domingo, março 05, 2006

DESPOLUIÇÃO DO TEJO - TRINTA ANOS DE MENTIRA NO SEIXAL














Diáriamente esgotos não tratados de 150000 habitantes são despejados nas àguas do Tejo, no Seixal (clique sobre a imagem para aumentar).



Há trinta anos que nos tentam convencer que quem vive no Seixal vive no melhor dos Mundos, para o justificar apresentam o número exponencial de novos habitantes, que chegarão aos 160000 segundo os números fornecidos pela própria autarquia, no entanto indicadores vários desmentem esta suposta qualidade de vida...agravada pela descontrolada explosão urbana.

Quem vê de outra forma vê um concelho sem qualidade, sem uma linha de desenvolvimento, sem ordenamento , com um crescente aumento da poluição do ar (os indicadores de ozono assim o sublinham) , uma perda exponencial da qualidade de vida da população, de espaços verdes e naturais um tráfego urbano insuportável e um rio cada vez mais poluído.

É a própria autarquia agora a assumir o que aqui temos denunciado e é sistemáticamente negado, ao contrário de uma suposta "recuperação da Baía do Seixal e do Tejo" há uma perda de qualidade das àguas porque, e citando a autarquia em noticia do PUBLICO de 2 de Março, vai ser construida finalmente uma ETAR que "vai permitir tratar os esgotos de 155 mil habitantes que são despejados directamente no Tejo"... mas vamos ainda ter de esperar por 2009 até vermos aquela Estação de Tratamento de Esgotos a laborar em pleno...

Ou seja, o Seixal é uma aglomerado urbano de 160000 habitantes , dos quais 155000 não têm os seus esgotos tratados sendo despejados directamente no Tejo, e caricaturalmente faz parte e preside à "Rede das Cidades Saudáveis da Europa" caricato não? Será que essa associação europeia sabe deste pequeno pormenor?

É que a Comissão Europeia já advertiu no inicio do ano passado o Estado Português por este não ter instalado em 18 localidades um sistema de tratamento de águas residuais avançado, obrigatório segundo as leis europeiar, sendo o Seixal uma dessas localidades (Correio da Manhã 27/2/06)

7 comentários:

João Ferreira disse...

Como é que isto é possível? Como se permite a construção da forma que tem acontecido sem tratamento de esgotos, isto é um crime.
Quer dizer que nem como contrapartida foi exigido aos construtores a construção de estações de esgotos? E o dinheiro que veio da CEE para estas coisas, para onde foi?
Foi a ultima vez que votei CDU estas ultimas eleições, já não me enganam mais, o que aqui tem sido descrito é demais.

André Santos disse...

Essa foto é flagrante.
Parece que a CMSeixal não é mesmo o mar de rosas que alguns pareciam querer descrever, em alguns comentários a posts anteriores...

É uma vergonha, não pode ser dito de outra maneira.
"Recuperar o Tejo" despejando nele os esgotos de 155mil habitantes não me parece uma boa estratégia...isto segundo a minha optica, claro...

António Dias disse...

Se o João Ferreira votou na CDU, eu votei no PS. Só que face a todas as mentiras que aqui tem sido escritas, vou passar a votar na CDU. O Ponto Verde há duas ETARs no Seixal, a de Miratejo e a de Fwernão Ferro e tu queres vender que essas duas ETARs só tratam os esgotos de 5000 pessoas... Por outro lado, é bom que se saiba o que aconteceu com as ETARS da peninsula de Setubal, Saberá o Ponto Verde que os governos do PS e do PSD preferiram devolvwer fundos comunitários a Bruxelas do que construir as ETARS?

Anónimo disse...

A ETAR de Fernão Ferro trata oa residuos, trezentos metros depois, no ribeiro formado por essa àgua tratada é-lhe despejado o esgoto sem tratamento de Pinhal dos Frades. Nesta CDU, nunca mais! João Névoa

Anónimo disse...

Era uma vez
Um Concurso Nacional
Onde era disputado
Quem tinha o maior Passivo Ambiental
De uma luta renhida
Lá saíram os resultados
Sines em Primeiro
Segundo o Seixal
Estarreja em Terceiro
Num universo de 506? Concelhos
O nosso Saudável Seixal
Não ficou nada mal…

;)
Ana S.

Anónimo disse...

:)))

Anónimo disse...

INTERESSANTES ESTAS "TRANSFERÊNCIAS" DE ELEITORADO ...