sexta-feira, março 03, 2006

MOITA - PROTECÇÃO AMBIENTAL DUAS VISÔES À ESQUERDA









Já aqui demonstrámos a hipocrisia formal e real, de como os autarcas eleitos pela CDU aplicam na prática uma politica supostamente verde e de protecção ambiental.

Para estes autarcas a postura é também aquela de que eles são os únicos defensores do ambiente em Portugal, por isso não admitem a critica ou a sugestão seja de quem fôr fora do seu espaço politico/partidário - por alguma razão criaram o PEV- entretanto nestas autarquias a qualidade ambiental é paupérrima, a qualidade de vida das populações degrada-se de dia para dia e o betão alastra em todas as direcções com um aumento exponencial das àreas construídas.

No entanto são exímios criadores de fait-divers ambientais e criticos de tudo aquilo que se faz fora da sua jurisdição, junto um excelente exemplo a proposito de uma proposta de protecção ambiental apresentada na Moita pelo Bloco de Esquerda (como poderia ter sido por outro partido ou grupo de cidadãos) , e regeitada liminarmente pelos PCP/Verdes (em maioria):

Um exemplo de quem não faz e pior, não deixa fazer, ou como se brinca em Portugal com coisas sérias e às Assembleias da República dos pequeninos.

__________________________________________

Defesa e Preservação dos Espaços Verdes

Moção apresentada pelo BE na Assembleia Municipal da Moita




Considerando que:

- A preservação dos espaços verdes, constitui um factor preponderante na qualidade de vida da população.
- Face ao acelerado crescimento urbano, torna-se fundamental a planificação, implementação e conservação, dos espaços verdes, constituídos por relvados, jardins ou zonas de floresta.
- Ao longo de anos temos vindo a assistir ao abate sucessivo de árvores e à destruição de algumas manchas florestais, no nosso Concelho.

O BE propõe:

1- A realização de um debate concelhio, sobre a importância da “Preservação dos Espaços Verdes no Concelho da Moita”, envolvendo o Ministério do Ambiente, Autarquias, Escolas, Colectividades, Organizações Ambientalistas e Empresas.

2- A elaboração de um plano de reflorestação, do Concelho da Moita, envolvendo as Autarquias, as Escolas, as Colectividades e a população em geral.

3- Que o próximo dia Mundial da Floresta, seja dedicado ao sobreiro, como uma espécie protegida e de grande significado para o nosso Concelho.

4- Que esta iniciativa se concretize através de um programa conjunto, das Escolas em articulação com o Viveiro Municipal da Moita, de modo a possibilitar a plantação simbólica de sobreiros, em locais a definir.

Autarcas do BE na Assembleia Municipal da Moita

*A Moção sobre "Defesa e Preservação dos Espaços Verdes", foi rejeitada pela Assembleia Municipal no passado dia 24 de Fevereiro.
Esta Moção apresentada pelo BE, obteve a seguinte votação:
  • A Favor: 3 BE e 8 PS
  • Abstenções: 2 PSD e 4 CDU
  • Contra: 19 CDU

Considerando o tema e o conteúdo desta Moção, este facto deve ser divulgado e rebatido políticamente.

Da bancada da CDU, apenas três vozes se pronunciaram contra - Manuel Madeira, Heloísa Apolónia e Vicente Merendas.
Manuel Madeira na sua intervenção sempre sectária, tentou descobrir onde estava o ataque à Câmara e afirmou que aquela moção, deveria de referir o trabalho positivo que a Câmara tem feito nesta área dos espaços verdes. Não tendo mais a dizer Votou Contra.

Heloísa Apolónia, Deputada e Dirigente do Partido "Os Verdes", insurgiu-se contra a Moção, apenas porque os considerandos não estavam muito claros e nos pontos 3 e 4 referia-se uma proposta às escolas para a comemoração do Dia da Floresta, mas as Escolas já tinham o seu programa feito, por isso Votou Contra.

Vicente Merendas, também Deputado na Assembleia da República, alegou apenas que a Moção não se adaptava ao Concelho da Moita, para além de estar mal elaborada, e por isso Votou Contra.

A população do nosso Concelho tem de ter conhecimento destas posições. Demonstrando um sectarismo e uma cegueira política, estes elementos da CDU, revelaram uma posição retrógrada e contra o debate de ideias, impossibilitando construção de propostas que melhorem a qualidade de vida no nosso Concelho.

__________________________________________________

É assim a politica local ...e de protecção ambiental , na Margem Sul ...

7 comentários:

Anónimo disse...

O Ponto Verde assistiu à sessão da Assembleia Municipal da Moita ou passou a ser mera caixa de ressonância?

Ponto Verde disse...

Como sabe , não sou caixa de ressonância de coisa nenhuma, o que está aqui em causa é:
1)uma moção de preservação ambiental
2)Para mim era-me indiferente ter sido apresentada pelo BE, PS,PPM, PSD...ou até e preferencialmente pelo Zé dos Anzóis.
3) A questão é a hipocrisia politivca da senhora dita dos VERDES e restante prole, eleita sob a égie de uma coligação ecologista.

E se tem sido apresentada pelo Badoca? Já era considerada de outra forma?

Anónimo disse...

O Ponto Verde se não assistiu à sessão da Assembleia Municipal como é que pode fazer o relato do que se passou na mesma? Com indicação dos nomes das pessoas que intervieram e aquilo que alegadamente disseram? Não há duvida o Ponto Verde agora é uma mera caixa de ressonância!

Anónimo disse...

Os engulidores de cassetes e amigos dos betoneiros da Margem Sul a criticar uma voz livre e não alinhada.

AV1 disse...

Caro Ponto Verde, ao que parece nem o facto de os conteúdos da proposta estarem online, assim como as posições das pessoas, convencem as guardas pretorianas dos regimes destas bandas, que depois é claro criticam os blogs por serem "anónimos", mas nem um nick arranjam.

Anónimo disse...

Uma voz livre ou a voz do dono...
Pelos vistos faltou os argumentos ao Ponto Verde e daí teve de ir chamar os amiguinhos!

AV1 disse...

Dahhhhhhhhhh.........