sexta-feira, julho 20, 2007

QUE SAÚDE PARA O SEIXAL?


O ambiente urbano no Seixal, nas várias realidades do concelho do Seixal melhor dizendo, como tem aqui sido analizado, não conduz a uma sociedade equilibrada e saudável.Isto quando saúde e ambiente andam de maos dadas e são indissociáveis.

Numa região habitada por 160.000 habitantes as orientações urbanas não foram desenvolvidas no sentido da construção de um "Seixal Saudável" , pelo que o único que se conhece é o da propaganda daquela anual manifestação com o mesmo nome, para onde nem são convidados as maiores sumidades médicas do concelho ou do país, pelo que se perdeu , em relação a esse evento, na sua credibilidade medico/cientifica, e em relação ao concelho, falhou-se, na prevenção de uma cidadania de qualidade, promovendo estilos de vida saudáveis a começar pela luta contra a obesidade e promovendo o exercicio fisico.

Por exemplo temos aqui defendido soluções simples do dia a dia nesse sentido, a criação de condições para disfrutar de zonas verdes procuradas pela população para melhorar a sua condiçao fisica (ultimamente aqui falámos na necessidade de parar com a destruição de uma delas) . Outra solução simples é a criação de ciclovias (nao esquecer que uma das maiores causas de morte em Portugal se prende com as doenças cardiovasculares) uma forma de mobilidade que ao mesmo tempo que liberta as vias do automóvel, obriga o exercicio fisico. Outras soluções passariam pela construção de circuitos de manutenção, de parques com equipamentos para execicio fisico, etc...


Ou seja, na prevenção, as autarquias locais não actuaram, Seixal incluído!

No remediar, o boom urbano levou por exemplo a que milhares não tenham médico de familia .Neste capítulo nao defendemos como sabem, da necessidade de um hospital construído de raíz , sobretudo para satisfazer mais que necessidades da população, a propaganda local, como elemento de arremesso contra , o sempre inimigo exterior denominado "poder central".Porque defendemos primeiro que tudo atitudes preventivas como as que anteriormante simplisticamente exemplificámos, e depois, um serviço de saúde de qualidade que tenha em conta a proximidade.

Nesse sentido é por outro lado fundamental, a estrutura montada do serviço nacional de saúde onde se incluem claro está, como base ,entre outras figuras, os centros de saúde e os SAP.

O anunciado fecho dos SAP do Seixal e Corroios (Corroios foi a freguesia que mais cresceu na última década) pelo mesmo governo que acede à proposta da autarquia de constrír um hospital, parece-me absurda e de uma grande gravidade para um concelho que explodiu em termos de habitantes de 30.000 em para 160.000 em trinta anos, numa acção promovida politicamente e económicamente por uma autarquia que como referi anteriormente, não cuidou minimamente das questões de qualidade de vida e ambientais dos seus cidadãos.

Nao faz sentido que o "Governo Central" atravez da CCDR e das aprovações do Dr.Francisco Ferreira permita a explosão demográfica e expansão urbana , depois retire o apoio médico do SNS. Não é justificação economicista quando se suporta financeiramente o troço actualmente em "exploração politica" (sem passageiros nem utilidade) do MST e depois avance com decisões sem sentido humano como esta.

E o povo pergunta:
Se agora lhes é retirada a assistência de proximidade, Como é que vai ser?

E óbviamente mais uma vez à CDU é dada de bandeja mais um cavalo de batalha contra "o poder central". Mais um tiro no pé deste governo?

Ou não interessa ao PS que haja alternância de poder na margem sul?
______________________________________________________

Actualização 16h

Mesmo que a explicação dada possa ser a de que os SAP são (dispensáveis por serem ) no fundo meios de triagem e orientação ...que se justificam em orçamentos desafogados mas não em orçamentos de contenção, parece, face a outros despesismos e vendo a questão exclusivamente do ponto de vista economicista , perante o número de pessoas afectadas e as caracteristicas da região, uma má medida politica.




24 comentários:

Anónimo disse...

JSD CONTRA ENCERRAMENTO DOS SAPs:

www.jsdseixal.com/blog

www.juventudeseixal.blogspot.com

JSD CONTRA ENCERRAMENTO DOS SAPs:

Anónimo disse...

