segunda-feira, julho 02, 2007

"A ECOLOGIA É UMA TRETA" (!?!)

Gostava de dar aqui destaque a uma opinião de um leitor, as opiniões são o que são, tal como as nossas, uma visão do mundo, a começar pelo que nos rodeia.

E o mundo que nos rodeia e com o qual somos confrontados dia a dia é o mundo da insustentabilidade , uma insustentabilidade sem critério nem lógica para além da eternização no poder,dos que lá estão, mas um poder pelo poder , cego, desesperado para se manter e não mais do que isso... enquanto o poder tem que ser antes de tudo servir e gerir, servir os cidadãos de acordo com a sua vontade e gerir meios e recursos, porque o território e as gerações não se esgotam nesta, o ambiente e os seus recursos a continuarem a ser delapidados desta forma é que sim... sempre do nível local para o global. Outras opiniões há, divergentes, como a que a seguir transcrevo (comentando outro/s comentador/es):


"Não são como são as coisas vistas daí, dos vossos olhinhos de autores de brilhantes textos e correspondentes desabafos e tiradas de um anti-comunista bafiento.

Mas vistas daqui, do lado de quem lê, o que é claro é que vocês têm tantas preocupações ecológicas e ambientais, como eu tenho de Cristiano Ronaldo, já que sou cego dos dois pés.


O que se vê daqui, é que vocês são um grupo de ex-comunistas ressabiados, muito bem acompanhados por sedentos candidatos a autarcas de outras cores.


A ecologia é uma treta e um pretexto para vomitarem a bílis e defenderem os vossos interesses pessoais. E se não topam isto, é porque são - desculpem a indelicadeza - uns autênticos calhaus."

Há quem resuma o mundo a isto, lapidarmente a um desejo de poder monolitico, neo-feudal, só de alguns, para alguns Oos seus pares) e sem direito a critica, se este leitor pertence ao circulo dos tais poderes, como parece, deixe-lhe que lhe diga que cada vez são mais os que divergem da sua opinião e que a expressam, cada vez com mais meios, como este com o qual comunico, com letra , imagem e movimento, ou com uma fotocopia, um cartaz ou uma "carta ao director" como as que a seguir transcrevo.

Quanto a outros "candidatos a autarcas de outras cores" estarem de acordo com o que aqui é denunciado, agradeço a informação, isso só revela uma coisa , que vivemos em democracia e que em Democracia a alternância no poder, é uma das premissas que nos distinguem da ditadura onde o caro opinador, fingindo-se democrata , tão bem se sente (compreensivelmente) acomodado, mas , nota-se pelas suas palavras...estar pouco seguro quanto ao futuro...

______________________________________________

Excertos de duas cartas ao director publicadas na imprensa deste fim-de-semana.

No Expresso escreveu Jack Soifer (excertos) :


"Betão para 40 milhões - Viva o Expresso, por quantificar o que a população há muito alerta: o excesso de fogos caros. A orla do Algarve e do Tejo foi espoliada. Os turistas de bom gosto já não vêm para cá. Aqui ganha-se muito mais ao especular com lotes do que investir em industrias (...) em licenciamentos que enriquecem uns poucos lobistas e muitas câmaras (...) Estima-se haver em Portugal 170 mil fogos novos sem alugar nem vender , há mais de um ano (...)"


No Publico escreveu Jorge Duque (excertos) :


"Em Portugal sempre existiu corrupção.Aliás, este fenómeno lamentável existe em todas as sociedades e é uma ilusão pensarmos numa sociedade sem corrupção. O problema torna-se muito sério quando o volume de corrupção é muito elevado, e no nosso país existem indicios de que tal está a acontecer. Portanto, é vital que os poderes eleitos actuem rápidamente, porque os portugueses honestos são os grandes prejudicados, e não somente no país, como entidade abstrata. (...) Os negócios obscuros que são possíveis no licenciamento das construções por parte das câmaras podem contribuir, em grande medida para o brutal aumento do preço das casas. Como se vê, é o cidadão comum que paga o preço da corrupção."

