos os Munícipes da Moita, nomeadamente em termos de

errada política dos solos,
pior desordenamento do território concelhio
e transferência de escandalosas mais-valias urbanísticas para meia dúzia de felizes contemplados com o Euromilhões do PDM da Moita,

  • Vota ao abandono o miolo urbano das localidades do Concelho, com zonas centrais envelhecidas, desertificadas, abandonadas, ao ponto de perdurarem em 2007 no Concelho da Moita algumas das localidades originariamente mais belas mas hoje mais degradadas em termos urbanísticos, no nosso País,
  • Ofende por último os direitos das pessoas dos campos particularmente do Sul do Município, e de outras zonas rurais da Moita, garroteando desnecessária e ditatorialmente as suas terras de cultivo hortofrutícola e de cereal, as suas explorações pecuárias e as suas áreas de habitação construídas dentro da lei.

Tudo isso acontece com um só fito:

  • passar quase 400 hectares de Solo Rural em REN e em RAN para novo Solo Urbano sem REN e sem RAN, com novas zonas urbanizáveis para mais e mais Fogos e novos Parques Empresariais.

Ao serviço de meia dúzia de grandes eleitos:

  • O Projecto de novo PDM para a Moita serve os interesses de meia dúzia de grandes especuladores imobiliários que durante estes 11 anos de Processo de Revisão do PDM actuaram do modo seguinte:
  • com uma mão compraram de véspera Solo Rural em REN e RAN*,
    com a outra mão assinaram no dia seguinte Protocolos com a Câmara para a reclassificação de tais solos como urbanizáveis(*), e
  • com as duas mãos foram a correr levantar dinheiro na Banca sobre a hipoteca desses tais terrenos, já "valorizados" com uma carimbadela e uma assinatura no sítio certo, e
  • generosamente também com ambas as mãos distribuíram migalhas por vezes bem visíveis e reais a certos dos seus ajudantes estrategicamente bem colocados na Administração Pública
____________________________________________
Leia aqui a DECLARAÇÃO na íntegra (clique).

6 comentários:

Anónimo disse...

Engraçado neste blog já vi desvalorizarem manifestações de milhares de pessoas e agora duas dezenas de pessoas é uma revolta popular,não querendo desvalorizar qualquer manisfestação em função dos numeros de participantes, é só para confirmar com que tipo de pessoa estamos a lidar.

Um blog que descobri foi o do antigo presidente da CM do Seixal e da AM do Seixal e acho deveras curioso que dos post que por lá li nenhum tem um comentário do autor deste blog, penso que era a pessoa ideal para lhe responder a algumas das suas duvidas.

manel disse...

Oh anónimo,tens medo das manifs,na margem esquerda, né?

Lembraste da manif. e das 4.000 assinaturas contra a destruição da Flôr-da-Mata?

Lembraste como o Sr. Vereador recebeu a população de Pinhal de Frades e arredores?

Lembraste do Sr. Presidente escondido a ver passar o povo?

Estavam todos com o rabinho entre as pernas, ehehehehehehe

E agora eis como "os defensores do povo" respeitam a sua vontade: passados 5 anos andam a destruir o "pulmão" do Seixal.

Tenham vergonha!

NB: tenho a certeza que o Sr. Presidente Eufrázio nunca teria a atitude hipócrita e de desrespeito da vontade das gentes de Pinhal de Frades e nunca destruiria a Flôr-da-Mata.

Ponto Verde disse...

O Senhor eufrázio tem um blogue, extraordinário, e porque carga de água deviaconhecê-lo e comentá-lo?

Mas sobre o consulado desse senhor à frente da CMS tenho a agradecer como cidadão á protecção ambiental do actual PDM, mas que não tem enquanto presidente da AMS mostrado a sua oposição à queda sistemática dessa protecção ambiental para favorecer os grandes grupos económicos da construção, portugueses e espanhóis e também da banca.

Ponto Vermelho disse...

O Ponto Verde parou no tempo... tadinho, ainda pensa que o Eufrazio é o Presidente da Assembleia Municipal... Pontinho acorda e informa-te para não dizeres disparates... Mas também se não disseres disparates, o que terás para dizer?

notadog disse...

Vocês aprendem essa técnica de desconversar e só desenvolver temas que têm como base apenas conversa da treta, em vez das questões reais, ou já nascem assim e são escolhidos para fazerem de cãezinhos de guarda dos vossos donos graças a essa característica de nascença?

Canitos bonitos... sempre obedientes, ladrando igualdade e fidelidade, nunca páram para pensar porque é que vocês estão na casota do cão (de 3 assoalhadas na torre da marinha) e o dono na vivenda na sobreda. Canito bonito! Toma lá biscoito!

Ponto Verde disse...

Ah! O Eufrázio não foi presidente da Assembleia Municipal? Se calhar também não foi Presidente da Câmara nem da Costa Azul? Querem agora apagar mais uma vez o passado? Desculpem lá a ignorância,se calhar o Eufrázio nunca existiu...