Na Moita as ciclovias são rídiculas: vão de lado nenhum para nenhures... Por exemplo a ciclovia da Moita para o Rosário que começa à saída da Moita no meio do nada e acaba em frente ao Freira Bar, já para não falar na que supostamente liga a Moita a Alhos Vedros que começa numa rotunda à saída da Moita e acaba na Fonte da Prata - o resto é desviar dos carros...

Anónimo disse...

Macacos me mordam se eu percebo este Ponto.

O que ele vai buscar para tentar minimizar a responsabilidade real pelo encerramento do SAP do Seixal e de Corroios, efectuado por um governo que se diz socialista mas que é anti-social.

Até fala em obesidade e ciclovias, vejam lá!

Mistura alhos com bogalhos só para poder continuar a bater no mesmo ceguinho.

Se isto não é patológico, é o quê?

Por isso, proíba-se em todo o Concelho o consumo da cervejola e dos coiratos para prevenir a obesidade.

Fechem-se os McDonalds e as Pizarias.

Refrescos só serão permitidos à base de capilé ou groselha porque as limonadas levam açúcar e podem engordar.

Nas festas populares será proibida a venda de churros e farturas. Muito menos algodão doce.

Abaixo o cozido à portuguesa e a feijoada à transmontana.

Depois digam que eu também pertenço ao tal aparelho da CDU, quando é o grande Ponto que descredibiliza qualquer assunto sério.

Meigas patadas da

PANTERA COR DE ROSA

Anónimo disse...

Os SAP do Seixal e de Corroios não podem fechar!
Com estas medidas, o PS continua a oferecer trunfos para conseguir não ganhar a CMS; e pior do que isso a prejudicar objectivamente a população. Convem não esquecer que o Ministro não frequenta SAPs, talvez por isso estas sábias medidas!

Anónimo disse...

Há aí umas panteras a quem as mines devem ter queimado os neurónios.

Anónimo disse...

a uma pesnamento básico corresponde uma atitude básica.

a um pensamento das bases corresponderá uma acção democratica

parabens pela foto ponto . ela merece toda a nossa elementar atenção.

Anónimo disse...

Não sei o têm contra as panteras.

Será pela cor ou pelas mines?

Invejosos!

Também queriam sacar computadores da Câmara?

Isso não é para todos.

Zeca disse...

"Os SAP do Seixal e de Corroios não podem fechar!
Com estas medidas, o PS continua a oferecer trunfos para conseguir não ganhar a CMS"

Olha lá anónimo, mas alguma vez o PS ganha a CMS?
Então eles nem se entendem entre eles e vão conseguir derrotar a CDU nas 2 ou 3 eleições que ai venham ? Nem pó, esquece lá isso.....
Que a CDU perca a maioria ainda é uma coisa, mas derrotá-los ? O povo não se mexe, não vota e no geral não está insatisfeito (está só adormecido) por isso se o PS ganhar é porque alguém escondeu umas urnas com votos da CDU.

Até te digo, eu também gosto de alternância democrática, mas com a incompetência pegada do PS Seixal e com a sua falta de organização ?.... Antes o que está, ou o PSD do Sr.Paulo Cunha e do sr.EngºDeputado Rodrigues

ex-militante disse...

Isto parece que anda tudo a abusar das mines e dos caracóis, então, no interior fecham-se escolas, maternidades...porque não há gente. Aqui onde há em demasia qual a razão?
Aos poderes não lhes interessa o bem estar do povo, muito bem visto a CDU estar-se a borrifar para o bem estar da população (e não sabe o povo da história metade), só obras de fachada e propaganda, mas nada para a vida do dia a dia.O PS acaba de dar mais um tiro no pé a mostrar que Correia de Campos, Nunes Correia e o Ministro Pinho têm que ir de férias, definitivamente.
O patronato também não está satisfeito, mas para outro lado, nada lhes chega e é sempre mais e mais nos direitos de Abril.Isto só lá vai com outra revolução, limpar a Corrupção das autarquias, e os interesses do Paulinho das Feiras e dos Submarinos e Portucale, dos interesses tipo Ota do aparelho de Estado e outros que tais, ou das senhas de almoço do Marques Mendes, isto é tudo encoberto na comunicação social. Ainda bem que há espaços como este para que não caiamos em ditadura.