Quer queiram quer não os senhores do poder, e/ou dos pequenos poderes personificados no autor do comentário que nos reduz a "ex comunistas-ressabiados" , estas são mais do que opiniões de cidadãos, são opiniões transversais à sociedade, uma sociedade em que o poder está visivelmente desfazado das aspirações dos cidadãos, e a gestão dos meios e dos recursos está longe de ser e dirigida ao bem estar de todos.

Entretanto, no seu desespero aplicam uma politica de terra queimada , permitindo e provocando situações graves de destruição do património natural com dezenas, centenas, milhares... de anos por vezes de forma irrecuperável e por mero capricho ou demonstração do poder que certamente lhes falta na sua real masculinidade...é lógico que para estes "A ecologia seja uma treta".

23 comentários:

Zeca da Borga disse...

Ó «ecologista»

Porque não elaboras um texto subordinado ao tema:

«Eu, ecologista, serei uma treta?»

Talvez fosse o teu único texto menos mau...

Experimenta, num dia em que estiveres mais calmo...

Zeca da Borga

Ponto Verde disse...

Sendo tudo tão mau e cheio de mentiras como é que o comentador anterior por cá aparece todos os dias?

Como é que um blogue tão mau e tão cheio de mentiras é esta semana referência no jornal Tal & Qual?

ex-militante disse...

Óooo Paulinho da treta, uuuupss Dr Paulinho da Borga então o que é que vou dizer ao meu puto de cinco anos?
-Como é que explico que os comunas estejam comprados pelo grande capital do betão e da banca?
- Como explico que no PDM o pinhal que era para proteger... e agora não há pinhal, agora mesmo estão lá um catterpillar, uma retro e mais duas máquinas para além de um atrelado TIR cheio de trocos!
- Como explico que quando ele tiver a minha idade não vão haver pinhais no Seixal, porque os corruptos acabaram com eles?
- Como explico que o partido a que o pai pertenceu era de uma gente, que o avõ foi preso por defendê-lo, e agora passou para uma cambada de comprados?

Zeca da Borga disse...

Aos «ecologistas» e ex-militantes

Porque preciso, diariamente, da minha dose de humor. De ler uma ou duas anedotas.

Pois é, ó ex-militante. Um gajo compra - ou aluga - uma segunda habitação, se calhar construída clandestinamnete, e depois pensa que também comprou todo o pinhal à volta.

Diz-me lá. Quanto pinheiros foram deitados abaixo para construir a tua casa de férias ou fim-de-semana? Contaste?

Quanto ao Paulino, pá, que grande gozo. Tás frio, meu, muito frio.

Mas podes continuar nessa. Nem na primeira letra acertas. E nunca acertarás.

Zeca da Borga

Anónimo disse...

Para ponto verde

Ah! Nao gostas que visitem o teu blog, mesmo que os comentários sejam a propósito do que escreves?

Mas gostas de visitar os outros e fazer comentários a despropósito e sempre «chapa 5».

Por sí se vê o teu carácter.

Paulo Silva disse...

O EX MILITANTE DA TRETA a explicação é fácil: Dizes que votaste no PS, pois aspiravas a que te dessem um tacho, e que o PS ganhou as eleições e colocou um boy na Direcção de Florestas, que é uma coisa que está acima das Câmaras Municipais e que não quer saber das Câmaras Municipais para nada, e que esse boy do PS deu uma autorização para o corte das árvores. Dizes também, se fores sério - que não és - que quando soube que estavam a cortar as árvores que a Câmara do Seixal foi ao local para ordenar a suspensão imediata dos trabalhos, mas que face à autorização do boy do PS a Câmara do Seixal nada podia fazer, pois os despachos e autorizações emanadas de orgãos do poder central sobrepõem-se à vontade das Câmaras. Mais podes dizer ao puto, que a malta do PS não gosta das árvores, e que por isso dão ordens para cortar as árvores...
PS: Podes ainda dizer ao puto que saiste do partido porque querias tacho, que se o avô soubesse corava de vergonha com a falta de vergonha do pai..., e que ninguém compra o PCP! É claro isto se fosses sério, mas se fosses sério não tinhas saido do PCP!

Monte Cristo disse...

Olá, amigos!

As coisas que uma pessoa fica a saber através destes blogs! Afinal - pelo que me é dado perceber - andam aqui muitos interesses pessoais e partidários mal disfarçados. Sob a capa, pois claro, da ecologia.

Eu preferia que vocês falassem honestamente dos problemas concretos - e reais - do país e da região, sem mentiras, sem gatos escondidos com o rabo de fora.

Com o país de rastos, entregue cada vez mais a ditadores de pacotilha, bufos vários, candidatos e Pides e, conforme se vê e ouve, a ministros meio broncos (para já não falarmos no tal «engenheiro» de aviário que o professor Charrua tão bem caracterizou), vale a pena perderem tampo com estas tricas?

Haja decoro! E juízo, porque um dia comemos todos pela medida grossa. Se já não estivermos a comer.

xau disse...

Estex paulox silvax dirijentex comunistax que por aki aparexem numa xó de dextróir xão o expelho das políticax canxerígenax que alaxtram na margem sul.

Monte Cristo disse...

Chega!

A discussão baixou para o nível da taberna. Da alarvidade. O que não é de estranhar. Estamos perante os herdeiros da pidalhada, dos bufos e de outros cromos do fascismo, mentecaptos cuja intestino grosso estava ligao ao cérebro (quando o tinham).

Imbecis, calhaus, brutamontes, todos eles feitos da mesma massa das bestas que o Salazar arrebanhava para servirem na António Maria Cardoso.

Salazar e Sócrates. Pelo menos, o primeiro era mesmo formado e, que se saiba, não tinha nenhum piquinho a azedo.

Passem bem, seus Rosas Casacos.

Anónimo disse...

"pois os despachos e autorizações emanadas de orgãos do poder central sobrepõem-se à vontade das Câmaras."

Alguém vá explicar isto à presidente da CM Almada.

Anónimo disse...

Ost ipos do pcp querem instalar aqui uma nova URSS?

Zeca da Borga disse...

É isso, tal e qual. E comer criancinhas, dar injecções atrás das orelhas aos velhinhos e internar atrasados mentais. Se calhar, é esta parte que te assusta mais.

Mas enquanto não implantamos a URSS cá, vai o governo do «engenheiro» de aviário obrigando professores a trabalhar até morrerem (agora foi mais outro), saneando professores que não são da cor, censurando cartazes e blogs, empobrecendo milhões de portugueses e engordando os banqueiros como nunca aconteceu, nem no tempo do «botas».

Pelos vistos, isso não te incomoda, ó meu candidadto a pide.

Zeca da Borga

Anónimo disse...

Sr. Zeca da Borga, não foi a câmara do Seixal que censurou o cartaz da JSD?

Pois é, pela boca morre o peixe!

Em relação à URSS qual é sua ideia sobre os Gulag? sobre a deportação de milhares de pessoas? Sobre a o facto de bastava uma simples denuncia para ser preso e torturado?

Anónimo disse...

Olha o que a gente descobre a CMS censurou um cartaz da JSD? Onde? Não notei que qualquer cartaz tivesse sido retirado! Pois é pela boca morre o peixe...

Monte Cristo disse...

Meus Caros

Apesar de ter pensado não entrar mais neste tipo de diálogos, pela sua grande «elevação» e capacidade argumentativa (enfim, é este o nível cultural que sucessivos governos PS e PSD deram ao povo português...) sempre vos aconselho a dar uma vista de olhos ao que foi agora publicado no blog www.umaterrasemamos.blogspot.

Depois, digam-me o que pensam do assunto, de forma honesta e objectiva. Com a elevação possível. Pode ser?

Gonçalo de Castro disse...

Acabei de ler, no www.seixalsim.blogspot.com, um interessante artigo retirado, na íntegra, do Correio da Manhã.

Não sei porquê, acho que bastante vos interessaria. Chama-se «Socialismo» de rosto desumano.