Papoila disse...

O encerramento dos SAP's no Seixal e Corroios só vai agravar ainda mais a saúde dos seixalenses que se vêm obrigados a recorrer ao HGO, já de si tão saturado...

Anónimo disse...

Lisboa-WaterfrontExpo 2007

Quarta-Feira, 3 de Outubro de 2007

-10.15:

Case study: Municipality of Almada:
Almada Nascente – Cidade da Água
Lord Richard Rogers, Rogers Stirk Harbour + Partners, UK





One of the world’s foremost living architects, Richard Rogers, will be presenting at WaterfrontExpo 2007 in Lisbon on Wednesday 3 October.

Richard Rogers, the Chairman of Rogers Stirk Harbour + Partners, will present the case study Almada Nascente – Cidade da Água (Eastern Almada – The Water City).

This is a major waterfront development that will see a huge transformation of the ancient industrial and naval area into a modern urban site. Almada lies on the opposite side of the River Tagus to Lisbon to which is it is linked by the 25 de Abril Bridge.

Richard Rogers is best known for such pioneering buildings as the Pompidou Centre, the iconic Lloyd’s of London building, and the Millennium Dome. His latest masterpiece, Madrid Barajas Airport, which has only recently been opened, was awarded the 11th RIBA Stirling Prize at a ceremony in London last October.

His presence at WaterfrontExpo 2007 will be highly appropriate given the event’s theme of sustainability. The philosophy of Rogers Stirk Harbour + Partners is stated as: “Sustainable design which aims to meet present needs without compromising the stock of natural resources remaining for future generations. In terms of buildings, this implies resource efficiency - minimum energy, flexibility and long life”.



In: http://waterfrontexpo.com/cm/public/news/news.php?newsid=459&pubdep=4

Anónimo disse...

Quem é que foi ontem apoiar as pessoas que dão a cara pela reabertura dos SAP?
Como é que numa população de 165000 (e não 160000) só aparecem 600 gatos pingados a dar apoio a uma causa que afecta um concelho inteiro? Porque é que eu não os vi lá?
Será que os restantes 164400 não sabiam ou estavam todos a trabalhar? Ou tiveram medo de ser relacionados com o PC. Mas quando se tratou do referendo da 'matança', aí, não se importaram com isso. Agora é preciso poupar para cumprir essa lei. E vai daí, suprimem-se SAPs, maternidades, escolas, etc. Já tínhamos uns Centros de Saúde da treta, e em vez de os melhorarem, têm ido de corte em corte, e nós caladinhos! Estão todos satisfeitos, não é seus merdosos? POVO DA TRETA!!! Geração rasca! Não o sou, mas, antes comunista, que comodista! E tenho a impressão que a cor acirra uns e paralisa os locais...

Ponto Verde disse...

A questão de quem foi é a mesma de quem foi apoiar a eleição de António Costa ao Altis este fim de semana.

É a politica faz de conta no seu melhor, faz de conta que é uma democracia e participada e onde contam os mais humildes.

O PCP precisa de ter razão para estas pseudo-manifestações como de pão para a boca, haja quem lhas dê.

Estou também à espera de uma manifestação dos trabalhadores da Editora Caminho (PCP) vendida ao magnata capitalista da imprensa, o Cityzen Kane Lusitano Paes do Amaral...

O PCP vai com esta conquista capitalista pôr trinta e tal trabalhadores no desemprego. Vamos ter manif ou não?

Anónimo disse...

não não estavam lá como ainda dizem que desconhecem as razões do encerramento.

Põem-se a milhas!

Anónimo disse...

Meus queridos amigos.

Mas isto dos protestos não pode ser só assacado aos pècêpistas.

Onde estão os outros defensores da lei abortiva?

Onde estão os xuxialistas, os verdistas, os bloquistas, etc.?

Agora não se manifestam?

É só o PCP?

Cambada de hipócritas.

E se fossemos à próxima sessão pública da Câmara Municipal do Seixal exigir aos senhores vereadores xuxialistas uma explicação sobre o encerramento dos SAPES?