É que, compartilhando as vossas preocupações ambientais, onde o abate de pinheiros e a destruição de zonas naturais em benefício do cimento se destacam, não deixo de pensar que um ser humano também merece ser tratado com alguma dignidade por parte dos poderes instituídos.

Se quiserem ler e comentar, com igual espírito de ecológica humanidade, muito grato ficaria.

Gonçalo Rodrigues de Castro

Filipe de Arede Nunes disse...

Ao anónimo que fala sobre a não retirada do cartaz da JSD, apraz-me dizer o seguinte:
conforme pode ser consultado através do comunicado de imprensa publicado na comunicação social e no blog da JSD-Seixal, nunca tal dito que a CMS tinha retirado o cartaz. O que se passa é que foi levantado um processo contra-ordenacional contra a JSD-Seixal tendo em vista remover o dito cartaz. No entanto a JSD-Seixal pediu que a Comissão Nacional de Eleições se pronuncia-se sobre o assunto, tendo a mesma emitido parecer totalmente favoravel à pretensão da JSD, tendo também respondido ao processo na fase da audiência dos interessados.
No entanto, o Sr. Presidente da CMS afirmou em AM que o cartaz era para retirar.
Neste momento, a JSD-Seixal aguarda serenamente o resultado final do processo.
No entanto, não posso deixar de mencionar que o processo levantado é em si anti-democrático e totalitário, violando os mais basilares principios do Estado de Direito Democrático e da participação política. Revela a massa daqueles que estão à frente da CMS e o que estão disposto a fazer para calar quem os contesta.
Saudações Democráticas,
Filipe de Arede Nunes

Filipe de Arede Nunes disse...

Errata:

onde se lê pronuncia-se, deveria ler-se pronunciasse.

Anónimo disse...

O Sr. Dr. Filipe, o processo é anti-democrático?, então o que dizer da Câmara do PSD do Porto que retira, sem qualquer aviso, a propaganda da CDU! O menino antes de falar olhe para aquilo que fazem os autarcas do seu partido, pense e depois fique calado, que é a única maneira de não dizer asneiras!

o josé disse...

Já que se falou da necessidade de tratamento digno das pessoas, algo que partilho com o sr. g. de castro, gostaria também de voltar a chamar a atenção para uma situação de conteúdo diferente, mas que também nos faz lembrar da mesma necessidade de tratamento digno das pessoas: o caso do "menino no esgoto".
em 17 FEV 2005 no DN:
http://dn.sapo.pt/2005/02/17/sociedade/morte_menor_esgoto_seixal_chega_a_ju.html
em 27 de Junho de 2007 no Sol:
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=42011
e em 7 de Julho no Corrio da Manhã:
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=157461&idCanal=10

Filipe de Arede Nunes disse...

Meu caro amigo anónimo.
Não me cabe fazer a defesa dos interesses do PCP onde quer que seja. Se no Porto se retira propaganda ilicitamente cabe ao representantes do PCP usarem do meios que estão ao seu dispor.
A falta de fundamento no processo levantado pela CMS é evidente, tal como foi demonstrado pelo parecer da Comissão Nacional de Eleições.
Seja como for, o único objectivo do meu comentário foi esclarecer os leitores sobre a questão que foi referida.
Agora, que o método utilizado pela CMS foi anti-democrático e violador do principio da igualdade, foi!
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

Filipe de Arede Nunes disse...

Quanto ao facto de dizer ou não asneiras, é em primeiro lugar preciso demonstrar que as digo, ou não.
Em segundo lugar, como qualquer pessoa que verte as suas opiniões, podem estas não estar sempre suficientemente fundadas.
Seja como for, assino sempre o que digo, e assumo sempre a responsabilidade inerente às minhas afirmações.
O mesmo não se pode dizer daqueles que não assinam os textos que escrevem e se limitam a atirar meia dúzia de frases para o ar!
Cumprimentos,
Filipe de Arede Nunes

ex-militante disse...

Aki se vê o nível a k desceu o PÊCÊ!