Será que ainda têm coragem para olhar de frente para a população?

Duvido, porque metem o rabinho entre as pernas e dizem que isso não é nada com eles.

Não têm um mínimo de dignidade, porque se a tivessem deveriam ser eles os primeiros a protestar.

Vamos exigir-lhes explicações e se não as tiverem, demitam-se dos cargos que ocupam no Concelho.

TODOS À PRÓXIMA SESSÃO DE CÂMARA.

Anónimo disse...

gokO PS com o seu Governo arrogante é o partido que melhores condições cria para a perpetuação do PCP/CDU por estas bandas nas autarquias.

ex-militante disse...

Bora à sessão de Câmara, vamos obrigar o vereador do ambiente a demitir-se depois do que tem acontecido na Flor-da-Mata , Bora à sessão de câmara dar a nossa opinião sobre o Plano de urbanização de Siderurgia, do da Torre da Marinha!
Bora perguntar porque as consultas publicas são sempre nas férias. Bora contestar a hipocrisia da CDU!

Anónimo disse...

ja viram as declarações da sado???

muito interessantes

diz o rapaz:
«desconhecer os fundamentos do encerramento» mas admite ter ficado «com dúvidas de que a concentração dos serviços em Amora satisfaça todo o concelho».

um «aumento de serviços no concelho com a criação das Unidades de Saúde Familiares».

LINDO

são umas atrás das outras

não era melhor ficar caladinho?

Anónimo disse...

«desconhecer os fundamentos do encerramento» mas admite ter ficado «com dúvidas de que a concentração dos serviços em Amora satisfaça todo o concelho». O rapaz lembra, no entanto, que houve um «aumento de serviços no concelho com a criação das Unidades de Saúde Familiares».

Paulo Edson Cunha disse...

O PSD esteve presente nas manifestações contra o encerramento de ambos os SAP´s e contou com a presença de muitos militantes entre os quais o Deputado eleito pelo círculo de Setúbal, Luís Rodrigues, o presidente da secção do Seixal (eu pp), o presidente da concelhia da jsd Seixal (Miguel Martins).
Devo referir que temos uma legitimidade acrescida de participar neste tipo de manifestações, não por mero aproveitamento político, mas sim porque no último Governo PSD, os deputados eleitos pelo circulo de Setúbal pelo PSD não só também participaram activamente numa manifestação que ocorreu no Centro de Saúde da Amora, contra o seu próprio Governo, como também, sempre pugnaram junto do governo pelo reforço da verba em PIDAC para a construção do novo Centro de Saúde de Corroios-Vale de Milhaços, que este Governo retirou do PIDAC.
Nesta legislatura, em reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Municipal, a nossa representante, Dra. Clara Carneiro, colocou um conjunto de questão à Sra. Directora dos Centros de Saúde do seixal e Sesimbra e disse que quando essas questões fossem respondidas e resolvidas o PSD apoiaria a reforma em curso. Penso que mais sérios não poderíamos ser. Não contestámos apenas por contestar. O resultado está à vista, não houve resposta, mas sim esta reforma, ainda por cima apresentada de forma cobarde, quando supostamente as pessoas estão de féria! Tudo isto está melhor explicado no nosso comunicado, que pode ser lido em:

http://pauloedsonc.blogspot.com/

Anónimo disse...

e quando no tempo do barroso queriam fechar os sap sem dar alternativa aos utentes ? Grande Cunha assim vais longe

Anónimo disse...

Pois é,mas parece-me que tens um problema de interpretaçãoporque o que é dito é precisamente isso. Os deputados do PSD agiram contra a própria ideia do seu governo na defesa da população por isso agora têm mais legitimidade para estarem contra a actual decisão do governo.
Nem sequer sou do PSD, mas tenho de reconhecer coerência de posição dos responsáveis locais desse partido

Anónimo disse...

onde está a MEMÓRIA do PSD? Então o Luis Rodrigues não devendeu o emanuel esteves a toda a força quando os SAP no concelho estavam para fechar ?!

Anónimo disse...

nao basta ser chefe é preciso conhecer as posições de cada um no passado e no presente . não há futuro sem memória .